História Imagines Boku No Hero - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Personagens Originais, Uraraka Ochako
Tags Boku No Hero, Imagines
Visualizações 255
Palavras 850
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


PAUSA PRA ESSA MÍDIA QUE FAZ CONJUNTINHO COM A DO ÚLTIMO CAPÍTULO AKSKKKKWSKAKS

deu, respiração normalizada 😂 dois capítulos num só dia gente, tô inspirada hehehehe

informações básicas

s/n: seu nome
s/s: seu sobrenome
s/n/c: seu nome completo
s/a: seu apelido

individualidade: Sensações!

A pessoa pode sentir as emoções dos outros, sua aura e se está falando a verdade ou mentindo.

Capítulo 21 - For Ever ❇ Midoriya Izuku


Fanfic / Fanfiction Imagines Boku No Hero - Capítulo 21 - For Ever ❇ Midoriya Izuku

Narrador Point Of Vision

Amar é como uma árvore: cheia de ramificações que levam-te por caminhos diferente. Enfrenta as dificuldades das estações como as chuvas de verão, a neve do inverno, as quedas das folhas no outono; mas em toda primavera ganha belas e espantosas flores multicoloridas. Como toda jovem de vinte anos, você também estava em meio há uma turbulenta jornada amorosa, namorando com o mais perfeito dos homens: Midoriya Izuku. Claro que cá entre nós, namorar o herói número um não é tarefa fácil, mas você se esforça e Deku te ama muito. Ambos agora estavam no mercado repondo o estoque de comida que havia em casa.

Tu com sua blusa larga da cor (cor favorita) que mostrava teus ombros elegantes, saia (cor favorita) comprida até o tornozelo que mal encostava nas tuas pernas longas e sandálias, tentava arduamente pegar um pacote de cereais na prateleria mais alta, em vão. Pelo menos até seu namorado chegar e sem esforços pegar o produto.

— Melhor? — Perguntou ele rindo um pouco da cena.

— Melhor — Você riu junto colocando o pacote dentro do carrinho. — Acho que é só isso, vamos para o caixa.

— Ok.

Deku ficou ao seu lado, colocou o braço na sua cintura e os dois foram pagar as compras. Depois de tudo pronto, saíram cheios de sacolas prontos para voltar em casa e ter um jantar. Ah, eu não havia dito? Hoje você e Midoriya estão fazendo um ano e quatro meses de namoro, iriam comemorar fazendo alguma receita em casa. Mas óbvio que o destino não colabora e um vilão tinha de aparecer.

— Droga! — Izuku resmunga abraçando-te para impedir que os destroços de um prédio caíssem sobre ti.

— Você tem que ir — Disse colocando as mãos no peito do garoto e sorrindo. — Eu te amo.

Izuku sorriu também, beijou-te na testa e correu na direção do ataque. Enquanto isso você saiu do lugar buscando voltar para casa em segurança para esperar seu namorado. O problema é que ele não voltou.

* * *

Naquela dia Midoriya não tinha voltado após o ataque do vilão e você começava a ficar apreensiva. As palavras "dormir" e "descansar" eram inexistentes no teu dicionário, pelo menos até uma onde de cansaço fazer-te apagar. Quando acordou, ainda eram sete e pouca da manhã mas Izuku continuava desaparecido. Você saiu correndo do sofá — onde havia passado a noite esperando — e procurou por ele em todos os cômodos. Quando entrou no quarto reparou em algo que não deveria estar ali: um buquê de rosas.

— Mas o que..?

Você se aproximou, segurou as flores e as cheirou. Percebendo depois que tinha um bilhete com elas.

“Amor, acho que eu te assustei ontem, né? Você deve estar querendo me matar agora... Mas vou te recompensar pelo susto! Venha ao parque, naquela cerejeira mais afastada onde nos conhecemos.

- Seu Deku”

Ele tinha razão, você estava furiosa por ter ficado quase careca de preocupação por nada. "Nada". Acalmou-se lembrando que Izuku poderia estar ferido e ainda tentava pedir desculpas. Foi tomar um banho rápido e colocou um vestido (cor favorita) de tricô longo, colado ao corpo e subdividido na parte da saia. Sem delongas encaminhou-se ao destino traçado pelo amado. Chegou no parque depois de alguns minutos, sendo recebida por risadas de crianças já acordadas nessa hora da manhã e os carrinhos de guloseimas preparando suas vendas para um dia cheio.

Continuou por uma trilha que levava para a famosa cerejeira, na qual alguns anos atrás, você havia encontrado Izuku. Lembranças boas que fizeram um sorriso involuntário surgir nas tuas feições. Quanto mais se aproximava do local marcado, mais sentia sua individualidade agindo. Havia alguém ali e pela aura bondosa você sabia bem que era o seu namorado. Ele estava de costas, observando a bela paisagem. Você foi chegando mais perto, em silêncio, sentido todos as emoções dele naquele momento. Medo, ansiedade, amor, felicidade, nervosismo. Sentiu uma sensação boa invadir teu corpo, os mesmo sentimentos de quando o esverdeado te pediu em namoro.

— Izuku..? — Chamou fazendo o virar.

— S-S/A.. Vo-você está li-linda... — Ele gaguejou vermelho de vergonha, aproximando-se calmamente como se você fosse um animal arisco. — De-desculpa não ter voltado pa-para casa ontem...

Sorristes.

— Tudo bem Deku... — Andou para mais perto dele segurando seus ombros. — Tem algo para me falar?

Ele respirou fundo, não conseguia esconder nada de você e por isso ficou fora de casa mesmo depois de ter derrotado aquele vilão. Teria um surto se te deixasse descobrir a surpresa.

— Sim, muitas — Izuku fez uma pausa ficando sério e te deixando meio apreensiva. — S/N, você pode não ser a mulher perfeita, mas para mim sim. Sempre ficou comigo, me amou com as dificuldades. Nunca desistiu depois das brigas que tivemos ou deixou-me na mão. Eu te amo mais que tudo e nunca me perdoaria caso algo te acontecesse. Não quero uma mulher perfeita, quero você do seu jeitinho. Fofa, divertida, observadora e inteligente! Quero-te eternamente... S/N.. — Izuku se ajoelha tirando dos bolsos uma caixinha vermelha e revelando um anel de noivado dentro. — Aceita se casar comigo?

Agora é com você, sim ou não?


Notas Finais


FIM do capítulo com o Midoriya!

Gostaram, odiaram? Comentem!

Eu fiquei tentada a parar naquela parte "ele não voltou para casa" mas seria muita maldade 😂

Ainda tô com ideia para mais um capítulo que se não ficar muito comprido vai virar um hot 🌚

Bye Bye tortinhas de limão 💜💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...