História In love with a Dragon Slayer - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Droy, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Jellal Fernandes, Jet, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel
Tags A Nerd, Amor, Atração, Baka, Clichê, Dragon Slayer, Gajeel, Gale, Idiota, Impossível De Evitar, Improvável, Levy, O Popular, Opostos, Paixão, Romance, Simplesmente
Exibições 147
Palavras 1.165
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa leitura fofinhos ^^

Capítulo 6 - A casa


Fanfic / Fanfiction In love with a Dragon Slayer - Capítulo 6 - A casa

O coração da pequena estava disparado, com as mãos pálidas sobre o vestido tentando arrumá-lo ainda mais, Levy tentava se acalmar.  A azulada queria estar apresentável aos olhos dos outros, não queria que o Sr. Lily a achasse uma adolescente irresponsável. Logo a menina ouviu um murmúrio vindo do interior da casa, a porta parecia estar sendo aberta com dificuldade até que finalmente se abriu.

Levy encarou o nada por alguns segundos procurando um homem alto de aparência amedrontadora, contudo os olhos da pequena foram atraídos para baixo, com uma tosse forçada. Levy estranhou por um momento, um gato preto de aparência fofinha, com uma cicatriz no olho direito, ele vestia uma calça pequena e segurava a porta com uma expressão séria.

- Senhorita Mcgarden?

- Ah.. Oi.. er... – disse a adolescente um tanto nervosa e surpresa por esperar encontrar um homem e não um gato. – Eu vim para dar uma olhada no quarto.

- Pode entrar, estava esperando pela sua chegada. – O gato deu espaço para a garota entrar e ela prontamente o fez, encarando o interior da casa curiosa.

-Er... Desculpe-me a pergunta, mas o senhor é um gato falante? - A azulada perguntou curiosa e ao mesmo tempo envergonhada.

- Minha cara, sou de uma raça antiga chamada Exceed.- Ele falou meio risonho.

O dono da casa logo se apresentou para a garota. PantherLily, um exceed ex- capitão do exército real de Edolas. Levy assentiu forçando sua mente a procurar alguma informação sobre os exceed, se sua memória não estivesse a enganando ela diria que os exceeds são animais que vivem em Edolas, e são idolatrados como deuses por lá, é uma raça quase que extinta, atualmente. Quando a Maga deu por si ela andava atrás de Lily, enquanto ele falava sobre a casa. Se sentindo envergonhada por não prestar atenção, Levy começou desesperadamente observar a residência, tentando também manter sua atenção nas palavras ditas por PantherLily.

- Bom... Essa é a casa, não é nada tão luxuoso com a senhorita deve estar acostumada...

- Não, não... é perfeita. – Disse a menina com um brilho nos olhos.

- Que bom que gostou, Sra. McGarden. Bom, quando a senhorita irá se mudar? – Perguntou Lily esfregando suas mãos uma na outra. Lily estava terrivelmente animado com a chegada da menina, seria tão bom ter alguém com capacidade suficiente para ter uma conversa que não se baseasse em motos ou comida, como era atualmente com seu companheiro de quarto.

- Assim tão rápido? – A menina se assustou. – Eu não tenho que assinar alguma coisa ou ler um contrato?

- Não será necessário, o Sr. Makarov já tomou as devidas providências acreditando que a senhorita aceitasse minha proposta.

- Ah claro... – Levy se sentiu envergonhada, ela queria resolver isso sozinha, no entanto como sempre seu tio tomou a frente e já resolveu tudo.

- Bom, se não houver problema quero me mudar logo pela manhã. – Ela não queria parecer desesperada, mas quem ela queria enganar? Ela estava muito ansiosa para finalmente ter seu próprio canto. Levy se sentia cada vez mais e mais perto de realizar seu sonhado desejo, de se tornar independente.

- Sem problemas. – O exceed respondeu simples. Imaginando como Gajeel iria lidar com essa situação toda, afinal uma colega de classe dele estaria vivendo sob seu teto.

Além da importante circunstância que o tio da menina havia feito para concluir o contrato, Levy não poderia ter qualquer relacionamento que não fosse meramente estudantil com Gajeel. Tal condição foi feita com o intuito de poupar Levy de qualquer consequência de um coração partido, segundo Makarov a pequena já havia sofrido demais e ficar nas mãos de um rebelde dragon Slayer, não seria bom para ela. Makarov queria protegê-la afinal havia prometido aos pais da menina. E se por algum motivo a menina acabasse se machucando pela irresponsabilidade de Redfox, o velho nunca iria se perdoar por permitir que isso acontecesse.

Antes Lily acreditava um tanto irreal a possibilidade, no entanto, no segundo em que viu a menina se encantou instantemente por ela. Afinal, mesmo Redfox sendo quem ele era o exceed sabia que ele não resistiria à doçura da azulada. Será? Foi quando se perguntou Lily.

Por um lado, esperava que a vinda de Levy fosse boa para o rapaz, que sob a influência dela ele melhoraria nos estudos. Bom, ele esperava que estivesse certo.

Levy logo partiu de volta para sua casa pronta, já pensando em como daria trabalho arrumar todas as suas coisas. A azulada suspirou vendo que o sol já estava se pondo, ela não percebera o quanto o dia passou rápido, quando ela chegou ainda era bem cedo. Sentiu uma rajada de vento envolver seu pequeno corpo e se arrepiou, deveria ter pegado ao menos um casaco, mas como sempre havia se esquecido. Levy é a pessoa que mais acredita na seguinte teoria: Se não tivesse a cabeça grudada no corpo a esqueceria em casa.

Estava acontecendo tudo tão rápido para ela, sair de casa, ser independente, deixar as pessoas que a criaram para trás e finalmente escrever um novo caminho para sua vida. Era natural que Levy sentisse um aperto no coração ao se imaginar sem Makarov e Laxus, eles são sua família desde sempre.

Era certo o que ela estava fazendo? Abandoná-los. A azulada tentava não pensar nisso, ela sabia que se pensasse demais acabaria desistindo. Sempre fora obediente, nunca ficou de castigo ou fora expulsa de sala, sempre uma menina exemplar, mas que agora irá morar sozinha, vai sair de casa aos 17 anos para morar com completos estranhos. Contraditório isso não?

A pequena caminhava calmamente a caminho de casa, sem se preocupar com mais nada, naquele momento, ela só queria relaxar, tudo estava se desenrolando, mesmo que lentamente. Seus pais ficariam orgulhosos, não ficariam? Por vê-la tomar decisões sozinhas e decidir um rumo para sua vida.

Levy não costumava pensar em seus pais, até hoje ela não entendia direito como fora que chegou a casa de Makarov, tudo aconteceu de maneira tão repentina. Como ela ficou sem pai ou mãe do dia para noite.

De repente, Levy acaba esbarrando em algo, ou melhor, em alguém, um rapaz alto de olhos escuros e piercing no rosto, que ela poderia reconhecer a quilômetros de distância.

- Olha por onde anda tampinha! – Disse frio continuando a andar como se nada tivesse acontecido.

Levy bufou e voltou ao seu caminho, ela não ia com a cara de Gajeel, ele era teimoso, idiota, mesquinho, egocêntrico e tudo de ruim que pode se reunir em um ser humano. O garoto desde sempre implicou com a azulada, por algum motivo que até hoje ela não sabe. Redfox era estranho, um garoto muito estranho. De alguma maneira o moreno intrigava Levy. Ele parecia ter saído de algum livro fictício, o garoto valentão que por trás de toda aquela pose era apenas um menino comum que convive com seus demônios.

Será que Gajeel é realmente esse tipo de garoto? Era o que ela queria descobrir.


Notas Finais


DEPOIS DE SÉCULOS AQUI ESTOU EUUU
Gente mil desculpas pelo atraso, para ser sincera estava/estou com um bloqueio criativo da porra para essa história.
Depois de um tempão tentando escrever algo que me agradasse aqui estou eu.
Espero que tenham gostado, deixem nos comentários a opinião/sugestões/o que mais vocês quiserem.
XOXO, Gabs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...