História Imagines BTS - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 126
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeey, desculpa a demora para postar andei ocupando estudando pra aquele bendito ENEM.
Espero que gostem!!

Capítulo 25 - • Jimin • PT 1


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS - Capítulo 25 - • Jimin • PT 1

Ao você ter um filho e ele não saber

Você e Jimin se casaram aos vinte anos precitadamente, mas o que contava era que se amavam.

Ele era um Idol e você trabalhava numa Editora de Revista como fotógrafa, o que não ocupava seu tempo como o emprego de Jimin ocupava.

Não era sempre que você conseguia o ver e os únicos amigos era os amigos de Jimin e duas mulheres que trabalhavam com você e não era todo dia que dava para sair com elas. Então logo se acostumou a ficar sozinha. Algumas vezes mesmo Jimin na cidade, ele passava dias fora de casa e assim foi por três anos e meio.

E agora depois de todos esses anos as brigas entre vocês se tornavam cada vez mais frequentes. Era como se estivesse juntos apenas por comodidade.

"Onde é que está o amor?"

Foi o que você disse a ele na última discussão antes dele sair por aquela porta na madrugada que foi uma das mais frias de sua vida.

Então daí para frente, vocês nem se olhavam direito. Os dias passaram e cada vez mais ele ficava estranho. Você havia dito a ele que iria passar um tempo na casa de sua mãe. Ficou lá por volta de duas semanas até precisar voltar para casa para pegar algumas roupas.

Calmamente foi até seu quarto vendo que Jimin estava com uma mulher qualquer. E naquele quarto você se tornou a piada mais cruel. Depois da mulher sair, vocês conversaram e decidir colocar um ponto final em tudo.

Seis anos depois você não imaginaria que teria que fotografar Jimin, mas era seu trabalho e não tinha como evitar. E como se já não fosse o suficiente, naquele dia teve que levar o filho que tivera com Jimin. Tudo o que tinha de especial era ele, a única coisa boa que Jimin lhe deixou.

Assim que você terminou a sessão de fotos que parecia que nunca iria acabar, olhava no monitor o quanto as fotos tinham ficado boas e escutou alguém te chamar. Você respondeu com um murmúrio.

- S/N? - Você se virou e viu Jimin.

- O-Oi. Quer olhar as fotos?

- Não. Queria falar com você.

- Pode falar.

- O que você acha de sairmos para jantar? — Ele diz cínico.

Você se virou pronta para brigar e para sua surpresa ele estava muito perto de você.

- Sabia que você se viraria, afinal odeia quando falo assim com você.

- Você sabe de muitas coisas.

- Só não sei se você tem passado bem esses últimos anos.

- Bem, eu passei muito bem.

- Agora você é a fotógrafa principal daqui?

- Sim.

- E pensar que a alguns anos atrás, você era somente a novata.

- Quem diria, não é mesmo? — Disse irônica.

- Podemos ter uma conversa como dois adultos normais.

- Por algum acaso somos anormais?

- S/N...

- O quê?

- Nós eramos casados, me trate um pouco melhor.

- Te tratar um pouco melhor...

- Isso.

- Não quero.

Vocês se olharam um bom tempo. Tempo o suficiente para se perder no olhar dele.

"Como você é fraca S/N". Você pensou ao notar que ele sorria. Provavelmente pela expressão de idiota que teria no rosto.

Se despertou somente quando seu filho te chamou.

- Mamãe, está me escutando? — o menino diz.

- Oi? O que foi? - tirou seu olhar de Park e agora olhava seu filho.

"Eles se parecem tanto". Pensou outra vez.

- Quando vamos embora? Eu estou morrendo de fome! - Ele coloca sua pequena mão sobre a barriga.

- Já estamos indo. Só preciso guardar essas coisas.

- Está bem. Vou esperar na lanchonete! Não demora. - Ele diz já longe de vocês.

Olhou para Jimin. Ele estava tão sério.

- Por que não me contou?

- Não contei o que?

- Ah, qual é S/N! Ele é idêntico a mim - Ele suspirou - Então não era mentira... Quando me disseram pensei que era algum tipo de brincadeira, não sei. Pensei que você não esconderia isso de mim, mas pelo jeito não foi bem assim.

- Não queria que você achasse que tivesse alguma obrigação comigo

- Com você eu não teria mesmo! Mas ele é meu filho, eu tenho uma obrigação com ele.

- Está bem Park, eu errei em levar tão a sério quando disse que eu nunca mais precisaria aparecer na sua frente.

Ficaram em silêncio até um criar coragem de falar alguma coisa.

- Nós dois erramos. - Ele diz com pesar em sua voz.

- Sim...

- Eu posso conhecer ele?

- Não posso te impedir disso.

- O que ele vai pensar de mim?

- Não sei.

- Será que ele vai gostar de mim?

- Caramba, quanta insegurança.

- Eu estou nervoso.

- Deu para perceber, mas é só uma criança.

Vocês caminharam até o menino que se assustou ao ver Park sorrindo de uma forma engraçada.

- Finalmente! Eu estava quase desmaiando. Ele vai com a gente? - pergunta se referindo ao mais velho.

- Se ele quiser.


Notas Finais


Ps: Vai ter parte 2.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...