História Imperante


Escrita por: ~


Sinopse:
No fundo eu o queria só pra mim desde o começo, daquela maneira bem egoísta mesmo; talvez eu o amasse mais do que eu imaginava.

[Jikook] [Kookmin]
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook, Kookmin
Exibições 78
Comentários 1
Palavras 300
Terminada Sim

Fanfic / Fanfiction Imperante
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Por não seguir métricas acabei virando uma redondilha
1
78
300

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~taequila
Capítulo 1 - Por não seguir métricas acabei virando uma redondilha
Usuário: ~taequila
Usuário
Você sempre me faz sentir especial pra caralho, né, em todas essas palavras que sempre me deixam mais feliz do que deveria.
Nunca pensei que leria uma jikook sua, e olha só, quando disse que eu chorei lendo essa, eu não menti.
Eu fico quase incomoda, porque vou te falar, eu sempre disse que iria sumir do mapa, ir para uma cidadezinha no interior de Minas, morar num sítio longe de tudo para ter mais espaço pra mim. E você faz referencias a coisas que são importantes pra mim com esses números não exatos, e sério, vou guardar esse como um dos melhores presentes de aniversário que eu ganhei.
Eu peguei um pouco desse Jimin pra mim, porque apesar de tudo eu colo e sempre vou colocar minhas esperanças falhas nesse sentimento que chamam de amor, e esperar até que eu me mude, e que alguém venha comigo, morar num sitiozinho em Mar de Espanha.
Parece que você conhece muito de mim, mais até do que eu mostrei a você, sei lá, é uma impressão que tenho, e acho que é bom no final de tudo, essa amizade que parece de anos, e tenho a impressão, também, que vai ser sempre assim; você colocando remédio nos arranhões que eu ganho por colocar expectativas demais em pessoas que são de menos.

"Cheios de juras silenciosas e saudade camuflada de tesão." É, eu sou mesmo o lado mais pervertido de qualquer relação.

Olha, eu te amo muito, mas hoje, tô amando um tanto mais. Tô sentimental, é culpa da lua que tá em câncer.

É bom você ter bastante merthiolate.
te amo, coração azul