História Imagines Com Jimin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bts, Imagine, Imagine Park Jimin, Jimin, Park Jimin, Você
Visualizações 143
Palavras 1.139
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Kidding


Fanfic / Fanfiction Imagines Com Jimin - Capítulo 2 - Kidding

Estava deitada na cama, com Jimin ao meu lado assistindo um filme qualquer na Netflix. Não fazia questão de assistir, eu estava entediada, não queria assistir um filme. Queria algo mais.


Enquanto Jimin estava entretido no filme, comecei a desvanear coisas aleatórias até que ele veio em minha mente. Não só ele, como todas as nossas noites de um incrível sexo. Era maravilhoso o trabalho que ele sabia fazer com as mãos. Adorava suas mãos me pressionando, passeando e apertando todo o meu corpo só pra si. E aquela língua… Senhor, não existe coisa que eu  ame mais do que receber um oral dele.


E foi pensando nisso que comecei a ficar excitada, lembrando de como ele era perfeito com os movimentos que fazia em minha intimidade. Já sentia minha calcinha ficar molhada.


Então uma ideia passou pela minha cabeça. Eu queria Jimin. E teria Jimin.


- Oppa? -chamei. Ele nem respondeu.


-Jimin - o cutuquei.


- O que foi? - falou sem deixar de prestar atenção no filme.


- Eu tô tão entendiada… Será que você não pode deixar esse filme de lado e me dar mais atenção, huh?- falei manhosa em seu ouvido.


- Mas amor, você sabe que eu adoro esse filme - falou e eu bufei.


- Fala sério, vai trocar sua namorada pelos Mercenários? Você jura? - falei um pouco sem paciência, mas acabei deixando pra lá e ele voltou a assistir o filme.


Passaram-se apenas uns minutos e eu continuava com a mente suja, asiando pelo toque da língua dele. Não aguentava mais, eu estava disposta a arrancar os olhos dele daquele filme.


- Jimin…-  sussurei em seu ouvido - Eu tô com um probleminha, só você pode resolver.


- Problema? Mas que tipo de problema? - falou um pouco confuso.


- Sabe… Eu não recebo um mimo seu há algumas semanas. E eu tô com saudades de um - falei manhosa, ainda bem próximo a seu ouvido.


- O que você quer dizer com isso? - perguntou, se fazendo de desentendido.


- Você sabe muito bem. Vai, faz um oral em mim?


- Como? Você quer um oral? Agora? Mas olha só pra mim, nem estou no clima - falou e eu me controlei pra não perder a paciência e querer obrigá-lo a fazer um.


- Mas eu estou. Vamos, vai ser divertido. Por favor… - falei o mais manhosa possível em seu ouvido, o vendo suspirar.


- E o que eu ganho com isso? - perguntou, finalmente entrando na minha.


- Se você fizer bem feito, prometo que faço em você também.


Vi Jimin ponderar durante alguns segundos e logo depois veio pra cima de mim, me beijando calmamente, porém, com intensidade. Arfei durante o beijo, devido a grande investida de sua língua contra a minha e agarrei seus cabelos, os bagunçando do jeito que eu adoro. A medida que Jimin intensificava o beijo, eu puxava seus cabelos, e o beijo virou feroz e faminto.


Arfei quando ele separou sua boca da minha e começou a beijar meu pescoço sem delicadeza alguma, deixando alguns chupões, mas nada que ficaria marcado depois. Jimin se apressou em abaixar os beijos, passando pela minha clávicula e indo direto aos meus seios. Eu estava com uma blusa regata sua e sem sutiã, então ele não teve dificuldades em encontrá-los e logo abocanhá-los, um por vez. Estava quase explodindo de tanto tesão, quando Jimin abaixa seus beijos para minha barriga e rodeia meu umbigo com a língua, até finalmente chegar em minha calcinha.


Jimin a segurou pelos elásticos e, antes de abaixá-la, me jogou um olhar carregado de luxúria. Depois de passar a calcinha pelas minhas pernas, Jimin as afastou e me segurou pelas coxas, as apertando um pouco.


Lentamente, ele passou a ponta da língua em toda minha extensão e eu suspirei. Logo ele fez o mesmo com a língua toda pra depois rodear meu clítoris com a ponta. Repetiu esse processo algumas vezes, me provocando, até eu por as mãos nos seus cabelos e força-lo contra minha intimidade. Jimin logo passou a língua com mais pressão, dando atenção ao meu clítoris e, vez ou outra, roçando os dentes nele, me fazendo arfar e puxar mais seus cabelos. Ele brincava com a língua em toda minha extensão, entrando e saindo com ela e logo depois introduziu um dedo, lentamente.


- Jimin… mais… rápido. - pedi, vendo que ele começara a me provocar com o dedo, entrando e saindo com uma lentidão enorme.


- Como é? Não ouvi direito. - Filho da puta. Ele queria me ver implorando


- Oppa… por favor, eu não aguento mais, vai mais rápido! - pedi, um pouco mais alto, o vendo sorrir convencido.


Logo, Jimin aplicou mais rapidez, introduzindo mais um dedo em mim, me fazendo gemer controlado, com o rosto virado para o travesseiro dele. Enquanto me estimulava com os dedos, Jimin passou a me dar atenção com a língua apenas em meu clítoris, rodeando, e às vezes, o pressionando freneticamente.


- Jimin..! - gemi seu nome, percebendo que logo chegaria ao orgasmo.


Ele apenas me olhou carregado de desejo e continou a me estimular, dessa vez indo com mais precisão, e bem mais rápido. Comecei a gemer mais alto a medida que Jimin aumentava a velocidade que eu pensei não ter como aumentar. Jimin fez uma pressão no meu clítoris com o dedão enquanto substituia seus dedos pela sua língua, me dando um prazer imensurável, me fazendo agarrar os lençóis da cama ao perceber que em instantes chegaria ao orgasmo. Gemi alto quando atingi meu clímax, desarrumando o forro do colchão, equanto Jimin lambia toda a minha extensão, me limpando, e depois, lambendo seus dedos.


Estava ofegante, tentando normalizar minha respiração, quando Jimin deita por cima de mim, beijando lentamente meu pescoço e minha nuca, mordendo o lóbulo de minha orelha e respirando pesado. Logo lembro do que ele quer, e me viro de lado, me cobrindo com um fino cobertor branco, e ele fica sem entender.


- Mas o que está fazendo? Ainda não acabou. - Disse ele, tentando puxar o lençol pra baixo.


- Acabou sim, eu estou exausta. - Jimin me olhou incrédulo, logo depois olhando pro volume da sua cueca. Viro-me de novo, e sorrio vitoriosa.


- Mas você não presta, mesmo, huh? Olha só como me deixou, não disse que ia me fazer um também? - perguntou, um tanto desesperado. O olhei, tentando parecer cansada.


- Disse. Mas disse que faria se você fizesse bem feito. Essa oral não foi lá dos deuses. Bom filme. Ah, e abaixa o volume pra eu conseguir dormir direito. - disse, o vendo arregalar os olhos antes de deitar e dormir. Eu estava o provocando. O oral que ele fizera foi maravilhoso, mas não iria dar o gostinho de um pra ele. Ele tinha que implorar, até de joelhos se preciso.


Peguei no sono, logo depois de ouvir a porta do banheiro se fechar com força, recebendo um Jimin contrariado. Sorri com isso. Pelo visto, ele iria se resolver sem minha ajuda.



Notas Finais


espero que tenham gostado sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...