História I love you // Vmin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Amor, Bts, Dor, Jimin, Jungkook, Romance, Taehyung
Exibições 29
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Ficção, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A história vai ser baseada em Park Jimin e Taehyung. Talvez eu faça algumas mudanças daqui pra frente. Nesse capítulo quem vai narrar é o Jimin.

Capítulo 2 - A voz magnífica


Fanfic / Fanfiction I love you // Vmin - Capítulo 2 - A voz magnífica

Seriamente eu já estava preste a morre de tédio, não sei como tem gente que costuma gosta de escola. O barulho das pessoas me incomoda. 

Estava quase caindo da cadeira quando o sinal tocou, ainda bem. 

Agora eu ia ter aula de música, minha matéria favorita. Eu sempre gostei de cantar, mas sempre tive vergonha de cantar com alguém me olhando. Isso me deixava nervoso. 

A única pessoa que me ouviu cantar foi minha mãe, quando eu estava no auge dos meus seis anos de idade. 

Única e última, assim seja. 

Esbarrei em alguém sem querer derrubando todos meus livros que estava segurando.

Jimin: Me desculpe. -Passei a mão pelos cabelos e me estiquei para poder pegar os livros 

Desconhecido: Eu que devo desculpas. -Sua voz era grave e grossa 

Vi que ele também tinha se abaixado para poder me ajudar com os livros. Ele é realmente lindo. Seus cabelos eram loiros, isso fazia combinar com seu estilo. 

Desconhecido: Aqui -Disse me entregando os livros 

Jimin: É,obrigado! -Quase gaguejei

Desconhecido: Disponha, uma pergunta. Qual seu nome ?  

Jimin: Me chamo Jimin. Park Jimin. -Agora eu estava me levantando do chão - E você ?  

Desconhecido: Me chamo Taehyung. -Deu um sorriso -Aonde você está indo? 

Jimin: Eu estava indo para a sala de música 

Taehyung: Então vamos! 

Poderia até ser estranho seguir um total desconhecido que você só sabe o nome. Mas a minha curiosidade falou mais alto. 

Fui atrás dele, que as vezes olhava para trás. Paramos de frente a uma porta de madeira, ela continha uma pequena faixa com o nome "sala de música". Taehyung bateu nela três vezes que logo foi aberta por um senhor que aparentava ter uns vinte anos de idade. 

Abriu um sorriso largo quando viu Taehyung  e deu passagem para entramos. Passei por ele e vi que seu nome era "Mark" estava escrito isso no seu crachá. 

Mark: Então você é o aluno novo? 

Jimin: Sim senhor. 

Mark: Sai dessa de me chamar de senhor, me chame apenas de Mark. 

Sorri em resposta e fui em direção a umas das carteiras que estava por lá. Mas uma vez optei por uma no fundo da sala. 

Retirei um livro de dentro da mochila e  resolvi ler. Os livros sempre me davam inspirações para escrever músicas. Mesmo eu achando que não era bom o suficiente nisso. 

Esse livro falava de como a dança pode livrar do estresse e eu concordo.

Sempre tive o hábito de dançar enquanto cantava ou escutava música. 

"Isso liberta a alma e contagia o corpo. Faz com que nasça uma sincronização perfeita entre a música e a dança. "

Escutei uma voz suave e ao mesmo tempo grave entrando pelos meus ouvidos.

Ela é agradável de se escutar. 

Por um momento tirei minha atenção do livro e olhei em direção ao pequeno palco que tinha na sala. 

Taehyung estava sentando no piano tocando, enquanto cantava. 

Ele realmente é uma pessoa admirável. Tão admirável a ponto de chamar a atenção de todos que estavam na sala.

Seu olha se encontrou com o meu fazendo uma onda de arrepios no meu corpo. Seu olhar era tão intenso que eu poderia jurar que ele estava vendo minha alma. 

Mas Taehyung é um menino bonito e aparenta ser inteligente também. 

Será que é possível que me apaixone por ele? 

Claro que não. 

Não mesmo.

Nem sei porque pensei nisso, devo esta ficando louco. 

Acordei dos meus pensamentos e vi que ele ainda olhava para mim. 

Com o mesmo olhar. 

E a mesma intensidade.



Notas Finais


Não me apressem a escrever, calma.
Amanhã tento postar outro capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...