História Imprudente — Imagine Min Yoongi - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Imagine, Jimin, Kpop, Min Yoongi, Sexo, Suga, Você, Yoongi
Visualizações 1.668
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, olá. <3

Capítulo 22 - XXII. Tensão


Fanfic / Fanfiction Imprudente — Imagine Min Yoongi - Capítulo 22 - XXII. Tensão

Sinto um aperto forte apoderando-se do meu corpo. Yoongi olha pra mim totalmente diferente, sua boca abre e fecha, como se ele quissesse dizer algo. Abaixo a cabeça e engulo o meu orgulho, ou eu faço isso, ou perco-o, mesmo que não sejamos nada.


— Deixe-me explicar, por favor. — Choraminguei baixinho, o moreno negou. — Não é nada disso, eu juro!


— Não jure, S/N. Não sou um homem de promessas. — Disse rudemente, umedecendo os lábios logo em seguida.


— Yoongi... — Suspirei tentando conter as lágrimas, o cantor olhava-me friamente.


— Pare de chorar, o Jimin está vindo! — Travou o maxilar, passando a mão em seus fios negros.


Limpei minhas lágrimas rapidamente e mordi o lábio ao ver o pálido afastando-se em passos rápidos. Não demorou muito para que Park Jimin sentasse ao meu lado. Este, parecia ter saído do banho, pois o cheiro de sabonete era presente.


— Bom dia, Noona. — Sorriu docemente, inclinando o corpo para frente.


— B-Bom dia. — Gaguejei e o loiro havia percebido.


— Está tudo bem? Aconteceu alguma coisa? — Perguntou afoito, senti seus dedos em contato com a minha mão. — Noona?


— Eu estou bem, Jiminnie. — Abaixei o olhar, sentindo meus olhos arderem mais uma vez.


— Não, Noona. Você não está! — Pronunciou acariciando a minha bochecha, suavemente. Fechei os olhos para aproveitar de seu carinho.


— Posso te abraçar, Jiminnie? — Pedi olhando-o tristemente.


— Venha aqui... — Abriu os braços.


Inclinei o corpo e deixei que o mais novo envolvesse-me em seus braços fortes. Park usava uma regata branca, passei minhas mãos por suas costas e o baixinho apertou-me ainda mais contra o seu peito musculoso. E depois de muito tempo, lá estava eu chorando por um homem.


— Noona, você já conversou com ele sobre seus sentimentos? — Jimin sussurrou rente ao meu ouvido.


— Como? — Separei nossos corpos, encarando-o.


— Vocês dois se gostam, Noona. — Ele riu fraco e passou seus dedinhos abaixo de meus olhos.


— Vocês quem? — Fiz uma careta.


"Não é por ele que estou apaixonada, Yoongi".


— Você e o Suga-hyung... — Ditou quase inaudível.


Passei a mão em meu cabelo e sentei-me direito.


— Não, Jimin. — Neguei duas vezes com a cabeça. — Yoongi é muito diferente de mim, e não estamos apaixonados um pelo outro.


— Estão sim, Noona. — Sorriu ladino.


— Jimin... — Suspirei cansada.


— Quer conversar sobre o que aconteceu? Você nos ajuda tanto, deixe-me ajudá-la também. — Disse sorrindo lindamente.


— Tudo bem. — Sorri fraco. — Podemos dar uma volta na praia? Não me sinto confortável aqui.


— Claro.


Saímos do hotel e caminhamos em direção a praia.


— Jiminnie, me diga. Como soube de nós dois? — Pedi olhando para os meus pés, enquanto caminhávamos.


— Aquele dia eu vi vocês dois beijando... — Riu baixinho. — Ah, Noona todos percebemos...


— Está tão na cara assim?! — Fiz bico.


— Sim. — Riu. Park passou seu braço ao redor do meu corpo, puxando-me para ele.


— O que está fazendo?


— Olhe para frente, Noona. Mas seja discreta... — Sussurrou em meu ouvido.


Fiz como pediu, rolei os olhos pela praia e vi Min Yoongi sentado na areia sem camisa, ele olhava para o mar, e parecia estar perdido em seus pensamentos.


— Vai conversar com ele... — Me deu um pequeno empurrão.


— Jimin!


O loiro havia saído correndo de volta para o hotel, já o pálido olhou-me rapidamente, mas voltou o olhar para a praia. Tomei coragem e sentei ao seu lado, encarando as ondas, que iam e vinham.


— Já não basta o Jeongguk, agora você quer o Jimin também? — Virou o rosto, fitando-me.


— Yoongi, quando você vai deixar de ser assim? Você é tão inseguro quando o assunto sou eu. — Respirei fundo, colocando minhas mãos na areia e arqueando o corpo para trás.


— Eu não sou inseguro, S/N. — Retrucou bravo.


— Não? — Ri fraco, virando o pescoço para poder vê-lo.


E agora estávamos cara a cara, próximos demais.


— Você que não sabe o que quer, eu estou na minha. — Deu de ombros, voltando a fitar a água.


— Deixe-me explicar o que aconteceu ontem... — Sussurrei, sentindo meus olhos arderem outra vez.


— Diga, então. — Respondeu seco.


— O Kook me pediu uma massagem, e eu não queria decepcioná-lo Suga.


— Massagem? S/N eu ouvi o maknae de ouro gemendo! — Pronunciou aumentando a voz.


— É por minha causa que vocês não conversam mais, não é? — O pálido ficou em silêncio. — Yoongi...


— Ele gosta de você, o que eu posso fazer?! — Esbravejou.


— Você é tão cínico, tão... — Mordi a língua para não xingá-lo. — Você me irrita, Min Yoongi!


— Ah, que engraçado. Você também me irrita, S/S! — Riu sarcástico. — Como acha que me senti ontem, hum? Eu fui trocado!


— Foi trocado? Ah, por favor. — Revirei os olhos. — Fui ajudar o Kookie, ele sim precisava da minha ajuda.


— E eu? Eu não precisava da sua ajuda?! — Indagou seriamente.


Permaneci em silêncio, fitando meus pés.


— Você preferiu ele... — Sussurrou.


— Eu não preferi ele, Suga. Só me senti na obrigação de ajudá-lo...


— Você é a nossa estilista, e não massagista! — Bufou, um biquinho modelou seus pequenos lábios.


— Por que está assim? Nós não somos nada, Yoongi.


— É, você tem razão. Nós não somos nada! — Encarou-me profundamente. Aqueles olhos escuros falavam tanto.


Suga aproximou nossas faces e desviou o olhar para os meus lábios. Ele estava ainda mais lindo a luz do sol. Seu rostinho estava um pouco vermelho. O Min umedecia seus lábios lentamente e me vi encarando-o por muito tempo. A tensão entre nós dois era grande.


Não sei por quanto tempo ficamos estudando o rosto um do outro, mas para mim foram longos minutos. Suga moveu sua mão para perto da minha vagarosamente e acariciou meus dedos. Um choque percorreu toda o meu corpo, e senti meus pêlos eriçarem.


Com a mão sobre a minha, aproximou ainda mais nossas físicas, arrepiei-me ainda mais quando senti a respiração do moreno colidindo com a minha. Yoongi sorriu e foi impossível não sorrir também. Eu estava com desejo de beijá-lo até não aguentarmos mais.


— É verdade? — Perguntou fitando meus olhos.


— O que? — Murmurei.


— Que está apaixonada por mim? — Nossos narizes tocaram-se.


— Não. — Falei ligeira, o seu sorriso só aumentou.


— Está mentindo, estilista. — Disse com convicção.


— Se você sabe a resposta porquê perguntou? — Provoquei.


— Porque eu queria escutar de você. — Mordeu o canto da boca.


— Nós dois jamais iremos dar certo... — A tensão continuava forte.


— Como sabe se não tentarmos? — Arqueou uma de suas sobrancelhas.


— Yoongi... — Voltei a minha posição anterior. Seus lábios eram tão pecaminosos.


— Desculpa por lhe fazer chorar, não era a minha intenção... — Disse quase inaudível, voltando o olhar para o mar novamente. 


— Tudo bem, Yoonie. Já me acostumei com esse seu jeito. — Ri fraco.


— Quer sair comigo hoje?


Meus olhos arregalaram-se.


— Sair?! — Indaguei totalmente incrédula.


— É, sair. — Voltou a olhar-me cuidadosamente, detalhe por detalhe. — Ou está com medo do Sejin?


— Não, claro que não. — Revirei os olhos.


— Então saia comigo hoje. — Sorriu lindamente, seus olhinhos brilharam. — Prometo não te decepcionar.


— Você disse que não era um homem de promessas, Suga!


— E não sou. Só quero te conhecer mais um pouco. — Estreitou os olhos. — Não quer?


— Sim, eu quero. — Nos olhamos.


— Certo. Oito horas? — Questionou tirando o celular do bolso.


— Pode ser.


— Será que alguém vai ver se eu te beijar aqui e agora? — Aproximou-se.


— Yoon... — Fui calada com seus lábios aos meus, em um selinho demorado. — Louco! — Afastei-me, completamente atordoada por causa do seu ato.


Por você. — Sorriu colocando uma mecha do meu cabelo atrás da orelha.


— Você me deixa tão confusa... — Franzi o cenho, frustada.


— Você também me deixa confuso, S/N. — Beijou a minha bochecha demoradamente.


Prendi a respiração. Min Yoongi mexe muito comigo. Suga aproximou sua boca da minha orelha, e então sussurrou:


— Sei que vai estar linda...


Notas Finais


Esses dois são tão confusos. KKKK. Mas são lindos, nénon? Jimin cupido. <3

Yoongi chamando ela pra sair, sei não em... :') ACHO QUE ELE QUER JANTAR OUTRA COISA...

Perfil: @rabetania


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...