História In Front Of Me - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Gay, Harry, Larrystylinson, Louis, Romance
Visualizações 30
Palavras 1.127
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Seis


Quando Harry entrou em casa, a primeira coisa que ele fez foi ir direto para a porta do quarto de Gemma. Ficou lá parado como uma estátua pensando no que dizer. 


"Me desculpe, eu fui um idiota hoje de manhã". - Ele falou em pensamentos. 


Balançou a cabeça tentando criar coragem para bater, e quando ergueu a mão fechada em direção a porta, Gemma abriu a mesma o assustando. 


  - O que está fazendo? - Ela perguntou passando por ele, penteando seus cabelos prateados, parecia apressada. 


  - Eu só... - Harry começou a dizer. 


  - Não estou com tempo, Harry. - Ela o cortou. 


Ela estava chateada. Harry entendia isso. A culpa era toda dele. 


  - Eu só... Só quero me desculpar. - Ele disse andando atrás dela. 


  - Tá. - Ela disse seca, entrando no banheiro e parando em frente ao espelho. 


  - Eu fui um idiota, eu sei. - Ele suspirou - É só que... Você sabe, eu estou meio irritado com essa coisa do pai e da mãe. 


Gemma apertou os lábios pensativa olhando para seu reflexo no espelho. Ela também estava irritada com a separação. Na verdade, irritada não era a palavra certa, mas era quase isso que ela sentia, assim como Harry. 


  - Tudo bem, Harry, eu entendo. - Ela falou abaixando o olhar para a pia - Mas, você precisa entender que é melhor assim. Eles brigavam muito. 


  - Eu sei. 


  - Só tente não descontar seus sentimentos ruins nas pessoas, isso magoa. - Ela falou olhando para ele. 


Harry assentiu. 


  - Onde vai? - Ele perguntou mudando de assunto. Sua garganta estava apertada e a voz saiu meio fraca. 


  - Me encontrar com alguns amigos. - Ela sorriu. 


  - Já sabe o resultado? - Ele perguntou. 


Gemma entendeu a pergunta. 


  - Hm... - Ela passava o lápis preto no olho - Não. Sai em dois dias. 


  - Você vai entrar, sabe disso, né? - Ele disse sorrindo, mas com o coração apertado. 


  - Espero que sim, Harry. - Ela sorriu de volta, muito feliz e pediu licença a ele, fechando a porta do banheiro. 


Harry ficou parado no corredor por um tempo, depois foi para o seu quarto e se trancou lá. 


Acabou fazendo a lição de casa e ficou feliz em finalmente se sentir interessado por tal. Há muito tempo ele não fazia isso, essa coisa de se importar com os estudos era praticamente nova. 


Estava escurecendo quando Harry recebeu uma mensagem do Liam. 


Payne: CARNE NOVA NA ÁREA. 


Harry encarou a mensagem por um tempo. 


QUÊ? - Ele respondeu. 


Payne: PARECE QUE TEMOS UM NOVO ESTAGIÁRIO NA SALA DE INFORMÁTICA. 


LEGAL. 


Payne: LEGAL? HARRY ELE É TIPO UM DEUS GREGO. ELE ESTÁ CAUSANDO, AS MENINAS NÃO SAEM MAIS DOS COMPUTADORES. 


Harry revirou os olhos e não respondeu. Deixaria Liam falar sozinho. 


O celular vibrou várias vezes. 


Payne: VOCÊ SABE, ELAS VINHAM NA BIBLIOTECA PARA ME PEDIR LIVROS E AGORA AQUELE CARA ESTÁ TIRANDO MINHA FREGUESIA. 


Payne: ELAS ESTÃO NA DELE SÓ PORQUE ELE É UNIVERSITÁRIO, MAIS VELHO, BONITO. ELE É BONITO. E VEIO DE DONCASTER. DROGA, EU ODEIO ELE. 


Payne: SERÁ QUE PODE ME RESPONDER???????????? 


Harry pegou o celular, leu as mensagens e bufou. 


RELAXA, LIAM. VOCÊ NÃO VAI PERDER SEU POSTO DE BIBLIOTECÁRIO GOSTOSÃO. ELE É CARNE NOVA, COMO VOCÊ DISSE. JAJÁ ELAS ESQUECEM ELE. 


Segundos depois Liam respondeu. 


Payne: O NOME DELE É ZEIN. NÃO SEI COMO ESCREVE. EU ODEIO O ZEEEEEEEEEEEEEEIN. 


Harry riu. 


Liam trabalhava na biblioteca da escola, aquilo não só o ajudava com as notas como aumentava o seu ego. Ele ficava bem animado quando as garotas davam em cima dele. Bom, agora ele tinha um concorrente. 


"Zein" - Harry repetiu o nome na cabeça. 


Harry pegou o seu diário e decidiu escrever nele antes que sua mãe chegasse. 


Abriu a janela e saiu. 


Deu de cara com o garoto estranho do outro lado. 


O garoto o viu, mas diferente das outras vezes, ele não se assustou. 


Harry não ia com a cara dele. 


Da última vez fora tão grosseiro, que Harry desejou cair um meteoro bem na cabeça do garoto para ele deixar de ser um babaca mal criado. 


O garoto estudava a altura em que estava e Harry decidiu ser grosseiro com ele também. Um troco. 


  - Se vai pular, que seja de cabeça. - Harry disse e era incrível como ele se sentiu culpado depois. 


Harry não era mau, ele só estava passando por uma situação delicada com os pais e tinha a Gemma que estava prestes a abandoná-lo. 


O garoto, que vestia preto dos pés a cabeça, o encarou meio confuso. 


  - Então se eu quiser morrer preciso pular de cabeça? - O garoto perguntou curioso. 


E essa fora a primeira vez que Harry ouviu a voz dele de verdade. Uma voz doce, diferente da carranca que ele portava na face. 


E Harry achou muito estranho o menino estar fazendo essa pergunta. 


  - Bem... - Harry olhou para baixo e depois encarou o menino a sua frente - Se pular de qualquer jeito vai, no máximo, quebrar algum osso. Mas de cabeça... Acho que vai morrer. 


Harry observou a reação do garoto e era ilegível. Ele só estava encarando o chão lá embaixo, pensando em algo que Harry não fazia ideia. 


  - Me desculpe. - Harry suspirou arrependido. 


  - Pelo quê? - O garoto perguntou olhando para Harry, de sobrancelhas franzidas. 


  - Por ter dito a você para pular de cabeça. 


O garoto ficou quieto. 


  - Me desculpe. - Ele disse finalmente depois de um silêncio estranho entre os dois. 


  - Pelo quê? - Foi a vez de Harry perguntar. 


  - Por ter sido grosso com você da outra vez. - Ele falou baixo - Eu estava com raiva. 


  - Eu também estava com raiva agora a pouco. - Harry riu anasalado - Coisas da vida. 


O outro menino ficou lá parado encarando Harry e isso acabou ficando estranho com o tempo, porque Harry não sabia o que dizer e o menino não parecia querer papo. 


Quando Harry percebeu que o outro garoto estava prestes a entrar, ele o chamou:


  - Ei. - Ele disse - Meu nome é Harry. 


O outro garoto apenas o olhou meio confuso e sem dar a mínima para o que Harry disse, ele entrou pela janela da casa dele e a fechou em seguida. Então Harry viu a cortina escura correr pela janela. 


Não seria fácil conversar com aquele menino, era o que Harry pensava. 


"Como se eu precisasse conversar com ele." - Harry pensou debochado. 


Ele não precisava fazer mais amizades. 

Ele já tinha o Liam e o tal do Niall que sempre passava as respostas das lições. 


Pelo menos ele foi simpático com o outro. 


Era isso que importava. 


Mais nada. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...