História Imagines BTS (HOT) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hot, Imagines, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga
Exibições 304
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong galero;

Desculpem os erros, estou digitando no escuro;

Boa leitura, e divirtam-se. <3

Capítulo 3 - Irmãozinho


Fanfic / Fanfiction Imagines BTS (HOT) - Capítulo 3 - Irmãozinho

Quem me dera que após dois anos, omma se casaria novamente. Estou até feliz por ela, parece que seu mundo voltou a ter cores quando conheceu seu novo marido. O mesmo tem um filho, três anos mais velho, um pouco tímido e quieto, mas o que mais me chamava atenção, era seu olhar sedutor, que sinceramente, é muito tentador, seu nome é Kim Namjoon.

Eu estava arrumando minhas coisas no novo quarto, já que havíamos nos mudado para o apartamento do marido de minha mãe. Eu mantive meus pensamentos distantes a todo o tempo, concentrada nas músicas que meus fones transmitiam a minha cabeça, as vezes rebolando meu corpo de acordo com a batida da música. Tomo um susto a sentir um toque em meu braço.

(S/N)   -Aigoo! Quer me matar? -digo rindo.

-Me desculpe, não quis te assustar, mas te chamei e você não respondia. Aliás, bela dança... -disse mordendo os lábios.

(S/N)    -Que constrangimento -cora. -Você precisa de algo?

-Nossos pais saíram para jantar aproveitar a noite,e sua omma pediu para avisar que não volta hoje.

(S/N)    -Okay, obrigada por me dar o recado. Eu preciso tomar um banho, onde fica o banheiro?

-Na terceira porta á esquerda.

 

Vou para o banheiro, tomo um banho refrescante, deixando a água morna percorrer por cada extremidade do meu corpo, tirando de mim todo meu estresse, dou-me conta de que esqueci algo... M-E-R-D-A. A toalha.

(S/N)    -NAMJOON???

-Está tudo bem, (S/N)? -ele pergunta na porta

(S/N)    -Eu esqueci de pegar uma toalha, você pode pegar pra mim?

-Claro.

Apenas escuto os passos ficando cada vez mais silenciosos, após uns minutos,voltando a serem um tanto quanto altos. Namjoon bate na porta, estendendo o braço para que eu pudesse pegar a toalha.

(S/N)  -Eu estou toda molhada, me traga até a porta do box, antes que eu faça a maior poça de água para você limpar.

Namjoon entra dentro do banheiro e fecha a porta, abrindo uma fresta da porta do box, colocando seu braço na parte de dentro para me alcançar a toalha.

-Chega, eu não aguento. -Ele diz invadindo o box olhando meu corpo de cima a baixo. -Eu não aguento te ver e não poder te tocar.

Apenas dou um sorriso, e ele me rouba um beijo enquanto a água escorria por nossos corpos, e eu retribui, em seguida ele me puxa pela cintura, colando nossos corpos, assim eu pude sentir seu membro ereto em meu corpo. ele me encosta contra a parede, me colocando de costas para ele, ele desliza suas mãos por minhas coxas, e depois passa a me acariciar, em seguida, colocou dois dedos dentro de mim, o que me fez gemer alto.

(S/N)    -Oppa... Isso é tortura.

-Não baby girl, isso é masturbação. -ele diz entre um sorriso malicioso.

(S/N)   -É to-tortura... É provoca...ção. -digo entre gemidos.

-De joelhos.

Me ajoelhei no mesmo instante, começando um oral. Só ficou claro para mim que estava sendo um tanto quanto satisfatório, quando o mesmo deixou escapar alguns gemidos. Sem o deixar gozar, me levantei e virei novamente de costas, senti a mão de Namjoon deslizar até minha cintura, enquanto ele depositava beijos em meu pescoço, fiquei arrepiada e gemi enquanto ele me penetrou lentamente. 

O mesmo começou com movimentos lentos, mas logo foi acelerando. Eu usava minhas mãos para me apoiar na parede, e com uma de suas mãos, ele passou a apertar minhas coxas, e me alguns tapas enquanto sussurrava insanidades em meu ouvido. Logo cansou, já que não tínhamos muito espaço dentro daquele box, o que me fez o encostar na parede e beija-lo novamente. 

-Você é maravilhosa.

(S/N)   -Você também, oppa.

A partir desse dia, sempre dávamos um jeito de repetir a dose, principalmente quando nossos pais decidiam sair, tendo todos os cômodos da casa para nós.

 


Notas Finais


Annyeong;
Espero que tenham gostado. <3

Beijinhos. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...