História Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Rap Monster, Soonyoung "Hoshi", Suga, V
Tags Bangtan Sonyeondan, Bts, Hoseok, Imagine Kim Taehyung, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Seventeen, Taehyung, Yoongi
Visualizações 1.772
Palavras 1.845
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Ecchi, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiie tudo boooom?

BOA LEITURA! ♥

Capítulo 8 - Consegui sentir seu cheiro


Fanfic / Fanfiction Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 8 - Consegui sentir seu cheiro


Logo saio dos meus pensamentos vendo S/N se retirando da mesa, não podia perder essa oportunidade, logo falo que vou ao banheiro e a sigo, ela foi para trás do restaurante, era um lugar muito bonito, um gramado com poucas árvores, ela se sentou e começou a ouvir música, ela estava tão serena, fiquei observando ela de longe,  até que decido ir falar com ela, me sento ao seu lado.

- Ah você não!? O que você está fazendo aqui! - Disse ela, ela parecia brava...


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Taehyung  Off.

-----------

S/N  On.


- Taehyung, saia daqui por favor, não me faça te odiar! - Falo me mantendo anestesiada de todo esse ódio que sentia.

- Não quero que me odeie, por que está assim comigo? - Ah seu idiota, está agindo como se nada tivesse acontecido, até parece que ele não sabe o por quê! Ok, vamos jogar esse joguinho.

- Assim como? Estou normal, nada aconteceu para eu ficar estranha não é? - Pergunto bufando e me fazendo de tonta, igual ele.

- Não bufa para mim! - Fala ele e eu bufo novamente - Aish S/N! - Reclama.

- Nada aconteceu né, então me deixe! - Bufei de novo.

- Sim, nada aconteceu. - Fala ele com a mão na nuca.

Aaaaish ele realmente está fazendo isso? Não falei mais nada, fiquei quieta, o silêncio falava por mim.

- Você está muito bonita. - Fala ele sorrindo meio sem graça, ele estava envergonhado, podia sentir, eu estava de olhos fechados com a cabeça um pouco para trás, então não consegui ver sua expressão, mas dava para sentir que ele envergonhado e incomodado com a situação. 

- Obrigado. - Falo curta e grossa.

- S/N!!! POR QUE ESTÁ ASSIM COMIGO??? - Pergunta choramingando. 

- Ah Taehyung, pare de fingir que não sabe o que aconteceu, ja está me irritando, você sabe muito bem o que aconteceu...- Falo abrindo os olhos e olhando para Taehyung - Poxa Taehyung, logo a Lee, não tinha uma menina mais decente não? Tem tanta menina legal,  justo ela que é a menina que eu mais odeio. - Falo suspirando.

- Eu sei, é que.... - Ele começou a falar, mas não continuou.

- É que o quê Taehyung? - pergunto impaciente. 

- Desculpe, não posso lhe falar o porque de eu estar fazendo isso, mas fique sabendo que não faço por que eu quero! - Fala ele e vejo um olhar piedoso, era uma coisa tão fofa, mas não sei se acredito, tem gente que consegue mentir até  no olhar.

- Ok Taehyung, melhor eu acreditar nisso, porque não sei se você sabe, mas essa menina já me fez muito mal, e você é uma pessoa boa, merece uma menina como você! - Falo mais calma.

- Está com ciúmes? - Pergunta ele rindo.

- Não, eu não estou com ciúmes, só que você é meu amigo, e lhe desejo o bem, coisa que essa menina nunca vai te trazer! - Falo.

- Eu sei disso, mas é como eu disse, não faço porque eu quero! - Ele fala, eu acredito nele, confio nele.

Desde que os meninos chegaram eu mudei um pouco, não sou a mesma, ganhei amigos novos, depois do que aconteceu com meu antigo namorado, não me abri nem para amigos novos, mas com a chegada deles eu estou mais feliz, não me sentia assim há muito tempo, eles já fazem parte da minha vida. Então eles provaram que merecem minha confiança, vou confiar em Taehyung. 

- Está bem Taehyung, eu acredito em você. - Falo dando uma risada desmanchando minha cara feia.

- Por que está me chamando de Taehyung? - Pergunta ele fazendo bico. - Antes você me chamava de Tae!

- É que eu estava brava com você! - Falo rindo. - Desculpa Tae!

- Assim é melhor. - Fala ele.

Começamos a conversar sobre nossas famílias, falamos sobre minha mãe que era funcionária de seu pai, falamos sobre coisas aleatórias, e quando vimos já tinham se passado quase 4 horas, a gente tinha que voltar, mas estava tão legal ficar conversando com Tae, eu não queria voltar, Tae também não, então ficamos mais 15 minutos, até que alguém veio chamar ele, adivinha quem...Sim, Lee, por que ela nunca me deixa em paz?

- Taezinhooo!!! Você está aí, você estava demorando muito no banheiro, com certeza essa cadela te obrigou a ficar aqui com ela né! - Fala ela vindo abraçar ele.

Eu não disse nada, só estava olhando, nunca liguei para os chingamentos dela, não falava nada, só observava ela se jogando para cima do Tae e ele tentando evitá-la.

- Está bem Lee, vai indo lá para mesa que eu já vou!  - Fala ele se soltando dela.

- Não vou te deixar sozinho com essa aí. - Fala ela apontando para mim.

- É rápido. - Ele fala

- Está bem, estou te esperando Taezinho. - Fala ela entrando no restaurante.

- Bom....desculpe S/N! - Fala ele com um tom triste.

- Tudo bem Tae, pode ir! -  Falo forçando um sorriso

- Me desculpe mesmo! Você não vem? - Ele pergunta apontando para o restaurante. 

- Não vou, vou ficar aqui mais um pouco.  - Falo e ele assente.

- Então...tchau! - Fala ele se aproximando lentamente para dar um beijo em minha bochecha, quanto mais ele se aproximava, meu coração batia mais forte.

Até que ele rela seus lábios em minha bochecha, conseguia sentir seu cheiro, era maravilhoso, não foi um beijo rápido, ele permanece seus lábios em minha bochecha por uns 7 segundos, ele tira seus lábios da minha bochecha, mas não se distancia, ele continuava com sua bochecha colada na minha, continuou nessa posição por alguns segundos, seu corpo já estava muito próximo ao meu.

- Até amanhã S/N. - Ele sussurra me fazendo arrepiar, se distancia um pouco, me olha e sai em passos lentos para o restaurante.

Fiquei ali parada tentando entender o que tinha acabado de acontecer ali, o que estava contecendo comigo? Por que eu deixei ele se aproximar tanto de mim? Eu estou ficando louca, não, eu estou bem, é só sono...

Voltei para o restaurante depois de um tempinho, Tae e a sua família já tinham ido embora, sentei novamente ao lado da minha mãe, pedi um prato e comi, estava morrendo de fome.


[Quebra de tempo...]

Eu e minha mãe tínhamos chegado em casa, fomos para nossos quartos, tomei outro banho, tirei toda minha maquiagem, coloquei meu pijama e fui dormir, amanhã tinha aula.


NO DIA SEGUINTE...


Acordei 6:00 com o despertador, mas dessa vez não o quebrei, fui a até o banheiro, fiz minhas higienes matinais e fui tomar um banho bem rápido, passo base, rímel e coloco meu uniforme, desço para tomar café, dou bom dia para minha mãe, como alguns biscoitos e pego uma maçã para comer no caminho, me despeço da minha mãe e saio para a escola comendo minha maçã.

Chego e vou ao encontro de Yang Mi que me esperava na entrada da escola como sempre.

- Oi S/N! - Fala Yang vindo até mim.

- Oi Yang! - Falo sorrindo.

- Como foi ontem? - Ela pergunta. 

- Não foi muito bem, Lee estava lá. - Falo fazendo careta.

- Meu Deus, deu treta? - Pergunta ela com os olhos arregalados.

- Claro que não, você sabe que eu não sou de fazer essas coisas! - Falo dando um tapinha fraco em seu ombro. 

- Me conta o que aconteceu louca... - Fala ela.

Contei tudo que havia acontecido, até a parte do Tae, ela ficava dizendo que ele gostava de mim. Até parece né, Kim Taehyung gostando de mim? É muita ilusão para a minha mente, ele também parece ser bem...como posso dizer...galinha.

- Ai S/N, ele gosta de você sim, quem que faz o que ele fez com você sem uma segunda intenção, me poupe né. - Fala ela.

- Não, ele não gosta de mim, e eu não gosto dele, pronto resolvido, e não quero mais que toque nesse assunto, por mais que ele gostasse de mim,  não quero me envolver com alguém, não quero nem pensar em gostar de alguém novamente, sempre dá merda, eu sempre saio machucada, estou ótima sozinha!  - Falo com firmeza. 

- Está bem, calma, eu só estava brincando, mas você tem que esquecer passado, viver o presente, e não pensar no que pode acontecer, as vezes a gente tem que apenas viver, se arriscar! - Fala ela, a filósofa.

- Não, me arriscar nunca mais, esquecer o passado é impossível, sempre vou carregar essa dor comigo, não pensar no futuro é inconsequente, as vezes Yang...a gente tem que pensar, e o presente é só o presente, fazemos o que achamos certo, e na maioria das vezes erramos! - Falo.

- Não S/N, você está errada, a gente tem que ser feliz, sem ser pessimista, fazer as coisas que gostamos, experimentar sensações novas, tipo o amor, a felicidade, a raiva, tristeza, todos temos nossas fazes, mas um dia essas fazes passam, e nós vamos nos arrepender de não ter vivido o que a vida nos proporcionou, E AGORA VAMOS PARAR COM ISSO QUE JÁ ESTÁ FICANDO CHATO, ESTÁ IGUAL A AULA DE FILOSOFIA, DAQUIA POUCO EU ESTOU DORMINDO! - Fala ela rindo e eu rio também. 

Logo entramos na sala, a maioria dos alunos já estavam lá, eu e Yang Mi conversamos muito na entrada, avisto os meninos, eles já estavam em seus lugares, quando olho pro Tae, o mesmo me olhava, abaixei a cabeça e fui me sentar.

Para minha "sorte", tinha esquecido que eu sentava na frente do Tae, então era impossível eu ir me sentar sem olhar para ele, e se eu fosse me sentar sem cumprimentar Tae, seria falta de educação, Tae é um dos meus melhores amigos, então paro do lado da minha certeira e cumprimento os meninos.

- Oi meninos! - Eu e Yang Mi falamos.

- Oi amorzinho, Oi Yang Mi! - Fala o ChimChim.

- Amorzinho? - Pergunto levantando uma sobrancelha.

- Sim, porque você é fofa e linda, então é um amorzinho!  - Fala ele dando um sorriso extremamente fofo, corei com seu comentário, não sou uma pessoa que cora toda hora, dificilmente isso acontece. 

- Olá S/N, Olá Yang Mi! - Fala Kookie e eu e Yang Mi sorrimos para ele.

- Oi pequena, Olá Yang Mi! - Fala Taehyung acenando para Yang Mi e apertando minhas bochechas.

- O que deu em vocês para me darem apelidos carinhosos? - Pergunto e arqueio uma sobrancelha mas bem na hora que eles iam responder o professor chegou e nós nos sentamos.

- Bom dia turma, como não vou passar prova, vou dar um trabalho valendo a mesma nota, vai ser em dupla, não me decepcionem, vou citar as duplas :

- Park Jimin e Mina. - Vejo um sorriso malicioso se formar no rosto de Mina, Jimin ficou apavorado coitado.

Mas logo ele vai até o professor cochichando algo em seu ouvido e logo vejo que o professor trocou sua dupla.

- Pessoal eu errei, me desculpem, recomeçando :

- Park Jimin e Young Eun. - Um menino da nossa sala. Quando o professor disse, vejo Jimin sorrir aliviado.

- Yang Mi e Kim Taehyung. - Eles deram um toque de mão

- S/N e Jeon Jungkook. - Sorri para o Kookie e o mesmo restribui.

- ..................*ele foi falando o resto das duplas*





CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpem qualquer erro ortográfico.
Até mais!!♡
BJÃO♥♥♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...