História In The name Of Love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Flavia Pavanelli, Martin Garrix
Personagens Flavia Pavanelli, Martin Garrix
Tags Martin Garrix
Exibições 37
Palavras 1.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Clipe


Fanfic / Fanfiction In The name Of Love - Capítulo 5 - Clipe

Martin Garrix

Hoje é o dia da gravação do clipe, Flavia foi viajar a trabalho, confesso que fiquei muito triste cara, mas eu entendo como é, não é fácil ter uma "Namorada" Modelo, bom esses dias eu quase tive um treco, bom eu vou contar.

Flashback

-Martin eu acho que isso não é certo-Flavia disse assim que chegamos no Shopping.

-Porque tu acha isso?-Perguntei e vi um cara olhar pras pernas dela bufei.

-Digamos, que eu seja meia famosa, e você é muito famoso e em qualquer momento vão descobrir que é a gente- Flavia disse e eu assenti dando de ombros e vi ela bufar.

-OHHHH CÉUS FLAVIA Pavanelli- ouvi uma mulher gritar e logo a Flavia me olhou feio e bufou soltando a minha mão.

-OI pode me dar seu autografo?-o cara que encarou ela veio até nós e ela assentiu pegando a caneta e um caderno.

-Nossa você é muito linda pessoalmente se quiser da seu numero também pode dar-Ele disse e eu encarei quando eu ia Avançar nele a Flavia me segurou, e encarou ele.

-bom o meu numero eu não posso dar estou sem ele no momento, mas meu autografo sim até mais- Flavia disse e eu o encarei Filho da puta.

-Quem é ele seu namorado?-ele perguntou e ela respirou 3 vezes.

-se eu for o que você tem haver com isso- eu disse e logo a Flavia pegou a minha mão apertando forte.

-Hey, calma eu só perguntei-ele disse e eu assenti.

-olha me desculpa eu estou meio irritado eu não queria gritar com você- eu disse e ele assentiu.

-tudo bem eu entendo- ele disse  logo a Flavia abanou pra ele e saiu em direção a rua e eu fui atrás, sim ela estava uma fera comigo.

Flashback off

Não queira nem saber o resto, pois eu apanhei bastante dela e ela ficou quase 1 semana sem olhar pra minha cara ou falar comigo foi muito doloroso pra mim.

-Martin vamos logo- Bebe disse e eu assenti, mandei uma mensagem para a Flavia e logo eu sai para fazer o clipe.

Flavia Pavanelli

hoje seria gravado o video da Bebe e do Martin, lá em casa, queria ver mas ele não queria deixar,e me surgiu uma viagem de ultima hora, eu e o Martin estamos ficando, mas ele mais me trata como namorada do que como amiga, o ser é muito ciumento e possessivo, vi que estava de Manha resolvi sair, eu estou no Brasil, vou encontrar meus pais, aonde eu passo esta tocando as musicas do Martin.

Martin Garrix

Flavia vai me matar bom digamos que eu meio que BEIJEI A AMIGA DELA E BOM E O JUSTIN DIGAMOS QUE ELE BOM ELE NÃO VAI FAZER NADA A NÃO SER COMER MEU RIM E ARRANCAR MINHA CABEÇA, EU ESTOU SUPER NORMAL.

-Bebe você é maluca?, Quando Eles verem eles vão nos matar- eu disse desesperado e ela riu.

-Beijo tecnico-ela disse revirando os olhos, e logo se levantou da piscina.

Flavia com certeza vai me matar, sai da Piscina e entrei na casa tomei meu banho e me arrumei e percebi como a Bebe era louca, eu ainda disse nada de beijo, e dai essa louca vai lá e me beija.

logo recebi uma ligação da Flavia, minhas mão suaram, logo eu atendi.

-Oie Amor- eu disse nervoso

-Oie Martin tudo bem?-Ela perguntou percebi que ela estava sorridente.

-Oie Amor-eu disse e ouvi ela gargalhar e sorri.

-Okay desculpa anjo, OIEEEE AMOR DA MINHA VIDA-ela disse e eu sorri, ela não tem noção do quanto eu estou apaixonado por ela.

-Agora sim, eu estou Bem melhor agora e você?-Perguntei calmo e ouvi ela sorrir.

-estou bem só com Saudades-ela disse e eu deitei na cama seu quarto ainda tinha seu cheiro, junto com o Meu, era perfeito nossos cheiros Juntos.

-Eu Também estou morrendo de Saudades, quando volta?- perguntei serio encarando o teto.

-Amanhã, não acredito que você esta com essa sua bunda gorda deitado na minha cama Martijn Gerard Garritsen-ela disse  eu ri

-Ora ora temos uma xeroque rolmes por aqui, como sabe que eu estou deitado e como sabe todo meu nome?-perguntei incredulo e ela gargalhou

-Sou uma Xeroque Rolmes, Gerard-Ela disse e eu revirei os olhos-Tu não revira os olhos pra mim- eu disse e eu comecei a ficar assutado.

-Gerard Não, e como sabe que eu revirei os olhos?-perguntei serio.

-sei lá foi um palpite serio, e sobre o seu nome, foi na internet Mesmo-ela disse e eu suspirei, pensando em como eu iria contar pra ela que eu beijei a amiga dela.

-Ata, o que você fez de bom ai no Brasil?- perguntei olhando um porta retrato que tinha na sua cabeceira e logo peguei

-Fotos fotos e mais fotos, mas agora to indo encontrar com os meus pais, tenho que desligar beijo, cuida bem da minha casinha, e até amanha-ela disse e eu ri.

-Beijo até-eu disse e desliguei, e observei mais aquele porta retrato ela era perfeita até quando Criança, logo eu adormeci agarrado com o Porta retrato.

-Hey seu gay acorda-ouvi uma voz conhecida e logo ela pulou em cima de mim.

-Flavia agora não-eu disse e logo senti ela me beijar e tirar o porta retrato das minhas mãos.

-Não acredito Martin, você dormiu com o Meu quadro-ela disse e eu ri logo senti ela em cima de mim ela sentou bem no membro merda não posso ficar excitado.

-Martin você sabe que horas são?-ela disse e eu neguei eu estava de olhos fechados ainda, logo eu coloquei uma das minhas mão na sua cintura a puxando pra cima pra ela sentar no meu abdomen ela sentado no meu membro não tava dando certo, ele tava querendo dar sinal de vida.

-é 15h da tarde Martin-ela disse e eu bufei.

logo ela me beijou, e eu agarrei sua cintura com mais força durante beijo ouvi ela gemer baixo sorri com isso e logo ataquei seus Labios de novo, quando eu ia colocar minhas mãos de baixo da sua camisa ouvi seu celular tocar e logo ela se levantou droga.

-Martin como assim você vai me apresentar como sua namorada?-ela disse e logo eu abri os olhos e vi ela me encarar fodeu.

-Flavia eu posso explicar-eu disse e vi ela engolir seco droga

-Bom eu tenho que arranjar uma Namoradinha meus pais, querem conhecer, antes eu namorava  Lynn, mas agora eu não namoro mais, então que quero saber se você não quer namorar comigo sei que não é das formas mais romanticas de pedir alguem em namoro

-Martin você pode ir embora, eu quero ficar um pouco sozinha pra pensar-ela disse e eu neguei.

-Flavia.. eu-fui interrompido por ela abrindo a porta bufei pensa Martin Pensa, Me levantei da cama fingindo ir até a porta e logo peguei ela pela cintura e prensando a mesma na cintura  e logo a beijei, apertei sua cintura e logo peguei a no colo colando a mesma na cama, mas sem parar o beijo, logo ela mordeu meu labio.

-Eu não vou tranzar com você mas eu ainda estou muito brava com você, isso é jeito de me pedir em namoro sai Martin-ela disse mordendo meu labio.

Flavia Pavanelli

Hoje é o grande dia da estreia do video do Martin com a Bebe, afinal eu estou me arrumando pra isso, sorri bom e sobre eu e o martin não estamos namorando, só na amizade colorida mesmo, mas estamos meio que tentando Namorar, Martin está na casa dele, e eu na minha terminei de me arrumar e logo fui pra sala esperar ele logo ele me ligou.

-Você não vai me mandar foto da seu look pq amigan?-ele perguntou e eu ri.

-se não o Meu futuro namorado vai me mandar trocar de roupa e eu não quero então, ele so vai me ver lá na estreia do clipe dele ou quando ele vir me buscar, por que eu quero que ele fale "nossa como você esta linda sou um cara de sorte"-eu disse e ele gargalhou.

-Me falaram que ele está lindão, e quando ele te ver ele vai te encher de beijos-ele disse e eu ri.

-Hum vou adorar, só queria saber que horas ele vai vir me buscar-eu disse e ele riu.

-ELE ESTÁ NA FRENTE DA SUA CASA TOCANDO A CAMPAINHA A HORAS-Martin gritou e eu ri, apagando as luzes e trancando porta logo entrei no carro e dei um monte de beijo nele.

-Me desculpas anjo, achei que fosse pra vizinha, é que em meia e meia hora estão tocando esse bendita buzina- eu disse e dei um beijo nele.

-Agora sim está desculpada-ele disse eu ri e logo ele ligou o carro.

Chegamos lá Martin tirou muitas fotos, e logo nos chamaram pra ver o clipe, ficou muito legal o video mas a unica parte que eu sai foi a hora que eles se atiraram na piscina parece que eles se beijaram se deram selinho sei lá, fiquei puta e logo fui pra rua.

-Flavia eu posso explicar- ele disse eu o encarei.

-Ela me beijou, mas foi um beijo de 3 segundo eu juro pra você, foi beijo tecnico-ele disse  eu encarei ele ainda neguei com a cabeça.

-eu vou embora Martin, e eu não tenho que te falar nada não temos nada mesmo- eu disse e vi ela me olhar.

-Fica aqui serio, meus pais querem te conhecer- ele disse e eu neguei logo veio uma menina loira atrás do Martin.

-Martin ai está você está deve ser a moça linda que você fala tanto, prazer eu sou a Laura irmã desse menino chato aqui-ela disse dando um tapa na cabeça do Martin que me encarava e logo eu sorri.

-Sou Flavia, pena que não posso ficar tenho que ir embora, mas apareçam lá em casa amanhã, vou fazer um almoço maravilhoso para esperar vocês- eu disse e logo abanei entrando no Taxi

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...