História Imagines BTS - Capítulo 85


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 708
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem não ser um cap, mas era importante que leiam

Capítulo 85 - Desabafo


Eu escolhi o kpop como estilo musical para preencher o meu dia. Mas, porque as pessoas simplesmente não podem aceitar isso? Porque fazem troça? Todos os dias ouço coisas como “ahaha! Eles são chineses!”, “nem percebes o que eles dizem”, “ah! Se são chineses sabem fazer tudo!”, “ah! Olha! Olhos em bico! Ahaha” e muitos outros… mas uma das coisas que eles não sabem é que eles são coreanos! E sim olhos em bico! Qual é? Não gosta? Então não venha dizer mal de uma coisa que não conhece.

Gente e a minha suposta melhor amiga me diz “ah, to farta! Tas sempre a falar sobre esses chineses”. Sabem, às vezes, precisamos de uma amizade diferente. Eu sempre aceitei os gostos dela e nunca critiquei, como ela faz comigo desde que comecei a ouvir kpop. Acho que as pessoas têm de ter uma “open mind” porque maioria das pessoas ouve aquilo que passa na rádio. Limitam-se apenas a isso.

Funk. Não é uma coisa que eu goste ou aprecie. Muito pelo contrário, acho uma coisa muito estúpida. Não estou a criticar quem gosta, mas estou apenas a dizer que acho uma coisa indecente. Tanto as letras como os vídeos. As crianças de hoje em dia é isso que ouvem. Crianças! Eu quando era criança, eu ouvia Martin Garrix! Era o que havia na altura! Hoje em dia, na minha opinião, o kpop consegue ser muito mais “saudável” que o funk. Se você gosta de funk, tudo bem, não digo mal de você, mas não acho uma coisa “fixe” como todos dizem. Na escola, TODA a gente anda com colunas a dar funk!

Quando me vêm a desenhar o BTS, tipo dizem “mesmo feios! A sério que gostas deles?” e eu com todo o orgulho digo que sim. Fazem troça de mim toda a vez que estou a ouvir kpop com o meu fone na aula de desenho, porque o prof deixa ouvir música. Mas eu ignoro, porque eu não reclamo que eles gostem de hip hop português. É isso que maioritariamente ouvem. Eu também odeio, mas nem por isso estou a dizer “eh! A sério que gostas disso!?”.

Recentemente, fiz a melhor escolha da minha vida. Decidi escrever fanfics sobre BTS. Porque escrever é uma forma de eu me expressar e comunicar com as pessoas através de gostos comuns. Conheci pessoas fantásticas que me apoiam imenso nas minhas fanfics e não podia estar mais gratas às minhas leitoras. Eu gosto imenso de vocês. Vocês devem ser das poucas pessoas que me entendem.

Com muita sorte, a minha prof de história decidiu me juntar às filhas dela. Elas, apesar de um ano mais novas que eu e literalmente metade da minha altura, entendem-me e ajudam-me com os meus problemas. De vez em quando, eu fico triste e muitoooo desanimada e falar com elas ajuda-me, porque elas sabem como me animar. E o engraçado é que conheci as amigas delas que também são ARMYs. Elas são fantásticas. Virtuais mas fantásticas.

Outra coisa engraçada é que desde comecei a escrever, não consigo mostrar aquilo que escrevo a ninguém. Apenas a vocês, é por isso que é importante os vossos comentários nos meus imagines. Mas a minha avó apertou tanto comigo que eu já nem a podia mais ouvir e mostrei-lhe uma das one shots. A que eu lhe mostrei foi “the guardian angel” e ela disse que eu devia fazer um livro. Diferentes histórias num livro. Em cada inicio de capítulo uma das minhas capas e eu apenas fiz *facepalm*.

Uma das razões porque eu também não mostro aquilo que escrevo é porque eu fico com vergonha porque os meus imagines têm muito amor e as pessoas à minha volta pensam que eu sou inocente, mas na verdade, eu conheço e sei mais do que aquilo que devia para a minha idade. Segundo a minha família, eles dizem que eu cresci de uma maneira muito rápida (quanto a mentalidade) e talvez por isso eu saiba algumas coisas que as pessoas da minha idade não saibam.

Um exemplo: a minha melhor amiga é uma autêntica criança. Simplesmente criança. Às vezes podem pensar que ela é crescida e isso, mas não. Nada disso. Pode parecer porque algumas das nossas conversas são um bocado indecentes mas vejo que quando falamos em assuntos sérios, elas não os leva a sério, sempre tudo na brincadeira, uma coisa que me irrita.

Aff, mas desculpem esse desabafo enorme, mas eu precisava falar aquilo que estava aqui preso há algum tempo. Sempre me disseram que quando eu tinha alguma coisa aqui presa, eu devia falar e conversar sobre isso e nunca deixar cá. Desculpem isto também não ser capítulo mas prometo que já estou pensando nele. Ontem quando saí para ir refrescar as ideias deu-me muitas ideias por isso assim que tiver tempo vou escrevê-las. Beijos.


Notas Finais


Ka


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...