História Império GN - Capítulo 60


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Personagens Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Tags A Regra Do Jogo, Alexandre Nero, Giovanna Antonelli, Império, Laços De Família
Exibições 254
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, para quem não lembra... sou escritora dessa fanfic e não, não morri, só engordei!
Boa leitura! ♡
Voltei com uma recomendação Maravilhosa: https://spiritfanfics.com/historia/um-amor-para-recordar-6832687 ♡ Vão lá, dêem uma olhada!

Capítulo 60 - Festa


Fanfic / Fanfiction Império GN - Capítulo 60 - Festa

Desde aquele dia Alexandre não tinha mais falado com Karen, ela havia viajado no dia seguinte à trabalho, sem saber que ele tinha escutado sobre sua “gravidez”. Ela tinha percebido que ele estava estranho, mas preferiu não procurá-lo pois já tinha uma carta na manga.

Giovanna tinha combinado com Amora que iria para o seu apartamento se arrumar para a festa. O vestido e as joias de Giovanna já estavam no apartamento da prima desde o dia que chegaram. Enquanto Alexandre conferia tudo com o promoter, David, e resolvia com os chefes contratados para cuidar da gastronomia. Joaquim orientava os garçons e fotógrafos. Amora e Giovanna passaram horas e horas se arrumando ao som de diversas músicas, e claro... conversando sobre a noite de Amora com Joaquim.


Ligação...

-Ooi mãe! -Giovanna disse animada ao atender.

-Filha, que saudade!

-Também Estou! Como estão as coisas? Meu pai e você estão bem?

-Ei, calma! -Respondeu sorrindo. -Por que você não vem conferir?

-Como?

-Sua tia combinou com a família de ir para a fazenda ficar uns 3 dias lá, como fazíamos antigamente com seu avô. Não queria que você ficasse fora disso... Já que isso é tão importante pra você!

-Nossa... quanto tempo! Tenho muitas saudades dessa Fazenda.. e do meu avô.

-Eu também... Filha, chama a Amora e traz seu noivo. Precisamos conhecer ele!

-Mãe, hoje é a festa da empresa dele... Não vai dar para ir!

-Nós estamos indo hoje, mas vocês podem ir amanhã sem problemas!

-Tudo bem, vou fala com ele!

-Estamos loucos para conhecê-lo, você noivou e a gente nem sabe o nome dele direito!

-Mãe, é muito bom conversar contigo, mas infelizmente vou ter que desligar!

-Sempre fugindo do assunto...

-Mãe! -Repreendeu sorrindo. -Vou falar com Amora! Beijos... te amo!

-Também te amamos! -Fui a última coisa que Dona Suely disse antes de Giovanna desligar o celular.


De noite...

Elas estavam prontas. Alexandre iria buscar as duas com uma limousine, que David havia reservado para o comendador.

Amora estava com um vestido longo sem mangas, que possuía fendas laterais na cintura com uma pequena fenda circular na frente. O vestido era elegante e a deixava sensual na medida certa, cor Jade. Salto fino preto e aberto na frente. Os cabelos loiros ondulados caídos em seu ombro direito e um brinco longo preto. Batom vermelho e uma leve maquiagem apenas com delineador, rímel e um pouco de blush rosa.

Giovanna botou um vestido longo vermelho com mangas em renda. Drapeados no centro do corpo, valorizando o busto, e um decote em V, acompanhado com uma enorme fenda na perna esquerda. Um scarpin nude e maquiagem leve, também com batom vermelho. Seus cabelos caiam em ondas suaves ao redor de seu rosto.

-Teu noivo vai vim hoje ou ele resolveu nos buscar amanhã? –Amora perguntou impaciente.

-Ele já deve estar chegando! –Respondeu pegando um suco na geladeira.

A campainha tocou e as duas se olharam. Amora inclinou a cabeça para porta indicando que Giovanna deveria atender. Ela sorriu e correu até a porta. Ao abrir encontrou Alexandre com uma caixa na mão e um sorriso de canto com a cabeça levemente tombada para baixo. Ele estava irresistível com um terno italiano acompanhado de um colete da mesma cor, burgundy, e um sapato social quase vinho. Eles ficaram hipnotizados, olhando um para o outro, analisando cada detalhe do outro.


-Já vi que estou sobrando aqui! –Anunciou Amora se levantando do sofá. –Vou sair por que eu não sou obrigada a ver certas coisas! –Gritou enquanto subia a escada.


Eles continuam se olhando até que Alexandre quebra o silêncio.


-Você está deslumbrante! –Disse com os olhos negros brilhando, a devorando.


-Você também! –Ela respondeu murmurando.


Ele estava perversamente tentador, com um sorriso sexy e divertido nos lábios. Rapidamente Alexandre posiciona seus braços em volta da cintura de Giovanna e lhe dá um beijo intenso, que para com selinhos. Ele estendeu sua outra mão e mostrou a ela uma caixa vermelha. Ela sorriu e pegou de sua mão. Dentro da caixa brilhava um colar com três diamantes espaçados, pendurados um após o outro com um na base. Era perfeito, simples e elegante.


-Ele é lindo! –Ela diz admirando o colar.

-Mandei fazer para você! Aproveitei a nova coleção e pedi para a Piny fazer um especial! –Disse galanteador, enquanto a virava de costas.

-Ela sabia que era pra mim? –Perguntou receosa.

-Não... claro que não! Puxe seus cabelos para cima!


Ela fez o que ele havia mandado e ele botou o colar nela. Antes que ela soltasse o cabelo ele deu alguns beijos em sua nuca, fazendo com que ela se arrepiasse. Amora entrou na sala nesse momento.


-Agora chega, né casal!? Vamos antes que a festa acabe! –Ela disse passando pelos dois e abrindo o elevador.


Os três desceram juntos e encontraram uma grande limousine estacionada em frente ao prédio.


-Meu Jesus, olha isso Giovanna! –Gritou Amora passando as mãos no carro.

-Nero... Meu deus!

-Vamos chegar em grande estilo! –Sorri ao abrir a porta para as duas entrarem.


A limousine preta era linda por dentro: um enorme sofá cinza com almofadas pretas, um pequeno bar à frente, uma enorme televisão com outras menores na lateral, várias luzes coloridas e um teto solar personalizado.


-Champanhe? –Alexandre pergunta para elas ao pegar a garrafa na mão.

-Claro, vamos começar a festa! –Amora responde pegando a longa taça.


Giovanna sorri e eles batem a taça uma na outra para brindar. Eles vão em um papo descontraído enquanto aproveitavam a música que ecoava na limousine.


Ao chegar no Jockey Club Brasileiro havia uma fila de carros de luxo estacionados um pouco distante da entrada. O motorista deu a volta e parou em frente à entrada de automóveis, e um manobrista abriu a porta para que Alexandre descesse do automóvel. Vários fotógrafos e colunistas se aglomeraram em volta do carro para tirar fotos e fazer entrevistas. Giovanna sentiu seu corpo tremer, ela não estava acostumada com isso e o medo de sair daquele carro a consumiu. Alexandre apareceria pela primeira vez com ela e em breve estariam em vários sites e programas de televisão. Para quem sempre tentou ser invisível aquilo seria uma grande mudança, mas ela estava preparada para isso?


-Vamos? –Amora perguntou tirando Giovanna de seus devaneios.

-Amora, os fotógrafos...

-O que tem? –Perguntou. –Deusa, vocês esperaram tempo demais por isso!

-Pronta? –Alexandre perguntou ao abrir a porta novamente e encarar Giovanna.


Ela assentiu com a cabeça e o manobrista deu a volta, abrindo em seguida a porta de Amora.

Assim que saíram os flashs vinham de todas as direções. Vários seguranças se juntaram aos três e os colunistas enlouquecidos e surpresos corriam atrás deles para conseguir uma boa matéria. Perguntas sobre elas surgiam a todo momento.

Um longo tapete vermelho os conduzia até a entrada da festa. Giovanna parou de andar e Alexandre a encarou.


-O que foi? –Perguntou receoso.

-Tem certeza disso? Nero, tem muita gente aí dentro. E se a Karen..

-Ei, esquece isso! Acabou Giovanna, agora é só eu e você. Eu te prometi isso e vou cumprir!


Ele beijou sua mão e ela sorriu. Em seguida Alexandre apoiou seu braço na cintura de Giovanna e eles seguiram até a festa. Dois fotógrafos guiaram eles para posar para as fotos, contra o pano de fundo com uma enorme logo da empresa. Giovanna se sente inquieta com as fotos que iriam para os sites de fofoca, mas em seguida se sente reconfortada por tê-lo em seu lado.


-Obrigado comendador! –Agradece o fotógrafo ao acabar de fotografar os dois.


Amora vinha atrás e tirou algumas fotos sozinha.

Ao entrarem encontraram Joaquim, que estava esperando os três. Alexandre abraçou seu quase irmão e em seguida Giovanna fez o mesmo.


-Nossa, veio pronta para matar! –Joaquim disse admirando Amora.


-Quem sabe! -Respondeu descontraída. -Você não está nada mal! -Respondeu sorrindo. –Há... tô brincando. Vem, quero dançar! –Disse puxando ele. –Divirtam-se! –Jogou um beijo no ar para os dois e sumiram na pista de dança quadriculada em preto e branco, rodeada por várias pessoas.


Vários garçons andavam loucamente de um lado para o outro com bandejas, que carregavam sem nenhum esforço, entregando aos convidados copos cheios de champanhe com uma coloração rosada. Alexandre pega um copo e passa para ela, posteriormente pega o seu e agradece ao garçom.


-Um brinde ao nosso amor! –Ele disse levantando sua taça.


-Um brinde ao nosso amor! –Respondeu com um leve sorriso no rosto


Eles bateram uma taça na outra e levaram a boca. Os olhares alheios eram inevitáveis, mas ela tentava não se importar com os outros. Alexandre apresenta ela para algumas pessoas e logo em seguida eles decidem ir para a pista de dança, onde Amora e Joaquim trocavam alguns carinhos.


-Eu esperei tanto por isso! –Alexandre disse cheirando seu pescoço.


Eles dançavam uma música lenta. Ele com os braços em volta da cintura de Giovanna e ela com os braços entrelaçados em seu pescoço.


-Eu também, meu ogro! –Disse sorrindo.


-Eu vou te beijar! –Avisou.


-Nero, melhor não...


Ele não esperou e tomou seus lábios em um beijo suave e apaixonado. Eles esqueceram de todos que estavam em sua volta. É como se eles estivessem sozinhos celebrando o amor.


-Eu te amo Giovanna! –Disse ao separar os lábios.


-Também te amo, muito!


Eles se separaram e uns minutos depois de conversarem uma mulher aparece em meio a multidão e joga seus braços em volta do pescoço de Alexandre, que estava de costas para ela, e imediatamente ele se vira. Ela estava elegante com um vestido longo preto e branco. Giovanna fechou a cara na hora.


-Que saudade! –Disse a mulher.


-Pensei que você não vinha! –Disse surpreso.



Notas Finais


Quem é? kkkkk...
Até a próxima amores! Comentem aí, falem comigo... estou carente de opiniões!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...