História In their Memories - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Sarada Uchiha
Tags Borusara, Boruto, Naruto, Sarada, Sasuke, Tributo, Vale Do Fim
Visualizações 86
Palavras 1.822
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá galerinha!
Hoje lhes trago uma One shot "BoruSara"

Vou desabafar com vocês um pouco...

Quando soube de uma entrevista do Kishimoto onde ele diz que poderia sim eliminar um personagem importante de Naruto me senti assustada e talvez um tanto devastada..

Os boatos começaram a correr sobre a possibilidade de ser Naruto por conta da cena inicial destruidora do anime e mangá Boruto, Naruto next generation.

Perguntas como "Onde está Naruto e Sasuke?" "Porque a vila está destruída?" me deixaram extremamente preocupada com a possibilidade de um dos dois, ou ambos morrerem no decorrer do anime...

Então encontrei uma forma de desabafar meus sentimentos conflitantes através da escrita... E essa One shot representa eles.

Nessa One Shot eu escrevo como poderia ser representado o final do anime Boruto caso isso de fato venha a acontecer...

Nada mais justo do que homenagear A luz e a Escuridão que levaram o anime ser o que é hoje!

Espero que gostem da história! Ela não é longa e não vai lhes quitar muito tempo

Ps: me refiro ao olho de Boruto como Byakugan impuro pelo fato de não possuir um nome exato até o momento...

Enfim...
Boa leitura meus amores

Capítulo 1 - Para seguir em frente!


Fanfic / Fanfiction In their Memories - Capítulo 1 - Para seguir em frente!

A chuva caia pesada e Sarada caminhava a passos lentos sob ela olhando fixamente para o chão, perdida em seus pensamentos. A cada passo dado mais vazia se sentia. Pessoas a observavam sentindo a tristeza que emanava da jovem Hokage. Todos os cidadãos de Konoha sabiam o motivo de a moça estar assim, e infelizmente todos compartilhavam de sua dor.

Caminhando para longe da homenagem, as lágrimas se misturavam a chuva que a encharcava, seus óculos embaçados, o corpo trêmulo não por causa do vento ou da água gelada que estava em constante contato com sua pele. O frio vinha das memórias, das lembranças que assombravam sua mente, dos pesadelos que possuíam seus sonhos...

Ah, como ela queria não se lembrar daquela guerra, ou que ela jamais tivesse acontecido, mas era assim que o mundo ninja funcionava. Nunca existiria a verdadeira paz, mesmo que implantassem um sistema perfeito... O problema naquela época não era o sistema implantado pelo Nanadaime Hokage. Aquele homem que Sarada tanto admirava trouxera a paz ao mundo ninja. O verdadeiro problema estava no egoísmo humano, na sede de poder. Esse tipo de sentimento que criavam pessoas como Kawaki...

Sarada ainda podia sentir o cheiro metálico do sangue apesar de já ter se passado alguns anos desde o final da guerra, podia sentir o cheiro do liquido escarlate que atormentava seus sonhos lhe recordando dia após dia da morte dos dois homens que se colocaram em linha de frente para proteger a vila e todos que ambos tanto amavam.

O Hokage da luz e o Hokage das sombras.

Um que passou a vida protegendo a vila às claras, sacrificando o seu tempo com sua família para proteger os mesmos e a todos, mantendo de pé a aliança shinobi ,e o outro que passou os últimos anos de sua vida protegendo a vila pelas sombras, pagando por seus pecados cometidos em um passado sombrio também sacrificando seu tempo com sua esposa e filha para proteger a todos.

- Me perdoe papai... – murmurou sentindo-se culpada por um dia ter achado que seu pai não a amava.

Tudo que ela queria era poder ter seu pai ali em sua frente tocando sua testa com os dedos após lhe abraçar dizendo “Até a próxima vez” se despedindo para ir a uma missão longa, mas que com certeza voltaria para casa com vida sendo recebido por uma filha animada e uma esposa pronta para toma-lo em seus braços repleto de amor dizendo “Bem vindo de volta querido”.

Ela não teria uma próxima vez com o seu pai.

Era isso que pensava todos os dias... Era isso que pensava todos os anos naquela data.

Seus soluços vinham do mais fundo de seu ser, mas ninguém conseguia ouvi-los pelo barulho da chuva e dos trovões. Ninguém podia ouvir seu desespero, ninguém podia sentir ou ajuda-la a carregar sua dor...

Era isso que ela pensava naquele momento.

Seu interior gritando para que a salvassem da dor de perder o homem que lhe deu a vida e o outro homem que lhe deu uma razão para se tornar uma ninja.

Sarada puxou as bordas de sua capa estampada Nona Hokage e se embrulhou nela mesmo sabendo que o pano encharcado não lhe traria calor.

Será que o motivo de estar se sentindo tão vulnerável e fraca fosse por não ter conhecido desde pequena o verdadeiro sofrimento? Por ela, como todos de sua geração, ter tido, apesar da distância corpórea de seu pai, o carinho de uma família que se amavam mutuamente? Que estavam conectados por pensamentos?

A moça morena tocou sua testa se lembrando do amor máximo de seu pai transmitido para ela através de um toque tão simples, porém repleto de significados.

- Sinto sua falta papai. A sua e do Sétimo... – disse. Sua voz ocultada por um forte trovão.

Um barulho conhecido se fez ouvir.

Sarada olhou para o céu e acompanhou o belo falcão com o olhar, visualizando amarrado em um de seus pés, um pedaço de pergaminho...

Ninguém mais mandava mensagem assim, somente uma pessoa...

A moça esticou o braço e o falcão pousou nele. Ela retirou o pergaminho e o desembrulhou, o papel completamente molhado. O falcão tornou a alçar voo deixando-a ali, sozinha no meio da rua.

Sarada abriu o pergaminho lendo as letras borradas. No papel escrito “Vale do fim” com uma caligrafia que ela conhecia bem.

Era de Boruto ela tinha certeza.

Tornou a olhar para o céu que chorava assim como ela pela morte de Uzumaki Naruto e Uchiha Sasuke, os heróis cujos nomes estavam cravados no Memorial de Pedra e em lápides, deu um suspiro longo e tentou em vão enxugar o rosto para afastar as lágrimas.

Iria ao encontro do jovem rapaz de cabelos loiros e olhos azuis. Sabia que ele era a lembrança viva de ambos os homens...

Boruto tinha a personalidade do pai e os ideais e estilo do tio que o treinara.

A Hokage começou a correr velozmente pelas ruas entrando em meio à mata densa para ir ao encontro do Hokage das sombras que a esperava no local onde tudo havia começado.

Naquele ponto de sua jornada, Sarada já conhecia a história de cor... A história de rivalidade de Uzumaki Naruto e Uchiha Sasuke. O local que presenciou as duas grandes lutas dos dois, onde a luz queria salvar a escuridão... Onde o Yin conseguiu salvar o Yang...

 

Boruto se sentou em cima da cabeça da enorme estátua de Uchiha Madara, que talvez pela milésima vez, estava concertada. Encarava com veemência a estátua a frente do fundador do sistema de aldeias, o criador da aldeia da Folha, Senju Hashirama. Uma das pernas do rapaz loiro relaxada e a outra dobrada apoiando seu braço. Sua roupa toda molhada, a capa de seu tio e mestre presa em seu pescoço.

O jovem também se sentia devastado, afinal era o aniversário de morte de seu pai e de seu tio. Mas Boruto já não chorava mais. Ele prometera sempre se manter forte para dar suporte à Sarada quando a mesma se tornasse Hokage, que daria apoio a ela pelas sombras.

Nesses treze meses que ele esteve fora, era isso que esteve fazendo. Cumprindo o papel que seu mestre lhe ensinou, trilhando seu caminho fora da vila enquanto Sarada trilhava o seu dentro dela. Ele protegia a vila pelas sombras...

Boruto mais que ninguém sentiu o peso da culpa quando seu pai morreu. Não havia dado o devido valor para ele quando o mesmo ainda estava vivo e se arrependia disso. Seu tio lhe contara quando os dois foram treinar juntos fora da vila toda a jornada do Nanadaime e como ele conseguira alcançar seu objetivo de se tornar Hokage. Claro que Boruto teve a oportunidade de se reconciliar com seu pai... Mas o que ele mais pensava no momento era como estaria se sentindo se não houvesse se reconciliado com seu pai antes dele morrer...

Essa possibilidade o assustava.

Olhou para céu.

Ele sabia que o céu estava chorando por eles... Assim como ele chorava por dentro.

- Acho que escolheu o lugar errado da arena. – a voz de Sarada tirou Boruto de seus devaneios e seus olhos encontraram os dela.

Sarada estava de pé em cima da cabeça da estátua de Hashirama com uma mão na cintura e a outra segurando seus óculos já fora de seu rosto. De nada serviriam debaixo da densa chuva.

Olhos negros como a escuridão da noite encarando olhos azuis como o céu de uma manhã ensolarada, ambos enxergando o interior um do outro.

Suas almas estavam conectadas com a mesma dor. Ambos sabiam disso. Vários sentimentos tomando conta de seus seres. O maior deles, a saudade...

Os dois se amavam, sabiam disso. O que mais queriam era correr um para os braços do outro... Mas não o fariam... Não dessa vez.

Estavam ali por motivos completamente diferentes.

Boruto se levantou ficando de pé sobre a cabeça da estátua de Madara ainda encarando Sarada.

Os dois se conheciam bem demais para precisarem de palavras. Eles não precisavam disso. Ambos sabiam o que precisavam fazer para superar a morte de Naruto e Sasuke e seguir em frente...

Acima de tudo e de todos, algo era ainda mais forte que os sentimentos que um nutria pelo outro, afinal sabiam bem o sangue que corria em suas veias...

Sarada amava Boruto assim como Sakura amava e continuaria amando Sasuke pelo resto de sua vida e Boruto amava Sarada assim como Hinata amava e continuaria amando Naruto pelo resto de sua vida...

Mas nas veias de Sarada corria o sangue fervente e indomável de seu pai Uchiha Sasuke, reencarnação de Indra e nas veias de Boruto o sangue do fervoroso e determinado Uzumaki Naruto reencarnação de Ashura...

Ou seja, a rivalidade permaneceria ali...

- Acho que você assim como eu sabemos que estamos exatamente no lugar da arena que deveríamos estar. – Boruto respondeu alto para ser ouvido em meio à chuva que nem sequer pensava em cessar.

Os dois sorriram um para o outro. Um sorriso largo e sarcástico.

Sabiam que estavam exatamente onde deveriam...

Sarada mesmo sendo filha de Sasuke, uma Uchiha, tinha o desejo de fogo dos Senjus Uzumakis e Boruto mesmo sendo filho de Naruto, um Uzumaki, sabia que tinha a rebeldia e ferocidade dos Uchihas...

Sim eles estavam onde deveriam estar...

- Prepare-se – Sarada disse erguendo os dois dedos fazendo o selo e despertando o Sharingan que em seguida tornou-se Manguekyou. Fez mais um selo, agora com as duas mãos ativando seu Byakugou. Duas faixas vermelhas começaram a se desenhar em sua testa cruzando-se entre si até as bochechas da moça.

Boruto retirou a bandana riscada de seu bolso e a amarrou em sua testa. Bandana que seu mestre havia lhe dado quando ele era um adolescente.

- Sabe muito bem que já nasci pronto. – Boruto respondeu e com o selo despertou seu Byakugan impuro em seu olho direito.

Os dois se encaravam com ferocidade. Concentraram chakra na planta de seus pés para não caírem, e correram um em direção ao outro, descendo pelas estátuas.

Presente neles o espirito de Naruto e Sasuke...

Já estavam mais próximos um do outro, já correndo pela água...

Sarada ativando o esqueleto de seu Susano’o e Boruto o chakra de Kurama que havia presente nele por ser filho de quem era.

Por incrível que pareça, na mão esquerda de Boruto estava se formando um ataque de raios, o Chidori e na mão direita de Sarada... Um Rasengan...

Boruto sabia Rasengan e Sarada sabia o Chidori... mas na ocasião sabiam em que posição estavam...

E finalmente chegaram um até o outro, velozes, vorazes, com sorrisos de adrenalina rasgando seus rostos.

 

- CHIDORI!

 

- RASENGAN!

 

Uma grande luz e uma explosão se seguiram no contato dos golpes...

E assim deu-se inicio a uma grande batalha no Vale do fim...

Onde a luta se iniciou entre Naruto e Sasuke...

Onde a luta terminou entre Naruto e Sasuke...


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus amores.

Um beijo no kokoro e um poke na testa de cada um de vocês ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...