História Imperfeitamente Perfeito - KaiSoo - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Lu Han, Sehun, Tao
Tags Abo, Exo, Kaisoo, Mpreg, Sookai
Visualizações 173
Palavras 2.354
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem a demora e espero que gostem do capítulo 😘

Capítulo 10 - Nine


Fanfic / Fanfiction Imperfeitamente Perfeito - KaiSoo - Capítulo 10 - Nine

Era de manhã quando Jongin se aprontava para ir ao trabalho com o pai,o mais velho fazia questão que o filho o acompanhasse agora,queria que ele participasse de todas as reuniões,decisões e o que mais houvesse sobre o país que um dia governaria.

-Tem certeza que vai ficar bem?-Jongin perguntou enquanto tentava dar um nó em sua gravata,coisa que estava sendo impossível,Kyungsoo se aproximou do maior e começou a ajeitar o pano para que ficasse do jeito certo.

-Sim,os meninos logo irão chegar e não ficarei mais sozinho,vai ser bom ter os três aqui,assim posso me enturmar mais com Tao,e provavelmente Baek e LuHan irão nos fazer rir muito,será bem divertido,não se preocupe Nini.

-Fico feliz em saber que eles três venham ficar com você,mas mesmo assim ainda fico preocupado com sua segurança.

-Nós podemos ser ômegas,mas sabemos nos cuidar,e Tao é bom em artes marciais também não é? Então estaremos bem,mas agora antes de você ir gostaria de te pedir uma coisa-Kyungsoo falou,e abotoou o terno de Jongin,que já estava pronto para o trabalho.

-O que você quer meu Soo?

-Eu sei que vamos assumir o governo um dia,mas acredito que isso vá demorar a acontecer,e não quero ficar em casa esse tempo todo,gostaria de fazer algo,algum trabalho talvez?-Kyungsoo perguntou receoso,não estava pedindo permissão para trabalhar,pois se quisesse isso o faria,mas antes precisava conversar com Jongin,sabia que o alfa era um tanto possessivo e preocupado com ele,e com razão.

-Hum,você quer fazer algo então? Trabalhar,certo? Mesmo achando que possa ser um tanto perigoso por causa dos Choi,acho que pode ser algo para você,mas vamos conversando sobre isso durante a semana sim? Por enquanto apenas pense no que gostaria de fazer.-Jongin terminou de dizer e abraçou seu ômega,parecia que esmagaria Kyungsoo a qualquer momento,se pudesse fundia os corpos em um só.

-Tudo bem,eu vou pensando no que fazer enquanto os meninos não chegam,você tem que ir agora Nini,seu pai é bem pontual.

-Está me expulsando Soo?-Jongin disse fingindo estar chateado.

-Aish,claro que não seu tolo,mas você não pode chegar atrasado justo no seu primeiro dia.

-Está certo meu Soo,mas antes...eu adoro olhar para essa marca que tem no seu pescoço-Jongin disse enquanto acariciava o pescoço de Kyungsoo.

-Essa marca nos liga para sempre Nini.

-É tão engraçado pois consigo sentir o que você sente,quando suas emoções estão mais fortes,você pode sentir as minhas também não é?

-Sim,posso sentir todas elas.

-E sente como uma paixão se transformou num amor tão grande?-Kyungsoo sorriu ao ouvir as palavras do alfa que se aproximou de si,e selou seus lábios.-Eu amo você.

Kyungsoo não havia dito um "eu te amo" ainda para Jongin,talvez antes não se sentisse preparado para aquilo,seus sentimentos estavam todos bagunçados,mas agora sentia que podia se declarar com as três palavras.

-Eu te amo.-Kyungsoo sussurrou é Jongin simplesmente ficou estático,afinal esperou muito ouvir aquilo,por um instante se lembrou de quando observava o ômega de longe e imaginava se um dia Kyungsoo o amaria de volta,bem...aquele dia havia chegado.

-Eu esperei tanto para ouvir isso.-Jongin disse e selou os lábios de seu ômega mais uma vez.-Vou poder ir agora,meu dia já estava bom por ter acordado do seu lado,agora ficou maravilhoso,fique bem pequeno.

                     __________

Kyungsoo,LuHan e Tao estavam na cozinha enquanto Baekhyun preparava alguns sanduíches para ambos,Kyungsoo havia se oferecido para ajudar mas Baekhyun o ameaçou.

-Quanto tempo faz que você e Kris estão juntos Taozi?-Kyungsoo perguntou,não conhecia muito de Tao,mas o mesmo parecia ser alguém realmente bom.

-Hum...quatro anos? Nós demoramos para assumir para todos que estávamos juntos sabe? Os pais de Kris queriam que ele se casasse com uma ômega por ele fazer parte de uma família de sangue puro,mas ele negou isso e até teve que sair de casa,a mãe de Kris não aceita que estejamos juntos mesmo depois de tanto tempo.

-Minha tia é realmente alguém difícil,ela não entende que Tao pode dar filhotes a Kris do mesmo jeito que a ômega que ela queria,ela liga muito para o status de puro sangue,ou melhor lúpus.-LuHan explicou,ele era primo de Kris e considerava Tao como seu primo por ele estar junto de Kris a muito tempo.

-Tudo isso de puro sangue é uma grande perda de tempo,causa tantas coisas ruins desde muito tempo atrás.-Kyungsoo disse.-Ainda tenho medo que algo possa acontecer.

-Kyung não tem que viver pensando nisso 24 horas por dia,coisas boas e ruins sempre vão acontecer,o bem e o mal andam de mãos dadas,mas no final tudo fica bem.-Baek disse colocando os sanduíches em cima da mesa.

-Baekhyun tem razão Kyungsoo,você não pode viver com medo dos Choi,eles ainda vão ter o que merece.-LuHan disse e pegou um sanduíche assim como os outros.

-Falei com Jongin sobre trabalho,não posso ficar em casa pra sempre fazendo nada.

-Ei! Estamos aqui com você,somos nada agora?-Tao perguntou se fazendo de ofendido.

-Claro que não Taozi,eu quero me sentir útil,fazer algo que eu goste,se bem que nem eu sei o que eu gostaria de fazer.-Kyungsoo falou pensativo,gostaria de fazer algo,mas o que? Não havia nem chegado a uma conclusão do que faria se fosse para alguma faculdade,agora então nem se fala.

-Bom,você gosta de cantar Soo,podemos tentar aulas de canto,quem sabe estudar música?-Baekhyun sugeriu.

-Eu gosto de música,mas gosto de cozinhar também,também gosto de escreve...

-Ele é bem de humanas não é?-Tao disse para LuHan.

-Com toda certeza ele é...durante essa semana vamos te ajudar a pensar em algo,aliás seria muito legal se nós quatro fizéssemos algo também não acham? 

-Pode ser divertido Lu! Não tenho mais paciência para ajudar Kris com essas papeladas de escritorio,e processos então nem se fala,podíamos tentar fazer algo juntos.-Tao sugeriu aos outros.

-Jongin disse que vamos conversar sobre isso durante a semana,nesse tempo podemos pensar no que fazer,vamos tendo ideias ao passar dos dias.-Kyungsoo disse animado,gostava da ideia de poder fazer algo junto com os meninos.

-Agora,vamos falar mal de nossos alfas.-Baekhyun disse animado também mas logo se deu conta do que disse.-Quero dizer,do alfa de vocês...né?

-Nem tente fugir,quero que conte sobre esse seu tal rolo com o Chanyeol porque no dia do jantar isso ficou bem explícito meu caro,pode começar!-Kyungsoo falou se ajeitando no sofá.

Baekhyun sabia que não iria escapar do interrogatório e logo tratou de começar a contar sobre ele e Chanyeol,sobre o "rolo" que tinham.

                     ___________

-Jongin,está tão inquieto,o que foi?-o pai de Jongin perguntou ao filho que estava sentado em uma poltrona à frente de sua mesa.

-Estou pensando em Kyungsoo,apesar de ter ficado com os meninos ainda pode ser perigoso,são todos ômegas,não são tão fortes como um alfa appa.-Jongin respondeu enquanto suspirava parecia cansado,imaginava como seu Soo poderia estar.

-Eu sei que é preocupante ainda mais quando um Choi já tocou nele,o enganou,mas precisa se acalmar também,Kyungsoo está bem.-O mais velho tentou acalmar o filho.-E ele também está marcado por você,tudo que ele sentir você sentirá então não se preocupe.

-Appa,você acha que os Choi ainda tentaram alguma coisa?

-Queria muito dizer que não mas a sede de poder deles é muito grande,então é bem provável que tentem alguma coisa mas vamos tomar providências em relação a eles,iremos aumentar a proteção de tudo e todos.

-Kyungsoo me disse que gostaria de trabalhar com algo,não sei se será uma boa ideia,algo pode acontecer com ele.

-Jongin,entendo que queira proteger seu ômega,mas seria bom ele fazer alguma atividade,ficar o dia todo dentro de casa pode deixá-lo mal,então o ajude escolher o que fazer,e o proteja.-O velho Kim disse enquanto organizava os papéis em sua mesa.-Sua mãe pediu para que vocês dois jantassem em casa hoje à noite,então vá,sabe como sua mãe pode ser se você não vier a um jantar que ela oferece.

Jongin assentiu,sabia que a mãe adorava dar jantares,e sabia também que se ela convidava alguém para jantar,esse alguém deveria comparecer ou então veriam uma senhora Kim bem chateada,o pai de Jongin saiu da sala,deixando o filho ali,mas logo a porta foi aberta novamente revelando um Sehun vestido de terno,coisa que Jongin jamais pensou ver.

-Você até que fica uma gracinha de terno.-Jongin disse rindo.

-Ah Jongin,por favor,eu fico bem de qualquer coisa,agora vamos...temos que ir ver nossos ômegas.

                     ___________

-Se divertiu hoje com os meninos aqui?-Jongin perguntou enquanto abraçava Kyungsoo por trás e enchia seu pescoço de beijos.

-Muito bom,todos nós resolvemos que iremos fazer algo enquanto vocês estão fora.-Kyungsoo disse enquanto aproveitava os beijos do Kim.

-Hum,então prevejo que eu,Sehun,Kris e até mesmo Chanyeol teremos nossos ômegas ocupados enquanto estamos fora.

-Exatamente,vamos pensar sobre o que fazer,e quando chegarmos a alguma conclusão eu irei te falar Nini.

-Agradecerei,e se precisar de ajuda pode me pedir,gostaria de ajudar meu Soo em algo...minha omma nos convidou para um jantar na casa dela,acho que precisamos de um banho relaxante antes de irmos pra la.

Jongin não deixou que Kyungsoo respondesse,apenas o pegou no colo e o levou até o banheiro,lá retirou suas roupas e depois despiu seu ômega,gostava de cuidar de Kyungsoo dessa maneira.

Com a banheira já cheia,o alfa se sentou e colocou seu ômega em seu colo,Jongin banhava Kyungsoo como um bebê,e o mais novo não podia negar que estava amando todo aquele carinho para si; Jongin o virou e tomou seus lábios,beijava Kyungsoo com delicadeza,o beijo havia começado calmo e doce mas já havia se transformado em algo repleto de desejo,os dois podiam sentir seus corpos quentes e já excitados,o membro de Jongin já estava todo duro em baixo do ômega que estava sentado exatamente em cima.

-Acho que teremos de nos atrasar para o jantar,temos assuntos aqui para resolver.-Jongin disse e depois chupou o pescoço do ômega.

-E quais assunto teremos de resolver Jongin?-Kyungsoo perguntou provocativo.

-Assunto que envolvem você descendo e subindo em cima do meu pau,preciso de sente em mim SooSoo,preciso sentir você me apertando,preciso sentir como é gostoso estar dentro de você.

Kyungsoo não respondia mais por si,era seu corpo que tomava as atitudes,estava louco para ter Jongin dentro de si,e assim fez,o ômega rebolava no colo de seu alfa com avidez,a água morna da banheira deixava tudo mais gostoso,Kyungsoo jurava que enlouqueceria se sentisse o membro de Jongin acertando sua parte sensível novamente.

Jongin gemia o nome de Kyungsoo baixinho rente ao ouvido do marido,Kyungsoo era apertado de mais de Jongin amava isso,ele masturbava o membro do marido enquanto o mesmo rebolava em cima de si,Jongin não podia mais segurar e se derreteu dentro de Kyungsoo,havia atingindo seu clímax e quando Kyungsoo atingiu o seu,cravou os dentes no pescoço de Jongin,o alfa sorriu,o lobo interior de Kyungsoo havia se manifestado,com aquela mordida queria dizer que Jongin o pertencia,a mordida não era igual a de um alfa,e cicatrizaria bem mais rápido,mas ainda sim Jongin se sentia feliz por ter sido marcado.

                     ___________

Kyungsoo e Jongin estavam na sala da casa dos pais do alfa,haviam se atrasado um pouco,por um bom motivo vale lembrar,mas nada que a mãe de Jongin achasse ruim,o importante era que eles estavam ali.

-Irei ver se seu pai já terminou o banho ou se ele desceu pelo ralo,e já desço para jantarmos.-A mulher disse subindo as escadas.

O casal ficou ali em meio a carinhos singelos quando foram interrompidos por uma moça,era alta,cabelos escuros,e chamava por Jongin.

-Jongin!-Disse a moça indo até o sofá e puxando o alfa para um abraço.-Eu estava com tantas saudades Jongin!

-Oh,Minji,você voltou...-Jongin disse meio sem jeito,ele não abraçava a moça,apenas ela o tocava.

-Não sentiu minha falta Jongin? Eu fiquei com saudades enquanto estava fora,foi tanto tempo!-Minji disse enquanto olhava para o alfa.

-É faz bastante tempo sim,chegou quando aqui?

-Hoje de manhã,irei terminar meu curso aqui na Coreia,só tenho mais esse semestre e logo terei meu diploma!

-Ah fico feliz por isso Minji.-Jongin disse,ele sentia algo como um incômodo dentro de si,mas isso não vinha dele,vinha de seu ômega,Kyungsoo estava incomodado com aquela situação.

-Você não sentiu minha falta? Podemos retomar nossa antiga relação.

-Nós tínhamos uma relação?-Jongin perguntou,nunca havia tido sentimentos pela moça e deixava isso bem claro.

-Com licença mas,acredito que Jongin não precise de uma relação com você,afinal ele esta casado não é mesmo Nini?-Kyungsoo disse puxando Jongin para perto de si e o alfa abraçou sua cintura de lado.

-Sim SooSoo,Minji este é Do Kyungsoo,meu ômega.-Jongin disse sorrindo.

-Se casou então? Com um Do? O que eu estava pensando...você é um Kim claro que iria se casar com um Do para seguir no comando.-Ela parecia dizer aquilo para si mesma do que para os presentes ali,encarou Kyungsoo por um momento e viu que ele já era marcado,mas o que a surpreendeu foi que no pescoço de Jongin havia uma marca também.-Deixou que ele te mordesse também? Devem gostar mesmo um do outro,sempre achei que o casamento acontecia como um contrato.

-Como pode ver não há nada de contrato entre eu e Jongin,mas existe uma coisa sim,amor,eu pertenço a ele assim como ele me pertence,lindo não?-Kyungsoo não sabia da onde havia tirado coragem para dizer tudo aquilo mas aquela ômega parecia querer o confrontar e ele se sentiu ameaçado,ela parecia querer Jongin.

-É,muito lindo,Jongin te contou que passava os cios dele comigo?-Minji perguntou sem a mínima vergonha,estava irritada ao ver que Jongin tinha alguém realmente,como marca e tudo.

-Minji não sei onde está querendo chegar ao dizer isso mas,por favor pare,já está ficando um clima chato.-Jongin disse impaciente.

-Oh não,tudo bem amor,ele me contou sim...Minji não é? Pois bem,ele me contou,contou que não passou de algumas poucas fodas para aliviar a vontade do cio,afinal sabemos que no cio a única coisa que pensamos é em saciar sua vontade por sexo,sabemos que não existe sentimento né? Mas não se preocupe,você o ajudou a muito tempo atrás,isso já passou,Nini tem a mim como ômega e sabe...eu sou ótimo em sacia-lo,agora se me der licença temos um jantar nos esperando.

Jongin ficou surpreso com o que tinha ouvido de Kyungsoo e sentia raiva vindo do mais novo,e o entendia,Kyungsoo o puxou até a sala de jantar,não demonstrava mas por dentro estava fervendo de raiva.

-Você foi ótimo em dizer tudo aquilo a ela,eu não sabia que ela tinha voltado,desculpe meu Soo.

-Tudo bem Jongin,apenas de mantenha bem longe dessa mulher,não sinto coisas boas vindas dela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...