História Imperial Pregnancy - Jikook - ABO - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Visualizações 580
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGAY
:3
Boa leitura gntt
❤❤❤❤❤❤❤

Capítulo 4 - Esteja aqui quando eu acordar.


Fanfic / Fanfiction Imperial Pregnancy - Jikook - ABO - Capítulo 4 - Esteja aqui quando eu acordar.

P.O.V Jungkook

Meredith tinha um corpo belo, mas não se comparava ao de Jimin, seus olhos pequenos e bem delineados, seu nariz redondinho, seus lábios carnudos e rosados, seu sorriso, suas bochechas gordinhas, seu corpo pequeninho, suas mãozinhas, suas coxas grossas e Céus… Aquela bunda imensa, eu poderia jurar que a mesma tinha sido esculpidar pelos Deuses, meus olhos fitaram os seios da ômega, pois havia um pequeno papelzinho entre eles, a ômega pegou, me entregou e saiu.

"Me encontre no terraço de madrugada."

Ri fraco, amassei o bilhete e comecei a me arrumar para a reunião.

.

.

.

Os segundos se passaram assim como os minutos, horas e os dias….

Eu assinava os contratos e batia a ponta de meus dedos longos na mesa coberta uma fina camada de vidro, a tornando sofisticada, uma agonia me percorria, Jimin estava atrasado e eu precisava de uns certos documentos que se encontravam com o ômega, me levantei irritado e logo a porta se abriu, Jimin entrava carregando os papéis desajeitado, seus cabelos estavam desgrenhados e seu rosto pálido, o ômega deixou os papéis em minha mesa e fez uma breve referência.

-Chegou atrasado e deixou a educação no quarto??? -O ômega arqueeou as sobrancelhas.

-Dá próxima vez bata na porta e você sabe que eu não permito atrasos, tem um bom motivo para isso Park???

Jimin abaixou a cabeça e negou.

-O M-Minnie...

Eu suspirei e peguei os papéis que o mais novo havia trago, sentindo minha garganta secar.

-Me traga um café.

Ele assentiu e saiu. Alguns reinos estavam entrando em conflito devido aos mais pobres que sempre queriam direitos iguais aos do nobre, como rei, não poderia deixar isso ocorrer e por isso já estava tomando providências. Escutei batidas na porta e falei que poderia abrir.

O ômega entrou com uma bandeja e uma xícara de porcelana em mãos. Por enquanto que fazia uma cara de enjoo. Ele colocou a bandeja espelhada em minha mesa e eu peguei a xícara.

-E-E-Eu… Er… D-Desculp…

As pernas do menor bambearam e o seu corpo amoleceu, me levantei correndo após deixar a xícara na mesa e fui até o pequeno o pegando em meus braços, seu corpo estava a centímetros do chão e eu acariciava seu rosto delicado e pálido. Seus lábios cheinhos e ressecados, se abriam e se fechavam, Jimin tentava falar alguma coisa, mas estava fraco de mais para realizar tal ato.

-Céus… O que está acontecendo com você, meu amor???

-Gukkie-ah… O Minnie…

O ômega desmaiou e eu suspirei deixando um selar no topo de sua cabeça. Saí de meu escritório com o ômega em meus braços estilo noiva, chequei se não havia ninguém, antes de adentrar a parte de cima do palácio, o levei ao meu quarto que continha móveis espelhados e sofisticados, as paredes eram tingidas de cores escuras e os objetos eram de cristal, ouro ou prata.

O deixei sobre o móvel espaçoso e maciez e acariciei seu rosto, o menor abriu os olhinhos com dengo e esfregou os mesmos. Me afastei e ele se sentou me encarando com a cabeça baixa.

-Obrigado, Jeon…

-Por nada, bebê, me chama daquele jeito que eu gosto.

-Obrigado, majestade.

Rodei os olhos e fiquei por cima do mesmo, com as mãos na altura de sua cabeça e do lado da mesma. Rocei nossos lábios e deixei um beijo rápido em seu nariz.

-Você sabe que não tem que me chamar assim e que não é esse o jeito que eu gosto.

-Obrigado, Kookie-ah

As bochechas do menor se avermelharam e eu saí de cima do mesmo, desfivelei meu cinto escuro e desabotoeei toda a minha blusa, a mesma escorregou por meus braços e eu a joguei na cama, perto do pequeno, que me secava com os lábios inchadinhos e avermelhados entreabertos.

-Fecha a boca ou vai babar, bebê.

Ele corou mais ainda e eu ri fraco, indo novamente até ele, encaixei uma de minhas pernas entre as suas e a outra na altura de sua cintura.

-O que acha de tomar um banho comigo e depois irmos para o seu quarto??

-T-Tudo bem.

Nós tomamos um banho rápido e o menor vestiu uma blusa minha que eu nunca havia usado, para não haver problemas, saímos do quarto e fomos em direção a parte baixa do Palácio, chegamos no local e eu suspirei ao ver o quanto o quarto do menor era simples, as paredes tinham algumas manchas, os móveis eram antigos e despedaçados e poucos.

 Logicamente, se fosse por mim Jimin nunca dormiria naquele ambiente, mas todos iriam estranhar o fato de seu quarto ser melhor, sendo que (na visão das pessoas) ele era apenas um funcionário qualquer, as condições de Jimin eram baixas desde os seus doze anos ao entrar no Palácio, após o ocorrido -guerra- que causou a morte de seus pais, suas condições financeiras só pioravam e por isso o menor trabalhava igual um pouco no Palácio.

"Jungkook??? Kookie?? Céus.. EII!!"

Escutei a voz do ômega e voltei a realidade. 

-Oh... Desculpe, Jiminnie.

Me sentei ao seu lado na pequena cama que rangiu ao ter o nosso peso, Respirei fundo e ri fraco, ele corou e abaixou a cabeça.

 -Ei, você sabe que eu não me importo com você e você deve descansar... Aliás você pode me explicar o que ocorreu em minha sala hoje cedo?

Me deitei, ele virou de costas para mim e eu abracei a cintura fina do menor. 

-E-Eu não sei... D-Deve ser queda de pressão ou algo realizado a o que eu venho comigo ultimamente.

Resolvi ficar calado ao perceber o incômodo do mais novo sobre o assunto. 

-Kookie??? -Acaricei sua cintura e deixei um beijo em sua bochecha.

-Me promete algo...???

-Diga. 

-Por favor... -Ele sussurrava com uma voz exausta, fraca e sonolenta.

-O que?? -O menor fechou os olhos e eu abracei sua cintura com mais força por trás, por enquanto que deixava beijos em seu cabelo vermelho fogo.




















  


"Esteja aqui quando eu acordar."





O ajeitei na cama e me levantei ao perceber que Jimin havia adormecido.








"É o que eu mais quero também, meu anjo."



Deixei um selar apaixonado no topo de sua cabeça e saí do quarto.


Notas Finais


Aaaaaaaaaa desculpa pelo cap meio bostinha e tals.
Obrigado pelos quase 50 favoritos, amo vocês ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...