História In your eyes - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance, Sexo, Super Poderes
Exibições 10
Palavras 593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Ficção, Ficção Científica
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Otps


2 – OTP’s

Cristina pov.

               *toca o sinal*

                       Libertação dos escravos. Não é que eu odeie a escola, é que estudar cansa.  Agora, eu, Sophia, Luiza e Thomaz estamos a caminho de casa, bem, na verdade, eu e Luiza, porque os outros dois continuam conversando no portão.

                     - Anda OTP! – disse Lu, rindo. – Não creio que moro na mesma casa que essa peste!!

                    - Thomia, shippo!! KAKAKA adoro! – digo, dessa vez nós 4 rimos.

                   - Vamos indo, então. – Thomaz fala – álias, querem almoçar lá em casa? Nossos pais estão fora.

                   - Eu topo – eu respondi.

                   - Eu também, só vou ligar pra minha mãe rapidinho. – Fala Sophia, já pegando o celular.

                    - VAMOSSSS – grita Luiza, dando uma pequena corrida.

Sophia pov.

            Estávamos conversando a caminho de casa, eu e Thomaz, pois Lu e Cris estavão muito a frente de nós.

                    - Qual sua cor favorita? – puxo assunto.

                    - Preto – ele responde – e a sua?

                    - Verde – disse sorrindo.

                    - E estilo musical?

                    - Acho que rap – respondo – Na verdade gosto de tudo, sou meio eclética.

                    - ME ABRAÇA, também curto rap – rimos.

                    - Só vem – brinquei.

.  .  .

                     O resto do caminho foi legal, conversei com Thomaz sobre diversos assuntos. Chegamos na casa deles e, cara, que casa é essa. É A CASA!!

                     Estávamos no meio do almoço, que estava muito bom por sinal, percebi que Luiza tinha pegada uma caixa de comprimidos e tomado dois de uma vez, perguntei pra Cris, sussurrando em seu ouvido, e ela me disse que Luiza sofria de crises de depressão. Cris perguntou:

                     - E a festa? Vai rolar ou nem?

                     - O SE VAI, já ta tudo pronto, só falta o povo!! – respondeu Luiza.

                    - Que festa? – Pergunto confusa.

                    - Eu e Luiza vamos dar uma festa aqui sábado, você ta convidada. – respondeu Thomaz.

                   - Mais que convidada por você né, Thomaz!! – disse Cris, rindo junto com lu.

                   E assim eu fui ficando vermelha...

                   - Coitada Cris, ela ta quase roxa, vamos mudar de assunto – diz Luiza

                   Eu e Thomas somos só amigos, mas bem que eu queria algo a mais...

                                                                                                                .  .  .

Cristina pov.

                      Quarta-feira

                      *recreio*

                      - Vamos lá falar com ela – disse Larissa, tentando me encorajar.

                     - NÃO LARI, ela é MUITA areia pro meu caminhão – eu respondi.

                     - Nem é – disse Larissa me puxando – vem.

                     Larissa me levou ao encontro de Emily, ela estava conversando com William, e tudo o que eu pensava era: AIMEUDEUS!!!!

                     - Oi – eu disse.

                     - Oi! – ela respondeu.

                     Ela me respondeu. AIMEUDEUS!!!!

                      - Vamos dar uma voltinha Will? – diz Larissa.

                        - Vamos miga! Deixa futuro OTP conversar um pouco. – diz William com um sorriso no rosto.

                    Assim que eles saíram, sentei ao lado de Emily, tentando esconder meu nervosismo.

                   - Tudo bem? – ela me perguntou.

                   - Sim – respondi envergonhada – e você?

                   - To ótima.

                   Nesse momento, olhei pra suas mãos, e percebi que elas tremiam, como as minhas.

                  - Admito que estou muito nervosa... – eu disse, fazendo ela voltar seu olhar pra mim.

                 - Calma, você não é a única – falou ela, me tirando um sorriso. – o recreio já vai acabar, passa o de amanhã comigo?

                - Só deixa eu consultar minha agenda primeiro – eu disse, e rimos – passo sim.

                   Depois disso, ficamos trocando olhares, até que...

                    *toca o sinal*

                  - Acho melhor eu ir – ela disse já levantando.

                  - ok, vou ficar aqui mais um pouco.

                E como eu disse, fiquei ali. Fiquei ali olhando ela ir embora, com toda aquela incerteza de se ela iria voltar. Relembrando aqueles 5 minutos, os melhores.

                                                                                                                   . . .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...