História IMAGINES DA MAGCON ❤ - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Aaron Carpenter, Blake Gray, Brandon Rowland, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack & Jack, Jacob Sartorius, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Sartorius, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Imagine, Imagine Hot, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Sartorius, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Shawn Mendes, Taylor Cannif
Visualizações 799
Palavras 1.248
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltou a sumida rs

Sorry não ter postado essa semana gente.
Fiquei muito feliz com o resultado do imagine Bad do Cameron teve mais de dez comentários!!! :)
Esse é hot!!! ❤
Pedido da:
~LokadaMagcon (como você pediu com qualquer um fiz com JG 😊)
Boa leitura bbs

(Motivo do sumiço nas notas finais)

Capítulo 25 - Jack Gilinsky


Fanfic / Fanfiction IMAGINES DA MAGCON ❤ - Capítulo 25 - Jack Gilinsky

- Filha não adianta discutir comigo, você vai ficar na casa da sua tia!

- Mais mãe eu odeio o Jack!

- Por favor (s/n)! é apenas um final de semana, na segunda feira eu já estou de volta - minha mãe fala e eu bufo indo para o meu quarto arrumar a minha "mala" para o final de semana.

Eu não via o meu primo Jack a quase 2 anos quando eu vi ele pela última vez eu tinha 15 e ele 19 anos, ele sempre foi um grosso comigo, sempre tava por aí bebendo, saindo com os amigos e sempre com uma puta a cada noite...

Eu sou a típica garoto frustrada com os seus relacionamentos, eu já tive dois namorados o primeiro me traiu com uma loira oxigenada da escola e o segundo se mudou para outro estado, isso mesmo minha vida amorosa é uma merda.

- Já acabou? - minha mãe fala surgindo na porta.

- Já - falo com a cara emburrada e desço com as minhas malas.

Não demorou muito e chegamos na casa da minha tia.

- Thau filha eu tenho que ir antes que eu perca o vôo, te amo

- Também te amo - respondo e ela vai embora me deixando plantada na frente da casa da minha tia, mãe do ano essa hein, vou em direção a porta e bato na mesma.

- Quem é você? - Jack surge na porta e me olha de cima a baixo mordendo o lábio inferior.

- Não reconhece mais nem a própria prima Gilinsky? - falo e o observo ele tinha mudado bastante também o rosto continuava o mesmo, mas o corpo...

- (s/n)? Caramba como você tá diferente! - ele fala

- Pois é, onde sua mãe tá?

- Na cozinha

- Ah vou lá dar um oi pra ela - falo e passo pelo mesmo, olho para trás e ele tava olhando pra minha bunda, repito pra minha bunda! ele percebe que eu estava olhando e desvia o olhar rapidamente sorrindo pra mim, continuava o mesmo tarado de sempre.

                        ...

Eu estava no quarto de hóspedes, já deviam ser umas nove horas da noite quando ouço alguém bater na porta.

Abro mesma e encontro Jack escorado na parede.

- O que foi? - pergunto sem ânimo

- Eu vou em uma festa quer ir?

- Ah não tô muito afim

- Ok - ele fala e se vira

- Espera - falo e ele me olha sem entender.

- Vou ir sim - falo e ele sorri e continua a descer as escadas, sou bipolar mesmo.

Acho que não custava nada sair um pouco.

Como eu já tinha tomado banho, apenas vou na minha bolsa e pego um vestido preto, eu não tinha pegado nenhuma roupa pra uma festa mas aquele lá dava pro gasto.

Visto o vestido e coloco o meu Adidas já que não havia trazido nenhum salto. Faço uma maquiagem básica e desço as escadas encontrando Gilinsky no sofá.

- Vamos? - ele fala, e me olha de cima abaixo mordendo o lábio inferior novamente, o caralho custava disfarçar?

- Eu não avisei sua mãe - digo

- E nem vai, se minha mãe souber que eu tô te levando pra uma festa ela me mata, sem contar que ela deve tá dormindo já, agora vamos logo - ele fala e eu o sigo até o carro.

Chegamos em frente em uma casa ou melhor uma mansão a música já se ouviu de longe e aquilo tava lotado de gente.

- Se você me esquecer aqui eu te mato - falo assim que saiu do carro e ele dá uma risada debochada.

- É sério - digo.

- Tá bom não vou te esquecer aqui fica tranquila, e se esquecer a casa e de um amigo meu, não esquenta.

Jack saiu andando e me deixou lá parada na frente do carro, sai quase correndo por que se eu perdesse ele de vista eu estaria fudida.

                          ...

Eu até tentei não o perder de vista mas não teve jeito tinha muita gente naquela festa.

Resolvi me divertir e esquecer as preocupações por um segundo.

Fui até o bar e tomei algumas doses de tequila, estava na pista de dança quando avisto Jack.

Vou até ele e o puxo pra dançar o mesmo fica totalmente sem reação.

- Você bebeu (s/n)? - ele pergunta um pouco alto pelo barulho enquanto me via dançar.

- Cala a boca e dança comigo.

A música tocava e eu rebolava sem dó até o chão.

Gilinsky só observava tudo com um sorriso sacana no rosto.

Me viro de costas e começo a rebolar contra o seu corpo, o mesmo colocou as mãos na minha cintura e eu começo a rebolar contra a sua ereção.

- Caralho (s/n) quando você aprendeu a dançar assim? - ele pergunta e me vira apertando minha bunda com força, me fazendo arfar.

- Vem - ele me puxa e começa a me guiar para algum lugar, quando me dou por mim já estava em um dos quartos da casa.

Jack me taca na cama e vem e engatinhando até mim, ele tira sua camisa e faz o mesmo com o meu vestido. Suas mãos grandes passeavam por todo o meu corpo.

Enquanto eu arranhava seu peitoral, ele retira meu sutiã e começa a brincar com os meu seis mais logo desce pra onde queria, ele puxa o tecido da calcinha para baixo e começa a dar leves chupões na minha intimidade que aos poucos não ficavam tão leves assim, ele abre mais minhas pernas e sua língua quente entra em contato com a minha intimidade trabalhando por ali. Quando eu estava prestes a gozar ele para, filha de uma... Mãe linda!

Faço cara feia pra ele que parecia se divertir com a situação.

Inverto as posições e puxo seu shorts junto a boxer para baixo, coloco seu membro na minha boca e começo a fazer movimentos de vai e vem. Sinto suas veias engrossarem e paro assim como ele fez. Ele me olha indignado e inverte as posições ficando por cima. Ele abre ainda mais minhas pernas e se posiciona na minha entrada, me penetrando em seguida.

- E só isso que você consegue fazer- falo meio aos gemidos para provoca-lo e ele me dá uma estocada tão forte e fundo que me fez soltar um grito e me arrepender de ter abrido a boca para dizer tais palavras, ele repete o ato e mais um grito escapa pela minha garganta o fazendo sorrir satisfeito.

- Se eu fosse você não me provocava - ele sussura no meu ouvido enquanto continuava a me estocar em movimentos rápidos, minhas unhas estavam cravadas em suas costas.

Depois de algum tempo chego ao meu apice, depois de mais algumas estocadas ele sai de dentro de mim e goza na minha barriga.

Ele se deita ao meu lado ofegante.

- Porra (s/n) o que aconteceu com aquela priminha de 15 anos.

- Virou uma priminha com 17 baby - sussuro no seu ouvido e me sento em seu colo.

- Já quer segundo round é? - ele fala e eu sorrio maliciosa e começo a masturbar seu membro com as minhas mãos que em pouco tempo já estava ereto novamente, me sento no seu membro me penetrando, começo a cavalgar em cima do mesmo, ele gemia e apertava minha cintura com força me ajudando com os movimentos. Fui aumentando meus movimentos e então ele goza e em seguida faço o mesmo.

- Você definitivamente superou todas as minhas expectativas.

- E ainda pretendo superar mais vezes - digo e ele sorri safado.


Notas Finais


Comentem!!!
Façam pedidos
Falem oq vcs acharam
O comentário de vcs são muito importante.
Ps: Fiquei sumida pq me deu uma vontade do além de começar a escrever fanfic e daí eu tava meio dedicada em escrever elas, Sim elas! Ksksksj
Eu logo vou postar elas, spoilerzinho uma delas vai ser criminal, são duas.
Sem contar que tem a Friendship and sex (falando nela vou atualizar ela ainda hj) aí gnt eu tenho fogo no cu pra escrever msm 😂❤😂

Mas espero que vcs tenham gostado desse.
Amo vcs ❤😌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...