História In my veins (Interativa) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 19
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Casa


Fanfic / Fanfiction In my veins (Interativa) - Capítulo 11 - Casa


Eu estava em minha cama, era a poha das 6 HORAS DA MANHÃ, e tinha a droga de vizinhos transando, sera que eles nao sabem que em apartamento nao se faz barulho, bem Mel você nao pode culpalos porque voce tras meninas do bordel pra sua casa e se diverte com elas, é pra causa inveja mesmo

Eu estava tampando meus ouvidos com o travesseiro e me encolhendo entre os lençóis, entao eu ouço a campainha tocar 

-Mas quem é agora heim? 

Fui até a porta so de calcinha e sutiã, a preguiça era tanto que eu nem me importei de minha situação 

-O que você quer?-falo abrindo a porta e com cara de brava 

-Ham, eh, Dra. Mel, nao acha melhor por uma roup

-Nao quero Kuro-falo coçando a bunda e com cara de sono

-Poderia me dar um pouco de açucar pro meu café? 

-Clarlo-falo indo a cozinha-Poque você esta em casa? Você nunca para em casa-falo da cozinha 

-Eles me deram ao menos 2 dias de folga, por pedir hora extra demais e estar trabalhando demais 

-Oh, bem aqui esta seu açúcar 

-Ok, obrigado, tchau

Eu dou um sorriso e fecho a porta, eu volto a me deitar em minha cama, eu dou um sorriso e um leve suspiro, entao a maldita campainha toca novamente 

-PUTA QUE ME PARIU 

Eu fui ate a porta e abri com tudo, e me deparei com a pessia mais fofa, mas minha situação nao era das melhores 

-L-lynn? O-oque você ta fazendo aqui? 

-H-ham Eu vim p-pergunta se eu nao poderia f-ficar ums dias com a senhora, e-eu nao tenho onde ir 

-H-ham, espera so um segundinho-falo dando um sorriso sem graça e fecho a porta 

Eu fui ate meu guarsa roupa mcolocar uma calça preta, e uma blusa branca de botao 

-Pronto-falo abrindo a porta 

Ela entro com a sua mala e seu rosto suave todo corado

-Bem desculpe a bagunça, e-eu tenho um quarto pra você, fique o tempo que precisar 

-C-certo…

-Polo visto vejo que recebeu alta

-Sim, a Dra.Milla me deu alta

-Ah certo, e você trouxe seus medicamentos? 

-Sim mamae

-Hey é para o seu bem

Eu mostrei o apartamento e o quarto em que ela ficaria, bem eu nao me importava de ter uma companhia na quele lugar grande 

-Esta com fome? 

-Ham, sim

-Bom, vou fazer algo para nos comermos 

Eu fui para a cozinha fazer algo, talvez eu queria impressiona-la com minhas técnicas de cozinha, mas o problema é…eu sempre queimo a minha comida 

Lynn estava na sala vendo TV e parecia animada, acho que fazia tempo que ela nao saia de um hospital, pobre Lynn tao nova e tao pouco tempo de vida, porque você nao coloca em sua cabecinha que tem que fazer essa cirurgia, garota teimosa 

Enquanto me perdia nos pensamentos sobre Lynn, nossa comida estava no fogao…Queimado 

-Ah caralho, Ta pegando fogo bixo 

-Nhay Doutora 

Lynn veio com um extintor e apago o fogo, talvez eu deveria levar um extintor comiga quando for a um bordel 

Lynn olho para mim com cara seria e eu apenas sorri

-Nao olhe pra mim assim, eu almenos tentei

-Ta bom, deixe que eu faço isso 

Eu me sentei no sofa e entao recebo um telefonema de Yukie sobre algumas papeladas e pacientes e cirurgias que estariam marcadas para amanhã 


Lynn

Eu estava lavando a panela queimada que a Doutora deixo no fogo, poha como alguem além de queimar a comida queima a panela?  (Eu Lynn, e eh por isso que eu vo viver de miojo ;-;) 


Assim que acabei de arrumar tudo, resolvi fazer macarrão, eu amo macarrao e aposto que a doutora também vai gostar 

Assim que acabei a doutora veio logo  cima 

-Wow, você é uma boa cozinheira, deixe me esperimentar…

Eu a parei dando um tapa em sua mao 

-Ainda nao-cruzo meus braços com a colher em minha mao 

-Porque nao? 

-Porque ainda esta quente, você vai se queimar 

-Depois eu que sou a mamãe 

Depois de 5 minutos, a gente se sentou e comemos, a doutora deu uma leve crise de felicidade 

-Caralho isso esta muito bom, agora nao vou so sobreviver de coisas instantaneas 

-kkkkk


Mel

Como seu sorriso era doce, sempre quando nossos olhos se encontravam ela corava 

Passamos um tempo vendo TV e depois eu a obrigando a tomar a droga do remédio, nos fomos dormir, o céu estava nublado 

Eu a coloquei para dormir para garantir que ela dormiria, depois fechei a porta de seu quarto e fui para o meu 

Entao comessou a chover e quando se deu o primeiro trovao eu pude ouvir um grito mas nao era de Lynn e sim de alguem do prédio, acho que era de Antarctic 

Eu me deitei e fui pegando no sono entao a porta de meu quarto se abre e era Lynn

-Problemas com os trovões? 

-S-sim

-Venha ca

Ela se deitou ao meu lado, eu fique com uma puta vergonha, mas pra acalmar alguem, você tem que abraçala fortemente, e foi isso que fiz, mas achonque foi tao relaxante, que nos duas acabamos por dormir juntas 



Notas Finais


Talvez eu deixe um pouquinho de lado os personagens de interativos porque agr que Lynn eata com mel, vou ter q da mt atenção a essas coisinhas lindas ( ͡° ͜ʖ ͡°) seus safados


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...