História In the sky - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Justin Bieber, Madison Beer, Selena Gomes
Exibições 21
Palavras 1.702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eaiiiii genteeeeee!!
Então, não sei se vocês estão gostando, mas, espero que sim.
Bom, talvez não vai ter como eu postar caps durante a semana, estou entrando em semana de prova e vcs sabem como é né, é certo que nos fins de semana vou postar.
Mas favoritem ai, e fiquem atentos ao novos capítulos okay?
Esse cap tá shooow! Boa leitura amoraas!

Capítulo 2 - "Liberdade?"


Fanfic / Fanfiction In the sky - Capítulo 2 - "Liberdade?"

- Haha, e você acha mesmo que eu ia perder meu tempo com uma virgenzinha de merda como você? - disse Justin

Aquilo realmente tinha me afetado, por mais que eu cagasse pro fato de ser ainda virgem não pude esconder minha expressão.
- awwn! Me desculpe se magoou a bebêzinha,  acontece que tem  mais de mil mulheres prontas pra abrirem as pernas pra mim. - ele disse dando um gole na cerveja.
- Se tem mais de mil mulheres, porque escolheu logo a mim?
- Você tem algum problema garota? Eu disse que só vim pra conversar! - colocou o copo em cima da escrivaninha. - Vim pra tratar de trabalho não de sexo.
Me levantei indo em direção ao banheiro, nem ligando para oque ele tinha falado, e ele me puxou pelo braço fazendo chocar nossos corpos um contra o outro e nossos olhares se entrelaçarem.
- Estou falando da sua liberdade. - ele disse seco olhando friamente em meus olhos.
- Oque você quer dizer? - ele me soltou e eu continuei o encarando.
- Não é isso oque você quer?
-  Sim, mas, oquê... - ele interrompeu.
- Com uma condição.
-  E qual seria ela?
-  A senha, você vai com a gente.
-  Quantas vezes vou ter que dizer? Eu não sei a merda da senha! - me afastei?
- Você não saberia nem com você tendo tudo oquê quisesse? Carro, quarto, roupas, luxo, ninguém pra te mandar ou agredir. - ele disse se aproximando.
- E-e eu não sei Justin. - fraquejei. 
-  Não sabe oquê? Se quer ser  livre? Ah me poupe.
- Quero, mas... E o Dave? 
- Há! - ele riu debochado.- Você tá preocupada com ele?
- Não é com ele, e sim oquê ele pode fazer.
- Oque ele pode fazer? Me matar? Não Dave é muito otário pra isso.
-  Ele vai querer se vingar de mim.
-  Vai ter seguranças como você.
- Não é possível, você vai fazer isso tudo só por causa de uma senha?
- Você não tem ideia de quanto dinheiro estamos falando. É  bilhões!
- Eu já disse, você não quer só o dinheiro. - disse desconfiada. 
-  Eu quero... - Lili abre a porta do quarto interrompendo ele. - Passo aqui amanhã pra te buscar. - ele disse seco e saiu sem me deixar falar.
- Uoww! Que climão, acho que atrapalhei o romance aqui. - disse Lili irônica.
- Você não vai acreditar! 
- Não! Você transou com ele?
- Claro que não! - dei uma pausa. - Ele me fez uma proposta...
-  Para de suspense e fala logo! - ela deu um tapa no meu braço.
- Eu tenho minha liberdade, se falar pra ele a senha do banco central.
-  E você sabe qual é?
- Esse é o problema, eu não tenho certeza, eles mudam a senha a cada ano e o sistema pode ter mudado também. Mas eu preciso arriscar!
- Você sabe que se não acertar a única liberdade que você vai ter é de escolher o seu caixão né!
- Eu sou útil pra eles, não vão fazer isso, meu único medo é o Dave, oque ele pode fazer pra se vingar. Tenho certeza que tem mais coisa em jogo do que eu penso.
...
- Vamos acorda! Ei! Dá pra levantar porra! 
Acordei com Justin gritando me sacudindo,  olhei pro relógio na escrivaninha e era oito e quarenta da manhã. Oque ele estava fazendo ali aquela hora e no meu quarto?
- Meu Deus pra que tanto estresse? - levantei. - Oque você tá fazendo aqui?
- Troca de roupa logo, vamos embora.
- Mas já? Eu nem arrumei minhas roupas!
- Não precisa, anda logo! - ele disse me empurrando em direção ao banheiro.
-  Justin! - parei o olhando. -  Eu não vou ir sem a Merlinda! 
- Oquê? Eu mando aqui garota!
- Já disse ou ela também vai, ou eu não vou! - tentei o subornar ma, minha tentativa foi falha.
-  Dá pra você ir logo ou eu vou precisar da um tiro no seu pé, pra ver se você corre?  - ele gritou.
Manda quem pode obedece quem não quer morrer né, fui pro banheiro e me troquei o mais rápido possível, já bastava oque ouvi.
- E o Dave Justin? - perguntei apreensiva.
- Esquece ele e faz oque eu mandar.
 Descemos as escadas e vi Dave, meu corpo estremeceu.
- Onde vocês vão? - perguntou Dave.
- Ela é minha agora. - disse Justin me segurando pelo braço e me guiando até a porta junto com seus seguranças.
- Esperto você né Bieber! Você não vai a lugar nenhum com ela! - Dave sacou a arma da cintura.
 Ouvindo a briga os seguranças de Dave chegaram.
- Você acha que eu tenho medo de você Dave? 
- Deveria ter! Larga ela, ou você sai daqui sem a cabeça! - ele disse destravando a arma e apontando pro Justin.
- Não Dave! Não faz isso por favor. Eu vou ficar. 
Disse em prantos e caminhei lentamente até Dave, quando dois disparos ecoaram em meus ouvidos, eu rapidamente olhei e Dave caiu de joelhos antes de disparar contra Justin. Logo, oque tentei evitar acabou acontecendo e me deparei no meio de uma troca intensa de tiros. Lili ouvindo o tiroteio foi ver oque aconteceu, veio até mim e me abraçou.  Então Justin nos puxou pelo braço enquanto seus seguranças entravam em briga os os seguranças de Dave. Saindo pude ver algumas das  meninas e seguranças socorrendo Dave, enquanto vários outros disparos de pistolas vinham em nossa direção. 
Entramos em um Land Rover com vários outros carros nos seguindo atrás e durante todo o percurso até a casa de Justin não conseguia esquecer a cena de Dave caindo de joelhos no chão. Chegamos até a casa de Justin e caminhamos por um jardim imenso, pude ver uma mansão branca com espelhos e vidros por todo lado, uma piscina gigante e uma garagem que deveria caber uns cinco carros.
Entramos em uma sala bem ampla e me sentei no sofá ao lado de Lili, quando um dos seguranças de Justin apareceu me entregando um copo com água.
- Obrigada. - dei um gole com as mãos trêmulas. 
- Ah! Agora você vai ficar cheia de palhaçada só por causa de dois tiros? - disse Justin.
- Você matou o cara na frente dela! - disse o segurança.
- Ele merecia morrer. 
- Precisava ser...-  interrompi.
- Não, deixa... Obrigada...- esperei ele completar.
- Ryan, meu nome é Ryan. 
- Kathrine, kat por favor.
- Não liga pro Justin, ele parece ser de pedra, mas a no fundo tem um coração de gelatina. - Ryan riu de lado.
- Quanta viadagem. - disse Justin.
- Tudo bem, mas... E agora? - perguntei.
- E agora oque? - disse Justin.
- Como vai ser?  Ele morreu. 
- E agora que a grana é toda nossa! - um dos seguranças de Justin comemorou juto aos outros.
- É só isso?
- Ela tem razão e o banco? - disse Ryan.
- Ela já sabe oque fazer. - Justin me fitou. - Khloe  mostre a elas os quartos. - disse Justin saindo e subindo as escadas.
- Olá, as senhoras podem me acompanhar? - disse uma mulher se aproximando.
- Claro. - disse Lili.
Nós a seguimos e a mesma nos mostrou nossos quartos um ao lado do outro em um corredor do segundo andar imenso.
- Me desculpe perguntar, mas é só por curiosidade.  A  senhora é a doméstica daqui? - perguntei.
- khloe, por favor. Sou sim. - ela respondeu.
- Obrigada. - sorri pra ela e a mesma retribuiu.
- Nas suítes tem toalhas caso queiram tomar banho, qualquer coisa podem falar comigo, sejam bem vindas!
- Obrigada Khloe! - nós agradecemos e ela saiu quando notamos uma movimentação estranha no final do corredor.
*Toc, toc*- Ryan abriu a porta.
- Olha quem chegou! - ele disse
- Ótimo, vão se arrumar. - disse Justin ríspido.
- Pra boate onde mais? 
- E com qual roupa? - disse irônica.
- Com as suas. - ele disse sem dar muita atenção.
- Ah!! Aquelas que você não deixou eu pegar hoje de manhã né? 
- ele me fitou por um tempo. - Ryan vai ao shopping com elas como segurança antes que elas infernizem a minha cabeça.
-  Ah não, sério isso? - Ryan me olhou com cara de cansado.
- Por favor? - implorei
- Aff, vamos. - disse Ryan caminhando até a porta e eu e Lili comemoramos.- Espero que esse pesadelo acabe logo.
Depois de horas de compras já estava cansada, mas acho que já era o suficiente pra montar um guarda- roupas temporário. 
Até que Ryan recebe uma ligação. 
* Ligação on *
- Alô?
- Vem pra cá, urgente. - Justin disse.
- Oque houve? - perguntou Ryan preocupado.
- Mudanças de planos.
* Ligação off *
 Minutos depois chegamos em casa e fomos direto para o escritório de Justin.
- Eai? - perguntou Ryan adentrando o escritório.
- Edward Makarllin. - disse Justin.
- Quem e esse cara? 
- Ele tem o cartão senha do banco.
- E o plano?
- Ele está hospedado em um resort em Dubai.
- Vamos o sequestrar? 
- Isso seria idiotice ele deve ter seguranças. Não vamos até ele, ele vem até nós.
- Você tá maluco Justin? 
- Tem um problema, Hailey ainda não voltou de NY logo agora que precisamos dela! - Justin deu um soco na mesa.
- Pra que iria precisar dela? 
- Ela iria seduzir ele e roubar o cartão.
- E por que a Kathrine não faz isso? - eles me olharam.
- Olha só eu não vou transar com ninguém! - disse brava e todos da sala olharam pra mim rindo.
- Você não precisa transar com ele, pra isso você tem que fazer ele cair na sua lábia pra embebedar ele. - disse Justin
Realmente seria melhor e mais "fácil" pois, não sabendo a senha eu corria um sério risco de vida.
- Tá bom. - disse sem ter outra escolha.
 


Notas Finais


Então amoras, oque acharam? só pra lembrar sou péssima em português e pior ainda em redação, se algo estiver errado me perdoem, já sabem que é por esse motivo.
Mas eu quero continuar postando, eu sempre li e sempre quis fazer minha própria fanfic, e aqui está!
Comentem ai, é um grande incentivo pra mim!
Um beijãoooo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...