História Impossible - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel, Chiquititas
Exibições 86
Palavras 1.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Musical (Songfic), Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


fanfic postada no instagram, complementei algumas coisas e coloquei aqui!
espero que gostem!

Capítulo 1 - How long we haven't seen each other!


POV Marcelina:
Sou Marcelina Guerra, irmã do famoso Paulo Guerra. Famoso? Com certeza, mas só na escola e na família.
Ele é mais conhecido por ser o que sempre apronta, o eterno "pestinha". Não importa em que colégio estamos, ele sempre vai arrumar um jeito de pregar alguma brincadeira em alguém, e em qualquer pessoa mesmo. Para se ter uma ideia, no nosso último colégio ele fez uma brincadeira com a professora de artes porque ela tinha dito que ele era irresponsável.
Muitos dos amigos dele que me conhecem acham que eu sou seu clone, mas não é bem assim. 
Ao contrário do meu irmão, eu gosto de estudar, e não gosto de fazer brincadeiras com as pessoas. Meu pai sempre disse que eu sou o exemplo da família, e a partir daí que Paulo vem ficando revoltado e menosprezando a si mesmo. Eu já tentei ajudá-lo, e muito. Mas nada adiantou. Prometi a mim mesma que tomaria conta dele como se fosse nossa mãe, já que ela e meu pai são um pouco ausentes nas nossas vidas. E sim, apesar de eu ser um ano mais nova que ele. Tenho 15 e ele 16.
Particularmente, eu me acho muito talentosa. Muito mesmo. Nos últimos anos, venho mantendo meu irmão bem, as minhas boas notas e ainda era presidente de alguns clubes da nossa ex-escola. Era, até sairmos do antigo colégio. Agora eu ingressarei no ensino médio. Meu irmão já tinha feito o primeiro ano, mas repetiu.
- Filha, já pegou tudo que precisa?- escuto minha mãe me chamar, entrando no meu quarto.
- Já, mãe.-respondi.- O Paulo já tá pronto?
- Sim, ele está na sala esperando.- ela me contou. Logo, ela pareceu ter notado meu nervosismo.- Está tudo bem?
- Ah sim, tudo bem, só estou ansiosa pelo meu primeiro dia em um colégio interno.- olhei para as minhas mãos e vi que elas estavam suando. 
- Ansiosa pra rever seus amigos?
- Com certeza. Estou com muita saudade deles.
- De algum em especial?- ela indagou, com um grande sorriso no rosto.
- Claro que não mãe. Não quero desperdiçar meu tempo com isso.-esqueci de falar, mas pra mim, garotos são um desperdício de tempo. O que menos quero agora é alguém que atrapalhe meu caminho para a fama. 
- Até porque seu irmão não deixaria nenhum chegar perto de você.- minha mãe lembrou, passando a rir.
- Pois é.- ri junto.- Mas com isso ele não vai ter preocupações.- afirmei, pegando minha mala e saindo do quarto, indo para a sala.- Paulo?- chamei por ele, procurando-o no cômodo.
-Está pronto, filho?
- Que droga! Odeio aula!- Paulo bufou, e minha mãe negou com a cabeça, enquanto eu ri. Em seguida, levantou-se do sofá, pegou sua mala e direcionou-se até o carro. Rapidamente, eu e minha mãe fizemos o mesmo que ele.
---------------
POV Margarida:
- Filha?- Patrícia chamava por mim.
- Estou aqui.- falei, pegando minhas malas e indo até a sala.
- Que ótimo! Vamos então?-  indagou, me ajudando com meus pertences.
- Vamos, mãe.- eu assenti, seguindo com a mãe para o carro. 
Na verdade, nem sei se posso chamá-la assim. Quando era pequena, ela era minha babá. E então, desde que minha mãe faleceu, 2 anos atrás, ela ficou com minha guarda, só não sei como. Tinha minha vó e minha tia ainda. 
Vivíamos no interior e nos mudamos para o meio urbano esse ano, para eu poder ingressar na Escola Interna Mundial. Você deve achar estranho, já que é uma das melhores escolas do país. Não tenho condição de pagar a mensalidade de lá, mas entrarei como bolsista. Só espero que não fiquem tirando sarro de mim por causa disso...
----------------
POV Viviane:
- Majo!!! Vamos logo!!- berrei, já que ela estava se arrumando no banheiro há uma meia hora já. Eu havia dormido na casa da Medsen, e estava muito ansiosa para o primeiro dia de aula, apesar de não ser nosso primeiro ano lá. 
Estudamos lá desde que éramos pequenas, mas já nos conhecíamos desde bebês. Isso por causa que nossas famílias são amigas. Quando Clara, mãe de Majo, anunciou que estava grávida, minha mãe logo descobriu também. Temos 2 meses e algo mais de diferença na idade. Apesar de tudo, nos consideramos irmãs de coração.
- Já estou indo, Viviane!- Majo tentou me acalmar.- Uma garota não pode sair de casa sem maquiagem, nem que seja a mais básica possível!- lembrou-me, passando um rímel. E sim, ela ainda estava no banheiro.
- Ai Maria Joaquina, chega disso! Você já está maquiada!- reclamei, entediada.
- Só porque você é minha melhor amiga, Vivi.- ela guardou suas maquiagens na mochila, puxou-me e corremos até o carro para ir para o Colégio.
---------------
POV Mário:
Sou Mário Ayala. 15 anos, alto, magro, pele branca e cabelo moreno, além de olhos castanhos, quase pretos. Ingressei na Mundial esse ano, para cursar o ensino médio. Soube que vou ser colega da Alícia, uma velha amiga minha. "Amiga", se é que você me entende. Nos pegamos, quando sentimos vontade. Mas nada sério, até para não estragar nossa amizade, que é muito valiosa para mim.
- ALÍCIA!- berrei, vendo-a aproximar-se de mim.- Que saudades!- completei, pegando ela no colo e abraçando-a. Por ela ser bem magrinha e mais baixa que eu, levantei-a do chão, mas só um pouquinho. Nós dois estávamos no corredor do colégio, ignorando qualquer um que passasse ali.
- Mário! Você mudou demais!- ela estava impressionada com minha "mudança" repentina. Isso porque eu era gordinho até ano passado, quando comecei na academia. Foi daí que eu passei a emagrecer cada vez mais.- Ficou mais gato.- falou em um tom de voz baixa, dando uma piscadela.
-Eu sei disso, querida!- joguei charme, fazendo-me de convencido. 
-MÁRIO?- escutei alguém me chamando, e virei pra trás, no intuito de descobrir quem era. Vi Paulo, meu melhor amigo, ali parado, com uma garota morena e baixinha ao seu lado. Achei ela bem bonita, mas imagino que seja sua namorada.
-Paulo? Vai estudar aqui também?- fizemos um aperto de mão, como éramos acostumados a fazer toda vez que nos encontrávamos. 
-Vou! Que coincidência!- percebi que ele ficou secando Alícia e sorrindo maliciosamente. Espera, e a sua suposta namorada não vai falar ou fazer nada?
-E essa, quem é?- perguntei, me referindo a garota ao seu lado, morena e baixinha.
-Fiquei decepcionada com isso, Mário!- espera, ela me conhecia? Força a memória, Mário! Força a memória, cara! Não vai passar uma má impressão!
-Essa é minha irmã, Marcelina!- caraca! A garotinha que eu e o Paulo aprontávamos quando éramos mais novos. CARALHO! 
-Ah, oi, Marce!- abracei-a, um pouco sem graça, já que lembrei de todas as vezes que zoávamos ela.
Ela e Alícia se cumprimentaram, e logo passaram a conversar. Deixamos ambas ali e Paulo e eu começamos a explorar a nova escola. 

 


Notas Finais


❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...