História In Love With You - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time, Once Upon a Time in Wonderland
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Violet, Vovó (Granny), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captainswan, Emma Swan, Evilqueen, Lesbian, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swanqueen
Visualizações 43
Palavras 2.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), FemmeSlash, Ficção Científica, Magia, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem 💕

Capítulo 2 - Paper Towns


Fanfic / Fanfiction In Love With You - Capítulo 2 - Paper Towns

POV Regina Mills

Segunda-Feira, 5h50. A primeira pessoa que me der bom dia tem uma grande possibilidade de ter o coração arrancado.

Acordei antes do despertador, melhor assim. Me levantei ainda sonolenta, fiz minha higiene matinal e vesti um dos meus terninhos básicos com uma blusa vermelha por baixo. Desci as escadas, tomei meu café e fui para prefeitura com minha Mercedes.

Eu tentava, tentava e tentava me concentrar no trabalho mas era realmente difícil. Eu tinha "rejeitado" Henry no sábado, será que ele ficou magoado? Mas porquê eu fiz isso? Com certeza o beijo meu e de Swan nem deve ter significado alguma coisa pra ela... E porquê diabos eu estou pensando nisso? Credo, Regina. -Pensei comigo mesma.-

Quanto mais eu rezo, mais a assombração aparece. Na mesma hora uma figura loura com jaqueta vermelha entra na sala.

_ Regina, aí estão a tonelada de documentos que você me mandou ler e assinar cada um. -Ela bufou e jogou os documentos em cima da minha mesa sem nenhum cuidado.- Completamente inúteis.

_ Primeiro, aprenda a bater na porta. Segundo, todo cuidado é pouco, Miss Swan. -Alinhei os documentos e coloquei em uma gaveta.-

_ De volta ao Miss Swan... Por quê não estou surpresa? -Ela fez uma cara pensativa com ironia.-

_ Por quê não estaria surpresa? -Falei sem olhar pra ela, ainda com um óculos na ponto do nariz comparando alguns documentos.-

_ Eu disse que precisava conversar com você e fugiu que nem gato foge de cachorro.

_ Na verdade, gatos e cachorros se dão super bem...

_ Sempre com essa ironia né, Regina? -Ela falava com um sorriso de canto.-

_ Sempre, querida. -Ela sorriu e finalmente me olhou, tirando o óculos e deixando os documentos de lado.- O que quer conversar?

_ Ah, não é coisa séria não, só uma bobeirinha... É que depois daquele dia no Granny's... e a brincadeira... eu meio que senti que você estava "fugindo" de mim...

_ Ah, aquilo? -Ela sorriu com um pouco de sarcasmo.- Não tem nada haver aquilo, já que era apenas uma brincadeira. Não significou nada pra mim, espero que não tenha significado algo para você. -Eu não sei... Na minha cabeça isso era a verdade, mas algo lá no fundo dizia que eu estava omitindo algo, sei lá, apenas uma sensação estranha mesmo.-

Assim que falei isso, ela mudou a feição dela totalmente, e não pude nem sequer identificar... Apenas esperei por uma resposta.

_ Nossa... -Ela quebrou os segundos de silêncio.- Eu beijo tão ruim assim? Sério, pelo menos admite que eu beijo bem, né?

_ Sério, Emma? -Eu realmente ri, ela quando queria era hilária.- Hum... Mais ou menos... Dá pra suportar

_ Ah, eu sei. -Ela sorriu como se saísse vitoriosa, o que me arrancou uma risada.- Você beija bem. Estou dizendo isso porquê sou uma pessoa educadíssima e não quero te magoar, mas não passa disso. -Ela falou e em seguida riu, o que era pra ser uma conversa constrangedora virou um show de piadas.-

_ Ok... -Disse recuperando o fôlego.- Sem mais piadas

_ Foi mal -Ela deu um sorrisinho.- Maaas, mudando de assunto, sabe que a Festa dos Mineiros está chegando, né? -Emma falou praticamente com os olhos brilhando, ela amava essa data.-

_ Sim, na sexta já... Nem sei se vou, meu limite de convivência social passou dos limites na sexta, ainda não recuperou por completo minha vontade de conviver com a sociedade. -Dei uma última olhada em Emma, coloquei meus óculos e voltei para as documentações.-

_ Não, Gina! Ah, não vacila. Vamos, por favorzinho, você sabe que é uma das minhas festas favoritas! E a de Henry...

_ Chantagem emocional, né mocinha?

_ Tenho minhas manhas, mas isso é um sim, né?

_ Aff... -Bufei por vencida.- Eu vou sim... Por Henry. -Dei ênfase em "Henry".-

_ Tudo bem. -Ela riu.- Vou passar as 18h para buscar você e Henry... Não se atrase, Rainha Pontual. -Swan disse já saindo da sala.-

_ Nunca me atraso! -Tive que levantar o tom de voz para que ela me ouvisse, mas ouvi muito bem ela dizendo um "Ata" e rindo.-

Sexta-Feira, 17h50.

Não vi Swan nos últimos dias, com a reforma no hospital e na escola, estava muito ocupada e sem tempo, o que sobrava no final do dia eu aproveitava com Henry. Por causa disso, estava ansiosa. Não sei o porquê, só estava...

Terminei de me arrumar e vi Henry e Emma sentados no sofá me esperando.

_ Uau, mom... Porquê que até para ir em uma festa de mineiros você tem que ir deslumbrante desse jeito? Tinha que ser minha mãe. -Henry disse convencido, tinha que ser filho de Emma.-

Emma estava sem reação, ficou me encarando descendo do sofá e depois deu um sorriso.

_ Limpa a baba. -Henry brincou com Emma em um sussurro, mas não baixo o suficiente para mim não ouvir, apenas ignorei.-

_ Você está... linda, Regina. -Emma sorriu sincera.-

_ Obrigada. -Sorri envergonhada pelo elogio dela.- Mas então... vamos? Não posso chegar nem um minuto atrasada, uma rainha tem que ser pontual. -Disse em um tom autoritário.-

Eles riram e depois fomos nós 3 em direção à festa. Assim que chegamos, Henry foi falar com Violet, Emma foi falar com Killian e para mim por ironia do destino sobrou Mary e David para conversar.

POV EMMA

Assim que me afastei de Henry e Regina fui em direção de Hook, que quando foi me receber com um beijo, virei o rosto de lado.

_ Killian, precisamos conversar...

_ Precisamos? O que houve? -Ele disse como se já soubesse o que eu fosse falar.-

Em seguida, o puxei para um lugar mais afastado.

_ Killian... Acho melhor... -Antes de terminar a frase, tudo ficou escuro.-

_ Apagão bem na Festa dos Mineiros? Tá de brincadeira. -Disse em um tom triste, eu realmente amava essa festa. Comida, bebida e toda a cidade reunida, era legal.- Depois nos falamos. -Deixei Hook de lado e fui procurar Henry.-

_ Mom! -Vi o mesmo correndo até mim.- Pelo jeito teve queda de energia, precisamos que alguém vá lá ligar o Gerador de Energia reserva.

_ Ei ei ei, você quer que eu vá lá? Eu nem sei onde é!

Quando terminei de falar, vi Regina e Violet se aproximando.

_ Eu te levo lá, Swan. Sei onde é. -Regina foi andando e depois virou como se dissesse "Me acompanhe". Olhei com uma expressão confusa para Violet e Henry mas segui Regina.-

Depois de algum tempo chegamos no lugar.

_ Bom, é aí... -Regina apontou.- Acho que tem que ligar o fio vermelho com o vermelho, se não me enganei se ligar com o azul, explode tudo.

_ Você "acha"? Ajudou muito, hein.

_ Melhor do que nada! Só não nos mate...

Depois de algum tempo olhando toda a embolação de fios, cheguei em uma conclusão.

_ A energia não caiu sozinha, alguém desligou ela... Ah, justo hoje?

_ Não pode simplesmente ligar? Mas... espere, não agora. -Ela me puxou pelo braço e vi ela subindo umas escadas, que pelos meus cálculos dava no telhado.-

_ Tá querendo me jogar do telhado, é?

_ Não, idiota. Olha. -Vi Regina com os olhos brilhando que se sentou no telhado sujo em seguida.-

Olhei pra frente e vi toda a cidade escura, mas no meio dela um monte de luzes, muitas... Provavelmente velas. Risadas, muitas risadas. Era... lindo.

_ Como você sabia disso? -Me sentei ao lado dela.-

_ Não conta para ninguém, mas... Algumas vezes... Na verdade, quase todas as vezes que tinha alguma festa da cidade, eu e Henry desligamos a energia da cidade e entregava velas para as pessoas e ficávamos aqui observando... -Regina sorriu e no automático eu sorri junto, tivemos um contato visual intenso.-

_ É legal, não? Todo mundo é pequeno daqui de cima.

_ "Uma cidade de papel para uma menina de papel. Eu olhava pra baixo e pensava que era feita de papel. Eu é que era uma pessoa frágil e dobrável, e não os outros. E o lance é o seguinte: as pessoas adoram a ideia de uma menina de papel. Sempre adoraram. E o pior é que eu também adorava. Eu tinha cultivado aquilo, entende? Porque é o máximo ser uma ideia que agrada a todos. Mas eu nunca poderia ser aquela ideia para mim, não totalmente." -Ela disse isso e eu reconheci no mesmo instante: John Green.- Nós raramente conhecemos alguém por completo... Só conseguimos ver a ponta do iceberg de cada um. -Ela continuou, sorriu e eu sorri de volta. Eu nunca tinha conhecido Regina. Não essa Regina. Naquele momento eu percebi que queria conhecer ela por completo e queria ultrapassar todos os muros entre a Rainha e Regina. Eu quero conhecer a verdadeira Regina Mills.-

Estávamos tão próximas uma da outra, uma olhando no fundo dos olhos da outra, lendo seus pensamentos pelo olhar. Velas, pôr do sol, risadas e duas mulheres em um telhado sujo se conhecendo como se fosse a primeira vez. Era um harmonia perfeita que foi quebrada pelo meu celular tocando freneticamente.

_ Droga... É o Hook -No momento em que falei "Hook" a feição dela mudou por completo e ela revirou os olhos, o que me arrancou um riso. Ela realmente não gostava dele, mas tinha seus motivos.- Melhor ligarmos a energia logo.

Descemos as escadas com cuidado e eu consegui ligar tudo sem me eletrocutar ou explodir tudo.

_ Só queria te avisar que sua bunda está imunda. Se alguém te ver vai pensar que você foi rastando no barro. -Eu quebrei o silêncio com uma piadinha mesmo, desculpe.-

_ Estava olhando pra ela, né? -Ela falou com um tom provocador e riu em seguida, eu apenas revirei os olhos e tentei esconder o rosto corado.-

_ Então vai assim, sebosa.

_ Sebosa? -Ela gargalhou.- Você tem quantos anos mesmo, Emma?

_ Vamos logo. -Eu ri ao ver ela realmente limpando.- Boba.

_ Idiota. -Ela sorriu e assim que chegamos lá fomos barradas por Henry.-

_ Por quê demoraram tanto? -Ele ficou com uma feição como se tivéssemos feito algo de mais.-

_ Levei Emma para ver a vista no telhado.

_ Sem mim? Vocês vão ver, hein! -Eu ri, Henry realmente ficou irritado.-

_ Ok, sem mais delongas, né? Estou morrendo de fome, vamos comer algo. -Disse puxando Henry pela mão e Regina nos acompanhou.-

O dia tinha sido... Incrível. Nós comemos, compramos aquelas espadas que ficam piscando e brincamos. Éramos praticamente 3 crianças sem se importar. Esse era o motivo de essa ser a melhor festa para mim.

Depois de algum tempo, estávamos esgotados. Sentamos em um banco e começamos a conversar sobre coisas aleatórias. Henry e Violet, Henry e escola, sempre sobre Henry. Até que um braço me puxou sem que eu pudesse falar algo, era Killian, deixando Regina e Henry com um olhar preocupado e confuso.

_ O que deu em você? -Disse soltando meu braço das mãos dele.-

_ O que deu em mim? Sumiu a festa inteirinha pra ficar com a Rainha e nem se preocupou comigo! Eu sou seu namorado e mereço explicações. Sem contar que não te quero perto dessa mulher, ela é ruim e você sabe disso.

Killian falou isso e eu fiquei sem reação. Quem ele pensa que é? Achar que manda em mim e que tem moral pra falar alguma coisa de Regina? Eu simplesmente comecei a rir, rir muito, pude até ver o seu rosto explodir de raiva.

_ Sério? Não queria que fosse assim porque apesar de tudo eu gosto de você la no fundo... Mas, acabou entre nós, ok? Se você achava que tinha algum pingo de autoridade sobre mim porque éramos namorados, isso terminou.

_ Aaaaaah, então é assim? -Ele começou a falar gritando fazendo todos os olhares se virarem para nós.- Está terminando comigo? Me trocando? Eu sei porquê, por causa daquela mulherzinha ali. -Regina e Henry que antes estavam conversando entre si olharam assustados para nós. Regina sabia que ele estava falando dela, ela apenas abaixou a cabeça.-

_ Hook, eu estou terminando com você porque eu não te amo. Quer motivo maior que esse? -Assim que falei vi Regina arregalar os olhos junto com Henry. Tenho certeza que a cidade inteira fez isso, aliás, todos estavam esperando pelo nosso casamento. Mas eu não faria isso comigo, não me casaria sem amar.-

_ É assim, né? -Ele abaixou o tom de voz para que somente eu escutasse.- Eu vou fazer você se arrepender disso amargamente. Qualquer pessoa que tentar ocupar o meu lugar, eu... eu... nem sei o que vou fazer com ela, mas estou te avisando. -Killian saiu praticamente correndo e com o rosto vermelho de raiva por mim. Procurei por Henry e Regina com o olhar mas provavelmente já devem ter ido embora, merda.-

Olhei para os lados e vi todo mundo olhando para mim assustados esperando uma resposta minha. Meus pais com Neal no colo me olhando surpresos. Apenas sumi em uma fumaça branca e apareci em casa, soltando o ar que nem sabia que tinha segurado. Não era assim que eu esperava que terminasse o dia.


Notas Finais


Desculpa por qualquer erro na escrita. Se gostarem comentem, se não gostarem pode comentar também auwbauheua


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...