História Imperium Family - Capítulo 8


Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 6
Palavras 1.751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi gente, tudo bem?
A fic está de volta
Aqui vai mais um capítulo
Desculpa qualquer erro

Capítulo 8 - Inicio das Aulas


Capítulo 8 - Início das Aulas 

Pov Riley 

-Alguém desliga essa porra – reclama Anne gritando 

O despertador da Sawyer ficava tocando, o que fez todo mundo acordar. Eu levanto primeiro que todo mundo. Vou até o meu banheiro. Ontem a noite a gente decidiu assistir Supernatural e ficamos quase a noite inteira assistindo. 

Eu acabei dormindo no meu tapete, que a Sawyer, foi obrigada a comprar, quando ela vomitou nele. Pego minha escova e escovo os dentes. Depois de prender o cabelo. 

Depois de escovar meus dentes e lavo meu rosto. Quando me olho no espelho, solto um grito de susto. Não foi tão alto. 

Pego minha maquiagem e começo a passar alguns produtos básicos. Até que deu pra esconder bem. O que foi um alívio. 

Saio do banheiro e vou até meu closet. Escolho uma blusinha branca, uma jeans azul claro e um tênis da mesma cor. Sem esquecer da minha mochila. 

Vou até a sala, ver a situação delas mas, elas ainda estão dormindo.  

-Gente! Acorda Logo! A gente vai perder o café da manhã. Eu to indo lá. Não demorem! 

Saio do chalé e vou até o refeitório. Os horários desse lugar são bem estranhos. Você não pode passar das 07 horas, se não fica sem café. 

No caminho, não encontro ninguém menos do que James. 

-Riley, como você está? 

-Bem..... mas, porque isso importa? 

-Ainda está brava comigo, não é? 

-Não 

-Um.... tendi 

Quando chegamos no refeitório, coloco minha mochila em uma cadeira na mesa com o pessoal. Depois, vou até a fila, pra pegar alguma comida. 

Conforme eu vou andando na fila, encontro meus amados Waffles e aproveito para pegar uns morangos. 

Sento na cadeira em que eu coloquei a cadeira. Infelizmente, a cadeira que eu sentei, é bem na frente da onde James estava sentado. Yeun estava lá. 

Ela havia viajado esses últimos dias, então nós não falamos a muitos dias. 

-E ai, gente? Como foi esses dias? 

-Bons.... - comenta James - Não acha Riley? 

-O que vocês fizeram?? 

-Nada – respondo 

-Mentira! - grita as meninas se intrometendo, antes de buscarem algo pra comer – Teve até DR Riles no shopping 

-Riles??? - questiona Yeun sem entender 

-É o ship da Riley com o James 

-Que! - grito – Mais que absurdo! 

-Absurdo nada. Vocês só sabem brigar, chega até a ser fofo, então nós criamos um ship – reviro o olho quando elas falam isso  

-Aff.... 

XxX 

Essa era a última aula. Graças a Deus. Uma senhora entra na sala. Como é primeiro dia de aula, não tem aulas a tarde. 

-Bom dia turma – a maioria de nós falamos um " Bom dia, turma " - Venham, vamos a sala de culinária 

Todos nós a acompanhamos até a última sala. Há vários balcões, fogões e vários outros instrumentos de cozinha. Nós alunos ficamos um lado da sala, esperando algum mandamento. 

-Vou sortear as duplas e sem reclamar – ela começa a sortear - ...... Sawyer e Yeun...... Anne e Jonathan........ Riley e James 

Mais que droga..... Essa dupla é pra o ano todo, a não ser que ocorra alterações. 

James senta numa bancada e eu vou até lá. 

-Todos em suas bancadas? - pergunta a professora e todos respondem que sim – Hoje eu quero ver o que vocês sabem cozinhar. Pode ser doce, salgado. Vocês tem 1 hora. Ainda vou facilitar a vocês, deixo alguns ingredientes prontos. 

-O que você quer fazer? - pergunto para James 

-Acho melhor algo salgado. O que você acha de uma macarronada? Já que não tem que fazer a massa 

-Pode ser 

XxX 

A professora vai experimentar nosso prato: uma macarronada ao molho ao sugo, caseiro. Nós decidimos fazer o molho, já que a massa não precisava ser feita. E o molho estava magnifico, James que havia feito. Que fome. 

-O que vocês fizeram? - questiona a professora 

-Macarronada ao molho ao sugo 

-Está com uma cara ótima 

Ela pega seus talheres e começa a experimentar. Ela não faz careta nenhuma, também. Porque faria, aquele molho está maravilhoso, então não seria possível acontecer. 

-O que vocês colocaram aqui? Digo, de especial. 

-Um mágico nunca revela seus segredos – diz James - É uma receita de família 

-Entendo..... está excelente. 1 ponto extra na nota de vocês. 

-Obrigado (a) - responde eu e James ao mesmo tempo 

Ela saí para provar os outros e fico sentada lá. 

-Riley, você quer sair comigo? 

-Em plena segunda feira? 

-É. Você aceita? 

-Errr.... mesmo se eu falar que não, você vai insistir ou me seguir, assim como esses dias, não é? - pergunto e ele assente – Ok, então 

-Vou no seu chalé as 18:00? 

-Pode ser 

-Tudo bem 

Toca o sinal e vou até a porta, espero as meninas. Elas estavam conversando, com suas duplas, enquanto a minha ia embora. 

-O que você fez Rley? Digo na aula – questiona Sawyer 

-Macarronada ao molho ao sugo. E você? 

-Bife Wallington 

-Legal, você caiu com a Yeun 

-Sim e você com o James – fala me zuando 

-Vamos almoçar - diz Anne e nós assentimos 

Nós andamos até o refeitório, pegamos nossas comidas e sentamos na mesa. 

-Está quieta Riley – sussura Anne mas, acho que James ouviu, porque ele olhou para mim 

-Não é nada...... 

XxX 

Termino de passar o baby-lise. Me olho no espelho. O cabelo ruivo chamou bastante atenção. Eu estava com um vestido preto, e salto da mesma cor. Realmente eu tenho muitos dessa cor. E só pra completar algumas joias. 

Sento no sofá, que tem no meu quarto e espero um pouco lá, já que faltava aproximadamente 20 minutos. 

Fico um tempo pensando, até que a porta se abre, como eu estava de costas, não vi quem havia entrado. 

-Riley? 

-James!? 

-Vim ver aqui ver você, já que ninguém atendeu a porta 

-Ah... me desculpe 

-Tudo bem. Você ainda quer dar uma volta? Se não quiser não tem problema, a gente combina outro dia 

-Uau, James Wolfgang desistindo de levar uma garota pra sair? Não precisa. Vamos lá - falo me levantando e descemos as escadas, indo na direção da porta. Quando eu a abro, encontro um Nissan GTR R-35, azul. 

-É sério que você tem esse carro? Ele chama muito a atenção 

-Sim. Sei que ele chama atenção, faz jus ao dono. Ele não é meu único carro. Tenho outros, esse só é um deles. 

-Tinha que ser você 

Ele abre a porta pra mim e eu agradeço. Depois se senta no banco do motorista e começa a dirigir. 

-Você quer mesmo que eu esteja na sua cama essa noite, não é? 

-Como você adivinhou!? - levanto as sobrancelhas surpresa – Brincadeira. 

Demos risada de seus comentários. 

-Devo me preocupar? 

-Eu não vou te obrigar a nada, a não ser que você queira 

-Então a minha preocupação deve ser diferente. 

-Ah.... sei lá 

Do nada começa a tocar uma música que foi meio estranha, pra aquele momento. Tava tocando Shape of You. 

Nós cantamos a música, as vezes cantamos, rimos, ao mesmo tempo. Nós éramos muito engraçados cantando. 

Quando a música termina, nós fazemos um toca aqui. 

Ele estaciona na frente do restaurante e faz o mesmo que fez quando eu entrei. 

Entramos no restaurante, que era muito chique. No caso, era meu favorito. 

Em todas as viagens com meus pais, e sempre vinha aqi. 

A mulher que cuida das mesas, acena para James. Nós andamos pelo restaurante, até o elevador. Nós entramos no mesmo, e ele aperta o botão para a cobertura. 

-Como você sabe que esse é meu restaurante favorito? 

-Imaginei somente. Esse lugar é a sua cara. 

-Porque você me chamou aqui? 

-Você vai saber, daqui a pouco 

-Você não vai me pedir em namoro não, né? - questiono tirando uma com a cara dele 

-Não - fala rindo – Porquê? Você queria? 

-Não também - pela sua face, ele se surpreendeu com a resposta 

-Você é a primeira a dizer isso 

-Imaginei mesmo. É que você é super gostoso 

-Você acha? 

-Mesmo que eu falasse que não, é mentira 

-Bom saber. Estamos chegando, coloca isso 

-Ah.... não - reclamo 

-Ah sim – olho brava pra ele, o fuzilando, enquanto ele coloca a máscara. E ele fica rindo da minha cara. 

Escuto as portas se abrirem. Ele me guia pra fora do elevador. Não faço ideia da onde a gente estava, só ia pra onde ele mandava. Ficamos andando durante um tempo, até ele me fazer senta4r. 

-Pode tirar sua máscara 

Tiro com cuidado. Quando abro os olhos, vejo uma mesa, no meio da sala, em que nós estávamos. 

-Uau...... quem decorou esse lugar 

-Fui eu 

-Sério? Não dá pra acreditar. Você já trouxe muitas garotas aqui, não é? 

-Por incrível que pareça, você é a primeira. Na verdade é a primeira vez, que eu chamo uma garota pra sair 

-Nossa.... Eu não sabia disso 

-É..... que se eu levasse qualquer outra, elas iam ficar me enchendo 

-Entendi 

Quando desperto de meus pensamentos, um garçom aparece com os pratos de comida. 

Era Strognnof! Eu amo essa comida. Quase não como, já que além de eu evitar cozinhar, ninguém faz pra mim. 

-Essa é a minha comida favorita – comenta James 

-Nossa que coincidência, também é a minha, só não é a única pois eu amo parmegiana de carne. Quase nunca como elas 

-Nem eu. Somente eu e meus irmãos gostamos disso 

-Só eu como em casa  

-Pensei que seu prato favorito fosse Caviar 

-Não..... Eca! - faço uma careta 

-Concordo. Como é que comem aquilo? 

-Não faço ideia 

-Isso é tão bom – comento. Como alguém pode não gostar disso. Sério? 

-Que bom que gostou. Eu sempre venho aqui comer isso. 

-Aqui é o primeiro restaurante que eu conheço que cozinha isso. 

-Aqui é o primeiro restaurante que eu conheço que cozinha. Olha que esse é meu restaurante favorito. 

Nós ficamos conversando enquanto comíamos até chagar a sobremesa. E é claro que tinha morangos me fazendo surta. 

-Alguém me disse que você ama isso. Por mais que eu ache que não combina muito. 

Era a minha querida torta de morango mas, pelo que eu olhei era sem creme, o que me deixou mais feliz ainda. 

-Ammo torta de morango. Foi as meninas que falaram não foi? 

-Foi 

-Imaginei. Muito obrigada mesmo. Tava querendo comer a um tempo já. Mas, agora você vai me contar o porque a gente está aqui? Não que eu esteja reclamando só é estranho. Você geralmente não chama garotas pra sair 

-Acho que eu fiz isso mais como um pedido de desculpas, pelo dia do shopping e antes 

-Esquece esse dia. Amigos? 

-Amigos!


Notas Finais


To sentindo falta dos coments......
Obrigada pela atenção
Kisses
Amo vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...