História (Im)Perfeito - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Annabeth Chase, Bianca di Angelo, Hades, Hazel Levesque, Jason Grace, Leo Valdez, Nico di Angelo, Percy Jackson, Piper Mclean, Thalia Grace, Will Solace
Tags Drama, Gay, Nico, Romance, Solangelo, Wico, will, Yaoi
Exibições 201
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amados leitores, só queria dizer que estou amando os comentários e saber que vocês estão gostado dessa fanfic. Muito obrigada mesmo. ❤


✿ Tenham uma ótima leitura.

Capítulo 5 - Amigos?


                                                                      AMIGOS?


       Ainda estava encarando a porta com muito surpresa. Will, meu psicológico estava do outro lado, não fazia ideia do motivo, mas simplesmente não consegui não sorrir quando ouvi sua voz.


- Nico? Está acordado?

- S-sim… - Respondi ainda meio perdido em tudo que estava acontecendo.

- Então… você poderia abrir a porta? Trouxe seu jantar, tomara que goste de comida japonesa.


      Com calma destranquei a porta e quando a abri Will sorriu para mim e mostrou algumas embalagens de comida japonesa, acabei sorrindo ainda mais com isso, ele havia vindo até aqui para trazer o meu jantar, se bem que ele trouxe porção para dois, então provavelmente jantaremos juntos. Will foi me entregando a comida e logo em seguida começou a falar em quando ele entrava no quarto e ia se sentando na minha cama, logo após isso eu voltei a tranquei a porta.


- Bem eu não sei se você gosta de comida Japonesa, me desculpe se você não gostar, talvez eu devesse ter trazido comida Italiana. - Will começou a falar tudo sem parar para respirar.

- Tudo bem, eu também gosto de comida japonesa… então o que você faz aqui a essa hora? - Perguntei enquanto ia me sentando em um sofá que tinha no meu quarto.

- Vim trazer seu jantar - Will disse isso e sorriu para mim - Sabe você disse que só se alimentava uma vez por dia, então eu pensei que fosse uma boa ideia trazer seu café da manhã, almoço e janta.

- Obrigado… mas você não precisa fazer isso, não quero atrapalhar sua rotina - Falei isso sem olhar para Will, eu estava envergonhado demais para isso.

- Não se preocupe com isso, sou seu psicólogo Nico.

- E-eu sei, mas você tem outros paciente, não pode ficar com toda sua atenção só para mim, provavelmente você deve ter paciente com mais problemas que eu…

- Os paciente mais frequentes que eu tenho são uma senhora que acha que seu falecido marido reencarnou em um gato, um garoto que acha que é um semideus filho de Hermes e  acredita que deuses existem e por último uma mulher acredita que aliens a abduziram… - Will falou isso e deu um longo suspiro - Nico você é o paciente que mais precisa da minha ajuda.

- Mesmo assim, eu ainda acho que estou abusando muito da sua ajuda Will, você nem recebe pelas consultas e agora vai ficar vindo todos os dias só para me trazer comida, eu não posso aceitar isso.


        Abaixei minha cabeça e fiquei encarando minha comida por longos segundos. Eu realmente estava me preocupando com Will, ele estava sendo incrível comigo, paciente e dedicado, mas mesmo assim eu estava atrapalhando a vida dele, ele tem amigos, trabalho e sua própria família, eu sou só seu paciente, nada mais que isso.


- Você é realmente muito cabeça dura Nico, eu já falei que quero poder te ajudar - Will falou isso com uma voz calma - Que tal nos tornarmos amigos? É isso que amigos fazem um para os outros, tentam o ajudar de qualquer jeito não é? Então o que você acha? Quer ser meu amigo Nico?


          Olhei para Will que tinha um sorriso radiante em seus lábios, novamente ele havia conseguido me deixar sem reação alguma.


- Isso não acabaria com a barreira entre paciente e médico que deveria existir? - Perguntei olhando para o Will.

- Deixe essa besteira de lado, como você disse eu não recebo um pagamento pelas consultas não é? E eu também estou aqui pois sua irmã, minha melhor amiga me pediu ajuda, ou seja qualquer “barreira” entre paciente e médico entre nós não existe - Novamente Will sorriu - Então o que me diz? Amigos? - Ele realmente estava muito animado.

- Você está parecendo uma criança de quatro anos…


     Falei isso e dei um longo suspiro enquanto pensava se deveria ou não aceitar sua proposta, e só depois de longos voltei a olhar para Will, dei novamente um longos suspiro antes de falar se havia aceitado a ideia ou não.


- Tudo bem, acho que isso pode ser algo bom… - Ao terminar de falar Will deu um pulo comemorando e disse um “Beleza”. - Isso tudo é felicidade por ter dito sim?

- Sim! Eu prometo que vou cuidar bem de você Nico.

- Ei calma aí, nós somos amigos, não noivos. - Falei sorrindo quando o vi corar.

- Desculpe, eu realmente fiquei muito feliz.

- Notei…

- Então, vamos comer? - Will perguntou isso e só então me dei conta que ainda não havia experimentado nada.


       Eu apenas acenei positivamente com a cabeça e assim começamos a comer. Enquanto nos alimentamos Will aproveitou para perguntar coisas aleatórias sobre mim, e ele também até contou algumas coisas sobre ele mesmo, sem dúvida alguma eu estava realmente feliz com a presença dele, eu finalmente consigo sentir que tudo pode ficar bem.

        Depois de comermos ficamos conversando por mais um bom tempo até que notamos que estava ficando tarde e bem Will tinha que ir para casa.


- Nos vemos amanhã ok?

- Tudo bem e novamente obrigada por tudo, você está realmente me ajudando muito…

- Nico já te disse que não precisa me agradecer, é isso que amigos fazem um para o outro - Pude ver o sorriso de Will aumentar quando ele disse a palavra “Amigos”.


          Trocamos mais algumas palavras antes dele realmente ir embora. Fui até a cama e me joguei nela, eu estava pronto para dormir, porém um cheiro diferente acabou chamando minha atenção, puxei a coberta para mais próximo de mim e pude sentir que era uma fragrância deliciosamente aromática, com um frescor picante e amadeirado, era um perfume masculino, para ser mais exato era o perfume que Will usava.

        Era uma fragrância viciante para mim, maravilhosa na minha opinião. Fechei meus olhos enquanto sentia mais esse aroma maravilhoso, o perfume de Will estava começando a me afetar, aos poucos senti meu rosto esquentar e ao mesmo tempo senti uma fisgada em meu baixo ventre, me mexi desconfortavelmente na cama na intenção de espantar o que quer que fosse isso que estava acontecendo comigo, mas isso não adiantou, só consegui dormir depois que tomar um bom banho gelado, mas mesmo assim acabei não conseguindo escapar desses sentimentos por culpa do sonho que tive.


 


Notas Finais


Tomara que tenham gostado, claro se quiserem podem deixar aquele comentário que me anima a escrever. E me desculpem qualquer erro de português.


✿ Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...