História IMAGINES BTS - Surubangtan - SHIP - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jikook, Jimin, Jiminie, Jin, Jung Hoseok, Jungguk, Jungkook, Min Yoongi, Namjin, Namjoom, Omma Jin, Rap Monster, Seokjin, Sope, Suga, Surubangtan, Tae, Taehyung, Vhope, Vkook, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 89
Palavras 1.760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaaaaaaaaaa
tudo bem? Espero que estejam bem!
Quero agradecer do fundo do meu coração os 52 favoritos que ja temos <3<3
Estou trazendo para vocês mais uma att inesperada, dessa vez com Vkook. O tão famoso e clamado Vkook.
Bom, galerinha, vim também esclarecer algumas coisas. A cada vez que eu crio um imagine e uma capinha para ele, eu penso em uma fic diferente. E isso ficou tanto na minha mente que eu pensei em dar vida a uma das minhas ideias que ronda a minha cabeça: Yoonseok. Sim, logo postarei uma fic Yoonseok e isso fara com que talvez eu fique longe daqui.
Espero que voces me apoiem e peço para que comentem nos imagines, fica cada vez mais difícil de escrever sem apoio. Sem mais delongas, espero vocês nas notas finais.

Vamos ao resuminho?

Presos em uma casinha de campo após uma chuva torrencial que os impedem de viajar para o sul, Taehyung e Jungkook tentam passar o tempo da forma menos tediosa. Seus amigos decidiram sair mais cedo no dia anterior para a viagem e chegaram ao destino sãos e salvos, Jimin ate insistiu para eles irem junto, porem os dois discordaram. Taehyung preferiu acompanhar Jungkook em uma visita a cidade para comprar jogos e roupas novas. Agora, Taehyung, se castiga por não ter ido a praia mais cedo com os hyungs. Entediado, ele decide provocar Jungkook para ver se a sua situação fica menos chata. E então? O que será que vai acontecer?

Boa leitura xx


Obs:

*Se você não gosta do shipp ou da distribuição de ativo e passivo, só comentar sugestões.

*Imagine criado ouvindo Pretty hurts da beyonce e Flashlight da Jessie J

*Imagine inspirado em um video que rolou no grupo de facebook, Jikook couple, quem lembrar comenta ai.

*Imagine inspirado também no temporal que não quer abandonar minha cidade, ja faz uma semana.

*Comentem e favoritem se gostaram.

Capítulo 8 - Vkook (Taekook) 18


Fanfic / Fanfiction IMAGINES BTS - Surubangtan - SHIP - Capítulo 8 - Vkook (Taekook) 18


       Taehyung estava no sofá que ficava escorado na janela, joelhos no assento, braços cruzados no encosto,como uma criança. Um olhar triste percorrendo o temporal que insistia castigar aquela cidade inundada. 
 

— Porra, kook! Será que isso vai acabar? Já fazem quatro dias...

Jungkook só tinha olhos para a tela do seu computador, ao qual ficava de costas para Taehyung. Naquele fim de mundo, trancados pela tempestade, a unica coisa que restava fazer era dormir e jogar.

— Quer que eu faça o quê? — Kook nao desgrudava os olhos do jogo online, ele nem vira as caretas que Tae fazia pelas suas costas. 

— Gostaria de, pelo menos, um pouco de atenção... Interação humana. — Espraguejava com os braços ao alto, logo as mãos parando na nuca e agarrando os finos cabelos marrons. 

— Por que não conversa com os hyungs por mensagem? Ah, porra! Merda, perdi um item!
Taehyung sentou-se no sofá com uma cara de tédio.

— Você só pode estar de brincadeira comigo não é mesmo? Os hyungs estão fazendo coisas mais interessantes para quererem falar comigo. Já vi as fotos no twitter.

—Então, o que quer que eu faça, Tae? Nós não podemos viajar com esse temporal lá fora... É muito perigoso... Que? Desligou? Eu não fiz nada, mas que merda mesmo... 

A  enorme tela simplesmente apagou fazendo kook entrar em desespero, era um jogo online, não havia pausa. Ele abaixou-se para ver se os cabos não tinha desplugado e nada, quando voltou a sentar-se na cadeira de couro, a tela ligou magicamente.

— Graças a Deus... - Ele proferiu.

— Pensei que era ateu. - Tae jogou ao ar, enquanto brincava com as mãos, no sofá.

—Namjoon é ateu... Mas que porra! O que 't´á acontecendo com essa merda de tela?

— Não te reconheço mais jungkook-ah, 'tá falando muito palavrão hoje. - Tae deitou-se no sofá, com os pés em direção as costas de Kook, cruzou as pernas e cobriu o rosto com o braço. Jungkook agora investigava a parte traseira da tela do computador, novamente, em um passo de mágica, o eletrônico ligou.

— Você não está vendo o que 'tá acontencendo nessa porcaria? - sentou-se irritado. Voltou a jogar concentrando-se em recuperar suas coisas. Taehyung dava risadinhas no sofá.

— Que patético, eu deveria ter saído ontem com Jimin-ah e não ter escolhido você como parceiro de viagem.

— Tae, eu não to nem te escut... Mas que porra! Aish...

Tae começou a rir enlouquecidamente depois de ver Kook batendo a cabeça na mesa ao se abaixar para conferir, novamente, os cabos. O mesmo levantou enfurecido e olhou para ele. Mas a cena foi bem mais hilária que a anterior, Tae estava com o braço erguido, o controle na mão e lágrimas nos olhos de tanto rir. 

— Então era você que estava desligando esse tempo todo? 

Taehyung ainda ria, descontroladamente, com as mãos na barriga. Kook não conseguia ficar zangado por muito tempo, então tratou de rir junto. Atirou-se em cima de Tae, espalmando as mãos ao lado de sua cabeça. Os sorrisos se encontraram e Tae começou a ficar sério, mesmo que estivesse sendo observado por um kook sorridente.

— O que está fazendo? — Tae sorriu envergonhado.

— Você não queria interação humana? — Kook lambeu os lábios, observando a boca de Tae.

Taehyung arrumou as pernas de kook em seu colo, para que eles se encaixassem perfeitamente, enquanto kook devorava seus lábios com vontade. As mãos de Tae passeavam pelas costas geladas de Jungkook, arranhavam sua pele com as unhas curtas. jungkook por sua vez, estava com os dedos entrelaçados nos cabelos do mais velho, depositando um carinho leve em seu bochecha vez ou outra. Os beijos tornaram-se mordidas que iam se aprofundando para o pescoço em passos lentos. 

Tae já sentia os arrepios correrem seu corpo e travarem-se em seu baixo ventre. Sua mãos não paravam nunca de se movimentar. Kook lambia a orelha macia de Tae, apreciando seu perfume adocicado, lambeu e beijou toda a extensão do seu colo até o outro lado do pescoço, fazendo Tae arfar com a língua macia e quente de kook o estimulando. 

A chuva não cessava, as árvores balançavam loucas com a fortidão do vento. Algumas gotículas entravam pela janela traçando um contraste com a pele quente de kook, agora, esse cenário não era mais um problema, pois ele masturbava Tae com uma das mãos, enquanto a outra fazia o trabalho de lubrificá-lo. Taehyung gemia sem pudor, sentindo algumas partes do seu corpo tremerem com o prazer que estava invadindo-o. 

Jungkook cessou as carícias e se pôs em cima do garoto suado e excitado, mas antes que ele pudesse fazer algo, Tae empurrou-o para o chão, assutando jungkook com tal agressividade. O mesmo "caiu" no tapete felpudo azul marinho, com as mãos espalmadas de cada lado e a bermuda arriada. Taehyung lançou um sorriso e engatinhou-se até Jungkook que apenas aproveitou o carinho.

— Bem capaz que eu vou ser o unico aqui que vai receber algo. 

Jungkook apenas sorriu e no mesmo instante fechou os olhos com força, sentindo a boca de Tae chupando-o da melhor forma que já havia sentido. Sua língua curiosa, desvendava cada parte do seu membro, sem deixar de dar atenção ao resto do corpo. Tae maneava as mãos no peitoral, arrepiando a pele de kook. Sua boca subia e descia em um ritmo torturante,endurecendo cada vez mais o pênis do garoto que arfava e segurava os gemidos para si.

— Geme para mim, Kook-ah. Eu quero ouvir. — Tae masturbava-o com uma mão, a outra empurrava kook para encostar-se no sofá. 

— Você tem que ter alguma camisinha por aqui... Faz tampo que eu não faço, então vai ser um pouco difÍcil no começo... - Tae sentou-se no colo de Kook, roçando seu membro duro no do menino ofegante.
 

— Vaselina... - Jungkook falou rindo.

Os dois se olharam e riram, quase cortando o clima.

— Sério? Você não tem camisinha em casa mas tem vaselina?
 

— Tenho... Fica dentro do espelho do banheiro. É sério, nem sei o motivo de eu ter isso.

— Acho que você anda brincando sozinho. — Tae levantou e foi até o banheiro, como dito, o negócio estava lá. — Você vai ter que me ajudar.

Tae posicionou-se de quatro na frente de Kook, o mesmo desferiu um tapa bem marcado em seu bumbum. Pegou a vaselina lambuzando bem os dedos e logo em seguida fazendo pequenos círculos na entrada de Tae, que com o contato, fechou-se mais ainda.

— Amor, você vai ter que relaxar.

— Eu sei, eu sei... — Tae falou baixo.
Aos poucos e com muito cuidado, Kook conseguiu colocar os dois dedos bem lubrificados em Tae, sem machucá-lo. Tirou e despejou um pouco em seu próprio pênis. Tae voltou a posição inicial, só que dessa vez, sentou com cuidado no pênis rijo de kook. Jungkook agarrou a cintura de Tae e o mesmo segurou-se em seus ombros, fechando os olhos e setindo o prazer invadindo-o. 

Tae quicava com delicadeza em kook, as testas logo se colaram e seus corpos estavam cobertos por uma fina camada de suor. Tae gemia entre os lábios de kook, até que pararam os movimentos e kook beijou com fervor a boca vermelha e carnuda de Tae, arrancando cada suspiro do mesmo. 

— Agora é você quem vai me ajudar... — Jungkook sorriu maliciosamente. Tae levantou-se e puxou Jungkook para si, os dois foram para o braço do sofá e jungkook debruçou-se, dando espaço para que Tae pudesse trabalhar. 

— Preparado? — Tae, agachado, apertava e mordiscava a bunda lisinha de Jungkook. 

— Estou. Quero gozar assim... — Jungkook se apoiou nos cotovelos e empinou ainda mais a bunda.

— Pode ter certeza que vai... Essa sua bundinha é tão gostosa Jungkook... — O garoto gemeu alto quando Tae desferiu um tapa, vingando-se, nas nádegas branquinhas, deixando-a avermelhada e formigando.
Tae usou um pouco do seu lubrificante natural. Apossou-se das nádegas de Jungkook e lambeu a entrada com fervor, fazendo movimentos circulares. O corpo de kook correspondia a cada investida da língua quente de Tae, provocando tremores e arrepios constantes. Taehyung derramou a vaselina na bunda de Jeonggukk, massageando-a por toda a extensão e logo após enfiando os dois dedos. 

Kook retraiu-se, mas logo foi relaxando e aproveitando o estímulo de Tae. O mesmo não demorou-se, levantou quando viu que kook estava mais acostumado e logo penetrou-o com cuidado, com seu pênis também lubrificado pela vaselina. Jungkook agarrou-se a capa do sofá gememendo alto. A chuva ainda não havia cessado e Jungkook sentia o misto de prazer que Tae estava o dando juntamente com o ar gelado que entrava pela janela e caia em seu corpo quente e tenso. Tae agarrou a cintura de kook e estocou cada vez mais fundo, o pênis de kook havia ficado para fora, dando a oportunidade de Tae masturbá-lo enquanto fodia-o com vontade. 

— Tae... Por favor... Mais rápido...

Logo em seguida Jungkook deu um gemido alto e seu interior apertava o pênis de Tae ao modo que ele gozava devagar e deliciosamente, Tae derramou-se também, mas continuou a estocar para prolongar o prazer. Jungkook estava extasiado, e o outro, realizado. O cansaço tomou conta dos dois, ao mesmo tempo que Tae tirava o pênis e levava Jungkook para o banheiro. Taehyung e Jungkook tomaram um belo banho quente juntos. Vestiram roupas largas e confortáveis e dirigiram-se para a sala novamente.

— Kook? — Tae proferia manhoso. 
 

— Sim? — O garoto estava dirigindo-se ao computador novamente. Tae sentiu-se chateado por ser "usado" e largado de mão.

— Você vai voltar a jogar? — Tae estava sentado ao sofá, uma perna erguida e a outra cruzada, coçou a cabeça. Jungkook o olhou com malícia.

— Pensei em uma coisa melhor... - O moreno desligou a cpu que estava trabalhando desde aquela hora. 

— Ah, pensou é? No que? — Tae viu Jungkook sair da sala, demorou um pouco. Tae ficou nervoso, mas logo suspirou de alívio ao ver Kook voltar com o colchão de casal do quarto principal e uma coberta grossa na cabeça. Tae sorriu e correu para o quarto, pegou os travesseiro e voltou a sala. Ao chegar, Jungkook estava procurando um filme na televisão.

— Teve uma ótimo ideia. — Tae estava animado. — Que filme é esse? 

— A dama e o vagabundo... E depois desse, maratona de desenhos antigos. — Kook sorriu.

— Perfeito. — Tae aninhava-se na sua nova cama, logo sendo acompanhando por jungkook, que colocou Tae para deitar e seu peito e fazer carinho em sua cabeça. 

Não chegaram ao final do primeiro filme, os dois estavam dormindo. O resto do final de semana, continuou chuvoso e perigoso de viajar, os impedindo de sair. Estavam completamente a sós. Mas, quem disse que ficaria chato de estarem um na companhia do outro?
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Proximo imagine, Namjin.
Comentem o que acharam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...