História Imagines BTS - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hot, Imagines
Visualizações 127
Palavras 1.339
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii
Então
Provavelmente esse é o penultimo capitulo dessa fanfic
Só queria dizer isso mesmo
Vamo pro cap

Capítulo 6 - Imagine Jimin


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS - Capítulo 6 - Imagine Jimin

Era véspera de natal e você estava viajando com a sua família, mas voltou antes por causa da festa de aniversário da sua amiga que seria dois dias depois do natal. Então,  você ligou para seu namorado Jimin,  e disse que voltaria antes e que ligaria para ele assim que chegasse.

Quando você chegou em casa, foi direto para o quarto, e lá tinha uma caixa de presente enorme, junto com um bilhete. Então você pegou o bilhete e o leu: "Amor, eu gostaria muito de te encher de beijos agora, de dizer o quanto te amo, o quanto senti sua falta. Eu gostaria de te tornar minha e de mais ninguém. Eu gostaria de te dizer que pra mim só existe você e que eu quero só você. Então abra essa caixa logo antes que eu morra sufocado, por favor!  Ah, e antes que eu esqueça!  Feliz natal, minha vida."

Rapidamente você abriu a caixa e o encontrou todo espremidinho lá dentro. Você o encarou por segundos. 

- Que presentão, hein! - você diz o ajudando a sair da caixa. 

- Gostou? 

- Eu amei! - você diz se aproximando mais dele.

- Então prova pra ver se ta bom. - ele diz lhe dando um beijo calmo. 

- Ok, mas eu quero que o meu presente me use! Vai combinar melhor dessa forma. 

- Sem nenhuma restrição? 

Você nega com a cabeça. Ele te agarra e te joga na cama. 

- Então, o que o meu presente tem para me oferecer hoje? 

- São várias opções. Começando com as preliminares. O que você acha? 

- Eu acho que você é quem manda!

Então vagarosamente ele começou a tirar sua roupa. Começando por sua blusa. Então vagarosamente ele começou a tirar sua roupa.  Começando por sua blusa. Seguindo pelo seu sutiã. Depois a calça. Ele deixou a calcinha em você e subiu para os seus seios, os pegando com as mãos. Um em cada uma de suas mão. Em seguida ele deixou os lábios percorrerem por seus mamilos, que responderam excitados ao contato dos lábios dele. 

Por dentro você se contorcia e implorava para que ele entrasse em ação dentro de você. E por fora você era só emoção. Só aquele momento, e nada mais. Ele passava a língua macia levemente por seu seios, primeiro o direito e depois o esquerdo, rodeando-a as vezes, a deixando mais louca ainda. Você queria que ele tirasse sua calcinha e metesse em você naquele exato momento. Você já estava completamente molhada e ele continuava a movimentar a língua em seus seios e em seus mamilos. Você se contorceu e ele parou, a encarou e desceu os lábios em direção da sua barriga e foi descendo mais. 

Agora ele estava em suas coxas, passando a língua em sua pele, bem próximo de lá. A cada lambida você se contorcia, então ele começou a chupa-lá. Não dava mais para conter a sensação, então você gemeu. De novo e de novo. 

- Ah... - você gemia enquanto ele conduzia a língua um pouco mais para cima. 

Ele agarrou a borda da sua calcinha com os dentes e a puxou para baixo,  a tirando com as mãos logo em seguida. 

- Você já ta mais molhada do que eu imaginava. 

- Jimin, anda logo com isso, por favor! 

- Então ele começou a massagear seu clitóris com o indicador. Depois arrastou o dedo um pouco para baixo e inseriu dois dedos em você, ainda massageando seu clitóris, só que dessa vez com o polegar. Você estava quase explodindo de tesão. Os dedos dele brincavam dentro de você. Vagarosamente ele os tirava e os colocava de novo. De novo e de novo, brincando com sua intimidade, estudando cada parte de dentro dele. Isso a excitava mais ainda.

- Jimin, por favor! - você implorava mais e mais, conforme a força dos movimentos.

- Calma amor, cada coisa em seu devido tempo.

- Caralho, eu quero que você entre em mim agora, eu quero te sentir,  eu preciso de você. Por favor! - você não aguentava mais.

Ele sentiu pena, então tirou os dedos de dentro de você, se levantou e tirou a própria roupa rapidamente. Em questão de segundos ele já estava nu.

- Agora eu quero a minha recompensa. - ele disse estimulando seu próprio membro. O alisando, o deixando completamente duro e ereto.

Uau, ele era enorme, e estava prestes a entrar em você com toda potência.

Ele se aproximou de você e rapidamente você o abocanhou, então começou a chupá-lo, com muita vontade. O tirava da boca,  lambia a cabeça de seu membro e voltava a enfiá-lo completamente na boca. Você o chupava com força e o tirava da boca, sempre dando lambidas nos cantos e na ponta.

- Ah S/N, assim, isso mesmo... 

Ele gemia e você aumentava a velocidade. Aquilo a excitava muito mais. Só pelo simples fato de vê-lo sentindo prazer enquanto você abocanhava o membro dele com gosto. Ele segurou sua cabeça e a impulsionava em direção ao membro dele, para que você fosse mais rápida. 

Ele gemia seu nome, diversas vezes,  e você ainda estava chupando o pau dele com força e vontade. Até que ele não resistiu e gozou na sua boca. Você engoliu rapidamente e o tirou da boca por completo, dando uma ultima lambida na ponta. Ah, o gosto dele era fascinante e a deixava embriagada de desejo. 

- Agora será que você poderia por favor, dar um trato no meu tesão?

- Com todo o prazer. 

Ele te colocou de quatro na cama, e rapidamente colocou uma camisinha.  Em questão de segundos ele estava dentro de você.

- Ah! - você gritou quando sentiu o primeiro movimento. 

Nesse momento, você agradeceu por estar sozinha em casa. Assim,  você poderia gritar a vontade. Então ele começou a realmente se movimentar dentro de você. 

- Ah, Jimin!

- Isso! - ele gemia junto com você.

Ele metia em você e tirava, seguidas vezes, a penetrando mais e mais.

- Isso! Mete mais porra! - você gemia com os dentes serrados. 

Ele agarrou seus cabelos em um rabo de cavalo e os puxou, enquanto metia bem fundo em você. 

- Porra, Jimin! Mais... eu quero mais...  

Ele atendia os seus pedidos com gemidos e estocadas mais fundas. Você sentia o membro dele bem lá no fundo, a preenchendo, a enchendo de tesão. Seu corpo o aceitava tão bem. Seu corpo implorava por mais. Os movimentos começavam a ficar mais fortes. Mais e mais. Ele enfiava mais fundo, você agora gritava, implorando para que chegasse logo ao orgasmo. 

- AH,  JIMIN,  POR FAVOR,  MAIS FORTE! - Suas respirações já estavam ofegantes de mais. Ele estava cansado, seu corpo estava esgotado. E o orgasmo ainda não havia chegado. 

- PORRA! GOZA LOGO, CARALHO! - ele disse enquanto finalmente gozava.

- AH! - você gritava. 

Ele metia cada vez mais forte e cada vez mais fundo. Você sentia cada estocada. Cada centímetro do membro dele entrando e saindo de você. 

- GOZA PRA MIM VAI, GOZA BABY! - você já estava prestes a desistir quando o orgasmo te atingiu em cheio. 

- ISSO! AH MEU DEUS! - você deixou seu corpo cair sobre a cama e Jimin jogou o corpo para o lado. Vocês dois estavam com a respiração acelerada de mais.

- Amor, isso foi incrível e...

- Cansativo! Você é persistente hein... - ele riu ao dizer isso.

- Persistência é o meu ponto forte. 

Ele riu e lambeu os lábios. 

- Da próxima vez vou fazer você gritar mais, até gozar...  sem tempo nenhum pra descanso.

- Devo dizer que ganhei o melhor presente de natal de todos. 

Que coincidencia, vocês dois riram. Vocês dois pegaram no sono e quando levantaram limparam a bagunça. Seus pais chegariam somente no dia seguinte, o que daria pra vocês dois, mais umas 3 trepadas daquelas. Bom, é um convite irrecusável tendo em mente que seu presente não tem validade. Daria pra aproveitar e muito cada segundo... cada movimento... cada gozo...


Notas Finais


Ent
Foi isso né
Espero que tenham gostado
Até o proximo cap
Tchaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...