História Impossible - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Tags Magcon, Nash, Romace
Exibições 4
Palavras 781
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii amoress, essa aqui é minha primeira fanfic, bom... Não tenho muito o que falar, mas espero que gostem :D



Leiam a notas finais please :*

Capítulo 1 - I'm Back Stray


Já era 5 horas da manhã e eu ainda estava acordado, meio atordoado com a notícia de um mês atrás...

Flashback on’

“ – Ela está voltando para nós. – Vejo um Hayes sorridente entrando em meu quarto com Cameron, Matt e Shaw.

- Ela quem?  - Perguntei  desinteressado.

- Júlia...

- O que? Você tá de brincadeira?! – Enquanto os meninos comemoravam e sorriam, eu parei.

Como Hayes disse, ela estava de volta, para mexer comigo novamente, oh não.”

Flashback of’

Hoje á noite ela chegaria e eu ainda não estou preparado.

Júlia on’

Eu não acreditava que finalmente estaria de volta, era uma alegria imensa, e pensar que finalmente eu iria rever todos, principalmente aquele que mexia com minha cabeça a cada dia durante esse intercâmbio.

Nash.

Eu fui embora com uma história mal resolvida a meu olhar. Para ele poderia estar tudo resolvido, mas não pra mim, e isso mexe minha cabeça durante um ano.

Flashback on’

- Eu não quero te perder nunca. – Disse acariciando seu rosto enquanto estávamos deitados no gramado da nossa casa.

- Eu também não. – Assim disse me dando um beijo, longo e calmo.

- Júlia. – Jhonson disse gritando. – Sua carta chegou... Do intercâmbio. Acho que vai querer ver.

Fiquei surpresa, á mais de dois meses espero por está carta e nada, eu já estava ficando sem esperança até...

Num relance me soltei de Nash finalmente arrancando aquela carta da mão de Jack.

Um silêncio tomou conta do jardim.

- Você passou? – Nash disse com um tom triste.

- Sim, eu passei.

Depois de algumas horas Nash entra em meu quarto cabisbaixo.

- O que vai acontecer com a gente? – Pergunta encostando-se  no para – peito da porta cruzando os braços.

Imediatamente bati a mão no colchão, indicando-o que sentasse.

Fechou á porta vindo a mim, seu olhar era triste, isso apertava meu coração, não vou mentir, estava triste, tudo entre mim e Nash foi complicado para ficarmos juntos, até que finalmente, num passe de mágica, tudo é meio que “destruído” novamente. Mas parte de mim queria ir, tinha que ir, eram vários motivos no qual eu tinha que ir ao Brasil.

Minha mãe estava lá, eu queria estar ao lado dela, metade da minha família estava lá, eu teria um “ótimo” ensino lá, e á anos eu tento isso, não vou deixar que se acabe, mesmo amando muito Nash, eu voltaria em 365 dias.

- Bom, a gente pode... Ficar se falando por Skype, e a turnê de vocês está chegando, e o Bart disse que iram ao Brasil...

- Mas não ia dar certo.

- Tudo bem, eu só quero que me espere, nesse meio tempo, podemos até nos relacionarmos com outras pessoa, mas, perto de voltar, a gente acaba tudo.- Disse decidida.

- Eu só quero que me espere. – Nash disse me dando um beijo como nunca tinha me dado antes.

Era um beijo com precisão, como se nunca mais iriamos nos ver. Calmamente ele foi me deitando na cama ficando por cima de mim, mas nunca separando beijo. Num impulso tirei sua blusa jogando-a em qualquer lugar desse quarto, e ele fez o mesmo comigo.

Já estava quase nua por completo enquanto ele estava de calça, troquei as posições ficando por cima, enquanto o beijava apertei sua intimidade no qual deu um gemido abafado. Logo tirei de imediato sua calça rebolando em cima dele. Já, Nash estava por cima tentando desabotoar meu sutiã enquanto me beijava.

- Porra, não quer abrir essa buceta, Jú.

- Talvez porque seja na frente. – Falei juntando meus seios e o sutiã logo foi aberto.

Nash rebolou meu sutiã em algum canto e logo abocanhou um dos meus seios enquanto massageava o outro, e a cada momento eu dava altos gemidos, fazendo Nash tampar minha boca, porque morávamos em uma casa rodeada de pessoas.

Nash largou a minha região de cima dando beijos em minha barriga até chegar na minha intimidade, afastando minha calcinha começou a massagear, eu gemia cada vez mais, então peguei um travesseiro abafado os gemidos. Logo sinto dois dedos sendo penetrados na minha vagina – Sem oral dessa vez – e logo três, eu não aguentava mais, precisava dele dentro de mim.

- Nash... – Gemia descontroladamente. – Por favor, não aguento mais.

Após meu pedido, Nash tira os dedos indo na cabeceira pegando uma camisinha. Sinto várias estocadas, e quase no meu ápice, soo com cada estocada, minhas pernas amolecem e Nash se retira. Tivemos o ápice juntos. Me encolho ao redor dos seus braços, me sentia segura. Passamos o resto do dia assim.

Eu era muito apaixonada por esse garoto, e parte de mim não queria deixa-lo.

Flashback of’

Yeah.

              Sim! Eu estou de volta slaves


Notas Finais


Booom, kkkkk, espero que tenham gostado... Enquanto a capa da fanfic, eu irei mudar, ainda não sou muito boa nesse lance de fazer capas, mas vão por mim, pra uma iniciante não ficou tão ruim assim. Também vou mudar a sinopse pois fiz ela apressadamente, amanhã mesmo vou mudar. Bom, espero que tenham gostado do primeiro capítulo... E sim, já teve vocês sabem o que no primeiro capítulo, sim eu sou meio apressadinha ksksks, mas eu achei que ficou muito bom, e faz tempo que eu estou criando essa história, espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...