História Imagines BTS - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Fics, Imagines, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Romance, Suga
Exibições 181
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura :)

Pessoal, essa a continuação do imagine que eu postei com o Jimin (Assumidos), porém essa é a parte Hot.
Todos os imagines que eu fizer vou colocar o hot separados pois nem todo mundo lê.

Espero que gostem :)

Capítulo 4 - Assumidos - Imagine Jimin PARTE HOT


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS - Capítulo 4 - Assumidos - Imagine Jimin PARTE HOT

Já fazia uma semana que Jimin me assumira publicamente e também uma semana que tinha ocorrido nossa primeira vez. Eu ainda sentia vergonha em caminhar pelas calçadas da Coréia porque sempre alguém me reconhecia e vinha falar comigo ou me olhava torto. Mas isso não importa de verdade para mim. Eu estava com ele e isso era tudo.
 Essa última semana ele precisou viajar com os meninos a trabalho, então apenas estávamos conversando por mensagem. Eu estava sentindo tanta falta dos seus beijos, do seu calor e do seu corpo. Eu precisava ter ele perto de mim o mais rápido possível. E minha alegria aconteceu quando eu estava tomando meu café da tarde e recebo uma ligação dele.

  - Oi amor! - Eu atendi empolgada e com a boca pouco cheia.

  - Oi.. Eu estou morrendo de saudade de você  - Ele disse um pouco manhoso.

  - Nem fala, meu amor. Você já tem data para voltar? - Perguntei levando mais um pedaço de pão a boca.

  - Sim! Estou a caminho. Essa noite mesmo já estarei em seus braços! - Ele disse rindo animado.

  - O que?! - Eu quase cuspi o pão em minha boca. - Eu não acredito! É a melhor notícia nessa semana inteira!

 Jimin e eu desligamos e resolvi que me arrumaria para ele. Eu não podia esperar a hora que ele batesse em minha porta, para que eu pudesse pular em seu colo e beija -lo loucamente.
 Algumas horas se passaram e eu me deitei ficando de costas para a porta. Acabei adormecendo. Acordei sentindo aqueles braços se envolverem em minha cintura. Eu conhecia bem cada parte daqueles músculos. Sorri de leve soltando um breve gemido e Jimin colocou seu nariz em meu pescoço respirando pesadamente.

  - Senti falta desse cheiro. - Ele disse com a voz rouca em meu ouvido.

 Não pude prender outro gemido. Ele passou de leve os lábios em meu pescoço e depositou vários beijos no local, procedido de uma mordida que fez meu pelos se arrepiarem.
 Virei para ele e passei os braços em seu pescoço, e então o beijei. Como eu estava sentindo falta daquela boca. Daquela língua brincando com a minha. Daquele calor que seu corpo transmitia ao meu. Não pude controlar minha mão, que desceu por suas costas e foi para sua barriga. O arranhei de leve ali e ele gemeu sobre o beijo.
 Puxei sua camisa para cima e a arremessei no chão. Ele se levantou - e me olhou com aquele olhar que eu tanto amava. Aquele olhar que me engolia e dizia o quanto ele estava louco para aquilo - E então começou a desabotoar sua calça. Eu me inclinei na cama e o ajudei. Ele também a jogou para longe junto com sua camisa e voltou a se deitar sobre mim. Dessa vez no meio de minhas pernas.
 Só com a cueca, pude sentir seu membro já duro. Sorri de leve para ele, que me olhou com malícia e voltou a me beijar.
 Suas mãos passaram para minha nuca e desceram devagar para um de meus seios. Ele apertou e então desceu a mão para minhas coxas. Eu estava de vestido então ele apenas o levantou num ato ágil e o fez se juntar com suas roupas no chão. Eu estava apenas de calcinha e sutiã então ele se levantou um pouco e olhou cada pedaço do meu corpo, mordendo os lábios. Depois desceu sua boca até meu sutiã e o puxou para o lado, dando espaço para um de meus seios ficarem a mostra. Então ele começou a chupa -lo. Eu puxei seu cabelo, a respiração já começara a ficar pesada. Ele me levantou um pouco e retirou meu sutiã. Sentir o meu corpo colado no dele sem roupas para nos atrapalhar não tinha preço.
 Ele alternava entre chupar meus seios, morder meu pescoço e me beijar. Eu já estava ficando louca com aquilo. Eu precisava ter aquele membro duro dentro de mim. Ele estava passando a mão pelo meu corpo e meu me contorcia de tesão. Quando sua mão deslizou pelo meu peito eu a segurei

  - Vai logo com isso, por favor. - Eu disse quase sem ar, mordendo os lábios.

 Ele riu e então beijou minha barriga e foi dando leves mordidas até a minha intimidade. Ele passou os dedos por cima dela e meu corpo estremeceu com seu toque. Ele a abaixou lentamente minha calcinha, me provocando, e então passou a língua pelo meu clitóris, me olhando como se quisesse me provocar.
 Eu segurei firme em seu cabelo e deixei sua língua brincar comigo. O jeito que seus lábios me chupavam e mordiscavam meu clitóris me fazia tremer. Eu não podia mais segurar os gemidos. Então gritei informando para ele que estava prestes a gozar.
 Então ele parou e trouxe sua boca até a minha, sorrindo satisfeito. Eu segurei em sua nuca e o virei ficando por cima. Eu estava com a minha intimidade muito molhada então acabei deixando manchas em sua cueca. Eu a tirei e o seu membro saltou. Eu ri mordendo os lábios e passei a mão nele por completo fazendo Jimin jogar a cabeça para trás. Ele se apoiou sobre os cotovelos e me olhava mordendo os lábios. Eu passei a língua por todo seu membro e logo depois o abocanhei com vontade. Jimin segurou em meu cabelo e o puxava, enquanto gemia baixo. Ele começou arfar as costas e se contorcer. Eu sabia que se eu não parasse, ele gozaria. Mas eu não queria que ele gozasse. Pelo menos não agora.
 Me levantei e sentei em seu colo fazendo meu clitóris se contrair em cima da cabeça do seu membro. Rebolei um pouco, então ele me pegou pela cintura e disse ao meu ouvido.

  - Você está me deixando louco!

 Ele me jogou na cama ficando por cima, segurou em seu membro e pincelou em toda minha intimidade me fazendo gemer. Ele já estava prestes a me penetrar quando eu lembro

  - Jimin, a camisinha!

  - Que se foda. - Ele disse transbordando de tesão e então penetrou.

 Ele colocou sem dó. Pude sentir cada centímetro dele dentro de mim. Ele se deitou sobre o meu corpo e era rápido e intenso nas estocadas. Eu o abracei e gemia em seu ouvido. Ele também soltava gemidos prolongados e enterrava a cabeça em meu pescoço, fazendo a minha pele do local se eriçar. 

  - Caralho, eu tô quase gozando - Ele disse em meu ouvido, sem ar.

  - Ainda não.

 Então o empurrei de leve e ele caiu sobre o colchão. Segurei em seu membro e o deslizei para minha intimidade devagar. Jimin segurou forte em minha cintura e fechou os olhos, jogando a cabeça para trás e gemendo.
 Eu comecei a cavalgar em seu colo. Então então ele se sentou, trazendo seu rosto para mais perto do meu.

  - Jimin... Eu vou....

 Ele me abraçou pela cintura e antes mesmo que eu gozasse senti seu líquido quente jorrar dentro de mim, para depois o meu sair também.
 Ele passou a mão pelos meus cabelos desajeitados e me beijou. Nós dois estávamos ofegante. Ele desceu o beijo pelo meu pescoço e sua cabeça despencou em peito em sinal de cansaço. Eu passei a mão em seus cabelos e sorri.

  - Acho que minha saudade diminuiu um pouco. - Eu disse. Ele riu em cima do meu seio e seu hálito quente brincou com a minha pele. Não tinha situação melhor para estar com ele.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Conto com seu favorito e comentário.
Até o próximo capítulo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...