História Imagines Boku No Hero - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Personagens Originais, Uraraka Ochako
Tags Boku No Hero, Imagines
Visualizações 249
Palavras 1.089
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


demorou sim, sorryyyyy! foi impossível postar esses dois (ou três, nem lembro mais) dias!

mas sem delongas vamos lá

informações básicas

S/n: seu nome
S/S: seu sobrenome
S/n/C: seu nome completo
S/a: seu apelido

Capítulo 19 - Oh Nerd ❇ Iida Tenya - Parte Dois


Fanfic / Fanfiction Imagines Boku No Hero - Capítulo 19 - Oh Nerd ❇ Iida Tenya - Parte Dois

(S/N) Point Of Vision

Sábado, dia de fazer qualquer coisa menos estudar, mas é exatamente para isso que estou saindo de casa agora. Por mais que eu não goste de lições, com certeza vou aprender muito com isso.

— Onde vai garota? — Perguntou minha mãe da cozinha.

— Sair.

A mulher apareceu na porta com uma cara do tipo "e desde quando você sai de casa no sabádo a essa hora?". Apenas revirei os olhos dando as costas para ela e seguindo até o endereço mandado por Iida mais cedo. Cheguei a pensar que esse garoto não dormia devido o horário no qual mandou-me mensagem. Segui as instruções ­— espero que do jeito certo — chegando na frente duma grande cafeteria. Já havia passado aqui na frente vez ou outras porém nunca cheguei a entrar como estou prester a fazer agora.

O interior era quente e aconchegante. Os aromas diferenciados e marcantes de ingredientes culinários misturados aos diversos tons do café substituiam qualquer tipo de aromatizador. Procurei pelas mesas do lugar um garoto em especial, o encontrando num canto mexendo no celular. Ele usava uma camisa polo ciano justa no corpo, marcando os muscúlos, estava bonito. Por que diabos estou reparando isso? Aproveitei que Iida estava de costas aproximando-me dele.

A conversa era com Izuku e Uraraka — eles tinham um grupo só para os três, como assim —, porém aparentemente, ele falava mais com Uraraka. Uma dor estranha atingiu meu peito por algum motivo.

— Pelo visto você está tão desmotivado em me ajudar do que eu em estudar — Falei ao ler a frase "vou ter que ajudar S/N nos estudos".

Iida dá um pulo devido minha aproximação, eu ainda observava as mensagens, pelo menso até ele desligar a tela.

— Va-vamos começar?

Sentei em sua frente. A mesa era redonda, de vidro e constrangedoramente pequena; tive que ficar com as pernas "encolhidas" o tempo todo para não bater no garoto. Assim passamos quase todo aquele sábado, e todos os sábados das semanas seguintes. Aos poucos via que Iida não era tão irriante e certinho quanto eu pensava, assim como ele percebia coisas sobre mim que não conhecia ou não parava para reparar. Era impossível negar que essas aulas estavam nos deixando mais próximos. Uma dessas foi mais interessante, irônicamente, a última que teriamos antes da prova.

— E eu achando que você era todo certinho — Falei rindo de um comentário dele.

— Pensei que sua ideia sobre isso já tinha mudado a semanas — Ele respondeu tomando do seu café sem desconectar as irís azuis escuras de mim que cada vez mais eu desejava ficar perdida.

— Mudou, mas você continua me surpreendendo.

Segurei meu copo de chocolante quente ao perceber que ele estava frio e usei minha peculiaridade para dar uma esquentada. Exagerei no calor? Exagerei; quando fui tomar queimei a língua soltando um gritinho. Parebéns, S/N, genial!

— Você está bem? — Perguntou Iida praticamente pulando da cadeira para me cuidar.

Sua reação foi um tanto inesperada, não achei que ele fosse ficar tão acuado comigo machucada — mesmo sendo só uma queimadura, coisa que eu já estava terrívelmente acostumada.

— Q-queimei a língua.. — Murmurei lacrimejando.

Do jeito mais natural possível e após um longo silêncio, a gargalhada de Iida fez-se presente. Era um risada grossa e gostosa de se ouvir, mesmo que sejam poucas as vezes que ele extrapola assim.

— Tá rindo do que?! — Fiz-me de zangada entretanto não deu certo, fazendo-o rir ainda mais.

— Porque você é distraída — Ele respirou fundo tomando fôlego.

— Obrigada pelo elogio — Revirei os olhos falando em tom irônico.

— Isso te torna divertida.

Acidentalmente ou não, Iida quando foi colocar sua mão na mesa deixou-a sobre a minha. Foi como se o tempo tivesse parado. Nossos olhares se encontraram, fazendo meu coração bater ainda mais forte e meu rosto esquentar de vergonha. Nesse momento todo resultado das semanas juntos se mostrou; e não estou me referindo aos estudos. Num momento de desespero e vergonha, comecei a falar estragando o momento.

— J-já está ta-tarde... M-melhor voltar pa-para casa.

Assim fiz, sem nem ao menos deixar Iida ter reações ou esperar uma resposta. Paguei pela minha bebida o mais rápido possível saindo dali vermelha feito pimenta. Essa de longe, foi a maior burrada da vida.

* * *

Segunda

Estava esperando pelo resultado da prova. Não tinha falado com Iida depois daquele episódio na cafeteria e no fundo isso me incomodava. Jirou perguntava algumas vezes se eu havia estudado com o líder de sala, quando percebia estar sendo chamada, respondia com uma frieza involuntária.

— S/S — Aizawa disse com as folhas na mão.

Fui buscar a prova. Deveria estar com medo dos resultado mas meus pensamentos estavam tão longe — em certa pessoa — que os resultados não importavam-me tanto assim. Felizmente consegui uma nota boa e esconder a felicidade misturado ao alívio era difícil.

— 98! — Exclamou Jirou. — Acho que eu também vou começar a ter aulas com Iida!

— O-o que!? — Aquilo incomodou-me mesmo sendo brincadeira e a garota percebeu algo.

— Ei, S/N, aconteceu algo entre vocês dois?

Sinto a vermelhidão subir e a vergonha tomar conta de mim.

— Q-que pergunta Jirou, claro que não... — Tentei desviar mas ela é esperta.

— Então ele ficou te encarando a aula inteira só por que deu na telha?

— Encarando...?

Virei na direção do garoto que no mesmo instante mudou o foco da sua atenção antes sobre mim.

— Ele deve querer saber o resultado dos estudos — Inventei.

— Então vai lá mostrar para ele, oras.

 Depois... Bem depois — Sussurrei a última parte.

* * *

A aula havia terminado e por algum motivo eu estava inquieta. Decidi caminhar um pouco antes de voltar definitivamente para casa, entretanto, meus pés me pegaram uma peça conduzindo-me sem autorização até aquela mesma cafeteria dos sábados. Fiquei alguns segundos a observando, perdida em pensamentos. Desse quando fiquei tão emocional, principalmente tratando-se de garotos e do Iida. Simples: pois eu estava amando-o.

— S/S — Aquela voz inesquecível entrou em meus ouvidos feito melodia.

— Iida.. — Olhei-o.

—... Você foi bem na prova?...

— Uhum, graças a você, obrigado.

Um silêncio incômodo se instalou entre nós. Decidi que não tinha mais porque continuar ali então preparei-me para ir embora. Só que quando tentei, Iida segurou meu pulso com delicadeza e urgência.

— Então não vamos nos ver mais aos sábados...

Havia tristeza na voz dele. Entendi o que estava acontecendo quando ele apertou minhas mãos pequeninas com as enormes dele.

— Sabe... Estou com dificuldades de entender os ensinos do Mic... Você pode me ajudar?

Cheguei mais perto dele que sorriu circundando os braços ao redor da minha cintura com cuidado e cautela.

— Adoraria.



Notas Finais


FIM do capítulo com o Iida!

Eeeehhh o final que eu tava pensando era totalmente diferente mas okay..........
Bom, até o próximo e desculpem ter atrasado ;-;

Xoxo tortinhas de limão 💜💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...