História Imagines BTS - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Bts Imagine, Imagine, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Visualizações 153
Palavras 850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Jungkook Special Imagine pt.1


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS - Capítulo 27 - Jungkook Special Imagine pt.1

JUNGKOOK P.O.V

Por que eu tinha que gostar da garota mais difícil da escola? Ela era fria com todos, nunca aceitava ajuda, achava que era a melhor de todas. Quer dizer, pelo menos era isso o que ela passava para as pessoas. Ela estava sempre sozinha e, apesar de não demonstrar, sabia que ela não gostava disso. Algo em mim sempre me fez acreditar que havia um coração lá dentro, no fundo. Que ela fosse capaz de fazer amizades, não pensar somente em si mesma e, talvez, ser capaz de amar alguém. 

 

QUARTA-FEIRA: 08:39 a.m, na escola

-Vocês vão fazer um trabalho em dupla essa semana e eu vou sortear os nomes.- disse o professor e todos olharam torto à S/N, com medo de serem colocados com ela. A mesma, em resposta, ao menos levantou a cabeça. 

S/N era tão bonita, mas parecia que ela não reconhecia isso. Nunca a vi dando um sorriso.

Depois de alguns nomes sorteados, chegou a minha vez.

-Jeon Jungkook e...-ele pegou outro papel- S/N. -meus olhos se arregalaram e eu comecei a ficar nervoso de repente.

-Eu vou fazer sozinha. -disse ela, encarando o professor.

-Você não pode fazer sozinha, srta. S/N.

-Não me interessa.

-Já foi falado sobre esse tipo de comportamento aqui na escola, S/N. Você não pode ser gentil, pelo menos uma vez na vida?-falou ele sinceramente e os outros alunos tentavam não rir. 

-Não, não posso. 

Depois de falar isso, pegou sua mochila com uma mão só e saiu da sala, batendo a porta com força. O que a tinha deixado tão brava novamente?

-Jungkook, se quiser, eu posso te trocar de dupla e...

-Não, professor. Eu vou fazer com ela. -falei firme. Os outros começaram a me falar coisas como "você é louco?". -Não, eu não sou louco. Eu apenas quero tentar entender o lado dela, uma vez. Ao contrário de vocês, que só sabem julgá-la sem saberem absolutamente nada sobre a sua vida.

-E o que você sabe sobre ela?-perguntou Chanyeol, com cara de desdém.

-Eu vou tentar descobrir. -falei e peguei minha mochila, deixando a sala, como S/N. 

O que eu tinha em mente era achá-la e tentar, com muito esforço, arrancar alguma informação dela.

Depois de andar muito pela escola, achei-a num cantinho da biblioteca, onde quase ninguém poderia vê-la. Ela estava sentada no chão, de frente para a parede, chorando. 

-S/N...?-chamei calmamente, com certo medo de sua reação.

-O que você quer aqui? O professor te mandou pra me levar pra diretoria?-perguntou, sem me encarar.

-Não é isso. Eu só sai da sala por conta própria, como você. -sorri fraco e, ao se virar completamente pra mim, pude ver que sorriu minimamente também. -A gente pode conversar?

-Tudo bem, senta aí no chão. 

Ok, ela concordou com algo que eu disse. O QUE? Ela concordou com algo que eu disse e sorriu pra mim.

-Ok, hum, o que eu posso te perguntar primeiro...-falei baixo, mas suficientemente alto para que ouvisse. 

-Talvez, por que parece que eu odeio todo mundo e todo mundo me odeia?

-T-Tá bom, pode ser.

-Em todas as escolas em que já estudei, sempre foi assim. Não sei porquê, todos me tratavam tão mal, ninguém nunca me aceitou e eu nunca tive namorado. Todo mundo sempre riu de mim e me excluiu. Acho que eu acabei ficando traumatizada e com medo.

-Você, com medo?-perguntei, surpreso. 

-Pode acreditar. Eu uso a frieza por medo, juro. Não tem outro motivo. 

-Entendo.

-Parece que ninguém percebe que eu não gosto de ser sozinha. Todo mundo só sabe me julgar. -ela falou entristecida e eu sorri.

-Eu percebi isso, S/N. Eu consegui ver o que você realmente sentia, por trás das suas patadas ao professor. -ri e ela riu também- Meu Deus!

-O que?

-Você sorriu!

-Não sorri, não. -tentou ela disfarçar, rindo mais ainda.

Jungkook, se controla. Eu sei que o sorriso dela está te derretendo completamente, mas se controla. 

-Sorriu sim.

-Tá, tanto faz. Você me fez sorrir, Jungkook. Obrigada por isso. -falou com muita sinceridade em seu olhar e eu assenti, como se falasse 'de nada'.

-Mas, agora, voltando. Por que você estava chorando?

-Porque eu cansei de ser do jeito que eu sou. Sabe, contrariar os professores, chamar as garotas de vadia quando elas me zoam, me odiar por gostar de alguém, essas coisas. 

-Você gosta de alguém?

-Gosto, mas eu não quero te contar agora.

-Tudo bem, respeito você. -mesmo que tenha dito isso, a curiosidade estava me matando. -Só mais uma pergunta, sobre o trabalho de geografia... Você realmente vai fazer sozinha?

-Olha, depende só de você pedir pra trocar de dupla, como os outros fazem. 

-O professor pediu se eu queria trocar.

-Ah, é?- disse ela, parecendo magoada.

-Sim. 

-E você aceitou, né?

-De jeito nenhum. -sorri e seu rosto se iluminou, como uma criança.

-Obrigada mesmo. Eu vou provar pra você que não sou uma garota ruim. 

-Olha, você não precisa me provar nada, eu já sei disso. 

E então, ela me abraçou. Uma abraço bem forte e que me fazia não querer sair de lá nunca mais. 

 


Notas Finais


Este eu acho que vai ter em torno de 3,4 caps (ACHO) e vai ser mais completinho do que os outros. Eu espero demaiss que vcs gostem, obrigada por tudo, as amo demais <33 -gii


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...