História Imperfeita Perfeição - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Abo, Casamento Arranjado, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 1.009
Palavras 3.176
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Harem, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oin meus amores! Turu bom?
Bom, eu vim aqui na humildade com esse capítulo aqui, e ele ficou bem grande, para compensar o último que ficou uma vergonha de tão pequeno!

Boa leitura •^•

Capítulo 31 - Capítulo XXXI


Fanfic / Fanfiction Imperfeita Perfeição - Capítulo 31 - Capítulo XXXI

Eu estava com fome, meu estômago doía muito. Além do mais, eu sentia vontade de me matar por estar nessa aula de líderes de torcida.

Certo, eu não sei por que demônios eu inventei isso, e ainda arrastei o BaekHyun e o Luhan para isso, por que agora o BaekHyun não para de encher o meu saco falando coisas como “eu poderia estar dormindo”, “eu poderia estar fazendo coisa melhor”.

E o que realmente estávamos fazendo? Bom, ele estava só falando como uma matraca mesmo, mas eu estava em uma abertura tentando alongar meu corpo, como as outras pessoas estavam fazendo. O time de torcida só aceitava ômegas, independente do gênero. Eu gostava dessas coisas já que eu fazia ginástica e wushu quando era pequeno, então meu corpo é bem flexível.

—Ah, por que eu aceitei fazer isso mesmo? —Revirei os olhos com a pergunta do mais velho.

—Por que hoje é dia da educação física dos alfas, daqui a pouco eles chegam e você vai sair correndo para ver o poste com orelhas! —Disse rindo.

—Yah, olha o bullying com o Chany! —Sorri de canto.

—Tá que seja... Quando você e o “Chany” vão assumir o namoro? —Perguntei o olhando.

—Que namoro? Somos só amigos! —Revirei os olhos novamente.

—Amigos coloridos? —Perguntei arqueando a sombrancelha.

—Não fala merda ZiTao! Eu... Bem que queria algo à mais, mas ele me trata como uma criança pura e ingênua, e ele me vê como um irmãozinho! —Disse e bufou.

—Então por que ele disse “ainda não” quando o Kai perguntou se namoravam? —Perguntei confuso e ergui meus braços colocando atrás da cabeça e passando à alongar.

—Isso foi só para o Kai pensar que a gente está junto, e parar de ter ciúmes do KyungSoo com o Chany! —Suspirou. —Aaah por que alfas tem que ser tão lerdos? Eu deixo na cara que quero ele e ele não faz nada! Acho que até se eu amarrar ele na cama e tirar a roupa, ele não vai entender! —Gargalhei com sua fala.

—Por que simplesmente não diz que está afim dele? —Perguntei o olhando.

—Aish, é difícil para mim! Eu nunca me declarei, todos os alfas que eu já fiquei, tinham atitude! Eles que se declaravam para mim! E... Eu tenho medo de levar um fora e isso estragar nossa amizade! —Suspirei.

—Bom, mas... Se você não tentar, você vai ficar para sempre gostando dele! O Chanyeol é lerdo de mais para perceber suas investidas! —Disse. —Agora vai, começa à se alongar aí, ou você vai ficar todo dolorido depois!

—Aish! —Vi o menor se sentar em formato de “borboletinha”.

Depois de um treino bem puxado, e eu ter quase morrido por dizer que o Baek era pesado. Tivemos uma pausa.

—Eu ainda não acredito que me chamou de gordo! —Revirei os olhos.

—Não disse gordo, disse pesado! —Corrigi.

—É a mesma coisa, se eu tenho peso, eu tenho massa, se eu tenho massa, eu tenho gordura!

—Não, você tem uma bundona! É isso que pesa! Pronto! —Disse e comecei à andar para sair da sala e ir até o bebedouro. Esperava que ninguém me visse já que o uniforme do treino não era lá muito confortável. Um short azul um pouco curto e uma blusa de manga longa também azul, com detalhes amarelos, que era a cor do time.

—Ah, então você não tinha que dizer que eu sou pesado, e sim que eu sou gostoso! —Revirei os olhos novamente.

—Tá Baek você é tudo isso aí que você acha que é! —Suspirei e continuei andando.

—Yah, me dê atenção, aonde está indo?

—Beber água! —Murmurei sentindo um pouco de tontura e fraqueza.

—Ei... Você está bem? Parece pálido, e olha que sua pele é mais amorenada! —O olhei, odiava quando o Baek começava à falar da minha pele. —Não me olha assim, sua pele é bonita! Parece das Kardashians! —Ri de sua fala.

—Estou bem... Só um pouco tonto! —Disse e comecei a encher minha garrafa no bebedouro.

—Você tem comido doces? Você sabe que tem pouca glicose na sua corrente sanguínea! Você precisa comer doces! —Suspirei

—Doces engordam!

—Não comer faz mal! O que é mais importante para você? —Suspirei novamente.

—É importante para mim voltar para as medidas!

—Você está muito magro ZiTao, isso é preocupante!

—Então não se preocupe!

O olhei. Sabia que estava sendo duro com ele, ele só estava preocupado mas eu já estava de saco cheio de pessoas que só sabiam me criticar.

—Olha só... Não sabia que vocês faziam parte da torcida! —Dei um gritinho ao me assustar com a voz grossa conhecida atrás de mim.

—Yah, não chegue assim, podia ter me matado do coração! —Disse ao olhar para trás e ver o alfa alto ali.

—Não seja tão dramático! Mas vou fazer mais vezes, é engraçado ver você se assustando por tudo! —Revirei os olhos. —Não revire os olhos para mim!

—Aah... Kris, o Chany está aqui ainda? —Ouvi a voz do BaekHyun.

—Está sim! Ele está lá no vestiário, vai lá! —Vi o ômega praticamente correr em direção ao vestiário. —Parece que estamos só nós dois, não é mesmo?

—Eh... Parece que está só você, por que diferente do BaekHyun que vem para a educação física atrás de alfas, eu vim para exercitar meu corpo, e agora eu preciso voltar então, se me dá licença... —Disse e senti meu braço ser segurado e então meu corpo foi puxado de encontro ao corpo maior, e senti seu braço ao redor da minha cintura. —Ai seu bruto! —Resmunguei e vi o alfa rir de forma sarcástica, e aproximar seu rosto do meu ouvido.

—Você ainda não viu nada! —Sussurrou no meu ouvido. Foi meio que impossível não me arrepiar com aquela voz rouca ali. —Bom, meu treino acaba antes do seu! Eu estarei aqui, e a gente vai sair!

—Eu não vou para lugar nenhum! —Disse bufando.

—Ás 18:00 eu estarei na porta te esperando!

—Já disse que não vou... —Murmurei fazendo um biquinho emburrado.

—Você vai e ponto final! —O olhei incrédulo pela a audácia. —E... Não faça esse biquinho se não quiser que eu morda bebê!

—Yah! Me solta! —Murmurei.

—Certo... Às 18:00, e se eu souber que você tentou ir embora sem mim, você vai se ver comigo sim? —Ele estava me ameaçando? —Agora volta lá para o seu treino! Ah... E você ficou uma graça com esse shortinho, use mais vezes, sua bunda é linda! —O olhei incrédulo mais uma vez, antes de sentir um tapa no meu bumbum, é o maior me soltar, se afastando.

—Yah isso é assédio! —Disse revoltado.

—Não é assédio quando você gosta bebê! —Maldito.

O BaekHyun não tinha voltado até agora. Safado, devia estar com o Chanyeol se agarrando no vestiário.

Balancei à cabeça em negação ao pensar na cena que seria os dois se pegando, e terminei finalmente o treino. Eu estava me sentindo um pouco nojento por ter suado um pouco, e agradeci por ter se condicionado na sala de treino, pois não suei quase nada, mas para mim já era um pouco nojento.

Tomei o restante da água que tinha na minha garrafinha e enxuguei o suor da minha testa com a minha toalhinha, eu não ia tomar banho no vestiário dos ômegas, por que eu achava falta de privacidade, e também, eu sentia um pouquinho de inveja quando via aquelas ômegas bonitas exibindo seus corpos padrões.

Suspirei forte, estava cansado. Peguei minha bolsa e levantei do banco, checando algumas notificações no celular. Saí da sala e notei que não havia ninguém alí. Olhei para os dois lados, vendo que o alfa não se encontrava por ali. Provavelmente havia esquecido.

Comemorei mentalmente por isso e saí praticamente correndo, até a entrada do colégio. Peguei o meu celular e fui discando o número do meu motorista, até que eu senti algo me segurando por trás.

—O que eu falei sobre tentar fugir de mim? —Puta que pariu, como ele consegue chegar assim de fininho atrás dos outros.

—Yah, me solta! E nem vem, que você não estava na porta! —Murmurei tentando me soltar.

—Você que saiu dois minutos mais cedo! Bom, depois eu vejo o que faço com você por ter sido mal e me desobedecido! —Ah, agora ele é meu pai para eu ter que obedecer? —Vamos...

—Olha aqui, primeiramente eu não vou para lugar nenhum e você.... Aah! —Gritei ao ser virado de frente para o mesmo, e ele me pegar no colo, comigo em seus ombros como ele geralmente fazia. —Aish me põe no chão seu maluco! Eu vou gritar!

—Mais do que você já está gritando Pandinha? — Passei à me mexer tentando fazer ele me soltar.

—Yah! Você está me sequestrando! Socorro ele está me sequestrando! —Disse enquanto passávamos perto do pessoal do time de basquete, mas eles apenas riram e deram tchau para o Yifan. Olha que errado, se eu estivesse sendo estuprado ou morto, ninguém ia ligar? —Ah, eu vou te processar!

—Vá em frente, eu adoro um processo! —Disse rindo. —Agora fica quietinho! Você vai sair comigo, e eu já estou bravo por você ter tentado ir embora! Você vai entrar no carro, ficar quietinho e passear comigo, ouviu bem?

—Você não manda em mim! O que acontece se eu não fizer isso? —Perguntei enquanto ele me jogava praticamente dentro do banco de trás.

—Ah, você não gostaria de descobrir!

Babaca.

Estava estudando para um trabalho que eu iria apresentar com o JoonMyeon. Ele era um amorzinho, ainda bem misterioso, já que só sabíamos o nome dele e idade, mas não tinha problema, ele era um amor.

Ouvi meu celular tocar e corri para atendê-lo, pegando-o em cima da mesinha.

—Alô?

Alô Soo? Aqui é o Sehun! É o seguinte, eu meio que estou preso na casa do Luhan, e...

—Espera, você está preso, do tipo, trancado? Vocês estão bem, quer que eu vá aí? —Perguntei preocupado.

—Não Soo... É preso do tipo, as mães dele chegaram e viram nós dois juntos, e agora eu não posso sair daqui por que vai ter um almoço e eu tenho que impressionar elas!

—Ah, é isso! Bom, as tias Xiao são bem legais, não se preocupe!

—Não estou tão preocupado com isso! O problema é que hoje eu ia ajudar o Kai com o trabalho que vamos apresentar, e ele vai ficar me esperando que nem um trouxa na aula de dança! E ainda para piorar o idiota não levou o celular, eu não consigo avisar ele! Ele vai passar o dia todo fora, por que ele está ensaiando uma coreografia, e o trabalho já é amanhã, você poderia por favorzinho ir até lá e o ajudá-lo?

—Por que eu preciso ir lá? Quando ele chegar eu ajudo ele à estudar!

—Por que se você não for, ele vai ficar me esperando, e aí ele vai querer me matar depois, por favor Soo, por favor!

—Aish, eu vou, mas você fica me devendo uma! —Disse por fim.

—Tá... Mas você não acha que o JongIn vai ficar com ciúmes se me pegar batendo uma para você?

—O que? NÃO É ISSO IDIOTA! —Disse sentindo meu rosto esquentar. — “Ficar devendo uma” significa que vai ficar me devendo um favor!

—Ata... Bom, então por mim tudo bem! Te amo Soo!

—Tá Sehun, tchau! —Bufei e desliguei o celular.

Não acredito que eu ia ter que sacrificar meu estudo para ajudar o JongIn, por culpa do Sehun. Aish.

Falando no JongIn, a gente estava se entendendo e ao mesmo tempo ainda estávamos distantes.

Nos falávamos normalmente. Percebi que ele estava agindo de forma mais protetora, comigo, mas sabia que isso era devido à marca.

Falando nisso, eu ainda não conseguia lidar com sentir os seus sentimentos. Era muito confuso e estava me dando enxaqueca, por esse motivo, estava de mau humor. Os pais dele disseram que com o tempo aprendemos à controlar isso, e tudo fica bem, mas por enquanto ainda era horrível.

Suspirei, e coloquei um casaco, pois estava frio. Peguei meu celular e carteira, coloquei em uma bolsa com alguns livros e saí de casa. Pedi para o motorista da família Kim me levar até o estúdio que o JongIn fazia aula de dança e fiquei usando o celular enquanto não chegava no destino.

Todo o local era lindo por dentro. Assim que passei pela recepcionista e a mesma disse qual era a sala. Fui andando pelos corredores brancos, vendo alguns quadros abstratos nas paredes.

Ouvi um som saindo da última sala do corredor e abri lentamente uma fresta, olhando dentro, para me certificar de que eu não iria interromper uma aula. Porém me surpreendi com o que eu vi.

O alfa estava ali, sozinho na sala. A música em um ritmo sensual, soava por toda a sala. Ele vestia uma calça estilo korova e uma blusa regata branca que se encontra praticamente transparente e colada, devido ao suor, definindo seu abdômen.

O ritmo era envolvente e ele se movia de uma forma tão sensual que eu comecei à sentir realmente um calor.

“Meu corpo estava quente. E eu não conseguia pensar em mais nada. Só queria um nó naquele momento, mas não era um nó qualquer, tinha que ser o dele.

Meu baixo ventre se contraía, e minha entrada pulsava de forma desesperada e dolorida, expelindo em abundância um líquido que molhava minhas pernas.

Mal senti quando a minha camiseta foi retirada do meu corpo, e pude contemplar o corpo daquele alfa. A pele amorenada brilhando devido à fina camada de suor. O abdômen definido juntamente às coxas torneadas e aquela cueca boxer preta apertada, marcando seu membro rígido ali.

—Nini... Você é tão lindo... — Disse entre arfadas enquanto passava a mão em seu abdômen.

—Você que é lindo Soo!”

—Soo? O que está fazendo aqui? —Saí do transe ao ouvir sua voz, ao menos percebi quando a música foi desligada. O que tinha sido aquilo? Um flash de memória? Era uma lembrança do nosso cio. Senti minjas bochechas esquentarem com aquela lembrança.

—Aah... E-Eu... —Pigarrei para a minha voz voltar ao normal. —Bom, o Sehun não vai poder vir ensaiar e estudar com você, então ele pediu para eu te ajudar!

—Ah sim... Entra, saí dessa porta! —Ri fraco e entrei fechando a porta e o olhando. —Há quanto tempo está aí? —Perguntou coçando à nuca.

—Há algum tempo! —Sorri sem graça. —Não sabia que dançava tão bem!

—Eu amo dançar! —Vi aquele sorriso lindo que por qual me apaixonei.

—Ah, você daria um ótimo dançarino, por que é nítido à paixão em seus movimentos! —Disse o olhando.

—Ah, sério? Bom, eu queria ser um dançarino mas... Meus pais dizem que não posso abandonar a empresa! —Suspirou.

—Ah, mas você não poderia fazer os dois? —Ele me olhou confuso. —Tipo, administrar a empresa quando precisasse e dar aulas de dança! Não sei, pode haver uma solução não é mesmo?

—É... Acho que você tem razão Soo! —Sorriu novamente. —Você poderia me ajudar à convencer meus pais, não é mesmo? —Me olhou com uma carinha fofa.

—Eu ajudo! Mas só se você estudar para o trabalho de amanhã!

—Obrigada Soo! —Me surpreendi ao ter o corpo do moreno me abraçando.

—Ah por nada JongIn... —Disse sorrindo pelo contato. —Você está suado!

—Ah, desculpa! —Vi ele se afastar um pouco envergonhado.

—Tudo bem...

—Bom, vamos fazer assim... Eu vou ensaiar mais uma vez, e depois vamos para uma cafeteria que tem aqui em cima, e estudamos antes de eu voltar à ensaiar! —Vi ele beber água, meu Deus ele sabe ser sexy até tomando água.

—Claro JongIn! —Disse e comecei à separar os livros. —Achei que estaria tendo aula!

—Ah, a aula já acabou há algum tempo! Mas... Eu gosto muito de dançar sabe? Então eu aproveito o máximo nos dias que tenho aula, e fico até o estúdio fechar, as 22:00! —Ele retirou a camisa molhada, e estendeu em um canto para secar. —Eu prometo que serão só cinco minutos antes de estudarmos, sim?

—Nossa Soo, não sabia que era tão inteligente! —Senti minhas bochechas esquentarem levemente.

—Ah, obrigada!

Estávamos na cafeteria do estúdio de dança. Já fazia uma hora mais ou menos que eu ensinava o maior, que parecia prestar muita atenção. Ele não se parecia com o JongIn que me humilhava. Ele parecia um pouco mais fofo.

—Acho que é só isso JongIn! Acho que já está pronto para apresentar o trabalho amanhã!

—Eu também acho, obrigado pela ajuda já que o babaca do Sehun não serve para nada! —Ri fraco.

—Coitado, nem está aqui para se defender! —Disse e rimos juntos.

Levantamos da mesa e estávamos voltando para a sala de ensaio, vi o maior pegar sua mochila e guardar os livros na mesma, e em seguida pegar seu celular.

—Achei que ia voltar à ensaiar! —Disse confuso ao vê-lo guardando tudo, ainda eram 20:10.

—Ia mas... O que você acha de tomar sorvete?

—Hum... Eu amo sorvete mas, está frio! —Disse o olhando.

—Ah, não vai dar nada não! Você não vai ficar doente, vamos lá, estou com vontade! —Ri e acabei concordando.

—Bom, então tá bom, mas se eu ficar doente você vai me levar no hospital! —Disse rindo.

—Não se preocupa, caso aconteça, eu cuido de você!

—Yah, não fique pagando para mim Kai! —Disse assim que o maior me entregou um sorvete de morango.

Estávamos na mesma praça que tínhamos tomado sorvete da última vez.

—É minha obrigação, eu sou seu alfa, não vou te deixar pagar!

“Meu alfa”, não estava acostumado com isso, ele era realmente o meu alfa, teoricamente falando, devido à marca, mas... Sentimentalmente falando, ele era só alguém ligado à mim, ele ainda não era de fato o meu alfa, mas eu queria muito que fosse.

—JongIn... Como está levando isso da marca? Está muito arrependido? —Perguntei o olhando.

—Eu nunca me arrependi Soo! —Disse sorrindo fraco.

—Sério?

—Sim... Quer dizer, já era o nosso destino, ia acontecer cedo ou tarde! —Concordei com sua fala. —Mas sabe... Eu queria te dizer algo...

—Ah... Claro, e o que seria? —Perguntei curioso e nossos olhares se cruzaram.

—Bom, quando você parou de falar comigo eu fiquei bem triste, por que... Eu... Eu gostava muito de você! —O olhei surpreso.

—Bom, eu acho que eu também gostava muito de você.... —Disse tentando não entender errado sua fala e me iludir ainda mais.

—Não Soo... Eu gostava de você mesmo... Não como amigo sabe? —O olhei com os olhos arregalados. Kim JongIn já gostou de mim alguma vez. Vi ele se aproximando de mim e continuei estático. Percebi que ele fechou os olhos. Era isso que ia acontecer? A gente ia se beijar?

Fechei os olhos também assim como ele e me aproximei um pouco. Foi como um choque quanto nossos lábios se encontraram, e antes de pudéssemos aprofundar aquele selar, um som alto se fez presente no momento. Nos separamos assustados e vi o alfa olhar com raiva para o celular.

—Puta que pariu Sehun!


Notas Finais


Aaaah, quem gostou? Bom, não era a minha intenção fazer essa parte Taoris, mas eu acabei fazendo de última hora para complementar o capítulo.

Primeiramente, que Kris é esse gente? Chega sobe uns arrepios, pensar em um lúpus desses né?!
Antes de tudo, não achem que o Taoris está "indo muito rápido" o Kris é só mandão e tarado. Mas é muito perceptível a tensão sexual entre os dois, né?

Vocês preferem que o boy chegue fazendo serenata com buquê de flores que nem o Sehun, ou que ele chegue te sequestrando mesmo e elogiando sua bunda que nem o Kris?

Segundo, o que falar sobre esse KaiSoo? Vocês estavam esperando isso?
Antes de tudo, não, o Kai não mudou da água para o vinho. Ele só está sendo ele mesmo com o KyungSoo, já que antes ele agia com um falso ódio, que será explicado no próximo capítulo.

Terceiro, não me matem por interromper o beijo, mas KaiSoo ainda precisa de uma conversa entre eles antes de algo rolar, então Sorry babys.

Quarto. E esse HunHan? Será que deu tudo certo? E o BaekHyun que sumiu depois de ter ido atrás do Chanyeol (aquela carinha). E o Sehun empata foda ligando na hora do beijo KaiSoo? Só acho que foi vingança daquele dia que KaiSoo atrapalhou a limonada HunHan.

E esse JongIn sedução dançando? E o mais importante: KYUNGSOO TENDO FLASHS DO CIO!

AAAH espero que tenham gostado.

~Kissus💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...