História Imagines- Aleatórias ♡ - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 77
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ALGUÉM ME SALVA QUE TÔ QUASE ENFORCANDO UMA PESSOA, ou eu mesma. 😐
Deve ter ficado meio confuso, mas qualquer coisa é só perguntar.

Capítulo 5 - EunWoo (Don't forget me)


Fanfic / Fanfiction Imagines- Aleatórias ♡ - Capítulo 5 - EunWoo (Don't forget me)

Eu estava correndo meio desesperadamente pela rua, sem olhar se carro algum estava passando, e quem iria ligar se um me atroprelasse? (S/A) está viajando e acabaria sendo a última a saber, o resto dançaria em meu túmulo...

Suspirei já vencida pelo cansaço e direcionei para um dos bares mais próximos, aquela não ia acabar sendo a primeira vez que desmaiaria no meio do caminho e se for para ser a segunda, que seja com estilo.

Ri baixo e olhei para todos naquele local, cada um com problemas, outros ali apenas para conversar com amigos... e eu...

-Boa noite...me dê o de sempre por favor...- falei de cabeça baixa e notei o olhar de umas das pessoas sobre mim.

-Parece que teve um péssimo dia...não acha que é muito nova para beber?- ele continuou a olhar para mim e eu apenas o encarei, meio irritada pelo que o mesmo havia acabado de falar.

-Pelo visto alguém...- acabei sendo interrompida pela onda de pensamentos que invadiu meu cérebro.

Ele tinha olhos bonitos, o cabelo arrumado de uma forma que o deixava mais atraente e o perfume...agradável e não muito exagerado e para completar a voz que parecia mais um calmante.

-Desculpe...mas já tenho idade suficiente para poder beber...- ri e me aproximei um pouco mais dele.

-Prazer, EunWoo.- ele estendeu a mão para mim o cumprimentar e eu dei um pequeno sorriso.

-(S/N)... Não sou grossa assim, normalmente. - dei um sorriso sem graça e cocei minha nuca.

----------

-Você se engasgou...- ele riu e todas aquelas palavras foram ouvidas por mim como um zumbido.

Ri e acabei tropeçando em meus pés.

-Acho que esqueci seu nome...- ele veio em minha direção, me ajudando a ficar de pé novamente.- Pode simplesmente me colocar dentro de um táxi...e me esquecer...como todos os outros...- uma vontade imensa de chorar invadiu o "eu" ainda meio consciente e eu chorei, igual um bebê, prestes a engasgar.

-Vêm...vou te deixar pelo menos em sua casa...- o sorriso dele transmitia confiança e me deixava segura, mesmo sendo alguém que havia conhecido fazia poucas horas.- Eu não vou te esquecer.- ele sussurrou perto do meu ouvido, tão perto que a respiração dele ficou contra minha pele.

Em um ato meio instintivo eu virei meu rosto e puxei ele para perto de mim, selando nossos lábios.

E então tudo se apagou...

-----------

Acordei com a cabeça doendo e algo passando pelos meus pés, me assustei e acabei pulando no sofá, encontrando meu cachorro correndo pela sala logo em seguida.

Sorri e encontrei um bilhete em cima da mesa, o que não me surpreendeu muito já que meus amigos que me buscavam sempre faziam isso.

Suspirei vencida pela dor em todo meu corpo e então me sentei no chão, com Puppy pulando em cima de mim logo em seguida. O bilhete estava com um aroma familiar, mas não conseguia me lembrar, tudo parecia um borrão, a não ser pelos meus olhos inchados.

- Você se lembra quem foi que deixou isto aqui? - perguntei para Puppy e ri do meu ato.- Óbvio que você não deve saber...mas pelo menos ficou aqui.- acariciei sua cabeça e recebi uma cara melada de baba como agradecimento.

"Desculpa por sumir tão de repente assim, mas foi legal falar com você (S/N) :)"

Era ele novamente, um rosto embaçado na minha memória, mas a voz era a única coisa que estava mais clara junto com o...beijo? Se eu realmente fiz isso, ele deve ter sido gentil e... eu não lembro...

______

Eu havia passado o resto do fim de semana como todos os outros, com a cara enfiada no travesseiro e a vontade de correr pela casa berrando aumentou.

Era difícil pedir para poder correr para os braços daquele garoto, porque mais parecia uma mentira.

Meus pais apareceram repentinamente com presentes e eu não entendi muita coisa, já que não olhava o calendário a muito tempo.

Eles estavam animados apesar do meu humor e queriam que eu fosse comemorar meu aniversário em um jantar em família, que era feito todos os anos, porém dessa vez disseram que iria ser diferente.

Eu não queria ir muito chamativa, preferiria me manter fora dos holofotes da família e do campo de visão de alguns amigos. O que acabou sendo meio fácil já que uma de minhas primas iria se enfeitar até demais

------

Quando chegamos no restaurante, fiquei surpresa pela quantidade de pessoas ali, a maioria meio séria.

Suspirei e então me sentei ao lado do meu primo, que estava meio entediado, ao ponto de ficar passando os dedos em meu cabelo.

-Sério isso?- olhei para ele e notei um sorriso sarcástico no mesmo.-Você não tem nada melhor para fazer? Sei lá, encher o saco do seu irmão.

-Hum...não. - ele acabou rindo e então se endireitou ao notar um olhar sobre nós.

-O que houve?- perguntei enquanto mr virava para onde ele olhava.

-Esse garoto ali.- foquei meu olhar na pessoa e senti uma sensação estranha, como se já tivesse visto ele em algum lugar.

-Só um momento, podem ir pedindo...eu...eu vou ver algo...- me levantei da cadeira com cuidado e direcionei-me para a saída, onde o garoto estava.

-(S/N)?- ele sorria e eu parecia me derreter à aquele ato.

-Sim...mas quem é você?- ele se aproximou de mim com todo o cuidado para não me assustar e segurou minha mão.- Desculpa se não me lembro, faz alguns dias que não fico sóbria. - ri e uma pequena lembrança se passou pela minha cabeça.

-A mesma risada daquela noite.- ele se aproximou mais ainda, o olhar na altura do meu e então acariciou meu rosto.- Eu disse que não iria te esquecer...- no mesmo instante eu acabei me lembrando dele, não por tudo que havia acontecido na noite, mas o suficiente para meus joelhos começarem a ficarem bambos.

-EunWoo? Desculpa...eu pedi para você não me esquecer...mas...eu que fiz uma idiotice dessas... você é mais bonito do que a figura embaçada que eu lembrava.- ri um pouco e o abracei.

Ele me apertava sem me machucar e parecia sorrir mais ainda, como um bobo. Eu o olhei com toda a atenção assim que nos afastamos e em um ato sem pensar nossos rostos se aproximaram um do outro, com nossos lábios se selando no momento em que um dos meus amigos entrava no restaurante.

-Dessa vez você não vai me esquecer...nunca...(S/N).


Notas Finais


Vocês poderiam por favor dá uma olhada no terceiro capítulo (que não é exatamente um capítulo ;-;) Porque é uma forma de interagir com vocês ^^
O próximo é outro pedido também, com o Sunyoul ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...