História Imperfect Love ❤ - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Colegial, Escola, Faculdade, Love, Romance, Sexo
Exibições 64
Palavras 932
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa leitura!

Capítulo 15 - 15° capítulo - lembranças!


Fanfic / Fanfiction Imperfect Love ❤ - Capítulo 15 - 15° capítulo - lembranças!

Lívia

Olhava para aquela cachoeira e lembrava do meus pai biológico, foi no mar que eu o vi morrer, derrepente um flashback veio em minha cabeça.

flashback on:

Era uma tarde de domingo quente, eu tinha 7 anos, estávamos eu, minha mãe e meu pai andando tranquilamente na areia quente da praia, até que vimos 3 homens, de preto com armas nas mãos, correndo em nossa direção, meu pai me pega no colo e corre.

-Corre rápido -meu pai gritava pra minha mãe, que também corria.

Num descuido minha mãe tropeça e caí, meu pai para, os homens nos alcançam e pegam minha mãe.

-mamãe, mamãe.-eu grito desesperada.

Meu pai me poem no chão, e pega uma arma em seu bolso.

-solta ela... -ele grita para os caras, que apontam uma arma na cabeça da minha mãe.

-Você não, nos pagou agora vai sofrer as consequências.-os caras falam.

Minha mãe cortava desesperadamente e eu também.

-eu vou no lugar dela. -meu pai diz abaixando a arma.

-eu te amo filha. -meu pai fala me abraçando, e vai para o lado dos homens.

Os caras jogam minha mãe em minha direção, e apontam as armas na cabeça de meu pai.

-Vamos lá acaba logo com isso.-meu pai fala.

-Calma, tá pensando que é assim, e onde fica a diversão?-um dos homens diz.

Ele dá um tiro na perna do meu pai, eu abraço ainda mais forte minha mãe, os homens amarraram uma corda nos pés, e outra nas mãos de meu pai, e foram em direção ao mar, com meu pai, jogaram ele no mar, e deram um tiro em sua cabeça do meu pai.

Eu não entendia nada

flashback off.

Depois de um tempo do acontecido, descobri que meu pai era traficante e estava devendo para aqueles homens uma boa grana, achei isso muito estranho porque meu pai sempre foi tão bom, minha mãe se casou de novo e entro na empresa do meu "segundo pai", ele sempre foi muito bom comigo, e eu o amo muito mais ninguém nunca vai ocupar o lugar do meu pai.

Des do acontecido peguei um trauma de lugares como praias, cachoeiras ou até piscinas, eu preferia evitar ir em lugares assim, porque sempre que ia a esses lugares eu lembrava de tudo e chorava muito.

Senti algumas lágrimas em meu Rosta ao ver aquela cachoeira e fiquei paralisada.

-Lívia, Lívia...-Justin me chamava.

-oi!?

-Tá tudo bem? -ele me pergunta.

-ta...ta sim...não é nada demais -disse enchugando minha lagrimas que por acidente caíram.

-vamos!? -ele perguntou.

-eu...eu...eu não posso.-falei

-porque? -ele perguntou confuso.

-é complicado...-disse olhando para as minhas mãos.

-tudo bem, não precisa falar se não queiser.-ele disse.

-obrigada.

-mas então...

-não sei nadar.-falei o interrompendo.

-sobe aqui.- ele disse apontando para suas costas.

-ok, mais vou logo avisando que sou pesada. -falei e nós rimos.

Dei impulso subindo em cima dele, senti um arrepio quando ele segurou minhas pernas, segurei mais forte quando vi ele entrando na cachoeira, passando por ela, senti um alívio quando chegamos do outro lado.

-obrigada!

-não foi nada. -ele diz.

-hum..

-vamos parar um pouco já está ficando tarde.-ele diz.

-tudo bem então.

-eu tenho uma barraca na mochila nós podemos usar.-ele fala abrindo sua mochila.

-eu tenho comida e duas cobertas.-falo também com minha mochila.

Montamos a barraca, e comemos algo, e entramos na barraca já que estava tarde.

-Posso te perguntar uma coisa? -ele fala chegando perto de mim.

-Pode. -falo baixo.

-Porque estava chorando?

-Não estava chorando, só havia caido um cisco em meu olho, e eu também estou meio resfriada. -falo sem jeito, porque não gosto de chorar na frente das pessoas.

-Liv, não precisa ficar arrumando desculpas, se não quiser falar não vou te forçar. -ele disse olhando em meus olhos.

-tabom, vou te contar. -porque não iria nem sabia se iria sair viva dessa floresta.

-se não quiser não precisa...

-eu estava chorando, porque quando vi a cachoeira, lembrei de meu pai.

-mas ele deve estar bem lá na empresa...

-não...ele não é meu pai de verdade...meu pai biológico foi assassinado  quando eu tinha 7 anos. -falei olhando para minhas mãos, tentando não chorar.

-mais como o mataram? -ele pergunta confuso.

-Meu pai era traficante, mais minha familia não sabia de nada, um dia ele não pagou uns caras e ficou sem os pagar, meus país e eu fomos a praia, e 3 homens correram atrás de nós, e pegaram minha mãe, mais meu pai se entregou, e eles mataram meu pai e o jogaram no mar e....-já estava sentindo as lágrimas em meus olhos.

-shuu...não fala mais nada. -Justin fala me abraçando.

-desculpa...-disse baixo.

-pelo que? -ele falou.

-por ser uma Boba e ficar chorando...

-Ei! -ele fala chamando minha atenção para que eu olhe pra ele, e levantei meu rosto.-você não é boba, todos precisamos chorar um pouco.

Fiquei encarando seus olhos, e olho seus lábios, ele chega mais perto de meu rosto, e começamos um beijo calmo, ele me deita, e continua me beijando, ele beija meu pescoço, deichando um chupão alí, e eu pecebo oque ele quer.

-Justin, Justin. -ele para de me beijar e me olha.

-oque foi? -ele pergunta.

-acho que esse não seja o melhor lugar pra isso.-falo morrendo de vergonha.

-isso oque? -ele pergunta com um sorriso safado.

-Você sabe seu bobo!

-fica calma, não vou fazer nada que você não queira -ele sussurra no meu ouvido.

Deito virada pro outro lado, cinto sua mão em minha cintura, me puxando mais pra perto dele, fazendo nós ficarmos de "conchinha", e logo o sono chega.
 








Notas Finais


Gente desculpem a demora eu estava sem celular!
Beijos e comentem!💖😻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...