História In Love With a Vampire (Imagine Jungkook) - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine Jungkook, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 259
Palavras 1.936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oeee!!!
Vooortei!
Sim xent, voltei pra postar essa fic maraviTUDO!
AIII, QUASE AOS 600 Favoritos, NÃO ME ARRASEM!
Sinceramente os agradeço por todo o apoio desde já! ^^
Vamos para o capítulo?
~~ Kisses!

Capítulo 31 - 30 - Adrenaline...


Fanfic / Fanfiction In Love With a Vampire (Imagine Jungkook) - Capítulo 31 - 30 - Adrenaline...

Capítulo 30 - Adrenalina...

Os vultos a perseguiam, seus passos eram ouvidos de longe pelo vasto silêncio no local escuro, e cada vez mais o sentimento desconfortante tomava conta de si, fazendo seus passos serem rápidos e ecoarem em todo o local.

-- __________? -- Parou ao ouvir uma voz diante de si, observando á quilômetros de seu corpo uma silhueta que lhe parecia familiar de algum modo.

-- Quem é você? -- Ousou perguntar, ouvindo um riso sarcástico de longe, fazendo-a se aproximar mais e dar-se de cara com uma mulher jovem, com longos cabelos negros e olhos azuis como belos diamantes, porém de bela a sua alma não tinha nada.

-- Não se lembra mesmo de mim? -- Ela negou rapidamente, vendo-a sorrir maléfica, fazendo-a congelar. Porém, diante de alguns segundos observando a mesma trajando trapos velhos, um detalhe importante foi notado pela garota, a mulher presente á sua frente, possuía uma barriga maior que o normal, fazendo-a erguer a cabeça com o cenho franzido.

-- O quê é isso? -- Questionou baixo, notando as mãos da mesma descerem até o local analisado antes, acariciando calmamente ali, fazendo-a entender. -- E-Está grávida?

-- Sim. -- Sorriu abertamente, e por impulso a mais nova deu um passo para trás.

-- Q-Quem é o pai? -- Sua voz gaguejou no momento, tendo como resposta da mais velha o silêncio por segundos, enquanto ela mordia os lábios.

-- Jungkook. -- Em sua visão o mundo havia parado naquele exato instante, no instante em que o nome da pessoa que a mesma mais amada saiu da boca da mulher assim sendo respondida sua pergunta. Ela fechou os olhos lentamente, sentindo as lágrimas implorarem para descerem por suas bochechas gélidas no momento de nervosismo, mas o pensamento de que teria que ser forte a interrompeu disso, fazendo-a abrir os olhos.

-- ___________... -- Viu a sombra de Jeongguk andando em sua direção, com sua voz ecoando em seus ouvidos por segundos. -- __________? -- Ouviu um riso psicopata que o mesmo dera. -- Eu quero brincar, amor. -- Uma enorme luz desconhecida iluminou o corpo do mesmo, que mantinha sua camisa ensopada de sangue, um sorriso maníaco em sua boca, que mostrava suas presas, e lágrimas com a cor vermelha que desciam por suas bochechas.

-- Jeon... -- Ele foi se aproximando aos poucos, fazendo-a recuar. -- Pa-para... -- Ditou baixo, vendo o mesmo fingir que não havia a escutado. -- Jeon? -- O sorriso só aumentava e quando ela se viu cercada pela parede que se encostou, pensou no pior. As presas foram se aproximando mais de seu pescoço, ela chutava-o, empurrava-o, mas era em vão, todas as tentativas foram falhas e ela por fim gritou com suas últimas forças.

-- J-JEON!

 

-- JEON! -- Respirou ofegante normalizando sua respiração, agradecendo sinceramente por avistar seu quarto na enorme mansão que havia voltado á morar.

-- __________? -- Ouviu a voz rouca ditar baixinho o nome da mesma, fazendo-a se virar e abraçá-lo com todas as suas forças possíveis. -- Tudo bem? Oquê aconteceu? -- Ditou acariciando os cabelos da mesma, sentindo-a encostar a cabeça na curvatura de seu pescoço, ouvindo seus soluços. -- Shhh... tudo bem... já acabou. -- Apertou-a contra seu corpo, como se fosse a proteger de todo o mal que viesse para atormentá-la. E ela se sentia mais que confortável nos braços do seu homem, o que tanto amava.

-- M-Mais um pesadelo K-Kook... -- Fungou, fazendo-o suspirar. -- Você ia me matar, uma mulher estava grávida de você e... -- Ele arregalou os olhos, achando aquilo um absurdo. -- Acha que isso... tem haver com tudo oque anda acontecendo?

-- Eu não sei pequena, acho melhor falarmos com o Jin, ele é mais experiente nisso do que eu. -- Desfez o abraço, olhando-a no fundo dos olhos, vendo sua expressão ainda apavorada. -- Ei... -- Passou o polegar delicadamente pelas lágrimas fujonas em seus olhos e bochechas, fazendo-a fechar os olhos por míseros segundos. -- Vai ficar tudo bem, hm? -- Ela assentiu suspirando baixinho, tentando manter a calma. -- Vem, vamos para o porão, é melhor pararmos de frequentar a escola por enquanto. -- Ela se levantou, trajando uma calça jeans e uma simples regata, pois a mesma não queria colocar o pijama na noite anterior.


-x-

 

-- Jin? -- Adentrou o local juntamente com Jeon, observando Hoseok jogado em um dos sofás que estava no canto do local. -- Hoseok? -- Se aproximou do mesmo, observando-o beber o sangue que continha em uma das bolsas presentes em seu lado.

-- Hm? -- Percebeu a presença da mesma e sorriu ladino. -- Pelo visto vieram procurar o Jin, algo grave aconteceu? -- Questionou limpando o canto de sua boca. -- Quer um Jeon? -- Estendeu e o mesmo assentiu, com os olhos vidrados no líquido vermelho. Hoseok atirou para o mesmo que logo cravou suas enormes presas na bolsa entregue, sugando o líquido rapidamente. -- Vem __________, senta aqui. -- Apontou para seu lado e Jeongguk o fuzilou com os olhos por segundos, logo suspirando, se dando por vencido.

-- Não sei como explicar Hobi... são esses sonhos... de alguma forma não paro de tê-los desde que voltei á morar nessa casa, bem antes disso, quando conheci vocês, e o foco principal sempre foi Jungkook. -- Hoseok ergueu o cenho rapidamente, ficando pensador logo em seguida.

-- Esses sonhos, tinha alguma coisa em comum? -- Encarou a mesma vendo-a estreitar os olhos e assentir.

-- Em todos esses sonhos, eu sempre ouvia vozes, era uma voz feminina, mas não conheço. Ela dizia que eu iria pagar por tudo isso que estou fazendo, e que era um pecado. -- Hoseok mordeu os lábios, logo rindo baixo.

-- Pecado? -- Passou a língua entre os lábios. -- Com certeza pessoas como ela não sabem o que é o verdadeiro pecado.

-- Hoseok? -- Questionou, confusa, vendo-o fitar a mesma. -- Já fez algo semelhante?

-- É uma longa e triste lembrança, prefiro não comentar. -- Revirou os olhos, fitando Jeon, que á aquela altura já estava sentado no lado direito do mesmo.

-- Acha que isso tudo pode ser uma ligação com Hyun? -- Questionou o moreno, fitando o amigo ao lado de maneira confusa.

-- É possível. -- Suspirou. -- Essa vadia pode muito bem se infiltrar nos sonhos dos seres humanos, modificando-os, fazendo com que se tornem pesadelos, pois é uma bruxa.

-- E como Liah nos disse, o nível de magia dela é enorme, na altura de Jin. -- Yoongi surgiu no local fazendo todos o olharem desconfiados. -- Não posso mais me meter em conversas? -- Sorriu ladino, fitando a humana. -- É melhor você tomar extremo cuidado, __________. Se ela trabalha para os Prescott, será difícil de derrotá-la.

-- Eu sei, Yoongi. -- Abaixou a cabeça, sentindo a mão de Jeongguk envolver a sua, dando-lhe carinho.

-- Eu não irei deixar que isso aconteça. -- Afirmou o moreno e Yoongi deu de ombros.

-- Não vai poder protegê-la não tendo nenhuma experiência, Jeon. Você sabe disso. -- Hoseok murmurou e ele assentiu abaixando a cabeça. -- Talvez devêssemos lhe ensinar algumas coisas, alguns truques que sabemos. -- Ele assentiu. -- Porém, quando Jin chegar, veremos isso.

-- Tudo bem. -- Fitou ________, que sorriu.

-- Irei deixar os dois á sós, estão precisando. -- Disse Hobi sarcástico se levantando e assim fazendo os dois ficarem sentados lado á lado.

-- Humanos... -- Murmurou Yoongi, revirando os olhos.

-- Até parece que nunca amou Min Yoongi. -- Hoseok riu baixo, cruzando os braços e caminhando com o amigo pelos corredores próximos ao porão.

-- Isso faz muito tempo, não quero comentar.

-- Sei como se sente. -- Apoiou a mão direita no ombro do outro, dando alguns tapinhas de conforto ali. -- Onde está a híbrida?

-- Provavelmente com o cachorrinho dela.

-- Não gostou do Ed?

-- E você ainda pergunta? -- Riu sarcástico.

-- Por acaso está com ciúmes Min Yoongi? -- Viu o mesmo fechar a cara.

-- Não.

-- É, Min Yoongi está com ciúmes. -- Riu, se retirando da frente do amigo que passou á caminhar pelos corredores em puro tédio, logo vendo a híbrida escorada no batente da janela localizada em um dos quartos, pensativa.

-- Gosta da paisagem, não é? -- Adentrou o quarto, vendo-a tomar um pequeno susto, atrapalhando seu momento tranquilo.

-- Filho da... -- Exclamou, pelo susto que levou, fazendo-o rir baixo, o que era uma coisa rara de se acontecer.

-- Ei, quero trégua. -- Ergueu as mãos, a mesma sorriu, voltando á fitar a bela vista.

-- Sim, gosto da paisagem. -- Suspirou pesado. -- Isso é uma das únicas coisas boas que ficou para mim.

-- Ah, não fale isso... -- Revirou os olhos. -- Aqueles que te tinham não deram o valor que você merecia, são uns covardes e sem-noção. Esqueça isso.

-- Para você é como se fosse fácil. -- Riu irônica. -- Não foi o seu irmão que matou cada um dos seus pais quando você era um bebê, como se fosse um acidente, te deixando por último. Não foi você que teve que passar por tudo isso e sem nem poder protestar. Não foi você que...-

-- Mas fui eu que te salvei. -- Empurrou-a contra a parede, fazendo-a o encarar, com a respiração pesada. -- O que se passou, passou. Deixe isso tudo no passado. -- Pegou no queixo da mesma, erguendo sua cabeça, observando seus olhos escuros, como se fosse enxergar sua alma.

-- Yoongi, me solta. -- Murmurou, tentando se livrar do corpo do mesmo que empurrava o seu. -- Me deixa, eu quero ficar sozinha. -- Ele finalmente a soltou, fazendo-a respirar ofegante, pela pouca adrenalina que teve por segundos.

-- Porquê sempre faz isso? -- Questionou o mais velho, vendo a mesma franzir o cenho. -- Porquê desvia do assunto quando se trata de nós dois?


N-Nós dois?

 

-- Yoongi, oque está falando? -- Olhou-o espantada, pela atitude repentina.

-- Porra! -- Praguejou o mesmo, logo a encarando e respirando fundo, indo de encontro á seus lábios, fazendo-a arregalar os olhos, tentando não ceder ao beijo doce que o mesmo deu, porém era impossível, sua mente e seu coração lutavam intensamente, no qual o último citado acabou vencendo, fazendo-a se entregar por completo, retribuindo o ósculo.

Ela fechou os olhos, sentindo a boca macia de Yoongi ser pressionada contra a sua, causando-a um sentimento maravilhoso no qual todas as partes de seu corpo relaxaram. Ela nunca havia experimentado tal ato, mas sem dúvida era muito bom fazer aquilo, era como se ambas as bocas se encaixassem de uma maneira perfeita, era como se fossem feitos um para o outro.
Yoongi logo se separou da mesma, fazendo-a tentar buscar um pouco de ar.

-- Eu... amo você. -- Ditou, ofegante. -- Sei que nos conhecemos á pouco tempo, mas é como se estivéssemos unidos sem o nosso consentimento, é como se nos conhecêssemos á anos, e eu não consigo parar de te olhar com diferença.

A mesma o encarou por segundos, logo olhando para a porta do quarto perto de si, ela não enrolou mais, saiu correndo sem dar nenhuma explicação para o mais velho, se perguntando do porquê de ter retribuído o maldito beijo.
Porém, perdida em diversos pensamentos que rondavam sua cabeça no momento, acabou tropeçando com Hoseok, que foi ao chão junto com a mesma, notando sua expressão um tanto confusa.

-- Liah, está tudo bem? -- Questionou, vendo um pouco de pavor em seus olhos.

 

Continua...


Notas Finais


Ixi, GENTE, PORQUE EU SAÍ CORRENDO?
Vocês irão entender mais no próximo, garanto!! ^.^
Vocês achavam que os Prescott iriam vir nos próximos capítulos e ia acabar tão rápido assim? Nananinanão.
Ainda terão muitas coisas para acontecer e hentaizinhos pra fazer, preparem o fogo no rabo.
Obrigada por lerem Spirits, comentem aí se gostaram e se tem algum palpite do que possa significar esses sonhos repentinos com a nossa querida __________.
Um beijo da Liah, até!! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...