História Imagines EXO - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Baby
Visualizações 197
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi Flores, mais um capitulo saindo do forno eu espero que vocês gostem. Boa Leitura.

Capítulo 23 - Imagine Kris Wu (Á conexão)


Fanfic / Fanfiction Imagines EXO - Capítulo 23 - Imagine Kris Wu (Á conexão)

Imagine EXO – Yifan.

O Yifan estava no banco do motorista, dirigindo em alta velocidade tentando despistar quem trás estava trás de nós.

- Yifan porque esses homens estão atrás de nós? – perguntei

- Digamos que eu irritei umas pessoas. – respondeu o Yifan.

Depois de alguns quilômetros nós conseguimos despistar, nós paramos em posto de gasolina, para abastecer e compras algumas coisas.

- Vá rápido. – mandou o Yifan. – E não usei o cartão. – completou.

Eu saio do carro, e vou até a loja e de conveniência, entro e pego algumas coisas e vou até o caixa.

- Só isso? – perguntou o rapaz do caixa.

- Sim e gasolina. – respondei.

Sem querer eu olho para o espelho e vejo um corpo estirado no chão.

- Obrigada. – agradeci entregando o dinheiro.

- Eu não tenho troco, por ser em balas? – perguntou o rapaz do caixa.

Do nada apareceu uma pistola apontada no meu rosto.

- Se afastei do balcão e se tentar alguma coisa eu atiro em você. – comentou o rapaz.

Eu ando para trás e o rapaz pula o balcão.

- Isso. Mesmo continuei andando. – mandou o rapaz.

Ele pega no meu braço e me vira contra o seu corpo.

- Por favor, não faça isso. – pedi.

- Fiquei quieta. – mandou o rapaz.

Nós saímos da loja e eu vi o Yifan rendido por mais três rapazes, ele estava ajoelhado no chão com ás mãos, seu olho direito estava machucado e sua boca sangrando.

- Que decepção Kris. – comentou o rapaz que estava comigo. – Rendido tão fácil. – completou.

- Bruce. – chamou o Kris.

- Como nos velhos tempos, só que agora estávamos dos lados opostos. – comentou o Bruce.

O Yifan olhou para os rapazes.

- Deixa isso entre nós, deixei á garota ir embora. – pediu o Yifan.

- Isso foi um pedido? – perguntou o Bruce ele riu debochado. – Eu vou dizer o que eu fazer. Eu vou matar você de depois levar essa graçinha. – completou.

- Então atira para matar, porque se eu sobreviver, eu vou trás de você, e saiba de uma coisa o que acontecer com ela, eu vou fazer pior com você. – disse o Yifan cada palavra com um tom de doido e raiva nos olhos.

O Bruce riu debochado, ele me jogou no chão e um dos rapazes me segurou e com isso o Bruce atirou.

- NÃO. – gritei.

Eu tentei ir até o Yifan, mas o rapaz me segurou.

- KRIS. – gritei, já chorando.

Eu fui arrastada até um carro, onde eu fui jogada. Aquela imagem do Yifan levando um tiro, saída da minha cabeça, eu chorava muito. Algumas horas o carro parou, eu fui tirada de lá na brutalidade, eu tentei lutar para ir, mas aqueles rapazes eram mais forte que eu. Fui levada até uma oficina e jogada em uma cadeira e armada.

- O que você quer comigo? – perguntei.

Á resposta foi um tapa bem forte no meu rosto.

- Eu quero aquele pen – drive. Diga-me onde esta. – mandou o Bruce.

- Eu não sei do que você esta falando. – respondei.

Eu recebi outro tapa bem forte do outro lado do meu rosto.

- Não me teste garota. Você tem um rostinho muito bonito, seria uma pena acabar com ele. – comentou o Bruce.

Ele estava segurando o meu queixo, e eu cuspo nele. Ele se fastas cheio de raiva, e começa dar vários tapas no meu rosto, até que eu caio no chão e o Bruce começa a chuta a minha barriga. Eu sinto aos poucos perceber á consciência. Foi quando a luz foi cortada, eu ouvir uma troca de tiros, depois alguns minutos ela parou. O rosto do Yifan foi á última que vi.

Eu acordei em quarto de um hotel, eu estava deitada na cama e o Yifan sentado do meu lado cuidando dos machucados, ele esta usando uma camisa preta, com jaqueta verde com alguns botões, uma calça jeans preta.

- É você mesmo? – perguntei.

- Sim, eu sou duro de matar. – respondeu o Yifan.

Eu tentei sentar e o Yifan me ajudou.

- O que foi? – perguntou o Yifan.

- Você matou o Bruce? – respondei.

- Não ele fugiu. – comentou o Yifan.

- Ele vai vir atrás da gente? – perguntei.

- Se ele vier, ai vai ser bom, assim eu vou pagar pelo o que ele fez com você. – respondeu o Yifan.

Eu estava com medo do que o Bruce poderia ser capaz de fazer, apesar de conhecer-lo á pouco tempo, o Bruce me pareceu ser do tipo que guarda rancor.

- Posso te pedir uma coisa? – perguntei.

- Tudo. – respondeu o Yifan.

- Me abraça. – comentei.

Ele se aproximou da cama com cuidado e me abraçou bem forte. O Yifan beija á minha testa.

- Oppa como me achou? – perguntei.

Ele se afasta um pouco e fica me olhando, pega delicadamente no meu queixo.

- Eu sempre o vou saber onde á minha baby vai estar. – respondeu o Yifan.

O Yifan se aproximou e me deu um selinho, foi dando vários selinhos. Ele morde levemente o meu lábio inferior, me dá outro selinho, ele se deitada delicadamente em cima mim. Á sua língua pede passagem e eu a deixo entrar, ás minhas mãos passeiam pela sua jaqueta onde eu já tiro com a sua ajuda sem para o beijo nós nos livramos da jaqueta. Ás minhas mãos passeiam pelos músculos do seu braço, chegando ao seu ombro onde ele solta um gemido de dor.

- Desculpa. – pedir.

- Esta tudo bem. – sussurrou o Yifan.

O Yifan saia de cima de mim e deita do meu lado. Nós voltamos ao beijo, com muitos selinhos, eu o abraço ele começa á fazer um carinho no meu cabelo. Eu estava quase dormindo quando ouvir o dizer.

- Como eu fui te meter nessa situação? Eu te coloquei em perigo mais isso não vai acontecer de novo. Esta na hora de acabar com esse jogo de cão e gato de uma vez por todas. – disse o Yifan.

Eu acabei dormindo, eu não sabia que rumo á minha vida tinha tomado, mas pode parecer loucura, mas eu estava gostando o Yifan, do jeito dele, á forma como ele cuida de mim. Querendo ou não eu me sentia segura ao seu lado e quero continuar me sentido assim.


Notas Finais


Desculpem pelos erros ou por qualquer coisa.
Por hoje é só, até o próximo.
Beijinhos da Tiah e Tchauzinho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...