História Imagines K-Pop - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 100%, 24K, 4Minute, A.C.E, Apink, ASTRO, B.A.P, B1A4, Bangtan Boys (BTS), BEAST (B2ST), Big Bang, DAY6, Girls' Generation, Got7, High4, IKON, Infinite, JYJ, K.A.R.D, KNK, Mamamoo, Monsta X, NU'EST, Pentagon (PTG), Seventeen, SHINee, Super Junior, T-ara, Teen Top, TVXQ (DBSK) (Tohoshinki), TWICE, UP10TION, VAV, VIXX, WINNER
Personagens B.I, B.M, BamBam, Baro, Bit-to, Bobby, Boo Seungkwan, Cap, Chaeyoung, Chan, Choi Siwon, CNU, Cory, D-Lite (Daesung), E'Dawn, Heechul, Hyuk, JB, J-hope, Jihyo, Jimin, Jun, Kuhn, Mark, Mina, N, Niel, Park Jungsu, Ravi, Ren, Sana, T.O.P, Taemin Lee, V, Won Ho, Wow, Young K, Yuto
Visualizações 89
Palavras 2.919
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooiii amores !!! Mais um pedido!! Espero que gostem! Acho que ficou muito grande kkkk boa leitura!!

Capítulo 8 - Imagine - Baekhyun (EXO)


Fanfic / Fanfiction Imagines K-Pop - Capítulo 8 - Imagine - Baekhyun (EXO)

___* era uma mulher muito bonita, sua pele branca como a neve, cabelos suavemente ondulados castanho claro assim como seus olhos. Um corpo desejado com curvas naturais , sem excesso. Era amável com todos, possuía um cotação tão grande mais carregava consigo um semblante triste, quem a visse não imaginaria o que essa mulher já passou .. ela havia sofrido muito na infância , para ser mais específico , o seu sofrimento começou aos 10 anos de idade quando sua mãe veio a falecer devido a uma doença. A partir deste dia as coisas só foram piorando .. desolado, seu pai se entregou ao álcool, ele não podia aceitar que perdera a mulher de sua vida, foram 13 anos juntos e que agora nunca mais a veria de novo e olhar para ___* era um tormento para ele pois sua semelhança era impressionante o que fazia lamentar sua dor. Todos os dias se tornaram um pesadelo para ambos, ___* sentia uma falta enorme de sua mãe e não podia contar com o apoio e amor de seu pai que passou a rejeita-la.

O álcool se tornou sua fuga, não havia um dia sequer que ele não se embriaga-se e descontava sua dor na filha, ___* era constantemente agredida com socos, chutes, em seu corpo marcas se formavam e todas as noites demorava a dormir por conta das fortes dores. Com 14 anos já não aguentando viver aquele inferno , ___* decidi fugir de casa, ela já não suportava as atrações do pai que cada vez se tornavam mais frequentes e por qualquer motivo. Ele trabalhava em uma fabrica e de lá já parava nos muitos barzinhos com seus colegas de trabalho , ___* já sabia todos os passos que o pai tomava e sem pensar nas consequências arruma algumas poucas roupas, produtos de higiene e algumas fotografias de quando era feliz.

Era 22h:45m quando ___* sai de casa, dentro de si havia um misto de liberdade e medo que a deixava perturbada. Sem saber para onde ir, a quem recorrer, não tinham nenhum parentesco na cidade e com apenas alguns trocadis nas mãos sabia que não poderia pagar uma diaria em algum lugar então continuava vagando sem rumo. Já se passavam das 01:00h quando ___* retornou a sua casa .. sabia que era loucura e que seriamente tudo pioraria quando entrasse por aquela porta mais não tinha outra escolha .. ao abrir a porta desolada é golpeada fortemente por seu pai , o golpe a derruba no chão , tentando se levantar , recebe vários chutes no estomago, ___* clamava ao pai para que parasse mais ele estava cego e continuava. Não se comovia com o choro e súplicas da garota, ele a agarra pelo pescoço e olha no fundo de seus olhos .. a arremeça de volta ao chão e se tranca em seu quarto deixando-a sangrar caída. ___* só sabia chorar , todo o seu corpo marcado, dores extremas a impossibilitava de se levantar. Ali mesmo permaneceu a jovem o resto da noite.

___* abre os olhos pensando estar morta percebe que ainda esta ali no chão da sala , com dificuldades consegue se levantar se apoiando nos móveis. Nota que seu pai já não estava presente na casa. Vá até o banheiro , se olha no espelho com lágrimas no rosto, liga o chuveiro e desmorona em pranto. Depois de um bom tempo no banho, sai e com muitas dores se deita na cama, adormece . Mais tarde naquele dia, ___* se levanta e ainda tem que preparar a janta para que não apanhasse novamente. Ela sabia que tudo iria piorar e tinha razão. Assim ___* viveu por anos , anos de dor, agressões , lágrimas, sem nenhum motivo para que pudesse sorrir. ___* dizia a si mesma que se pudesse trocaria de sugar com sua mãe, queria que fosse ela a morrer e não sua querida mãe ..

...

Assim foi a infancia e adolescência de ___*, sem esperanças, sonhos, sem alegrias .. a única coisa que a distraia era seu trabalho pois a tirava de casa. Ela trabalhava em uma agencia bancaria. As horas que passava no trabalho era como se estivesse livre. Enquantos tidos não via a hora para ir embora, ___* aproveitava cada minuto que podia.

- Ufaah kkk mais um dia acabou! – Diz Xiumin sentando-se na mesa de ___*.

-Infelizmente .. – Ela diz com um falso sorriso.

-Aé .. sabe as vezes me esqueço .. sei pai ..- Xiumin diz em tom triste pela amiga. Xiumin era companheiro de trabalho de ___* e eram bons amigos, por ele seriam até mais do que isso .. ___* quem não quer. Ele sente algo por ela e já se declarou diversas vezes , sem êxito pois ___* não o correspondia, embira o considere muito , é praticamente seu único amigo .

-Não se preocupe comigo Xiumin, ficarei bem .. – Ela diz tentando acalmar o amigo mais não sabia se realmente ficaria bem .. não sabia o que esoerar quando chega em casa. Seu pai sofreu um acidente no trabalho o que impossibilitou de voltar a trabakhar, assim se aposentando.

-Como não vou me preocupar com aquele monstro em sua casa? – Ele diz se pondo de pé alterando um pouco seu tom de voz.

-Xiumin ..

-Me desculpe .. eu sei que mesmo assim você gosta deke , é seu pai eu sei .. mais eu não aceito isso ___* .. você não merece .. – Xiumin diz segurando as mãos delicadas de ___*.

-Eu ficarei bem é sério! Obrigado por tudo . – A moça o abraça , Xiumin a aperta como se não quisesse que ela se vá ..

-Fica comigo! Eu posso te tirar de lá, a gente se casa, você vem morar comigo e nunca mais terá que passar por isso novamente ___* .. vocè sabe que te amo. – Xiumin diz a apertando e depois a olhando em seus olhos.

-Você sabe que eu não posso .. seu gosto muito de vicê mais não desse jeito Xiumin .. eu juro que gostaria de sentir o mesmo por você .. obrigado .. – Terminado de falar, ___* o abraça e se vai .

___* on*

Ah Xiumin .. sempre se preocupando comigo, desde que o conheço ele é assim. Eu queria ama-lo , mais queria que fosse pelo motivo certo e não para me ver livre dessa vida de cão que levo ... . Eu queria poder dizer com toda certeza de que ficaria bem mais a verdade é que eu não sei .. desde o maldito acidente meu pai só piorou o tratamento comigo .. eu sinto pena em ve-lo assim , se destruiu e acabou com nossas vidas .. maus apesar de tudo ele ainda é meu pai .. ahh mamâe por que tinha que ir ? ..

___* off*

Chegando em sua casa se depara com seu pai e alguns amigos na sala bebendo. Ele exige que ela faça algo para lhes servir. Então sem reclamar, ___* vai para a cozinha, prepara algo o mais rápido que pode e os serve. Nota os olhares maldosos daqueles homens em cima dela e rapidamente se retira para seu quarto. Ela sentia nojo daqueles homens, todos viciados assim como o pai .. depois de se banhar, volta para a cozinha que estava uma verdadeira bagunça e começa a limpar. Aqueles homens já haviam ido o que a deixava melhor. Seu pai foi se deitar e pelo menos hoje ___* dormiria bem . Já exausta se deita e rapidamente pega no sono.

...

Mais um dia de trabalho glorioso para aquela moça, mas .. eram 18:00hr , hora de ir embora.

-___* você não quer mesmo sair com a gente? – Pergunta Yumi uma amiga.

-Muito obrigada Yumi .. maus não.

-Por favor vamos !! Só hoje! – Xiumin insisti .

-Obrigada .. maus você sabe que eu não posso .. – Ela continua a negar o convite, se despede dos amigos e vai para casa. Chegando , seu pai estava na sala como de costume e havia apenas um homem com ele . Passo rapidamente por eles e vou para meu quarto. Tomo meu banho e vou a cozinha que mais uma vez estava um lixo. Enquanto ___* estava na pia lavando a louça é surpreendida pelo tal homem que antes estava na sala. Ela treme instantaneamente e o questiona por estar ali.

-Eu senti sede e como seu pai foi ao banheiro .. – O homem diz se aproximando. ___* inocente pega uma garrafa d’agua e um copo e o serve, ao terminar de beber .. ele a agarra pela cintura e a beija a força .. ___* se debate tentando escapar daquele homem nojento quando seu pai aparece .. o tal homem a solta dizendo que ela era quem havia o agarrado e sai correndo daquela casa ... Seu pai cego parte para cima da jovem. Mesmo ela dizendo a verdade, de que tinha cido ao contrario, ele a insultava de vários nomes , a segurava pelos braços a jofando contra a parede varias vezes , a socava, esbofetiava ... então, em um milésimo de segundo ___* empurra seu pai com uma tal força que não sabia de onde tinha vindo o fazendo perder o equilíbrio batendo com a cabeça na quina da pia , assim caindo morto no chão..

Desesperada ao ver que se pai não se levantava e nem reagia de alguma forma, se aproxima e consta que seu pai havia falecido .. em choque liga oara seu amigo que vem desesperadamente ao seu encontro.

...

-- DELEGACIA DE POLICIA –

-Você tem um novo caso veja. – Delegado Chen para o advogado de defesa que cuidaria do caso de ___* . Ele analisa a fixa e ouve o que ela disse no depoimento. Depois disso, encaminha-se para uma sala onde ___* estava.

-Olá senhorita ___*, meu nome é Byun Baekhyun e serei seu advogado, primeiramente lamento pela sua perda. Será que podemos conversar um pouco a sós? – Xiumin estava junto de ___* e entende a indireta e se retira. Depois que Xiumin se foi, os dois se sentaram então com muita dificuldade a moça conta como tinha acontecido as coisas. Byun Baekhyun era um excelente advogado, muito responsável e absurdamente belo. Enquanto ouvia o relato da moça não contia seus pensamentos ..

Byun Baekhyun on*

Como pode uma moça tão linda .. ter passado por tudo isso .. eu não consigo crer .. pelo que ela esta me contando seu pai era um verdadeiro monstro .. que cousas horríveis ele a fez passar, nossa ... é coisas assim que me enfurecem .. mais tenho que me manter profissional .. mesmo com essa beleza tirando minha concentração, ela é realmente linda .. e tão triste .. eu tenho que ajuda-la. Esse caso será simples de resolver já qhe se trata de legitima defesa. Eu vou ajuda-lá!

Byun Baekhyun off*

-E-e foi assim s-senhor .. - ___* diz gaguejando nervosa pois não era fácil.

-Pode ne chamar de Baekhhun e não se preocupe! Eu vou te ajudar! Me considere como um amigo sim! – Ele diz segurando as mãos de ___*. Assim ambos se levantam e o senhor Baekhyun consegue que ___* responda em liberdade. Ele se oferece para leva-la embira porem , Xiumin intervém . ___* se despede do advogado e vai com Xiumin. ___* não queria voltar aquela noite para sua casa então Xiumin a leva para a dele. Ao chegar, Xiumin acomoda ___* em sua cama e ele dorme na sala. ___* demora a dormir, tentava assimilar tudo o que havia acontecido. Ela havia matado seu pai .. mesmo não tendo culpa nenhuma, isso a fazia se sentir a pior pessoa do mundo. Com esses pensamentos também vieram os de Baekhyun .. Ele disse que ela não teve culpa, que foi uma inocente na história toda o que começou a conforta-la.

No dia seguinte após velar seu pai, é convidada para um café por Baekhyun. Com custo eka aceita. Baekhyun não desistiria até ela aceitar. ___* precisava distrair sua mente e parecia gostar da companhia. Baekhyun era um homem muito interessante, divertido, charmoso .. quem não se encantaria por ele? E parecia que ___* havia chamado muito a atenção do advogado. O simples cafézinho se repitiu por mais algumas vezes o que estava deixando ambos felizes. Principalmente ___*, era a primeira vez que ela se sentia tão bem com um homem. Começou a gostar muito da companhia. O mesmo era visível em Baekhyun, em tão pouco tempo .. não conseguia tira-la da cabeça e temia pous o dia do julgamento se aproximava e logo seus compromissos formais terminariam ao encerrar o caso mais eke queria continuar cultivando essa amizade e esperava que ___* quisesse o mesmo.

Xiumin sentia que estava perdendo a mulher que ama para alguém que mal chegou e não iria permitir, pelo menos não sem lutar. Alguns dias antes do julgamento , Xiumin convida a amiga para jantar. Ele se arruma como nunca, passa o perfume que ___* mais gosta e sai de casa , chegando na casa da amiga bate na porta. Logo ___* a abre..

___* on*

Hoje cvou sair com meu amigo .. estou nervosa pelo julgamento estar próximo mais Baekhyun me garantiu de que não devo me preocupar, então vou tentar aproveitar a noite com Xiumin. Ele esteve comigo o tempo todo .. desde o começo .. sua amizade, todos os dias tentando me animar , naquele dia .. foi a ele em quem me apoiei .. eu .. eu sou tão egoísta .. nunca lhe dei uma chance ..

Paro de viajar e termino de ne arrumar. Logo termino e ouço a porta. Ele já deve ter chegado. Vou até a porta a abrindo .. Ele esta .. tão lindo .. aah por que estou reparando nisso? Assim saio com Xiumin. No restaurante conversamos muito e ele me tranquiliza.

___* off*

Xiumin tranquiliza ___* e de repente .. a suroreende com um beijo .. calmo e suave. Seus lábiis se desgrudam ..

-___* você sabe que eu te amo .. fica comigo..

-Xiumin .. eu já disse .. eu não tenho como te agradecer por tudo o que fez e faz por mom .. mais .. eu não te amo assim. – Eka diz segurando a mão de Xiumin.

-Não fiz para que me recompensa-se depois, eu fiz por que te amo, é minha melhor amiga. Pensei que dessa vez daria certo kkk.. – Ele diz sorrindo o que faz ___* sorrir também. – Pelo menos te perdi para um bom homem, ele vai te proteger. É uma droga admitir isso kkk.

-M-mais do que voê esta falando?

-Aahh eu sei que gosta do advogadozinho tido bem kkk.. ele também é afim de você da pra ver.

___* nega dizendo que é absurdo mais Xiumin continua afirmando e se divertindo ao ver sua amiga encabulada. E assim termina a noite. Depois de alguns dias chega enfim o julgamento. Levou 6 messes maus a espera iria acabar, ___* iria ser inocentada ou condenada .. depois de horas e horas, é chegado um veredito. ___* é inocente das acusações , diz o juiz encerrando o caso! Baekhyun esquece o profissionalismo e a carrega a abraçando. Ambos não se contiam de felicidade. E é claro que a convida para jantar , comemorar a vitória.

No jantar depois de muitas risadas e conversa jogada fora, Baekhyun decide agir . Passa sua mão acariciando os cabelos de ___* que só sabia sorrir. Assim com os rostos cada vez mais próximos , inicia um lindo beijo , cheio de desejo, beijo esse que Baekhyun queria dar desde o primeiro dia daquela delegacia. Baekhyun a leva para seu apartamento onde entram aos beijos. Vão para o quarto, Baekhyun a deita na cama , sela seus lábios dizendo palavras de amor a que deixam ___* emocionada pois pensava que nunca maus voltaria a ser feliz e hoje, sente-se como um pássaro livre. Os beijos vão ficando mais ferozes , Baekhyun tira seu terno ficando aoenas de box vermelha. Retira o vestido da amada, deposita vários beijos por todo seu corpo a deixando louca. Retira seu sutiã e começa a beijar seus seios .. ___* começara a gemer timidamente . Depois de um tempo, desce para sua intimidade, massageia ainda por cima da calcinha, logo enfia sua mão dentro da mesma a estimulando. Agora ___* não conseguia reprimir os gemidos.

Ao se desfazer , ___* começa a beija-lo perdidamente apaixonada. Beija seu pescoço ouvindo Baekhyun gemer. Desse oara ser abdômen o arrepiando .. o volume na box precisava ser saciado então, ___* retira a box vendo aquele membro saltar para fora .. Baekhyun era lindo por completo e em todos os ângulos ... começa a passar a língua pela cabeça e descendo .. os gemidos de prazer de Baekhyun aumentavam a cada movimento . ___* o chupa devagar, com calma e sem interromper o contato visual. Não demorou para que ele chegasse ao seu limite. Baekhyun então veste seu membro e se posiciona para enfim penetra-la. Lhe da mais um beijo cheio de desejo e então .. a penetra .. seus movimentos eram calmos, seus gemidos deixavam ambos extremamente excitados. As estocadas são mais fortes, a velocidade aumenta e os dois não aguentam mais e gozam.

Deitados ___* só consegue abraça-lo sorrindo. Enfim chegou o tempo em que essa moça haveria de ser feliz. Depois de tantos anos, perdas, lágrimas .. isso tudo agora ficaria para trás .. os dois se beijão novamente e adormecem abraçados.

-- FIM --


Notas Finais


O que acharam? Rsrs espero que tenham gostado !! Fui corrigindo, me perdoem se ficou algum erro para trás rs. Até o próximo!! ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...