História Imagines - Magcon - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~JuhRA

Visualizações 240
Palavras 1.930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee gente, eu sei que não estamos postando os capítulos com a mesma frequência de antes, mas é pq as férias acabaram, e agora está mais corrido para escrever.

Esse é o pedido da ~MelMala

Boa leitura❤

Capítulo 9 - Shawn Mendes - You...


Fanfic / Fanfiction Imagines - Magcon - Capítulo 9 - Shawn Mendes - You...

Mel Point Of View

—Finalmente! — exclamo cansada após finalmente conseguir montar aquela maldita barraca.

—Hahaha.— Sabrina ri de minha expressão.

—Mano, que calor!— diz Jack G tirando a camisa.

—Vamos nadar?— Diz LOX toda animada, também tirando sua blusa.

—Vamos!— a maioria concorda, inclusive Sabrina que tira sua roupa rápido ficando apenas de biquini, e ela sai em disparada atrás dos meninos.

—Você vai?— Shawn pergunta caminhando em minha direção.

—Acho que não, não estou muito afim de nadar.— digo com expressão desanimada.

—Vamos pelo menos ficar com eles?— Shawn me pergunta percebendo minha desaminação.

—Tudo bem...— digo tirando a blusa, revelando um biquíni vermelho por baixo.

Ele segura na minha mão e meguia até a cachoeira.

[...]

—Então, por que está tão tristinha?— ele me pergunta enquanto todos brincavam de jogar água e pular na perigosa cachoeira.

—Ah, tá tudo um inferno, as coisas em casa com meus pais estão de mal a pior. Eles já estão planejando o divórcio. Eu e o Taylor terminamos de Vez... Eu nem queria vir a Sabrina que me arrastou.

—Poxa mel, que saco.—pausa.— Mas já que você veio o que custa aproveitar um pouco?— ele pergunta se levantando.

—Shawn...—digo revirando os olhos.

— Por favor.— ele pede com aquele olhar de cachorrinho que caiu do caminhão de mudança, e estende sua mão pra mim — Tudo bem!— seguro em sua mão e ele me ajuda a levantar da rocha em que estávamos sentados.

—Quem vai primeiro? — ele pergunta se aproximando da cachoeira.

—Você!— empurro ele e o mesmo cai na água. Solto gargalhadas quando ele sobre até a superfície e me mostra o dedo do meio. Mostro a língua pra ele e pulo na água em seguida.

Eu nado para longe do mesmo o provocando e ele vem atrás de mim, até que ele consegue pegar meu pé me puxando.

—Te peguei.— ele diz após juntar o meu corpo ao seu.

Saio de seus braços e riu dele.

—Tá fraquinho hein Mendes.— nado para longe de novo e ele me segue.

—Isso não vai ficar assim não.— ele me pega me tirando da cachoeira me deitando na margem da mesma me fazendo cócegas.

—Shaw...Shawn...para...por...favor...— tentava dizer rindo descontroladamente.— não...consigo... respirar...

Ele para com as cócegas e eu me recomponho pulando de volta na água.

Ele pula comigo e ficamos o resto da tarde brincando um com o outro.

~Algumas horas depois~

Shawn Point of View

Depois de um tempo na cachoeira saímos e voltamos para as barracas.

Coloco uma camiseta cinza é uma calça de moletom preta e fico aguardando o resto se trocarem para irmos na fogueira que improvisamos mais cedo.

Estava deitado quando Cameron– que dividia a barraca comigo– entra e coloca sua roupa.

Depois de um tempo G entra pronto também.

—Sua barraca é lá com o Jonhson.— digo após ter que ficar meio apertado para o mesmo se juntar a nós.

—Shhhhhhhh.— G coloca o dedo indicador em frente a boca e eu levanto a mão em redenção.

—Nossa...Cameron quem você vai pegar pra ter passado esse perfume?— digo inalando o perfume que Cameron havia passado.

—Só tem a Mel e a Sabrina de menina aqui além da Lox.— ele diz e eu e G nos entreolhamos.

—E você Mendes, vai pegar a Mel? Ouvi dizer que ela tá solteira.— antes que eu respondesse J surge do além.

—Vamo logo come, meu povo.— ele diz e some.

Vamos para a fogueira e nos sentamos em volta da mesma, vejo Mel e Sabrina se aproximarem e Mel estava linda.

Ela usava uma jardineira clara e um top com renda (Shawn o entendido de moda).

—OPA.— ouço Gilinsky falar e segurar em mim.— Quase escorreguei com a poça de baba sua que tem no chão.

—Shhhhhhh.— faço que nem ele mais cedo e ele sai.

Cameron chama Sabrina para se sentar ao seu lado e por acaso o único lugar que sobra à Mel é ao meu lado.

Ela se senta e pega um Marshmallow o colocando na fogueira, olho para Cameron e o mesmo ria de alguma piada que Sabrina contara, ou estava apenas fingindo achar graça para pegá-la depois do jantar.

—Obrigada.— diz Mel para mim depois de terminar de comer.

—Pelo o quê?— pergunto confuso.

—Por me divertir hoje atarde, me fazer esquecer de tudo que eu estou passando.— ela diz e a puxo para um abraço de lado.

Estava comendo um Marshmallow quando Cameron levanta e vai em direção às barracas, cinco minutos depois vejo Sabrina se levantar e sair.

Eu e G nos olhamos e começamos a rir, e o resto do pessoal não estava entendendo nada.

Termino de comer e saio com Mel, para irmos as barracas, fomos até a barraca dela e quando a mesma abre se depara com Cameron e Sabrina aos beijos.

—Eita o negócio tá bom aí, podem voltar ao que estavam fazendo.— ela fecha a barraca e saímos rindo.

—Quer dar uma volta?— sugiro à mesma.

—Vamos pra sua barraca mesmo.— ela responde e nós vamos.

Ela entra e eu entro em seguida fechando a barraca.

Estava começando a esquentar então descido tirar minha camiseta.

Mel Point of View

Estavamos eu e Shawn naquela barraca que deveria ter uns 15 m², e de repente começa a esquentar, então Shawn tira a camisa.

Foi como em um cena de câmera lenta, ele puxava a barra de sua camiseta pelo seu abdômen definido, seu peitoral revelando aquele belo corpo que apenas Shawn Mendes tinha.

Shawn percebe eu acompanhar suas mãos subindo a camiseta até o mesmo a tirá-la de uma vez.

Nós deitamos na barraca e ficamos encarando o teto da mesma.

—Que tédio... — digo suspirando.

—Vamos brincar de perguntas e respostas?— Shawn pergunta.

—Como assim?

—Um pergunta e o outro responde, é bem fácil.— ele diz com um tom irônico e eu reviro meus olhos.

—Quem começa? — pergunto.

—Você já começou, minha vez.— pausa— Uhm... Com quantos caras já ficou?

—Você acha que eu fico contando?— pergunta arqueando a sobrancelha.

—Sim.— Shawn responde.

—Sei lá, uns 12, mas foi só "ficar"

—Até que não é muito.— ele diz dando risada de leve.— Sua vez.

—Primeira vez? — digo já partindo para um lado mais íntimo.

—15, não muito boa, mas necessária. E você?

—17, não foi em uma cama coberta de pétalas de rosa e o quarto iluminado por velas, mas não tenho muito a reclamar. — digo dando de ombros.— Com quem foi a sua?

—Alexia. E você?

—Tay... —digo e Shawn revira os olhos parecendo um pouco desapontado.

—Really?

—Eu namorava o cara! Uma hora ou outra ia acontecer, já você perdeu a virgindade com a ALEXIA?— digo dando risada no final.

—Ela era mais velha, experiente, achei que poderia me ensinar algumas coisas.— ele diz tentando se justificar.

—E você aprendeu direitinho? — pergunto com um sorriso malicioso no rosto.

—Sim, mas não graças a ela.

—E você... Tá gostando de alguém? —_ pergunto tentando sair do climão mas entrando em um ainda pior.

—Aham.— ele demora um pouco para responder.

—E... Eu conheço? — pergunto curiosa.

—Conhece, e conhece muito bem.— Ele diz e se aproxima de mim.— Quer saber quem é?— ele pergunta e eu indico que "sim" com a cabeça.

Então ele se aproxima mais e roça os lábios no no meu pescoço, subindo até a minha orelha.

—Você.— ele sussurra e lambe o lóbulo da minha orelha me deixando arrepiada.

Partimos para um beijo calmo mas ao mesmo tempo com desejo, coloco uma de cada lado dele, assim, sentando em seu colo. Nossas línguas brigavam por espaço até que nos separamos por falta de ar. Desço as alças na minha jardineira, e Shawn desde as alças do meu copped dando alguns beijos nos meus ombros.

Logo Shawn me ajuda a tirar meu cropped me deixando apenas com o shorts da jardineira e com um sutiã azul, que não dura muito tempo em meu corpo, já que Shawn o tira sem pensar duas vezes.

Shawn revela meus seios e ele faz sua trilha de beijos até os mesmo, logo Shawn começa a chupar meu seio direito massageando o esquerdo e vice-versa.

Ele volta a me beijar e eu o deito ficando por cima, faço uma trilha de beijos pelo seu pescoço, peitoral e abdômen até chegar a barra de sua calça, a tiro junto com a boxer revelando seu membro já ereto.

Começo a masturbá-lo tirando gemidos baixos de Shawn, não penso duas vezes e abocanho seu membro fazendo movimentos de vai e vem e usava minha mão para masturbar o que não cabia em minha boca.

Sinto as veias de Shawn engrossarem e ele goza em minha boca, eu engulo tudo e o beijo, ele inverte as posições agora ficando por cima.

Ele tira meu shorts e minha calcinha e começa a beijar minha virilha me fazendo arfar, ele começa a estimular meu clitóris e quando viu que eu estava lubrificada sem nenhum aviso Shawn penetra um dedo em minha intimidade.

Logo ele penetra outro me fazendo gemer baixo, então ele decide trocar seus dedos pela língua, eu gemia baixo para não sermos ouvidos e um tempo depois chego ao meu ápice, ele me beija roçando nossas intimidades e então peço.

—Shawn, vamos logo com isso.— ele entende meu recado e começa a procurar uma camisinha em sua bolsa.

Ele coloca a proteção em seu membro e se posiciona em minha entrada me penetrando lentamente.

Sinto nossas coxas se tocarem e então Shawn começa com estocadas lentas.

—Shawn...mas rápido.— peço entre gemidos e mexo meu quadril, o mesmo atende meu pedido aumentando a velocidade das estocadas.— Awn Shaawn.— gemo e arranho sua costa.

Ele me beija para abafar nossos gemidos e minutos depois chego ao meu ápice.

Mas Shawn ainda não havia chegado no seu, ele dá mais algumas estocadas e goza.

Ele sai de dentro de mim e tira a camisinha dando um nó na ponta e cai cansado ao meu lado.

Deitamos um pouco ofegantes mas após me recuperar eu logo começo a deslizar minha mão pelo abdômen do Shawn, até chegar perto de seu membro. Fico brincando de deslizar o dedo e a unha de leve pela sua virilha o deixando arrepiado.

Em movimentos muito lentos e calmos coloco as minhas mãos geladas no membro de Shawn e envolvo o mesmo, começo a masturbar ele até que seu membro estava pronto para outra dose.

Sem nem dizer nada ele pega outra camisinha na bolsa e veste seu membro novamente.

—Você é prevenido né?— pergunto rindo.

—Sempre.— ele diz e vem ficando por cima, mas eu barro ele com a mão, o empurrou de leve e faço o mesmo deitar.

—Agora quem domina sou eu amor.

Sento em seu colo e rebolo devagar, encaixo seu membro na minha intimida com a mão. Me sento devagar no membro de Shawn e logo começo as calvagadas.

—M-mel.— Shawn fala com dificuldade.

Aumento a velocidade e começo a quicar mais rápido em seu membro.

Dessa vez chegamos ao nosso ápice juntos.

Eu já estava saindo de cima dele quando o mesmo pede:

—Não sai, deixa eu ficar um pouquinho dentro. Gosto da sensação.— concordo com a cabeça e sinto o membro dele amolecer dentro de mim.

[...]

Estávamos deitados um do lado do outro, ainda nús.

—Shawn...

—Que foi?— ele pergunta se virando pra mim.

—Você só disse aquilo pra me comer? — pergunto direta

—Claro que não! Mel... Eu não sou esse tipo de pessoa.

—Promete que se não der certo nós vamos continuar sendo amigos?— pergunto e ele indica que "sim" com a cabeça.

Passamos alguns segundos em silêncio até que eu decido quebrar o mesmo.

—Sabe uma coisa que eu sempre quis fazer?— pergunto.

—O quê?

—Nadar pelada.—digo rindo.

—Sem roupa você já está, falta um lugar pra nadar.

Na mesma hora levanto e coloco minha calcinha e a blusa do Shawn.

—Vamos?— pergunto.

—Vamos!— ele coloca seu shorts e vamos correndo pra cachoeira recebendo olhares de desentendimento de ambos os Jack's.

[...]

Estávamos ficando com frio e decidimos voltar para o acampamento.

—Caramba Shawn, que estrago fizeram em você. —Gilinsky diz se referindo as costas arranhadas de Shawn.

Como resposta Shawn apenas sorri e me puxa para perto de si.

—Boa noite.— Ele diz para os meninos.

—E aí? Preparado para outra?— sussurro em seu ouvido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...