História Impossible Love - Imagine Namjoon - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Fxxkityou

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Personagens Originais, Rap Monster
Tags Hot, Incesto, Namjoon, Rapmonster
Visualizações 53
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


*


A menina acordara com um sentimento de Felicidade, a mesma estava preparada pra arrasar na prova e ganhar o prêmio com o seu tio. Cada minuto que passavam-se era uma agonia. Arrumou-se em questão de minutos mesmo que estivessem caindo de sono por conta da noite; digamos que "perdida" por conta dos estudos e do "professor" maravilhoso que teve a honra de ter. Olhou em seu relógio de pulso e marcava 6:30 em ponto! Correu para a cozinha onde encontrava-se todos menos o seu tio. 
— Bom dia, família! — disse animada. 
— Bom dia, querida. O seu pai irá levá-la pra escola hoje. —  a mãe da garota mandou-lhe um beijo no ar e um sorriso sincero. 
—  Fiha, vamos? Eu preciso chegar cedo. Tenho um compromisso urgente. —  ela apenas pegou um suco e pôs em seu copo, despediu-se de sua mãe e fora correndo para o carro de seu pai. A Mesma não podia enrolar pois teria que revisar a matéria assim que chegasse na escola. O caminho foi tranquilo enquanto escutava musicas aleatoriamente. Viu o seu pai abaixar o volume e olhar para a garota que sentiu-se incomodada com algo que seu pai irá dizer-te. 
— Filha, eu e a sua mãe precisaremos que fique no apartamento de seu tio por uns dias, pois iremos para uma segunda lua de mel e não queremos deixá-la só. — Quando o seu pai lhe disse isso, uma corrente  fria tomou conta de seu corpo. Como assim apartamento do Namjoon?
— Eu não sabia que o seu irmão tinha comprado um ap. Acho isso uma sacanagem, pois não me levam pra viajar também? — A menina faz manha e vê que a sua escola está próxima. 
— Quando você chegar da escola nós vamos conversar sobre isso tá? — hum, ok! — ela desce do carro vendo que o seu amigo Taehyung está a sua espera. — tchau, papai. 
— tchau, querida! Boa sorte em sua prova. 

Taehyung sempre fora apaixonado na menina que vinha em sua direção; S/n sempre teve uma beleza incomparável. Sempre sorridente mesmo que tudo em sua volta lhe fizesse mal. Naquela manhã ela estava formidável. 
— Bom dia, V! Como você está? — ela abraça o garoto que dá o seu melhor sorriso. 
— Bom dia, S/n! Eu vou muito bem, afinal tive um sonho magnífico com a menina mais extraordinária desta escola. — o teu sorriso ia de orelha a orelha. 
— Que bom que sonhou comigo Tae, não precisava! bom dia meus amadinhos. — Sun chega animada perto dos dois jovens, diferente de seu irmão que vinha se arrastando com uma carinha linda de sono. 
— Acorda Yoongi! — S/n grita e o mesmo tampa a boca da garota que tenta mordê-lo. 
— vamos pra sala, temos que estudar antes da prova. — Suga puxa a menina pelo braço arrancando risada de sua Irmã e do seu amigo. 
— S/N hoje você tá uma delicia! Esqueci de dize-lhe. — Taehyung dita. 
— Obrigada, você sempre é uma delicia! — a mesma pisca de longe sorrindo. 


*

Aquela manhã, Namjoon acordou indo em direção ao quarto de sua sobrinha, a mesma não ouvira o mais velho bater em sua porta. Em silêncio sem obter resposta ele abre a porta devagar vendo a menina apenas com uma toalha enrolada em seu corpo desenhado; ele sente o seu rosto queimar pela vergonha e seus pensamentos impuros parecem jorrar em sua mete! — Namjoon, controla-se! — ele fecha a porta do quarto da garota sem chamar atenção da mesma. — ponha em sua mente que ela é apenas sua sobrinha, filha de seu irmão! — o mesmo repetia agora deitado em sua cama. Imagem da mais nova com uma mini toalha enrolada em seu corpo lhe fizera perder a cabeça, imagine nua. — Namjoon, sua sobrinha, lembra-se disto, isto é errado! — mais uma vez dizia coisas desconexa em baixa voz, já que não sabia se alguém passaria pelo corredor podendo escuta-lo. 
Ele não queria encontrar com a menina tão cedo, pois sabia que o seu lado vergonhoso o entregaria... ele ficaria vermelho em apenas encontrar o olhar da S/n. 

O dia fora totalmente calmo e produtivo, o mesmo resolveu a papelada de seu novo apartamento! Já que ele não queria incomodar o seu irmão e precisava ficar longe um pouco da mais nova, já que a mesma não saia de seus pensamentos. Estava cansando de sua manhã e decidiu-se dar uma volta pelo bairro. Passou perto da escola que antes estudava e uma nostalgia veio em sua mente! Decidiu entrar naquele ambiente sabendo que podia topar com a sua sobrinha pelo corredor, já que pelo o horário era do almoço/intervalo. 
— Como é bom encontrar um dos meus melhores ex alunos aqui. — Senhor Jihoon, um antigo professor de literatura e agora diretor da escola abraçou o menino que sorria emaciado por ver aquele senhor com os seus cinquenta e poucos anos ali. 
— Eu sinto falta deste lugar, eu tinha que vir aqui! — ele sorria sincero. 
— Me acompanhe, eu quero mostra-lhe o que foi modificado desde que você saiu daqui. 
Cada cantinho daquela escola era um lugar especial, passou um bom tempo conversando com o mais velho que chamou-lhe para ser um tipo de monitor, já que o mesmo encontrava-se sem ter o que fazer! Ele hesitou no início mas logo lembrou que poderia ficar perto de sua sobrinha e vigia-la. 
— eu agradeço pelo convite e eu topo ficar à disposição de seus alunos. 
— fico feliz em saber disso, Na segunda você pode vir, eu estabelecerei uma lista de alunos que precisam de um monitor em algumas matérias. 
— será uma honra passar um tempo aqui! — ele despede do senhor Jihoon e vai andando por aqueles imenso corredores. Até que ver a sua queria sobrinha aos beijos com um menino que não lhe recordava. Ou melhor, não conhecia. Desejou ir lá e acabar com a festinha dos dois mas apenas saiu do local com uma raiva maior que ele. 

Logo chegou na casa de seu irmão o encontrando no sofá mais a sua bela esposa. 

— Namjoon, precisamos de um favor! — Jin disse-lhe com um olhar feliz. Que deixou o mais novo curioso.
— então diga meu irmão, o que poderei ajudar? 
— sabemos que irá mudar-se mesmo que achemos errado, por conta da nossa casa ser bastante confortável e grande. Enfim, isso não vem ao caso. Gostaríamos que pudesse receber a nossa filha em sua casa por uns dias, ganhei uma viagem, será como uma segunda lua de mel, não gostaríamos de deixá-la a sós. 
— claro, eu fico com a minha sobrinha, adorarei recebê-la em minha casa! —  Namjoon disse cômico pois sabia que não sabe controlar a sua vontade quando a mais nova está por perto, será um desafio. 
Não demorou muito e a conversa mudou de foco, contei sobre o meu novo passa tempo, e ele ficou feliz pois estaria de olho em sua filha, segundo ele. 


*

A menina podia jurar ter visto o seu tio pelos corredores da escola, mas talvez fosse apenas uma visão... 
— Você podia me dar um beijo né? — Taehyung mexia em seus cabelos e sorria! Sem cerimônia a menina vira-se para o garoto juntando os seus lábios. Tanto quanto ele, ela o desejava. O garoto era bonito e desmontara gostar da menina. Mas uma coisa martelava em sua mente. 

Como será o beijo do Namjoon? 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...