História In Love With a Singer - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon Jimi Chaetzuhyun
Visualizações 38
Palavras 1.232
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, FemmeSlash, Festa, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Obrigada a todos os favoritos e comentários galerão! Vocês são foda❤
Boa leitura ^^

Capítulo 3 - I'm Back


Fanfic / Fanfiction In Love With a Singer - Capítulo 3 - I'm Back

Nayeon On

Depois da reunião eu saí da JYP e decidi ir almoçar com Jisoo no shopping. No caminho Jisoo e eu fomos conversando sobre as novas empresárias. 

Nay: Eu achei a Jungyeon muito bonita, e você? 

Jisoo: É, ela é até bonita. Mas achei a Mina mais atraente. 

Nay: Hmmmmmmm, então Park Jisoo está gostando da japa Myoui? Quando vai ser o casamento? - Pergunto rindo e Jisoo revira os olhos.

Jisoo: Eu não estou gostando dela, só achei ela bonita. E outra, você disse que achou a Yoo bonita, não quer dizer que gosta dela não é? 

Nay: Eu não gosto dela claro. 

Jisoo: Então. 

Nay: Eu gosto é do corpo dela...

Jisoo: Nayeon, Nayeon. 

Depois dessa conversa nós rimos e enfim chegamos ao shopping, eu estaciono o carro e nós entramos. 

-Vamos comer o que? - Pergunto assim que adentramos a praça de alimentação. 

-Que tal.... Comida japonesa? - Jisoo diz apontando para um restaurante japonês. 

-Está mesmo gostando da Myoui né? Até a comida que ela gosta quer provar. - Digo sarcástica e Jisoo fica vermelha.

-Bom, eu posso estar gostando sim um pouquinho dela. - Jisoo diz e vai andando até o banheiro. Me ignorou é? 

Eu vou até o restaurante japonês e peço um rodízio de sushi, já que eu e Mina adoramos sushi. Me sento em uma mesa com dois lugares e algum tempo depois Jisoo vem até a mesa que estou. 

-Que demora hein Park. - Brinco. 

-Não enche Im. - Jisoo resmunga.

Alguns minutos depois o rodízio chega. Nós logo começamos a comer e Jisoo faz algumas gracinhas com o  sushi na boca, não me aguento e começo a rir. Consequentemente eu acabo cuspindo um pouco de sushi na minha roupa. 

-Porra! - Resmungo e me levanto da mesa. - Já volto Jisoo. 

Vou em direção ao banheiro para limpar minha roupa suja de sushi. Entro e me sinto aliviada ao ver que estou sozinha no banheiro. Vou até a pia e passo um pouco de água com a mão mesmo no lugar onde caiu sushi.

-Quanto tempo Nayeon...... Ou melhor..... Mommy. - Travo ao reconhecer a dona da voz. 

-Sana........- Digo tentando reagir.

Sana sai de dentro de uma das cabines do banheiro e vem até mim com um sorriso malicioso. Sinto minhas pernas fraquejarem. Isso não pode estar acontecendo, não pode! Fecho meus olhos com força e torço para que quando eu os abrisse tudo não passasse de uma ilusão, mas quando abro os  olhos novamente vejo Sana muito próxima de mim. O que fiz pra merecer isso? Bom, eu sei o que fiz, mas não me orgulho disso.

-Não é uma ilusão não Im, sou eu, em carne e osso. Eaí, sentiu minha falta? - Sana diz e agarra minha cintura com um pouco de força, me fazendo arfar involuntariamente. 

-O-oque você quer c-comigo Sana? - Pergunto com dificuldade já que Sana tirou todas as minhas forças quando agarrou minha cintura. 

-O que eu quero? Hah, é fácil de você descobrir. - Sana diz e prensa seu corpo com o meu na pia do banheiro. - Eu quero você...

-Você não me terá! Saia da minha vida! Saia do meu caminho! - Digo alterada tentando ser firme. Sana apenas dá uma risada sarcástica. 

-Acha mesmo que consegue fugir de mim Im? Não consegue nem ao menos ficar tranquila em minha presença. - Sana me prensa ainda mais contra a pia e sobe sua mão esquerda até minha nuca enquanto apertava minha cintura com a direita. 

-Sana, por favor pare. - Peço quase implorando. Escuto Sana rir baixo perto de minha orelha. Então ela aproxima sua boca de meu ouvido.

-Tudo bem, eu vou. - Ela tira suas mãos do meu corpo e para de me prensar contra a pia. - Mas não pense que fugiu de mim, mommy. - Sana morde o lóbulo de minha orelha e sai do banheiro. 

Eu termino de limpar minha roupa muito chocada. Como Sana me achou? O que ela quer comigo? O que ela está tramando? 

Chaeyoung On 

-OPA, OPA, OPA! Nem me convidaram pra putaria hein, que feio. - Digo fazendo Tzuyu e Dahyun acordarem. 

-Bom dia pra você também. - Dahyun diz se levantando. 

-Desculpa Chae, é que como a Dubu e eu estávamos na seca nem deu tempo de te chamar. - Tzuyu diz se explicando. 

-Nossa, que feio hein. Merecem punição. - Digo e ambas me olham com malícia. 

-Só vem mommy...- Dahyun diz de forma sexy e morde o canto inferior do lábio. 

Eu não penso duas vezes e a coloco de quatro na cama. Tzuyu fica só olhando, essa gosta hein. 

-Tzuyu, vá para a poltrona e espere. - Digo autoritária despertando a atenção de Tzuyu.

-Sim mommy. - Tzuyu diz e faz o que mandei. 

Volto minha atenção para Dahyun e praticamente deito em cima dela, chego bem perto de seu ouvido e sussurro: 

-Quantos tapas você acha que devo te dar baby? 

Dahyun fica em silêncio por um tempo mas logo responde: 

-Dez, me dê dez tapas mommy. 

Sorrio com a resposta. Olho mais uma vez para Tzuyu e a vejo observando a situação atenta. 

-Conte os tapas baby. - Digo e Dahyun assente. 

TAH - O barulho ecoa pelo quarto todo. 

Dahyun: Ahh, um. 

TAH

Dahyun: D-dois.

TAH, TAH, TAH.

Dahyun: Três, quatro, cinco. - Dahyun dá um gemido de dor que sai abafado. 

TAH

Dahyun: S-seis.

TAH

Dahyun: Sete, aaaaah. 

TAH, TAH. 

Dahyun: O-oito, n-nove. - Dahyun inclina sua cabeça para trás e fica com a boca entreaberta. 

TAH! 

Esse foi o último e o tapa mais forte de todos. 

Dahyun: D-dez! - Dahyun diz depois de um grito. 

Espero alguns instantes e vou novamente até o ouvido de Dahyun. 

Chae: Como se sente? 

Dahyun estava ofegante. 

-Ótima. - Ela responde e eu sorrio.

-Boa garota. - Digo e a dou um beijo. Um beijo calmo e caloroso. Quando nos separo eu a pego no colo e a levo até a poltrona onde Tzuyu estava sentada. 

-Vá para a cama Tzuyu. - Mando e Tzuyu apenas obedece. 

Coloco Dahyun na poltrona e vou até a cama, faço Tzuyu ficar  agachada na borda da cama e me sento em frente a ela. 

-Você vai fazer um bom trabalho com essa boca ok? - Pergunto em tom de ordem e Tzuyu assente. 

Me levanto e tiro meu short e minha calcinha, depois me sento de novo e agarro os cabelos de Tzuyu e levo a cabeça dela até minha intimidade.

-Aaaah! I-isso, não p-para! - Começo a gemer e prenso a boca de Tzuyu com minha intimidade. 

Tzuyu era realmente muito habilidosa com a boca, ela girava sua língua em volta do meu clitóris e penetrava a mesma dentro de mim me fazendo delirar e gritar alto de prazer. 

-T-tzuyu eu v-vou.....- Não consigo dizer o resto, então apenas gozo na boca de Tzuyu e ela não deixa uma gota se quer de fora. 

Afasto a cabeça dela e a olho respirando ofegante. 

-Você é incrível! - Digo e sorrio, Tzuyu sorri de volta. Aproximo-me mais um pouco dela e a beijo. 

Separo o beijo e digo pra Tzuyu deitar na cama. Vou até Dahyun que assistia tudo na poltrona e novamente a pego no colo e a coloco deitada na cama entre mim e Tzuyu. 

-Meus parabéns babys, vocês são perfeitas. Tão obedientes, tão lindas. - Digo e Tzuyu e Dahyun agradecem. - Agora vamos descansar, boa noite. 

Dahyun e Tzu: Boa noite mommy.

.

.

.






Notas Finais


Mds que bosta de yuri.
O que será que a Sana queria com a Nayeon hein?
Chae pistola punindo geral, eu fugia.
Até o próximo cap ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...