História In my arms - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Natasha Romanoff, Steve Rogers
Tags Família, Romanogers
Exibições 132
Palavras 491
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi essa é minha primeira fic aqui no Spirit , espero que gostem

Por favor sempre que puderem me deem um feedback , é super importante para mim

Perdoem os erros de português , eu posto pelo cel , então às vezes passa

Boa leitura !!!

Capítulo 1 - A carta


Faz dois anos que vivo em um dos bairros do subúrbio de Nova Iorque. Papai resolveu se mudar para onde supostamente era o país dele  ,depois de anos que vivíamos em  Wakanda. Era somente eu e papai aqui, na verdade desde sempre fomos só nós dois.  

Minha rotina é a tradicional de uma adolescente de 14 anos, escola, amigos e esportes. Sim eu sou apaixonada por esporte , na verdade patinação artística . Papai sempre me apoia e se mata de trabalhar para pagar as contas da casa, minha escola que é particular, meus treinos e viagens de campeonatos nacionais. Ele sai cedo e volta tarde, às vezes dobra o plantão. 

Queria que ele largasse a polícia, mas ele diz que não pode, que a missão dele é proteger  a população . Ele é do exército também , o que me deixa com medo dele ser convocado para uma guerra . Ele é tudo que eu tenho . Eu tenho tios, mas papai diz que somos só eu e ele.  Queria que ele esquecesse a minha mãe . Ela era uma heroína para mim quando eu era pequena. Eu acreditava que ela  voltaria e seriamos felizes , mas nunca aconteceu . Eu cresci e hoje eu  odeio ela, ela machucou meu pai , e faz com que ele sofra escondido.  Nunca vou perdoa-lá por nos abandonar.mesmo que ele diga que está tudo bem. 

Por vezes de madrugada encontrei papai chorando na cozinha , no meio de papeladas. Hoje não foi diferente, mas dessa vez eu resolvi intervir . Ele pediu que eu fosse pro quarto que era apenas problemas , mas a verdade é que quando ele foi ao banheiro eu olhei os papéis . Alguns eram contas, outros relatórios de alguma coisa, uma carta do exército americano é uma  com um selo russo e com uma caligrafia impecável. 

Abri a carta rapidamente e recolhi o papel  do interior do envelope e corri pro meu quarto. 

" querido, Steve . Sei que não deveria entrar em contato com você , uma vez que fazem 14 anos que não me comunico . Vocês devem ter seguido a vida. Eu sei que deveria ter tentado antes , mas não fui capaz. Não tive coragem , não sabia como vocês reagiriam, eu sei que errei com você e com a nossa princesa, mas eu quero concertar por ela, por você e por mim. Nossa história não acabou, ela foi politicamente interrompida e sei que não é motivo para meu erro. Eu sei. Assim como eu sei que posso tentar concertar. Por favor me deixe tentar . Eu quero conhecê-la, ou ao menos tentar . Me perdoe por tudo . Eu te amo .sempre sua  Natasha " 

- não acredito que ela tem coragem de aparecer  aqui depois de anos . Quem ela pensa que é?

- ela é a sua mãe... - ouvi a voz do meu pai da porta do meu quarto . 

 


Notas Finais


Então esse foi só uma amostra do que vira .
Se puderem comentem , adoro conversar com leitores, vocês me inspiram

O que acharam da ideia? O Q esperam ler na fic ?

Bem até lá .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...