História Impossible or not? - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren Lauren G!p
Visualizações 153
Palavras 1.701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - 18


Pvo's Lauren

 - Laur, a Tia Sinu está lá na sala, ela quer falar com você. - Taylor disse abrindo a porta do meu quarto, lugar onde eu me tranquei desde que sai da "Casa" da Camila. 

 - Eu já vou. - Disse e ela assentiu. Fui ao banheiro e tomei um banho rápido, coloquei uma roupa confortável e desci. 

 - Tia Sinu? Quanto tempo! - Disse e ela se levantou, vindo me abraçar, eu gostava dela, e muito! Era como uma segunda mãe para mim.

 - Laur.. Como você cresceu! Ta linda! - Ela disse e eu sorri envergonhada. - Mas eu preciso conversar com você.. E bom.. É algo sério.. - Ela disse mudando o tom da voz.

 - Claro.. Vem comigo. - Disse e subi as escadas, ela veio logo atrás e entramos no meu escritório. - Então, sobre o que quer falar? - disse me sentando e ela tambem. 

 - Sobre a Camila. - Ela foi direta e eu senti meu peito doer, eu sentia falta dela, e olha que nem faz muitas horas que eu sai da casa dela.. Acontece que essa casa, meu quarto.. São muito vazios quando ela não está. 

 - Tia Sinu.. Eu não quero.. - Disse e ela me cortou. 

 - Não, Lauren. Camila não quer se casar com o Ty, isso tudo é como um casamento de fachada. Tyler é sobrinho do governador e ele acha que isso pode ajudar ele nos negócios.. Eu tô me arriscando contando isso tudo, mas Lauren.. Eu não suporto mais ver minha filha chorar por saudades de você! - Ela disse e começou a chorar, a abracei e tentei digerir todas aquelas palavras. 

 - Tia Sinu, pq não mora comigo? Traga a Sofi, ela vai gostar se ter alguém para brincar sempre, tem o Chris e a Taylor. - Disse e ela me olhou assustada.

 - Não.. Não quero atrapalhar, e eu amo Alejandro, por mais desumano que seja o que ele fez, eu realmente o amo.. Mas eu não posso deixar Camila no controle dele.. Eu tenho medo dele fazer algo.. - Ela disse e eu senti meu sangue ferver. Ele não toca nela! 

 - Tia Sinu, eu amo a Camila.. Amo mesmo, com toda minha vida. E se ela quisesse ficar comigo, eu a protegeria, eu largaria tudo aqui e iria embora com ela pra qualquer outro lugar no planeta.. Mas acho que ela prefere estar com o Tyler.. - Disse e fechei os olhos, tentando impedir que as lágrimas caíssem.. Vamos, Lauren. Não é hora de ser fraca! 

 - Camila e Tyler desenvolveram uma amizade linda, Laur. Mas é apenas isso. O namoro.. O casamento é tudo de fachada. Minha filha te ama, e muito. - Ela disse e sorriu, me fazendo sorrir também. 

 - Eu vou lutar por ela, Tia Sinu. Eu não vou desistir. - Disse e ela assentiu ainda sorrindo. Ficamos conversando por tanto tempo que eu nem percebi que o tempo passou. O celular de tia Sinu tocou e vi no visor o nome e a foto da Camz, mas desde quando ela trocou de número? 

 - Oi filha.. Não.. Estou na casa da Lauren. - Ela deu uma pausa - Fique calma, hija. Eu já chego aí. - Ela disse se levantando rápido. 

 - Tia, o que houve com ela? - Perguntei já sentindo meu peito doer. 

 - Alejandro descobriu que você passou na casa da Camila.. - Disse e e saiu do meu escritório. Demorei uns segundos pensando no que eu ia fazer e sai atrás dela. Peguei as chaves e antes de tia Sinu sair, a puxei até meu carro.

 – Lauren? O que você vai fazer?! – Ela disse me olhando assustada. 

 - Vou buscar a minha mulher. – Disse e ela sorriu, acelerei o carro até a casa do Tyler. Chegamos lá em poucos minutos. 

 - Me lembre de não andar mais de carro com você. – Tia Sinu disse e eu ri. Ela passou pelo portão e quando eu ia entrar, os seguranças me impediram. 

 - Você não está autorizada a entrar. – Um cara extremamente grande me parou.

 - A deixe entrar. – Sinu disse.

 - Desculpe, Sra Cabello, mas o Sr Alejandro não deixou a entrada dela autorizada. – Ele disse e eu respirei fundo para não meter uma bala na testa dele. 

 - Tudo bem, Sinu. Nós conversamos depois. – Disse e dei as costas. Entrei no carro e fui até a rua de trás. Pulei entre os gramados até chegar perto da cerca da casa dela. Me abaixei quando vi seguranças andando por lá. Esperei eles saírem e pulei a cerca.

 Me escondi entre umas cadeiras quando percebi uma câmera, mais um pouco e ela me pegava. Peguei a silenciadora que estava sempre em minha cintura e atirei na câmera. Observei o lugar por alguns segundos e entrei na casa.

 - PAI, EU NÃO QUERO ME CASAR COM O TYLER! EU NÃO AMO ELE, NÃO DESSE JEITO! – Camila gritava e eu suspeitei que ela estivesse na sala. Ouvi um barulho de algo quebrando e me assustei. Droga, o que tinha acontecido?

 - Camila.. Calma. – Alejandro disse com aquela voz nojenta. 

 - Calma? VOCÊ QUER QUE EU ME CASE OBRIGADA E VEM ME PEDIR CALMA? – Ela disse e sua voz embargou. Eu odeio saber que ela esta chorando.. 

 - Alejandro, isso não é algo que se faça, sabia? – Disse entrando na sala com um sorriso irônico, lá estavam Tyler, Camila, Sinu e o idiota. 

 - O que você está fazendo aqui?! – Ele disse e eu pude sentir a raiva no tom de voz dele. 

 - Vim buscar o que é meu, oras! – Disse e olhei para Camila, que continuava me olhando surpresa. 

 - Saia daqui antes que eu chame os seguranças. – Ele dsse e eu ri. 

- Não sairei daqui sem ela. – Apontei para Camila. – Caso contrário, você vai ter que me bater muito e me deixar desacordada, o que não vai acontecer, claro. – Disse cruzando os braços.

 - Laur.. – Ela disse pela primeira vez e tentou vim até mim, mas Alejandro a impediu.

 - Já disse que não quero você perto dela! Saia daqui AGORA! – Ele disse me olhando irritado. Eu ri e neguei.

 – CHARLES! VENHA ATÉ AQUI AGORA! – Segundos depois o brutamonte entrou na sala e semicerrou os olhos ao me ver. 

 - Como você.. – Ele disse mas Alejandro o impediu.

 - Como ela entrou aqui? Essa é a pergunta que eu queria te fazer. – Ele disse para o tal Charles o olhou assustado. 

 - Sr Alejandro eu.. – Ele tentou falar algo mas novamente Alejandro o impediu. 

 - Quero que tire ela daqui, agora! – Ele disse e o cara veio para cima de mim. – Mas antes, a leve para fora e dê uma surra nela, só assim ela aprende que não tenho tempo para crianças. Vamos, Camila. – Ele disse puxando ela pelo braço. 

 - NÃO, PAI! NÃO – Ela dizia e chorava ao mesmo tempo, ver aquilo me dilacerava, fiz um movimento de ir até ela mas Charles me acertou com um soco, me fazendo cambalear para trás. Só pude ver Sinu sendo tirada da sala chorando e Alejandro puxando Camila para cima. Me recuperei do soco, e desferir dois certeiros em Charles, chutei suas bolas e ele ajoelhou com as mãos lá, deve ter doido e muito! Aproveitei que ele estava quase na minha altura e acertei outro soco no rosto dele, fazendo-o cair desmaiado, com sangue no supercílio, nariz e boca. Eu tinha sangue no nariz e minha cabeça doía. Subi as escadas e entrei no quarto dela, ela estava encolhida na cama e chorava compulsivamente, e porra, aquilo doía! 

 - Eu já disse que você vai embora, e se não for por bem, será por mal! – Alejandro disse entrando no quarto e me acertando um soco no peito, pra logo depois desferir um em meu rosto. Cai no chão sem forças e pude ver Camila vir correndo me abraçar. 

 - Laur.. Vai embora.. Por favor.. – Ela dizia e chorava, eu queria poder levantar mas não tinha forças.

 - E-eu só v-vou se le-levar você.. – Disse quase sussurrando. Olhei para frente e Alejandro empurrou Camila, a fazendo cair. 

 - Vamos, Jauregui. Reage! – Ele disse enquanto chutava minhas costelas. 

- Eu vou matar você.. – Disse com meu sangue fervendo. Arrumei forças de não sei onde e segurei sua perna, a virando, fazendo ele cair. Reuni todas as minhas forças e comecei a socar o rosto dele. Ele me empurrou e eu voltei pra cima dele, desferir vários socos seguidos, fazendo ele desmaiar. Me joguei no chão e pude sentir minhas costelas doerem.

 Me levantei e puxei Camila. Ela ia embora comigo! 

 - Pega suas coisas, ou parte delas, você vem comigo! – Disse com dificuldade e ela me abraçou.

 - Eu te amo.. Eu te amo.. – Ela dizia em meio a soluços, a abracei forte e ela retribuiu, me fazendo soltar um gemido de dor. Ela foi até o closet e pegou umas coisas, a jogando de qualquer jeito na mala. Fui até sua cabeceira e encontrei algemas, coloquei no pulso do Alejandro e na perna da cama, fui até o banheiro e joguei a chave no vaso sanitário, dando descarga. 

Fiquei em frente ao espelho que tinha na pia e lavei meu rosto, tentando tirar algum resquício de sangue, o que não deu muito certo, pois meu rosto começou a arder. - INFERNO! – Disse praguejando 

 - Laur? – Camila chamou e eu sorri fraco. Ela estava linda, mesmo com o rosto inchado de chorar. 

- Vem comigo. – Eu disse e sai andando com ela, quando chegamos na porta ela olhou para Alejandro desacordado e suspirou. Peguei meu celular e liguei para a DJ. 

 - DJ, onde você ta? - Disse enquanto ia até a sala.

 - Perto do centro, pq? – Ela perguntou e eu soltei um suspiro.

 - Vá para minha casa, chame a galera e me encontrem lá. – Disse e desliguei. Olhei para o portão e não vi nenhum segurança. Mas logo recebi uma mensagem. 

 “Apaguei os seguranças. Espero que aproveite os dias que você ainda tem com essa pirralha.”

 Ignorei e fui até meu carro, abri a porta para Camila e entrei no lugar do motorista. Acelerei e fomos o caminho todo em silêncio.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...