História Imperfect Society - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), CL (Chaelin Lee), EXO, G-Dragon, Got7, HyunA
Personagens G-Dragon, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lee Chaelin "CL", Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags Abo, Markson, Namjin, Skydragon, Vkook, Yoonmin
Visualizações 411
Palavras 1.523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais cedo porque sim!
Na verdade é que eu achei que essa capítulo tá meio curtinho então resolvi postar esse mais cedo, a próxima atualização será apenas na segunda, e então tudo voltará nas atualizações normalmente!

Devo ter revisado essa capítulo umas quatro mil vezes, mas se algo estiver errado desde já me desculpo!

Tradução do título:Imperfeito.

Boa leitura!

Capítulo 2 - Capítulo 2 – Imperfect


Fanfic / Fanfiction Imperfect Society - Capítulo 2 - Capítulo 2 – Imperfect


Depois do seu show de palavras carregadas se cinismo ele deu as costas e foi embora, nem mesmo sabia seu nome, mas já o detestava.

House Sombrios....Yuuji e Jackson estavam no pior lugar que podiam estar.

Agora o governo sabia cada passo que eles davam, e pelo que eu conclui agora sabe os meus.

É um lugar onde mandam os rebeldes radicais ou simplesmente aqueles que não concordam com a perfeita sociedade que eles construíram.

Pessoas como eu, Yuuji, Jackson, minha família e as deles.

Eu, como ômega, já sofria, ainda mais quando a minha regeneração era mais rápida do que a maioria dos alfas, o que me fez ser vítima de perseguição.

Tento sair da cama com cuidado, mas paro no caminho ao ouvir a porta do quarto se abrir, revelando uma mulher baixa com dois homens altos e corpulentos em seus dois lados.

Sinto um arrepio na espinha ao notar qual a sua categoria em apenas ao olhar em seus olhos.

Alfa. Ela era uma alfa.

Isso... Isso é algo muito raro, nunca tinha visto nenhuma mulher alfa, e chego a conclusão de que mulheres altas são tão assustadoras quanto homens.

— Kim Taehyung? — Ela perguntou, parando próximo a mim e me encarando com seus olhos castanhos pálidos e gélidos.

Fico alguns segundos encarando-a, paralisado no lugar.

— S-Sou eu. — Consigo responder um pouco mais que um sussurro.

Ela abre um sorriso tubarão, dentes alinhados e perfeitos que me fizeram tremer de medo.

— Não precisa ter medo, querido... Eu não mordo. — E então leva a sua mão para o meu rosto devagar, dando duas batidinhas estaladas.

Dou um passo para trás rapidamente, querendo me livrar de seu toque que me despertou uma sensação ruim.

O seu sorriso morreu e a sua mão ficou no ar durante alguns segundos até ela abaixar e se virar para um dos guardas ao seu lado.

— Comece logo com isso. — Falou por fim, e o guarda se prontificou e deu um passo para frente, começando a ler o papel em suas mãos.

— Kim Taehyung está sendo levado para HS por furto, fuga, resistência contra superiores, agressão, quatro homicídios, sendo dois quando não há intenção de matar, e vandalismo. Sendo assim, considerado um rebelde radical.

Categoria: ômega.

Idade: Vinte e dois.

Ala designado: B1.

O grande governo não o considera adulto, sendo por esses e outros tantos motivos será mandando para HS. Assim que chegar à maioridade, o governo vai retirar Kim Taehyung para o usar para o que bem quiser.

Caso o mesmo não respeite ou quebre algumas regras terá punição, sendo a pena máxima a morte.

Termina de falar e leva seus olhos para mim, dando um sorrisinho cínico de lado.

Mas a minha cabeça estava em outro lugar.

Quatro.

Quatro homicídios.

Eu os matei? Matei os dois homens?

Começo a tremer de raiva. Como eles podiam colocar os outros dois homicídios na minha ficha?! Eu não fiz nada! Não fiz, não fiz, não... Não....

Vou me afastando deles cada vez mais, para trás até sentir a parede fria contra as minhas costas.

Tinha que sair dali. Por puro impulso, eu pulo em cima de um dos homens corpulentos e agarro seus dois braços com força.

Já no chão, tento sair dos braços dele até que um dos homens desfere um chute em minhas costelas — a que não estava quebrada — e eu vou ao chão, logo sentindo uma bota pesada sobre o meu rosto com força.

— Olha aqui, seu ômega imprestável. — Disse a mulher, colocando mais peso sobre o meu rosto. — Eu mando e você obedece. Vai ser assim até a hora da sua morte, ouviu bem?! OUVIU?!

Ela gritou chutando minha face diversas vezes. Fico em silêncio durante alguns segundos.

— Como... alguém como eu poderia obedecer um monstro como você?... - Solto um riso fraco. — Eu nunca vou abaixar a cabeça pra gente como você.

E então levanto os olhos e a vejo vermelha de raiva. Solta um grito de ódio e me chuta novamente, me fazendo perder a consciência na hora.

■■■

— Quem é ele? — Sussurrou uma voz meio fina perto de mim.

— O novato. CL e seus guardas o deixaram aqui, a ala dele é a B1.... — Respondeu uma outra voz mais próxima a mim.

— Oh? É mesmo? Ele deve ter feito muita merda então. — Concluiu o outro, soltando uma risadinha seguida por um barulho de um tapa. — Hyung! Isso dói!

— É pra doer. — Respondeu e eu me remexo, gemendo de dor.

— Ei! Ele ta acordando. — Sussurrou a voz mais fina.

Abro os olhos devagar piscando as pálpebras, dando de cara com duas figuras de olhos arregalados olhando para mim.

Me assusto e tento ir para trás, e então me dou conta que estava em uma cama.

— Ei... Não precisa se assustar. — Murmurou um deles. — Não vamos te fazer mal.

— Q-Quem... Quem são vocês? — Indago em voz baixa, olhando para eles e esperando alguma reação de ataque.

— Oh! Sou SeokJin, mas pode me chamar de Jin. — Sorriu de lado e piscou amigavelmente se virando para o seu amigo. — Tenha bons modos e se apresente logo!— Ralhou Jin para o garoto de cabelos laranjas do qual eu estranhei.

— Ta bom, ta bom. — Resmungou ele se virando para mim. — Eu me chamo Park Jimin. — Esboçou um sorriso gentil e fofo, que fazia seus olhos quase se fecharem.

Eles não pareciam querer fazer mal a mim, solto um suspiro passando as mãos pelos cabelos.

— Kim Taehyung. — Murmuro olhando eles enquanto esperava suas reações. Observo em volta e vejo que me encontro em uma enfermaria. — Onde estou?

Jimin solta um risinho, que notei ser de nervoso, e olha para Jin provavelmente esperando que tomasse a frente na conversa.

— Me diga, Taehyung... — Falou se acomodando na cadeira que ele estava sentado. — Do que se lembra antes disso?

Reprimo os lábios e penso um pouco. Tenho alguns flash na minha mente, até me lembrar das palavras do homem corpulento, de Yuuji e de Jackson.

Arregalo os olhos e começo a ficar nervoso, mirando Jin e Jimin repetidamente.

— Por favor... Me diga que não estou onde eu acho que estou... — Sussurrei para Jin com uma expressão desesperada. Ele suspira encolhendo os ombros e molhado os lábios carnudos.

— Se o lugar que não deseja estar é a HS então eu sinto muito... Mas está. — Reprimiu os lábios e sorriu acolhedor.

— Não, não, não... — Comecei a repetir me afundando na cama. — Onde... Onde estão Yuuji e Jackson?! Eles estão bem?!

Pergunto me levantando rapidamente tomado pela preocupação.

— Ah sim, os dois novatos que chegaram ontem... Jimin, um deles era uma criança chamada Yuuji, sabe de algo? — Perguntou se virando para o amigo e ele assente com a cabeça.

— Sim, ela é da sala que eu sou responsável de cuidar. Teve que tomar alguns remédios e repousar, estava exausta. Ela não vai precisar ir a aula por alguns dias. — Jimin se encolheu na cadeira um pouco, olhando para seus pés.

Meu coração se aperta, aflito por ouvir suas palavras. Não estava ao lado dela quando mais precisava.

— E Jackson? Ele está bem? Jackson estava bem? — Falo levantando os olhos rapidamente para Jin, que parecia saber mais que Jimin.

— Jackson Wang? Ouvi falar dele... Sua ficha é meio problemática, mas não a ponto de ser designado a ala B1. — Sorriu sem graça.

Já não entendia nada do que ele falava. HS tinham alas? O que a B1 tinha de especial?

Eram tantas perguntas rondando a minha cabeça que fico zonzo.

— Qual... Qual ala eu estou? — Murmuro o observando, e ele desvia seu olhar para baixo e suspira.

— Ala B1. A ala onde os mais problemáticos estão. — Respondeu, por fim, depois de alguns segundos.

Era agora que meus instintos gritavam perigo.

Essa ala me daria alguns graves problemas.

Jin coçou o pescoço e minha atenção foi até ele pois parecia estar incomodado com algo.

— Bom... — Ele começou devagar, pronto pra me explicar algo complicado. — Existem poucas pessoas na ala B1 e todas são bem... complicadas.

— Oras, Jin! Se continuar a deixar menos complicadas do que já é, sabe que vai ser pior para ele! — Jimin se pronunciou, com a cara amarrada enquanto Jin suspira e passa as mãos pelo cabelo.

— Certo. — Falou depois de alguns segundos e me encarou com um olhar determinado. — As pessoas da ala B1 já tem um histórico longo, causou muitos problemas para o governo, problemas graves. — Sorriu acolhedor e continuou. — O fato é que algo raro alguém ir para lá, por isso você vai chamar um tanto de atenção. O lado bom é que só tem uma pessoa lá e...

— UMA PESSOA?! — Gritei, totalmente surpreso.

— Hehe... — Ele riu de nervoso. — Sim, mas... mas não se preocupe, não é tão ruim quanto parece. Você apenas é obrigado a dormir lá, durante o dia pode ir ao refeitório ou em nossa ala se quiser.

Solto um suspiro, passando a mão pelo rosto. Eu torcia realmente que a pessoa com quem eu iria dividir a ala B1 seja agradável.

— Qual o nome? — Pergunto para os dois.

— Nome? — Jin parece confuso, mas Jimin sorriu e me responde:

— Kim Namjoon...


Notas Finais


Eu sempre procuro comentar nas Fanfic que leio, porque sei que motiva muito o leitor... realmente gostaria de saber oque estão achando, por favor comentem suas opiniões<3

Se os favoritos e comentários subirem consideravelmente talvez eu atualize mais cedo shsjsjsjsjsjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...