História Imagines EXO - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Baby
Visualizações 274
Palavras 1.013
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi flores, amas um capitulo saindo do forno, eu espero que vocês gostem. Boa Leitura.

Capítulo 20 - Imagine Kai (Á conexão)


Fanfic / Fanfiction Imagines EXO - Capítulo 20 - Imagine Kai (Á conexão)

Imagine EXO – Jongin.

Eu estava dentro do carro ando em círculos por causa do GPS. Eu tinha chegar a uma ONG, na onde ia acontecer um evento voluntario. Uma hora depois eu chego á uma ONG, eu estaciono. Na hora de eu abrir á porta do carro eu acabei batendo sem quer em um homem de jaqueta preta que passava por ali perto.

- Me desculpe senhor. – pedir.

- Senhor, eu acho que já passamos das formalidades. – comentou o senhor.

Eu olhei bem, e vi que era o Jongin. Ele estava usando uma jaqueta de couro preta, com uma camisa branca e uma calça jeans.

- Oh senhor vai para aquele lado? – perguntei.

- Sim, mas pode me chamar de Jongin. - respondeu o Jongin.

- O que faz aqui? – perguntou o Jongin.

- Eu vir fazer trabalho voluntário. – respondei.

- Legal então você será a minha assistente hoje. – comentou Jongin.

Nós fomos andando até umas das salas de dança. Os adolescentes vieram cumprimentar o Jongin quando ele chegou.

- Oi pessoal, hoje o Professor Kai, têm uma assistente então sejam legais com ela. – disse o Jongin.

- Hoje vamos fazer uma coreografia de casal, cada um pegue a sua parceira. – mandou o Jongin.

Cada um com seu par e começamos a dançar. Mas o garoto tinha á mão abusada ficada toda hora descendo.

- Á sua mão é aqui. – comentou o Jongin.

- Professor Kai por que não mostra como se faz? – perguntou o garoto.

O Jongin estica á sua mão para mim e eu a pego. Ele me leva até o meio do salão.

- Oppa consegue dançar com essa calça? – perguntei.

- Sim, ela perece ser apertar mais dá. – respondeu o Jongin.

Á musica começa á tocar e é á Ellie Goulding - Love Me Like You Do. À música começa á tocar, eu passo bem lentamente pelo o Jongin ele segura no meu pulso, me puxa de volta, ele coloca sua mão esquerda nas minhas costas, e á direita ele pega na minha mão. Nós damos alguns passos para trás, o Jongin a sua mão das minhas costas, com á mão direta ele me gira, eu solto da sua mão e vou andando pelo salão. Eu deixo a batida me leva um pouco. Eu paro olho para ele e me chama com dedo. Eu começo a correr e pulo, ele me segura e me gira no ar, aos poucos ele me colocando no chão. Eu prendendo as minhas pernas na sua cintura e ele me gira muito rápido, quando nos nossos rostos se encontram ficamos muito perto. Á música acaba e as palmas começam.

- Você dançou bem. – comentou o Jongin.

- Obrigada. – agradecei.

Aula seguiu e no final do dia, eu estava deitada no chão do salão, todo mundo já tinha ido embora.

- Toma. – disse o Jongin.

Era uma garrafa de água, eu sento e pego e tento abrir, mas não consigo. O Jongin pega a garrafa e abri sem dificuldades, ele se senta do meu lado.

- Como Oppa consegue fazer isso todos os dias? – perguntei bebendo água.

- Muita prática. – respondeu o Jongin.

Eu fiquei olhando o Jongin e ele ficou me olhando, ele cruzo o braço direito, e apoiou seu braço esquerdo e apoiou seu queixo na sua mão.

- Tem uma coisa que eu queria muito fazer. – comentou o Jongin.

- Porque não faz? – perguntei.

- Eu não tenho coragem para fazer. – respondeu o Jongin.

- O que você precisa de coragem para fazer? – perguntei.

O Jongin olhou envergonhado e depois me olhou para o lado.

- Beija você. – respondeu o Jongin.

- Eu não ouvir, poderia repetir? – pedir.

- O que eu fazer, mas não tenho coragem é beijar você. – respondeu o Jongin.

Eu coloco a minha garrafa no chão e pego no queixo do Jongin e faço ele me olhar, eu me aproximo dele aos poucos.

- Engraçado, porque eu também quero fazer a mesma coisa. – comentei.

Eu o puxo para um selinho de leve e vários selinhos começaram, até que o Jongin pegou no meu pescoço e me puxou para seu colo. Ele mordeu o meu lábio inferior e me deu um selinho. Eu chupo á sua língua e ela invadiu á minha boca. Nossas línguas exploram cada canto das nossas bocas. As mãos do Jongin apertam á minha cintura. Nós paramos o beijo com selinho. A boca do Jongin desce pelo o meu pescoço onde ele o morde, chegando ao meu decote ele continua descendo. Ele beija o contorno dos meus seios. As suas mãos invadem á minha regata, ele vai subindo lentamente, mas ele para. Quando ele parou, eu tirei a sua jaqueta, eu mordo o seu pescoço e começo á rebolar lentamente em seu colo.

- Era isso que Oppa queria fazer? – perguntei.

- Não é que eu queria fazer, sim o que eu quero. – respondeu o Jongin.

Dessa vez quem iniciou o beijo foi ele, suas mãos foram parar nas minhas coxas, ele estava subindo á minha saia. Nós tivemos que para o beijo quando ouvimos o barulho vindo do lado de fora. Era a diretora da ONG dizendo que nós deveríamos ir, pois o lugar ia fechar.

Eu levantei e o Jongin pega a sua jaqueta e levanta. Nós dois agirmos como se nada tivesse acontecendo. Nós seguimos até o estacionamento, quando eu vou abrir porta do carro eu sou empurrada contra á porta. Ele me olha se aproxima e beija á minha testa.

- Dirija com cuidado e boa noite Baby. – pediu o Jongin.

Ele coloca uma coisa no meio dos meus seios e me beija.

- O que Oppa colocou? – perguntei.

- Veja por si mesma. – respondeu o Jongin.

Ele sorriu de canto, me deu mais um beijo e foi na direção do seu carro. Eu entro no carro, pego papel que estavam nos meus seios e era um número de telefone. Eu disco era do Jongin onde nós conversamos um pouco Eu estava gostando da companhia do Jongin de algum jeito, eu estava gostando dele. E por isso nós marcamos um encontro.


Notas Finais


Desculpem pelos erros ou por qualquer cosia.
Por hoje é só, até o próximo.
Beijinhos das Tiah e Tchauzinho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...