História Imagine//Shawn Mendes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Cute, Hot, Imagines, Magcon, Shawn Mendes
Visualizações 48
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover
Avisos: Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mandem seus pedidos...
👆👆👆👆👆👆👆👆👆

Capítulo 1 - O jantar



— S/N... Amor... Você tá com raiva de mim?— pergunto manhoso entrando na cozinha, onde S/N está comendo sorvete.


— Fora Mendes— ela fala sem me olhar.


— Meu anjo, desculpa, eu... Eu ando muito estressado com o trabalho e as papeladas, acabei esquecendo— falo me aproximando dela que está sentada no balcão.


— Poxa Shawn, era uma jantar importante pra mim. Agora os meus pais acham que você é um idiota que não quer conhecer os pais da namorada— ela fala triste e eu me sinto péssimo.


— Desculpa, eu sou um idiota, prometo que no próximo vamos ser os primeiros a chegar no jantar e eu quero sim conheçer sua família— na verdade, quero não.


— Promete?— ela passa os braços pelo meu pescoço.


— Prometo!— falo, ela sorri e me dá um selinho.


(...)


Entro no quarto e Ísis está deitada de barriga pra baixo na cama, enquanto mexe no celular, a mesma está só com uma blusa minha e calcinha, deixando sua bunda gostosa amostra pra mim.


Vou andando até a cama e subo nela, engatinhando até a S/N, e subindo encima da mesma, enquanto beijo suas costas e aperto sua bunda, mas ela se vira ficando de frente pra mim.


— Nem pense nisso Mendes.


— Por que?


— Eu ainda estou com raiva de você, então nada de sexo até o próximo jantar dos meus pais.


— Ah não. Você só pode tá de brincadeira, amor... Greve de sexo não...


— Greve de sexo sim...— ela fala, me empurrar fazendo eu caí deitado na cama, ela se levanta e saí.


Eu tô fudido...


(...)


Duas semanas...DUAS SEMANAS SEM SEXO... Eu já estou ficando louco. Nessas duas semanas S/N não deixou nem toca nela, o máximo que eu ganhei foi selinho, o que me deixava com mais vontade de fuder ela.


Mas finalmente a tortura acaba hoje, pois FINALMENTE é a porra desse maldito jantar. Se eu estou bem com isso? NÃO.


Primeiro: Estou apavorado, é hoje que eu vou conhecer os pais da garota que eu amo, e se eles me pedirem, o que é bem possível.


Segundo: O pai da S/N é muito, MUITO ciumento mesmo. Uma vez ela me disse que ele ameaçou o primeiro namorado que ela teve de cortar as bolas dele se ele tocasse nela.


E terceiro: SEXO, eu preciso de sexo, eu tô raivoso, emburrado e triste, tudo ao mesmo tempo, só consego pensar na S/N em baixo de mim, gemendo meu nome loucamente, e ela também não ajuda em nada, pois desídio vim pra essa merda de jantar DE FAMÍLIA com o vestido mais curto que ela tem.


— Shawn para com essa cara emburrada, vai ser legal, você vai amar minha família, principalmente meus priminhos, eles são uma graça.


(...)


Chegamos na casa dos pais da S/N e agora estamos jantando em uma mesa circular enorme que tem no quintal, é um jantar ao ar livre, está tudo muito lindo, é a noite, tem umas luzes que parecem está flutuando e tem taças espalhandas pelo quintal.


Estava comendo e prestando atenção no que o tio da S/N falava, até que sinto uma mão, bem conhecida por mim, na minha coxa, mas tudo bem, até que S/N começa a subir a mão até chegar ao meu membro, logo em seguida o apertando.


Mordo o lábio inferior com força, seguro a mão de S/N e susurro um " Para com isso " pra ela, mas a mesma pega minha mão que estava segurando a dela por debaixo da mesa e leva até sua intimidade, mas eu a retiro.


Não posso ficar excitado na frente da família dela....


Ahhh S/N, você vai me pagar por isso...


(...)


— Tchau Shawn foi um prazer te conhecer— dona ( nome da sua mãe) falou e me deu um abraço, me despeço de toda a família da S/N e ela também.


Vamos até o carro e entramos no mesmo do partida e quando viramos a esquina eu começo a falar.


— Puta que pariu S/N, você enlouqueceu de vez?! Passou a noite enteira me provocando, sabendo que eu tô quase louco pra te fuder! Ahhh.... Mas você vai me pagar, é melhor você se preparar pra passar a noite acordada. Hoje eu vou brincar com você de todos os jeitos possíveis— falo, coloco uma mão em sua coxa e aperto a mesma com força.


Pov.S/N


Shawn estava começando a me assustar, nunca vi ele assim, ele está mesmo com raiva.


Assim que chegamos em casa eu desce do carro e fui pro quarto, mas quando eu ia entrar no chuveiro pra tomar banho, sinto uma mão segurar meu braço e me jogar na cama.


— Pensou que ia escapar de mim S/N?!— Shawn fala e começar a desabotoa o cinto— Você foi uma garota má hoje, uma garota muito má— ele tira a calça e a blusa e sube na cama, ele vem até meu ouvido e fala— Sabe o que garotas más merecem?— neego com a cabeça— Então eu vou te mostrar— ele segura meus pulsos com força e pega o cinto, ele amara meus pulsos com o cinto e os prende na cama— Hoje você só vai sair dessa cama sem andar.


— Shawn, me... Me desculpa amor. 


— Não, eu não desculpo— ele fala rindo e rasga meu vestido.


Ele rasga minhas roupas íntimas e se levanta, ele sai do quarto mas logo volta com uma garrafa de whisky, ele se aproxima de mim e derrama whisky na minha barriga. Logo começa a lambe-la e supa-la.


Ele abre minha boca e coloca whisky nela, fazendo eu engolir o mesmo, ele me beija com vontade e luxúria, desde os beijos pro meu pescoço e me penetra com três dedos de uma vez.


— Aaah... Sh-shawn.... Aaaaah— grito.


— Isso... Grita pra mim amor— ele fala e começa a supar meus seios, enquanto me penetra com os dedos.


Quando chego perto do meu orgasmo ele retira os dedos e me penetra sem avisar.


—Aaaaah— grito de dor, mas logo começo a gemer loucamente por ele.


As invitedas de Shawn eram fortes e profundas, me fazendo ir do inferno ao céu a cada penetrada que ele dava, sua voz rouca gemendo e xingando no meu ouvido era tudo pra mim. Logo minhas pernas ficam bambas e eu gozo, logo em seguida Shawn goza também.


Mas ele se levanta, me vira de costas pra ele e me dá um tapa forte na minha bunda.


— Aí Shawn.


— Ahh, doeu foi— ele da outro— Você foi tão malvada— e outro— Tem que pagar pelo que fez— Outro— Tem que aprender a ser boazinha— e outro mais forte. Minhas lágrimas corriam pelos meus olhos.


Ele puxa meu quadril pra cima, fazendo eu empinar minha bunda pra ele. Logo em seguida ele me penetra novamente, depois de longos minutos, gozamos juntos, mas ele não se cansou, e trazemos de novo mais umas três vezes.


Shawn solta minhas mãos e eu me deito exausta no peito dele, não sinto mais minhas pernas, e meus pulsos estão vermelhos.


— Eu te amo, desculpa se te machuquei— Shawn fala com voz de sono.


— Tudo bem, foi bom, muito bom— falo rindo e ele rir comigo.













Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...