História (Im)perfect lie - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Suho
Tags Abandono, Amor, Exo, Suícidio
Exibições 11
Palavras 1.172
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


gente...
esse foi o cap alternativo q prometi
e é o último também...
eu tive q mudar um pedacinho do cap 3 pra se encaixar nesse cap
esse segue o pensamento do kyung

Capítulo 5 - Cap 5- final alternativo


(...) Cheguei no hotel, liguei para o casal ChanBaek na Coréia e disse que não ia voltar a vê-los nunca mais , pois havia desistido da vida, havia decidido parar de lutar.

Subi no parapeito, e quando ia pular , ouvi uma voz conhecida, me dizendo para não me matar. Era ele, Era o Kyung.

 

 

3 anos depois

D.O p.o.v

Senti que hoje o dia não ia ser muito bom pra mim. Cheguei na faculdade pra dar aula de matemática financeira de manhã e tinham dois alunos na sala quase se matando e o resto da turma não fazendo nada , só ficava gritando “FIGHT FIGHT FIGHT” . Aquilo me deixou muito puto , risquei o quadro com as minhas unhas fazendo um barulho um quanto tanto, digamos, irritante. Os dois alunos pararam na hora e os outros alunos me xingaram até não poder mais. Os dois briguentos, mandei ir embora de minha sala enquanto os outros ficaram quietinhos assistindo minha aula.

Flashback on

O professor Junmeyon ou Suho ,me convidou para trabalhar com ele na empresa que ele tem ,  além de  um ótimo professor , ele é uma pessoa incrível , me ensinou muito na vida profissional e na vida pessoal.

Depois de um tempo ,  o mesmo teve um problema de saúde grave e teve que se afastar da Universidade, porém o mesmo não poderia deixar o cargo de professor de matemática financeira aberto e como faltavam apenas 2 dias para a formatura do mestrado e eu era seu melhor aluno , além de confiar plenamente em mim (embora isso não seja muito  inteligente da parte dele ) fui indicado para dar aula em seu lugar.

Flashback off

Depois de dar as minhas aulas do período da manhã e da tarde, voltei pra casa , me arrumei e sai com o Suho e com alguns outros professores para um Pub , perto aqui de casa e ficamos lá bebendo, conversando, comendo até que em determinado momento percebi um homem me encarando e ele não parava, fiquei com medo , vai que era um assassino.

Mas quando o show da banda, que geralmente se apresentava lá , ia começar pude ver seu rosto melhor e não acreditei no que vi... era.... Jongin!

 Quase caí pra trás , mas ignorei pensando que devia ser alguma coisa da minha cabeça, algum sentimento confuso que estava me fazendo enxerga-lo ali, naquele momento.  

Decidi então ficar mais um pouco lá, pois parecia que ele havia ido embora , contudo já tinha perdido toda a minha vontade de permanecer ali, falei com Suho e fui embora pra casa.

Dia seguinte : 9:15 a.m

Acordei até cedo, fiquei pensando se o fato de ter visto Jongin no Pub não havia sido coisa da minha cabeça, uma alucinação por assim dizer.

De repente escuto alguém tocar a campainha daqui de casa, mas fico com preguiça de atender, afinal Suho está morando de favor por um tempo comigo aqui em casa, então ele que atenda. Não deu outra, ele atendeu a porta e veio me chamar, dizendo que tinha visita pra mim e o nome da visita, quando escutei não pude acreditar!

Desci as escadas de casa , quando me deparo com um Nini (apelido carinhoso que também dei pra ele) lindo , cheiroso e com um buquê na mão me esperando com um sorriso no rosto, que eu acreditei que nunca mais fosse ver , meu coração veio na boca na hora, mas não podia demonstrar toda a minha excitação de vê-lo novamente , pois o que ele fez comigo foi errado , mas o que eu fiz com ele foi pior.

Desci como se nada tivesse acontecido, ele me abraçou e pude ver que ele ainda era apaixonado por mim e eu por ele.

Ele me contou a história dele depois que eu parti , fiquei tão mal , que comecei a chorar igual a um bebê e ele também.

Depois de tudo , ele me chamou pra almoçar, não queria ir inicialmente, mas acabei ficando com pena e aceitando.

Nosso almoço , não foi um dos melhores, mas não posso negar que estava com saudade de seus olhos, nariz, boca... tudo!

Decidi que não faria mal passar o resto do dia com ele , afinal havia anos que não ficávamos juntos desse jeito. No final do nosso reencontro , por puro instinto dei um beijo nele , porém me toquei do que estava fazendo e disse que não poderíamos ficar junto. Acho que magoei novamente o meu amor.

Suho me viu e perguntou como foi o dia, não consegui responder , desabei em seu colo no mesmo momento, ele me fez um cafuné bom e me deu conselhos que nunca esquecerei...ele é um dos meus melhores amigos.

O último conselho que ele me deu era ir até o hotel em que Nini  estava e contar toda a verdade para o mesmo, e foi o que fiz.

Cheguei no hotel, vi um homem que parecia o Jongin no último andar do prédio e saí correndo para confirmar o que estava acontecendo , quando vi que o mesmo estava pensando realmente em pular , meu grito saiu alto o suficiente para fazê-lo parar.

Quando ele desceu , contei toda a verdade do porque eu fugi, falei que tinha desviado o seu dinheiro, no primeiro instante achei que ele ia me bater, mas ele apenas me abraçou , me dizendo que o importante para ele não era o dinheiro, nem o emprego , era a nossa relação...era nós dois! Ele me perdoava de tudo! Mal pude acreditar!

Ele me puxou pra um beijo tão delicado e ao mesmo tempo tão romântico que me fez sentir completo novamente. No final do mesmo , ele perguntou se eu queria voltar com ele pra Coréia, falei sem pensar que sim, sem medo de arrepender , afinal o meu amor por ele nunca havia morrido, a única coisa que tinha acontecido , é que meu ódio e minha vontade de me vingar tinham me cegado a ponto de não querer vê-lo nunca mais, mesmo que isso fosse o meu maior erro e o maior motivo de ser infeliz na minha vida. Eu precisava dele para me sentir completo, assim como ele precisava de mim para sobreviver.

A última coisa que disse antes de arrumar minhas malas para voltar com ele foi:

Eu te amo e estou com saudades do casal ChanBaek! Rs

Ele riu ,no caminho para o aeroporto , ligou pro casal e eu em muito tempo pude falar com eles novamente , agradeci por tudo que eles fizeram para o meu amor, falei que eles eram as melhores pessoas que alguém pode conhecer e que quando estivesse em casa , na Coreia novamente iria vê-los.

Depois da viagem , chegamos na nova casa do Nini, não era grande como era na época auge dele na polícia, mas vi que esse iria ser o  nosso verdadeiro ninho de amor!

Nos dois nos olhamos e dissemos ao mesmo tempo: eu te amo!

 


Notas Finais


esse é o fim...
pensando em voltar com uma sulay...aguardem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...