História In Texas by You - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Coalbl

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Jikook, Namjin, Revelaçoes, Sope, Sumiço, Taegi, Taeyoonseok, Texas, Threesome, Triângulo Amoroso, Vhope, Yaoi, Yoonseok
Visualizações 35
Palavras 1.787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom, essa é a nossa primeira fanfic em conjunto e já estamos com esse projeto á algum tempo.
Faremos aqui, uma breve explicação sobre os protagonistas (Yoongi, Hoseok e Taehyung).

Taehyung – 21 anos de idade, mais novo entre os outros dois. Uma personalidade infantil, mas também sabe ser bem maduro quando quer. É alguém divertido e leve, sempre sorrindo. Também é muito sensível. O ‘’sumido’’ da trama.

Hoseok – 23 anos, segundo mais velho. Um cara que aparenta ser ignorante, mas depois de um tempo passa a mostrar quem realmente é: Uma pessoa divertida, amorosa, carinhosa e feliz. O ‘’ex’’.

Yoongi – Uma pessoa responsável e sábia, costuma pensar muito sobre as atitudes e é péssimo em fazer decisões rápidas. É o mais velho entre os meninos, com 24 anos.

Serão nesses três que a história vai se passar, porém teremos personagens secundários; Jin, Jungkook, Namjoon e Jimin. E couples também que estão na sinopse e nas tags.

Capítulo 1 - Em novo solo; aprendendo a aturar colegas de quarto.


Fanfic / Fanfiction In Texas by You - Capítulo 1 - Em novo solo; aprendendo a aturar colegas de quarto.

    Estava frio e Yoongi realmente não podia acreditar que estava fazendo aquilo. Sinceramente, Taehyung o colocava em cada situação que se não fossem “trágicas’’ com certeza seriam engraçadas e, mesmo sempre tendo um final bom, desta vez Yoongi estava incerto a respeito da nova arte de seu namorado desaparecido.

   - Senhores passageiros do voo 25, por favor dirijam-se a plataforma de embarque, o voo para Texas (EUA) sairá em dez minutos. – Ouviu a voz feminina de uma das funcionárias do aeroporto soar pelos alto-falantes do local. Soltou um leve suspiro e fez como o instruído.

   Após fazer os procedimentos, Yoongi finalmente embarcou. Abriu sua mochila e retirou de lá a câmera que tanto amava, começando a fotografar o céu cheio de nuvens cinzas. O rapaz realmente gostava quando o clima estava desse jeito, era calmo e lhe dava uma sensação boa. Sabia que ao chegar em seu destino, as possibilidades de encontrar um clima como esse, típico da Coreia do Sul eram poucas, mas não ligava muito, gostava de diversidade e sentia que seria divertido fotografar em um clima diferente, e em um lugar diferente.

 

...

 

   O mesmo andava de uma forma distraída, acostumando-se com o silêncio permanente na ruas do Texas, ficou feliz em saber que as pessoas ali eram um pouco mais hospitaleiras, mesmo que elas não percebessem e ele não falaria em voz alta também, no bolso de sua calça surrada estava o bilhete de Taehyung, o bilhete que ele só abriria quando colocasse as coisas no lugar, principalmente sua cabeça, não que o mesmo seja um jovem problemático, qualquer um na juventude tem problemas oras, e o desemprego era um deles. Era ainda pior agora em um país diferente, e uma linguagem diferente da sua materna.

 

   Quando o mesmo se deu conta já estava escurecendo, a bateria de sua câmera já estava quase no fim, olhou para o céu e tirou uma última foto antes de sua bateria acabar, o céu estava um misto de cores quentes, o calor lhe lembrava Taehyung, e a brisa gelada que o atingia agora, lembrava do vazio que Taehyung também lhe causava. O moreno foi a única pessoa em que Yoongi conseguia comparar com perfeição á alguma coisa. E também parecia ser a única que conseguia fazer com que ele tomasse atitudes que nunca pensou tomar na vida. Chegava a ser surpreendente.

   Yoongi também sentia que Tae o complementava, mesmo as vezes sentindo que ainda faltava um equilíbrio entre ambos, e isso era algo que lhe dava um certo medo. Quando eles brigaram, não parecia que ia ter uma reação tão grande assim.

   Porém, Yoongi se esqueceu que não dava para prever nada que vinha de seu namorado, e graças a isso, havia desembarcado de um avião a cerca de uma hora. Depois de pegar um Taxi e seguir cautelosamente o endereço que estava no bilhete, Yoongi estava parado a porta bem pintada de verde, que possuía não só uma trinca, mas quatro.

   Agora pensava que Texas não era tão seguro, mesmo assim continuou em frente a porta, não disfarçava sua cara emburrada, seus cabelos verdes desgrenhados o deixavam até um pouco sexy, havia dormido mal dentro do avião, e estava com menos paciência do que o comum.

   O chiclete de menta já havia perdido totalmente o gosto, agora Yoongi imaginava mascar um pedaço de borracha, tocou mais uma vez a campainha, e trocou o peso do corpo para a outra perna, o mais importante era que esse endereço era o que estava no papel que Taehyung deixará. Estranhou o fato de ninguém atender, então, segurou a fechadura e abriu a porta. Como imaginava o quarto estava vazio. Colocou suas coisas no lugar e se deitou na cama, permitindo-se tirar um leve cochilo.

 

. . . 3 horas depois . . .

 

   - Ei! - A porta foi aberta com certa brutalidade, acordando o rapaz deitado com um susto. - Verdinho!

   Quem diabos chamaria alguém de verdinho? Foi o primeiro pensamento de Yoongi ao despertar, mas algo que chamou a atenção do mesmo foi que a pessoa que o gritava falava com sotaque coreano, não seria Taehyung pois a voz grossa do namorado o faria levantar na hora e, com certeza não estaria alcoolizado como esse indivíduo parecia estar.

  Yoongi não teve uma reação exata, só estava em uma certa mistura de; raiva pelo rapaz estranho ter invadido sua privacidade do nada e ainda lhe chamar de “verdinho’’, assustado e curioso a respeito do sotaque do indivíduo.

 

   - Você aí mesmo! – O rapaz tornou a falar, conseguindo a atenção de um Yoongi já nervoso que acabou levantando-se da cama.

 

 - Posso ajudar, por acaso? – Falou ele, fuzilando o rapaz com o olhar. Umas coisas que odiava era ter sua privacidade invadida, isso o tirava do sério, realmente. – Quem você pensa que é para entrar no quarto dos outros desse jeito, sem mais nem menos seu estranho?! 

 - ‘’Quarto dos outros’’? Aish, francamente... – Suspirou, tentando manter a calma. – Pode me dizer, desde quando esse quarto é seu?

 - A cerca de 2 ou 3 horas... Acabei de chegar na cidade. - O rapaz ponderou, e depois de um tempo respondeu.

 - Certo verdinho, aparentemente te colocaram aqui por não ter quartos o suficiente, então... vamos ter que dividir. – O rapaz parecia indiferente quanto a isso agora. Chegava a ser estranho. Talvez já tenha feito isso antes.

  - Não me chama de ‘’verdinho’’. E eu não vou dividir um quarto com você, eu sequer te conheço, então exijo que saia. – Após sua fala, o mais alto entre os dois soltou uma risada estranha, era escandalosa e irônica.

   - Tecnicamente eu cheguei primeiro, estou aqui faz umas 2 semanas. Divide ou surta, colega. – Falou em pura provocação, dando ênfase ao ‘’colega’’, fazendo o citado anteriormente bufar e voltar a se deitar novamente. Não era como se ele estivesse em posição de escolher, afinal, esse era o quarto mais barato do local (agora ele entendia o porquê) e também era exatamente o quarto que estava no papel em que Taehyung havia deixado, sendo assim, ele era obrigado a ficar. Ok, isso vai ser um desafio, com certeza.

  - Pode ao menos me dizer seu nome? 

 - Jung Hoseok, e antes que pergunte, eu também sou coreano. Não precisa me olhar com essa cara como se estivesse lendo meu histórico ou algo assim. – Revirou os olhos e observou o estranho, ou Hoseok, indo em direção ao banheiro. Bufou novamente.

Algum tempo depois, quando a fome passou a apertar, pensou em avisá-lo que iria sair para comer, mas não era como se devesse alguma satisfação e precisasse avisar. Então, apenas pegou sua carteira e saiu. Como o esperado, o clima por lá era diferente. O céu estava aberto e azul, a brisa servia dessa vez para aliviar um pouco o clima quente que o sol deixava. Revirou os olhos ao lembrar que havia esquecido a câmera no quarto.  

 - Hoje definitivamente não é meu dia. – Disse a si mesmo, balançando a cabeça negativamente, continuando a andar.

 

. . .

 

   Ao voltar para seu quarto, esperava que seu mais novo ‘’colega’’ não estivesse por lá. Porém, não foi dessa vez que Yoongi teve sorte, e não foi mesmo, porque quando entrou, acabou por se deparar com o rapaz mexendo em sua câmera. Arregalou os olhos e com o impulso, arrancou o objeto da mão do rapaz.

   - O que pensa que está fazendo? – Yoongi queria soca-lo, como queria. 

   - São boas fotos... 

   - Isso não é brinquedo para ficar na mão de crianças, seu intruso! 

   - Quantos anos você acha que eu tenho? – Respondeu Hoseok, querendo rir do modo em que havia irritado Yoongi com tão pouco. 

   - Sei lá, 18, 19. Não importa, só fique longe das minhas coisas! Eu aceito morar aqui porque não tenho escolha, mas não significa que você pode simplesmente sair pegando minhas coisas e olhar o que bem entender, certo? – Colocou a câmera em cima da cômoda, indo pegar uma troca de roupas para tomar um banho.  

   - Qual é! – Hoseok por pura teimosia, tornou a pegar o objeto, voltando a olhar as imagens. Porém, o que estava ali, o fez ficar de boca aberta.

 

   Não podia ser ele, certo? Não... com certeza não era. Mesmo assim, precisava ter tal confirmação.

 

   - Eu já disse para largar isso! – Olhou Hoseok, com os olhos arregalados. – Por que estava vendo isso? Qual o seu problema?!

    - Eu.... Gostei delas. – Taehyung realmente pensava em tudo, agora Hoseok entendia o motivo do rapaz aparecer do nada em seu quarto. – Quem é o garoto da foto? – Perguntou, afim de confirmar sua teoria.

    Se fosse outra pessoa, Yoongi simplesmente iria ignorar a pergunta, porém o rapaz não demonstrava ser alguém ruim ou mal-intencionado. Decidiu que não faria mal lhe dizer.

   - O nome dele é Taehyung, meu namorado. Estou aqui para procurá-lo. Apenas.... Não mexa nas minhas coisas de novo, por favor. – Desligou o aparelho e o guardou em sua mochila. Esse ainda era um assunto que ainda o machucava, sentia saudade dele e isso fazia seu coração doer, o que era pior graças a briga que tiveram na última vez que se viram. Hoseok pareceu perceber o modo em que Yoongi havia ficado, então resolveu deixa-lo em paz por enquanto.

   Agora já eram quase duas da tarde, e para Yoongi, uma pessoa tradicional coreana, já havia passado da hora do almoço. O mesmo estava deitado na cama, com os olhos fechados imaginando sua comida, com seu tempero e que tudo isso havia ficado em Seul, praticamente do outro lado do mundo.

 

   Quando o mesmo acreditava estar fazendo parte da cama, e que ele ficaria ali imerso em sua fome/saudade do seu ex - Ou talvez não. – Namorado-barra-vacilão-barra-amor da sua vidinha pacata. Min teve a certeza que não era só Taehyung conspirava contra si, mas também o universo, talvez até Deus se ele existisse, e principalmente o Jung. Yoongi prometeu se resguardar e não fazer contato com o moreno que estava ali, mas os "crack's" que as batatinhas faziam era uma tentação, e Yoongi ainda não havia comido o suficiente.

 

   - Eu juro que você vai se fundir com colchão a qualquer instante. - Sua voz estava tão animada que fazia Yoongi realmente querer se fundir ao colchão e ficar ali para sempre.

 

   - Isso não te diz respeito. - Não faria contato. Não mesmo.

 

   - Mal-educado. - O Jung o provocaria por pura diversão? Ou ele seria bobo o suficiente para não perceber que ele não queria contato? Há não ser que sua barriga roncasse e fizesse o Jung olhar para si, e soltasse uma risadinha.

 

   - Se você me disser o que veio fazer aqui, eu divido minhas batatas com você. – Propôs. 


Notas Finais


Kiim: Por hora foi isso sdijisdj, não sei se está legal para um primeiro capítulo, ainda estou insegura sobre isso mas né, vida que segue. As atualizações por enquanto serão lentas então tenham paciência. Nós esperamos muito que esse projeto tenha um bom rendimento já que eu e a ~Coalbl estamos trabalhando duro para isso, nós realmente estamos animadas (e nervosas) haha... Esperamos voltar aqui para atualizar nosso projeto...

Links importantes ~KiimHaNeul:

Oneshot Yoonseok: https://spiritfanfics.com/historia/apenas-sorria-hoseok-8237176
Oneshot Vhope: https://spiritfanfics.com/historia/he-is--vhope-9930012
Twitter: https://twitter.com/kmhnl_2

Links importantes ~Coalbl:

Oneshot Yoonseok: https://spiritfanfics.com/historia/primavera-8151554
Oneshot original: https://spiritfanfics.com/historia/eu-sinto-muito-10569762

Esperam que tenham tido uma boa leitura e aguardaremos vocês nas próximas atualizações. Não esqueçam de favoritar caso tenha gostado, comentar sobre se quiser e adicionar á sua biblioteca para receber as notificações.
xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...