História Inazuma Eleven - Nova Geração - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Tags Futebol!, Inazuma Eleven, Shonen
Exibições 84
Palavras 1.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Esporte, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Opa! Olá pessoal! Bem vindos a mais um capítulo! Espero que gostem desse, ele saiu meio tarde e uns 4 dias depois da prova, mas agora voltamos a nossa programação normal!
Não deu mais pra esperar, desse vez eles foram salvar a Amaterasu a todo custo, mas em troca, veem o garoto mais frio esboçar um sentimento. Eu, realmente, adoro as partes com o Hiro, porque ele é o personagem que faz as coisas más pelo motivo "certo". Eu adoro personagens assim, por isso trabalhar com o Hiro é tão legal!
Fiquem com o capítulo!

Capítulo 37 - A promessa de dois gumes! Tragam sua amiga de volta!


Fanfic / Fanfiction Inazuma Eleven - Nova Geração - Capítulo 37 - A promessa de dois gumes! Tragam sua amiga de volta!


Yubetsu e o resto do time estavam numa praça da cidade. O garoto tomava um picolé de chocolate, sentado num banquinho e vendo Théos e Furosuto ficarem jogando futebol. De repente, Matsuda anda até ele e sorri. 

Matsuda: Yubetsu, você pensou no caso do Umigame? 

Yubetsu: Eu não sei.. É difícil.. Eu lembro quando eramos só nos 5, Matsuda! 

Ontem, 18:00 

O estádio já estava sendo fechado, lá só permanecia Umigame, Yubetsu, Matsuda e Furosuto. Umigame, sorrindo, fala: 

Umigame: Então Yubetsu, o jogo contra nós foi interessante? 

Yubetsu: S-Sim! 

Umigame: Espero que na próxima a gente jogue junto, ao invés de um contra o outro. 

Furosuto: Como assim? 

Matsuda: Você quer dizer.. — Matsuda se impressiona um pouco, e Umigame tira a faixa de seu braço. Logo após ele tira a Henkan Key e a aponta pra Yubetsu. 

Umigame: Eu posso ir pra Raimon?! 

Yubetsu sorri, e estende a mão para Umigame, que sorri e mostra seus dentes afiados. Yubetsu fica um pouco confuso, porém feliz. Eles vão embora do Estádio e os garotos vão para casa de Matsuda. Umigame, não se sabia, mas Yubetsu sentia que não era longe. 

Praça da Cidade, 13:10. 

Matsuda: É.. Nós já estamos nas finais, certo? 

Yubetsu: SIM! É a nossa chance de mandar ver contra aqueles idiotas da Teikoku! — Ele morde um pedaço do seu picolé de chocolate, e depois Kyoko corre até Yubetsu, pegando ele pelo braço. 

Kyoko: Vamos, eu quero te mostrar uma coisa! 

Ela o puxa sem ele ao menos responder, o levando até uma árvore. Matsuda sorri, e se lembra de Amaterasu. 

Matsuda: Amaterasu.. Você podia.. Estar aqui com a gente.. 

Ele sorri e deixa uma lágrima baixar. Fechando seu casaco, ele vira as costas e diz: 

Matsuda: YUBETSU! 

Yubetsu: Oque? 

Ele fala, já em cima da árvore com Kyoko tentando o mostrar a tal coisa. Matsuda vira a cabeça pro lado, Yubetsu via o garoto e percebia: Matsuda estava com raiva, seus olhos estavam em chamas. O goleador de fogo fala: 

Matsuda: Irei ajudar a minha irmã. — Ele sai correndo, e Yubetsu pula da árvore. Furosuto olha Matsuda e o segue. Não era percebível, mas Furosuto também queria muito trazer Amaterasu de volta. 

Furosuto: Matsuda! 

Yubetsu: D-Droga! Pessoal, o Matsu-!! 

Quando ele foi ver Théos também estava indo, amarrando o cordão de sua Henkan Key. Yubetsu olha aquilo boquiaberto e olha pra trás, com todos da Raimon preocupados, mas felizes porque terem decidido resgatar logo sua amiga

Yahiko: Traga ela de volta!

Sakin: É..Traga.. Traga ela de volta, Yuu! — Sakin, apesar de ainda sentir rancor da Amaterasu, sabia que ela era uma parte importante do time.

Yubetsu pega uma bola de futebol do chão e chuta pra Yahiko, que pega. Yubetsu levanta a mão e a fecha, gritando: 

Yubetsu: Nós nãos estamos jogando só pra ganhar.. Mas é pra trazer ela de volta também! 

Sora: Isso aí! 

Noraneko: A prioridade.. É salvar a Amaterasu! 

Yubetsu corre, ele não sabia onde era a sede do Instituto Imperial, mas se Matsuda foi, era porque sabia. Ele alcança Théos, Furosuto e Matsuda, que estavam bem apressados. 

Théos: Qual o plano, Matsuda? 

Matsuda: Iremos entrar naquele lugar, achar o Hiro e convencer ele a deixar a minha irmã em paz! 

Furosuto: Sim.. Eu sempre senti, tinha coisa ali! A Amaterasu nunca iria pra Teikoku, não sem um motivo especial! 

Yubetsu: A final é daqui a 1 semana.. Se conseguirmos trazer ela de volta, poderemos jogar com força total sem medo! 

Théos: Entendido. — Ele pega seu celular e para, todos param junto. Ele liga para seu pai, Aphrodi. O garoto fala com o pai, tentando explicar. 

Matsuda: Théos, a gente não tem tempo! 

De repente, um carro chega ali. Um homem chega, estava de óculos escuros, e seu carro era todo branco. Ele abaixa o vidro e tira os óculos, falando: 

Motorista: Senhor Théos. 

Théos: Eu já disse que você pode me chamar só de Théos, tio! Tá tudo bem! Mas agora, temos que ir ajudar uma amiga. 

Motorista: Claro, Théos. Entre no carro, boa tarde a todos. 

Todos entram no carro, e o Motorista era aparentemente velho. Théos estava feliz ali com ele, e todos o cumprimentam. Ele pede para contar a história, e depois de 10 minutos de conversa, o senhor fala: 

Motorista: Hum.. Esse tal de Hiro é bem malvado, mas é ótima a iniciativa de vocês de trazerem sua amiga de volta, estou orgulhoso, Théos! 

Yubetsu: Ali!! 

Eles chegam na sede da Teikoku. Um conjunto de três prédios gigantes, e atrás, uma única ponte que levava ao gigantesco estádio dali. A Teikoku mudou muito com o tempo, e o Motorista fica impressionado. 

Motorista: AHEM! Urgh.. Na minha época essa escola era menor. 

Théos: Obrigado, Tio Yasu! 

Yasu: Vá com calma, Théos. Boa sorte, garotos! 

Todos descem do carro, que vai embora. Matsuda estala os dedos e todos vão até a Teikoku, entrando lá, tiveram a impressão. Uma recepção gigantesca, pelos lados jogadores da Teikoku de todos os tipos. Assistentes de time, técnicos diferentes, era tudo muito avançado. 

Furosuto: Tomem cuidado ao andar aqui, se o Hiro nos achar, seremos despejados antes de falar algo.

Eles andam calmamente pela recepção, que era gigante. Eles sabiam que não podiam simplesmente perguntar onde estava Hiro, então decidiram ir ao único lugar em que ele poderia estar: O Campo da Teikoku.

Matsuda: Vamos.. Agora! 

Eles aproveitam as muitas pessoas e entram no campo, e lá, se deparam com uma cena horrível. Hiro, transformado em sua Henkan Key, estava jogando sozinho contra um time inteiro. Era um simples treino, mas parecia uma tortura. 

Yubetsu: Isso... Ele... Tem uma..?! 

Matsuda: É impossível... Como ele..! — Matsuda para de falar quando vê Amaterasu sentada na reserva, de cabeça baixa, possivelmente chorando. O garoto apenas sente raiva e corre pelo campo, e Hiro o vê. 

Hiro: MAS.. QUEM DEIXOU ELE.. ENTRAR AQUI?! 

Matsuda rasteja com os joelhos no chão e levanta a cabeça de Amaterasu. Ela estava com os olhos vermelhos de choro, e seus cabelos um pouco bagunçados. Matsuda não acreditava naquilo, de forma alguma. 

Amaterasu: Irmão..zinho? 

Yubetsu: Não é uma questão de ter deixado entrar, a gente veio! 

Hiro olha Yubetsu, Furosuto e Théos ali. Ele sorri, com raiva, porém empolgadíssimo. Ele chuta a bola rumo a Yubetsu, e ela era tomada em raios abundantes. Yubetsu quase não teve tempo de reação, mas Furosuto tocou em sua Henkan Key e se transformou, dando um chute na bola e a jogando pra longe. Mas em troca, Furosuto vai ao chão, ele tinha torcido sua perna. 

Hiro: Interessante.. Invadem a minha escola.. Sem pedir.. E ainda se sentem no direito de tirarem uma assistente de time que é minha e veio por livre e espontânea vontade? 

Amaterasu chora, ela viu que o poder que deu a Hiro machucou Furosuto, Furosuto era seu amigo, ela não queria isso. 

Matsuda: Ela não é sua, ela não é de ninguém! 

Hiro: Vai nessa, moleque estranho! 

Yubetsu: DEIXA A AMATERASU EM PAZ! 

Do alto, Kido olhava tudo. Ele não iria impedir, porque ele sabia que oque a Raimon estava fazendo era certo, e se eles fossem mesmo a Raimon, iriam mudar o jeito que Hiro pensa. Amaterasu se levanta e cambaleia até Yubetsu, Furosuto e Théos. Ela desmaia mas Yubetsu a pega, olhando pra Hiro. 

Yubetsu: EU.. EU VOU TE FAZER PAGAR! 

Matsuda: Yubetsu..

Hiro: Me fazer pagar.. Porque? Ela está fazendo isso porque quer..! 

Yubetsu: ARGH!! — Ele tenta ir até Hiro, deixando Amaterasu no chão, mas Théos o impede. 

Théos: Me explique, porque ela está aqui. 

Hiro: Claro, afinal, eu prometi a ela que faria isso.. 

Amaterasu acorda, ela olha Yubetsu e o confunde com Yahiko, e quando vê que era Yubetsu ela se solta dele, mas logo após sorri. 

Amaterasu: Cumpra sua promessa, seu idiota estúpido. 

Hiro: HAHAHAHAHAHHAHA! 

Yubetsu, Théos, Matsuda, Furosuto e Amaterasu olham o garoto rir de uma forma maléfica, e ficam um pouco assustados. Hiro sai da sua forma de Henkan Key e ajeita os óculos, falando: 

Hiro: E se eu partisse sua escola ao meio? 

Yubetsu: CALA A BOCA!

Furosuto: Hã..? — Ele se levanta aos poucos, e sai da forma de sua Henkan Key. 

Hiro: Essa foi a promessa que fiz a Amaterasu. 

Ele abre a mão, e os holofotes ligam. Ele sorri, seus olhos avermelhados brilham e ele se lembra de sua mãe, em coma. Logo após, ele olha pra Yubetsu, com lágrimas nos olhos. 

Amaterasu: O Hiro.. chorando? 

Hiro: VOCÊ NÃO SABE OQUE EU SINTO! 

Yubetsu: Mas oque..? — Ele olha Hiro, o garoto estava chorando, apertando as mãos. Ele levanta a cabeça e grita: 

Hiro: VOCÊ TEM.. VOCÊ TEM A PESSOA QUE AMA COM VOCÊ! VOCÊ NÃO PERDEU NADA! 

Théos: Ele enlouqueceu de vez..? 

Hiro: E A ÚNICA FORMA DE EU TRAZER ELA DE VOLTA.. É GANHANDO DE TUDO E TODOS! 

Matsuda olha Hiro, ele não acreditava naquela cena. Hiro fica confiante de novo e limpa seus olhos, dessa vez, ele estava sorrindo. 

Hiro: A promessa.. Que eu fiz.. e que ela fez.. Não são muito diferentes. 

Yubetsu e os outros estavam confusos. Hiro teve um ataque de tristeza naquela hora, e ele nunca esboçou nenhuma emoção. Por algum motivo, Yubetsu se sentia bem por Hiro apenas se sentir triste uma hora ou outra, mas ele ainda não entendia o porque de Hiro estar falando aquilo, e oque significava. 

Hiro: Nós.. Só queremos proteger aqueles que amamos.. 

Uma aura elétrica sobe o corpo de Hiro, e a bola em sua frente começa a flutuar. Ele chora mais um pouco, seus olhos, que estavam fechados, se abrem. Os olhos deles eram mais vermelhos que o sangue, mas mesmo assim, se fundiam com as lágrimas da solidão que ele sentia.

Hiro: A TODO CUSTO!


Notas Finais


Obrigado por ler! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...