História In Your Arms - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Leo
Tags Hongbin, Leo, Leobin, Proud, Vixx
Exibições 44
Palavras 1.202
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá meus amores! Hoje venho com mais uma estória de VIXX, com o propósito de dar um tiro inesperado de aniversário (atrasado 11 dias) para a dona Priscilla, minha Binnie / Minnie / Omma / Unnie / Best friend, que ama ficar atirando em mim, chegou a minha vez de dar um pequeno tiro (sim, eu tive ajuda da Marina, sinta-se atacada pelas Yoonmin twins). <3

Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Hongbin acordou naquela manhã de domingo com um frio incomum. Abriu parcialmente seus olhos – arrependendo-se em seguida, já que porventura se esqueceu de fechar a cortina – e olhando para o outro lado da cama, percebeu que Taekwoon não estava lá, o que estranhou a princípio.

Aquele dia seu namorado não trabalhava e sabia que nos dias que ele folgava, gostava de dormir até mais tarde. Franziu o cenho e levantou-se, de forma preguiçosa, procurando-o pelos cômodos do apartamento onde viviam juntos.

Sentiu-se entristecido, pois era rotineiro que o mais velho lhe acordasse com um beijo ou carícias em seus fios castanhos. Não podia negar, sentiu falta daquilo.

Encontrou um bilhete com a caligrafia pequena e bonita, dizendo que sua mãe lhe pediu para ir a uma reunião urgente do restaurante onde trabalhava e que ele já havia feito o seu desjejum. Um bico em seus lábios foi formado e sentou-se à mesa de forma contrariada, digerindo o suco delicioso de morango e o pão caseiro.

Após isso, resolveu ir ao banheiro e se banhar, pensando no que fazer em seguida, já que provavelmente seu namorado ficaria lá por muito tempo, já que além de ser o chef de cozinha, ele era o supervisor do lugar e precisava cuidar dos problemas que surgiam.

Deu comida para sua gata, Moon e esperou que a mesma comesse para então pegá-la em seu colo.

— Seu pai nos abandonou no único dia da semana que ele é totalmente nosso, isso não é um pouco injusto? – perguntou-a enquanto acariciava seus pelos brancos e ouviu um ronronar da parte dela, enquanto sentia seu rabo peludo, como um espanador, mover de um lado para outro.

Deitou-se parcialmente no sofá e ligou a televisão, colocando em algum programa aleatório enquanto permanecia com a bichana nos braços. Permaneceu entretido por um tempo até que sentiu-se entediado. Pegou o celular e procurou o número de Sanghyuk, ligando-se em seguida.

O que aconteceu para você estar me ligando, hm?”, ouviu a voz entediada do outro ao falar consigo. Deu um pequeno sorriso, Sanghyuk estava apenas sendo ele mesmo, como sempre.

— Bom dia Hyung, como você está? Qual é o motivo importante que você está me ligando? – disse em tom irônico, ouvindo a risada do outro. — Hyuk, você está ocupado hoje?

Taekwoon Hyung não está aí, por um acaso? De novo? Você só quer sair comigo quando ele não está ai”, o tom repreendedor do rapaz lhe fez revirar os olhos. Dramático. “E sim, estou ocupado, assim como você, eu também namoro e eu vou sair com a minha namorada daqui a pouco. Ligue para o Wonsik, talvez ele não esteja com o queridinho dele”.

— Não, ele não está e você está exagerando, nós só não vimos há dez dias, Han Sanghyuk. É melhor eu ligar para o Sikkie então, talvez ele tenha mais amor no coração que você, tchau.

Desligou o telefone de forma contrariada e tentou ligar para seu amigo, que nem ao menos lhe atendia.

— Você vê o que o papai passa com os seus tios, né filha? – disse para a gata que apenas olhava para si, deitada em seu colo.

Sem amigos, com a família que morava longe, com  a folga do trabalho e sem ter vontade de sair sozinho, sua única solução foi voltar a dormir.

**

Taekwoon chegou em sua casa próximo do final da tarde. Sentia-se cansado e culpado por deixar seu namorado sozinho no único dia que eles tinham para se divertirem e ficarem juntos. Torcia para que Hongbin não estar tão chateado consigo, já que não era a primeira vez que aquele tipo de  ocasião acontecia desde que começaram a morar juntos, há dois anos.

Comprou pizza e refrigerante para se redimir um pouco – já que sabia que o mais novo adorava – e estranhou ao ouvir a casa silenciosa quando deixou a caixa dentro do forno. Ouviu o miado de Moon e sentiu algo passar em suas pernas, sorriu com a recepção carinhosa.

— Oi amor do papai, cuidou direitinho do Binnie enquanto eu estava fora? – perguntou para a mesma enquanto a pegava em seus braços,  acariciando entre as orelhas dela.

Saiu da cozinha enquanto caminhava pelos cômodos, por fim encontrou seu amado adormecido na cama.  Sorriu com a visão bela e serena que ele transmitia. Por mais que fizesse cinco anos que estavam juntos,  Taekwoon sentia-se cada dia mais apaixonado pelo seu pequeno e manhoso namorado.

Soltou a gata e foi até seu guarda roupa, pegando uma roupa confortável e foi até o banheiro para tirar todas as impurezas de seu corpo.  Ao retornar ao quarto,  já seco e com a roupa escolhida, deitou-se ao lado de Hongbin, puxando-o suavemente para que se deitasse perto de si, com a cabeça em seu peitoral. Abraçou o corpo miúdo e levou uma das mãos até seus fios,  acariciando os mesmos.

Hongbin acordou pouco tempo depois, sentindo seu corpo aquecido e um aperto forte ao seu redor. Sorriu ao inalar o perfume amadeirado de Taekwoon, envolvendo o corpo maior fortemente e encolheu-se nos braços alheios.

Estar entre os braços de Taekwoon era o lugar onde Hongbin mais se sentia seguro e feliz.

— Me perdoa por eu ter saído sem te falar, foi uma emergência e eu precisava ir. – ouviu a voz baixa dele e cruzou seus olhares. Sentiu os lábios macios encostarem aos seus de forma carinhosa.

— Só perdoo se eu tiver uma recompensa por isso. – disse de forma infantilizada e ouviu a risada gostosa de seu namorado, que lhe apertou um pouco mais em seus braços e rolou na cama com ele nos braços, até que Hongbin ficasse por baixo de si. Sorriram um para o outro e o mais novo envolveu o pescoço dele com um dos braços, segurando nos fios dele sem muita força e retribuiu o beijo que foi iniciado pelo outro. Sentiu as mãos de Taekwoon percorrerem pelo seu corpo.

Quando a temperatura de seus corpos começou a se elevar e as carícias também, Hongbin cessou o beijo com alguns selinhos lentos, acariciando a lateral da face alva, avermelhada pelo calor.

— Mais tarde… – disse com a voz entrecortada, assim que sentiu os lábios dele na curvatura de seu pescoço. — Eu não comi nada desde manhã, estou com fome.

Viu a careta de desaprovação por aquela atitude dele e acabou por rir, achava fofo toda a preocupação que ele tinha consigo.

— Que bom então, por que eu trouxe pizza para comermos.  

Hongbin sorriu e empurrou de forma delicada o corpo dele de cima de si, sentindo-se ainda mais faminto quando soube daquilo.

— De quatro queijos, do jeito que eu gosto? – perguntou esperançoso, vendo o sorriso de Taekwoon.

— Com direito ao seu refrigerante preferido.

Hongbin abraçou fortemente o mesmo e o soltou, dando alguns beijinhos de agradecimento em seu rosto.

Quando levantaram-se, o mais novo sentiu seu corpo ser abraçado por trás e uma mordida em seu ombro. Acabou por rir, sabia que Taekwoon adorava lhe morder em momentos inesperados e apenas acariciou as mãos dele.

— Promete que não vai mais me abandonar aos domingos? – perguntou de forma manhosa, recebendo uma mordida em seu pescoço.

— Prometo, meu garoto carente. – riram daquele comentário verdadeiro.

Hongbin, no fim, apenas desejava estar ao lado dele em todos os momentos.


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Se quiserem conhecer meus outros trabalhos, todas as minhas fics estão com a tag "Proud".

Obrigada e até uma próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...