História Inazuma Eleven - Nova geração - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inazuma Eleven (Super Onze)
Tags Futebol!, Inazuma Eleven, Shonen
Exibições 37
Palavras 1.754
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Esporte, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal! Espero que não tenham abandonado a fic, porque eu não fiz isso! Bom, me perdoem os 8 dias sem capítulo, mas meu notebook infelizmente quebrou e eu tive que começar a escrever no PC. Capítulos normais só que saindo obviamente de tarde, um abraço e boa leitura!

Capítulo 50 - Busquem sua grandeza! À todo vapor, New Raimon!



Fubuki: Furosuto, não se exalte! — Fubuki grita, jogando um braço para o lado. Furosuto apenas empurra Fubuki e entra dentro de casa, falando:

Furosuto: QUEM É VOCÊ?! FALA ANTES QUE EU TENHA QUE FAZER ALGO!

O garoto vira seu cachecol e a Henkan Key fica a mostra. Furosuto, Amaterasu e outros que tinham a pedra em sua posse tinham a mesma noção: Ela pode ser usada como uma arma, e Anna também sabia disso. A garota corre até Furosuto e pega seu cachecol, e o garoto aponta pra ela, falando:

Furosuto: QUEM É ELA?!

Atsuya: Furosuto Fubuki, certo?

Fubuki: Mas que bela forma de se apresentar, Furosuto.

Anna: Papai, desculpa sair pegando o cachecol dele assim. É incrível que esse garoto tenha posse da Henkan Key, não é? — Ela fala, olhando a Henkan Key de Furosuto. Furosuto e Fubuki não entendem nada devido ao inglês, mas Atsuya sim, e ele fala:

Atsuya: Sim. — Ele fala em Inglês, e logo após em Japonês — Fubuki, o seu filho tem posse da pedra?

Fubuki: Achamos ela deve fazer 1 mês.. Bom. Furosuto, seja mais educado e se apresente.

Furosuto: Só antes dessa garota devolver meu cachecol. Afinal, me expliquem oque está acontecendo aqui, não me importo de voltar pra Kanto e ficar com Yubetsu e os outros.

Anna de repente sente um choque em seu cérebro, “Yubetsu..” esse nome foi o mesmo que muitos comentaram na stream das finais do estadual japonês. Oque Furosuto tinha a ver com esse garoto? Ela mal viu ele no jogo, ela vidrou toda sua atenção no goleiro. A garota joga o cachecol pra Furosuto e corre até ele, hesitando um pouco devido não saber falar japonês.

Atsuya: Anna?

Fubuki: Oh.. Acho que entendi. — Fubuki sorri de canto, ele sabia muito bem o principal motivo de Anna ter ido ao Japão, não era Fubuki, talvez nem fosse fazer companhia ao seu pai, mas sim achar Yubetsu.

Furosuto: Entendeu oque?! Afinal, quem é essa garota? — Furosuto fala, e Anna ainda estava um pouco vermelha.

Atsuya: Furosuto, olha, pelo que percebi você e Anna não tem muito tempo aqui. Eu irei explicar rápido.. Eu sou Atsuya Fubuki, irmão do seu pa-?!

Atsuya sente um soco no seu ombro que o derruba da cadeira. Fubuki segura o braço de Furosuto, e Atsuya, se levanta. Ele estava rindo bastante e Furosuto estava furioso, Anna automaticamente faz uma cara de brava e Atsuya fala:

Atsuya: Shirou, ele realmente é seu filho!

Fubuki: ISSO NÃO É MOTIVO DELE FAZER ISSO! FUROSUTO, SE APRESENTE DE FORMA EDUCADA, É PRA AGORA!

Furosuto: Que saco! O meu nome é Furosuto Fubuki, 13 anos, zagueiro da New Raimon de Kanto. — Quando Anna escuta a palavra “Raimon” ela automaticamente se desespera e pega seu celular, entrando no tradutor e convertendo Inglês pro Japonês. Na tradução, estava escrito “Por favor, Furosuto, me diz onde fica a Raimon!” ela coloca o celular na frente de Furosuto, e ele estranha.

Anna: Por favor! — Fala a garota, em inglês.

Fubuki: Então..

Furusuto pega seu celular e traduz do japonês pro Inglês a frase: “Bom.. Fica no Distrito de Kanto, em Tóquio. Porque quer tanto saber?”

Atsuya: A verdade é que Anna é uma jogadora muito forte nos Estados Unidos, deixa eu adivinhar.. Você quer testar a força de Yubetsu, certo? — Ele fala em japonês, surpreendendo Fubuki e Furosuto.  A outra parte fica em inglês, e Anna fala:

Anna: SIM! Eu quero ver a força desse goleiro.. Na verdade, eu nunca vi tanta força em uma só pessoa, pai. Aquele garoto é um monstro desigual.

Atsuya ouve a frase e sorri de canto, logo após traduzindo ela para Furosuto. Furosuto sorri e apenas fala:

Furosuto: O Yubetsu? Goleiro? Monstro? Não, na verdade, ele é o futuro.

O garoto apenas traduz a frase em seu celular e escreve num papel para Anna, dizendo “Garota, Província de Tóquio. Capital do Japão, escola Raimon, você vai saber chegar lá!”. Ele apenas sai da casa, obviamente ir treinar na sede do Time de Hokkaido. Ela lê o papel e o aperta, falando:

Anna: QUE SACO! PORQUE ELE NÃO ME AJUDOU NEM NADA?! PAI, EU PRECISO VER ESSE GAROTO!

Atsuya: ANNA, É OUTRO DISTRITO, ESTAMOS EM HOKKAIDO E ESSE GAROTO ESTÁ EM KANTO, NÃO SEJA PRECIPITADA! Não posso te deixar sair assim..

Fubuki: Fique calmo, Atsuya. Eu não sei do que fala, mas tenho quase certeza que essa menina quer ir pra Kanto. Sabe, Yubetsu é filho de um grande amigo meu.. E tenha certeza, ele já veio pra cá, justamente para levar Furosuto para Raimon. Eu conheço aquele menino e os outros dois que vieram com ele com a palma da minha mão, e eles voltaram seguros pra casa.

Atsuya: Não me diz que você apoia ela ir sozinha pra lá?!

Fubuki: São só 2 dias de viagem, acredite, hoje em dia não ocorre mais tanta desgraça que nem antigamente.

Anna: Eu sei lá oque você acha pai, mas eu vim aqui porque eu sei: Os mais fortes não estão nos Estados Unidos, e sim no Japão! — Ela fala, confiante.

Atsuya: Ah.. Mas você nem japonês sabe!

Fubuki: Fique tranquilo, em 1 mês ela pode aprender tudo que precisa pra sobreviver aqui. — De repente Furosuto aparece na fresta da porta, falando:

Furosuto: E pessoal, o Yubetsu meio que quebrou o braço e ele só pode jogar daqui a 1 mês. Se a menina aí quer jogar contra ele, que espere um pouco. E falando nisso, ele e o Théos vão pra uma tal de Torre Celestial.

Ele volta correndo pra ir pra sede, e Atsuya traduz pra Anna, que fica de cabeça baixa e um pouco magoada. Fubuki fala, sorrindo e com um olho fechado:

Fubuki: Atsuya, fique tranquilo. Nós podemos ensinar a Anna todo o japonês do mundo, e quando ter o tempo certo ela irá pra Kanto ir ver Yubetsu Endo, o goleiro mais forte!

Atsuya: Hehe.. Você não muda nada.

Ele traduz pra Anna e nem dá tempo dela sorrir ou pedir obrigado a Fubuki, eles já estavam numa mesa para Anna aprender Japonês. Fubuki pega seu celular pra poder traduzir algumas coisas que ele ia falar pra Anna, e a garota sorri. Ela tinha certeza que aquela seria sua Nova Casa.

Aeroporto de Tóquio, 15:00

Noraneko: Bom, tenho que ir! — Noraneko fala, com toda a Raimon olhando ele. Yubetsu comenta com seu amigo, um pouco magoado:

Yubetsu: Noraneko, porque você tem que ir pra tão longe?! Qual é!

Noraneko: Vamos lá, Yuu. Sabe, lá em Yakushima é um lugar perfeito pra eu treinar. Ainda mais agora que eu tenho uma nova meta.

Théos fica curioso e pergunta, se surpreendendo com a resposta:

Noraneko: O próximo a ter uma técnica de reforço sou eu! — Os olhos de Noraneko piscam em verde e todos ficam chocados. Yubetsu salta de alegria e faz um toca aqui com seu amigo, que sai correndo, o avião já ia sair e seu pai estava o esperando.

Amaterasu: É muito legal ver o Noraneko se esforçando!

Yahiko: Sim, o Noraneko é muito forte, estou curioso pra ver qual será a técnica de reforço dele!

Yubetsu: Bom.. O Tatsumaki e o Sora foram embora hoje cedo pra Hokkaido. Tomara que eles fiquem bem fortes também!

Sakin: Falando nisso, Kyoko, Yukiny, oque vocês vão fazer agora nesses dois meses? — Sakin pergunta, e Amaterasu sorri, abraçando o pescoço de suas duas amigas.

Amaterasu: Elas vão ser minha responsabilidade nesses dois meses!

Yukiny: A tia Terasu é MUITOOO forte e inteligente! Ela vai me fazer ficar melhor que o Matsuda ou até mesmo o Théos!

Kyoko: Ei, não exagera, mana. — As três começam a rir. Yubetsu pergunta a Matsuda, que estava sério, como sempre.

Yubetsu: Matsuda, e você, oque vai fazer?

Matsuda: Eu bem que poderia ir pra Torre Celestial e dar uma surra no Théos, mas eu vou ir pra Cidade dos Samurais, existe um rumor que eu quero checar lá.

Théos faz uma cara de raiva e Yubetsu fala, empolgado:

Yubetsu: VOCÊ VAI PRA KYOTO?! QUE IRADO!

Yahiko: E que rumor seria esse, Matsuda? — Yahiko fala, curioso. Matsuda apenas responde com um sorriso de canto, falando:

Matsuda: Existem rumores que uma pedra de fogo está alojada na parede de um templo de lá. Esse templo foi uma vez usado para louvar a família imperial, e sabe, dizem que ninguém consegue tirar aquela pedra e somente o Imperador vai conseguir tomar posse da jóia.

Todos imaginam a mesma coisa: “Henkan Key!” mas ninguém fala nada. Matsuda fala de novo:

Matsuda: Eu vou partir amanhã, até mais ver.

O garoto vai embora de todos ficam pasmos. Eles sabiam que aquilo era alguma Henkan Key e que Matsuda ia fazer de tudo pra tirar ela dali.

Amaterasu: Eu.. Não creio.

Kyodaina estava de cabeça baixa. Ele ainda não tinha nenhum plano de treinamento, todos estavam empolgados mas ele não tinha nada para pensar. Os garotos começam a ir embora após a tensão de Matsuda, e Kyodaina fica perdido na multidão de pessoas.

???: Ei, gigante, oque você quer da vida, afinal de contas?

Kyodaina houve a voz, ela era familiar. Imponente e séria, ele olha para seu lado e Tsurugi Kyousuke estava encostado numa pilastra. Ele fala, e Kyodaina derrama uma lágrima:

Tsurugi: Você gosta do chão? Quer que ele passe sobre você?

Kyodaina: N-Não.. Mas porque? Porque você..? 

Tsurugi: Eu irei te treinar.

Todos da Raimon e até aqueles que nem eram dela começaram seus treinamentos especiais. O nacional estava a 2 meses de acontecer e todos tinham objetivos diferentes de certa forma. Alguns se proporcionaram a treinamentos, outros a achar artefatos que queriam.
Mas no final todos queriam ganhar.

Torre Celestial, 20:00

Secretário: Senhorita Afuro, por favor me acompanhe a seu quarto especial.

???: Meh.

O secretário o leva até o vigésimo quinto andar, e lá tinha um quarto reservado para a menina. Ela entra no quarto que era do jeito que ela pediu, mas como sempre, nunca era o bastante pra abastecer sua vaidade. Ela nem pede obrigado ao secretário, que fala, saindo do quarto:

Secretário: Qualquer coisa é só nos pedir, senhorita Sophie Afuro.

A menina pega uma maçã caramelada de uma pote de vidro cheio de detalhes. Ela dá uma mordida fala, charmosa e mesquinha como sempre:

Sophie: Ora, ora.. O irmãozinho irá ficar contente quando saber que eu vim escondida dele pra cá.. Mal sabe ele que eu já voltei da Suíça!

Ela dá mais uma mordida e fala, começando a trovejar.

Sophie: Como ousa o Théos vir pra Torre Celestial sem minha permissão?  


Notas Finais


Obrigado por ler!
E o destino do Kyodaina.. puff, o melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...