História Incertezas - Spoby - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Hanna Marin, Jenna Marshall, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh, Wren Kingston, Yvonne Phillips
Tags Spoby
Visualizações 61
Palavras 1.654
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


EU POSTEI NA OUTRA SORRY KKKKKKKKKK, mas eu resolvi colocar tudo num capitulo só, espero q gostem, beijos da vaca 🐄😂❤ ah e eu mudei o nome da garota ok? Nn me matem por isso

Capítulo 6 - Capitulo 6


Fanfic / Fanfiction Incertezas - Spoby - Capítulo 6 - Capitulo 6

Spencer estava em casa, o relógio marcava 15:15 estava lá ansiosa para ir ao orfanato, como ainda era cedo resolveu fazer um café, Toby estava no escritório da casa olhando alguns papéis enquadro Spencer assistia um programa qualquer. Foi em direção a cozinha, mas viu que não tinha mais café no pote transparente de tampa roxa onde guardavam o pó, foi até a dispensa da casa onde deixavam os alimentos entre outras coisas, vizualizou o pacote de café assim que entrou na dispensa, pegou o mesmo, só que algo caiu no chão, algo como uma foto, abaixou-se para pega-la, estava empoeirada assoprou a mesma que logo revelara uma criança de olhos azuis, uma franja alisada, bochechas rosadas e branquinhas, os traços de Spencer eram visíveis naquela garota. Spencer deixou o pacote cair junto da foto, sentiu-se tonta e logo foi perdendo os sentidos, viu sua visão ficar escurecida e caiu no chão. Seu corpo em contato com o chão de madeira fez um grande barulho. Toby que estava no escritório ouviu o barulho, largou rapidamente os papéis levantando-se da cadeira preta acolchoada, correu pela porta aberta em direção as escadas, seu aperto no peito só aumentava ao não encontrar a morena na sala onde havia ficado, correu até a cozinha não encontrando nada. Viu o pote de café em cima do balcão de mármore e lembrou-se da dispensa. Correu em direção a mesma achando a bela morena estirada no chão, correu até a mesma a pegando no colo com o coração apertado, deitou-a no sofá, foi em direção ao armário de limpeza e pegou o álcool que achou lá, derramou o líquido em um pano que pegou na gaveta e correu em direção a morena, pegou o pano e colocou no nariz da mesma, logo vendo seus lábios se contorcerem afastou o pano. A garota abriu os olhos desnorteada, sua cabeça doía, procurava o semblante de olhos azuis por todos os lados o encontrando ao seu lado, seu impulso foi abraça-lo e chorar muito, chorou, chorou, até não restar mais lágrimas. Afastou-se do rapaz para encara-lo e logo encontrou os olhos azuis preocupados e tristes do mesmo.

-eu to bem. -a morena disse acariciando a bochecha de toby.

-Spencer você desmaiou na dispensa, você não está bem. -ele disse em tom preocupado.

-Você viu a foto?

-que foto? -ele respondeu sem entender.

-Vai na dispensa e olha pro chão...

Ele foi até o local e olhou para o chão, vendo um pacote de café e uma foto do lado, apanhou a foto do chão vendo a mesma coisa que spencer viu. Se ajoelhou no chão olhando a foto da garotinha. Deixou sair tudo que prendeu durante todos esses anos. Ficou lá por 5 minutos chorando olhando a foto da garotinha, quando sentiu a mão macia de spencer sobre seu ombro, ele virou e a encarou, ele estava com os olhos vermelhos e inchados. Aquilo doía no fundo da alma de Spencer. Toby guardou a foto no bolso e levantou-se abraçando fortemente a mulher que estava ao seu lado. Eles se sentaram abraçados sobre o sofá da casa, dormiram um pouco quando o celular de spencer toca, a mesma levanta e olha pra hora, ja eram 15:57, foi em direção à toby e sentou ao seu lado observando o mesmo dormir levemente, deu um beijo em sua testa e foi tomar banho. Tomou o banho e vestiu uma roupa qualquer do guarda-roupa, desceu as escadas e acordou toby com selinhos, o mesmo ja estava arrumado, o relogio marcava 16:09, eram 20 minutos de rosewood até esse orfanato, entreram no carro e foram para o orfanato.

Chegaram no local, era meio afastado das cidades e não o achavam no google maps ou qualquer desses aplicativos, a entrada era um portão de ferro com uma cruz no meio, tinha paredes grandes em volta e a casa ficava lá atrás.

Antes de sairem do carro toby pegou a mão de Spencer o que a fez encara-lo, ele entrelaçou os dedos aos dela:

-eu te amo e a gente vai achar ela. -ele disse e beijou a mão da mesma, ela sorriu e assentiu.

Eles sairam do carro e deram as mãos indo em direção ao convento, atravessaram o portão, estavam no meio do grande pátio do convento quando uma garota de mais ou menos 12 anos esbarrou no casal caindo no chão, Toby olhou bem a menina que havia se arranhando soltando rapidamente a mão de Spencer.


-Hey você ta bem? -o homem de olhos azuis perguntou.

-Desculpa, desculpa mesmo, eu tava correndo e não vi vocês desculpa. - agarota disse apreensiva, estava com medo das freiras brigarem com a mesma.

-Ei, ta tudo bem, se acalma, foi só um acidente. -disse Spencer estendendo a mão para a garota levantar.

-obrigada. Ah e seus olhos são muito bonitos. -a garota disse apontando pra toby que logo deu um sorriso voltando a pegar a mão da amada. -Vocês estão procurando a Madre? -Logo escutaram as portas serem abertas revelando uma mulher de uns 57 anos com uma roupa de freira.

-SKYLER O QUE ESTÁ FAZENDO FORA DO DORMITÓRIO? -ao ouvir o nome Spencer olhou para Toby que sorriu apertando mais a mão da mesma.

-Madre, desculpa, a Lia me chamou e eu estava indo em direção ao dormitório quando esbarrei neles que a propósito estão procurando você. -A garota disse rapido, fazendo Toby rir da rapidez da menina.


-Calma garotinha, respira. -Spencer disse rindo e acariciando os cabelos da bela menina.

-Vá para o dormitório Skyler, nos falamos depois. Senhor e Senhora Cavanaugh vamos, me acompanhem.

A garota saiu em disparada para o dormitorio onde dormia todos os dias, esbarrando em Tyler, seu "melhor amigo" por quem ela tinha um paixão secreta. Correu para o quarto encontrando Lia sentada na cama.

-LIA. -a garota gritou assim que entrou no quarto que dividia com a mesma.

-Oi. -A garota que lia "Cidades de Papel" na poltrona voltou sua atenção para a melhor amiga.

-Eu vi um casal, o homem tinha olho azul, a mulher tinha franja e cabelo castanho, dai eu esbarrei neles e a madre reclamou por eu estar no pátio e esbarrar nas visitas e eu acho que vou mr dar mal. -a garota disse muito rapido fazendo lia rir descontroladamente de seu desespero. -ta rindo de que? Tem algum palhaço aqui?

-Tem. Você. Ta. Muito. Nervosa. Com. Uma. Coisa. Simples. Ai. Minha. Barriga. -a garota dizia pausadamente entre as risadas.

-Cala a boca desgraçada. -disse Skyler jogando uma almofada na amiga.

E n q u a n t o  i s s o

-Sentem-se. -pediu a madre. -Mas a que devo a honra da visita de vocês.

-Bem, há exatamente 12 anos, ela teve a nossa filha, o nome dela era Skyler, só que ela foi sequestrada lovo depois de nascer, e a gente procura ela faz 12 anos, então eu queria perguntar se essa garota *mostrou a foto que achou no chão da dispensa* mora aqui. -o belo rapaz de olhos azuis perguntou.

-Só um minuto. -A mulher alta saiu pela sala deixando Toby e Spencer com expressões confusas.

A madre foi em direção a uma das freiras, ela se chamava Maria.

-Onde está Skyler? -A madre perguntou apreensiva.

-No dormitório com a Lia. Aconteceu alguma coisa Madre? -a freira viu a expressão angustiada da Madre.

-Posso ter achado os pais dela. -disse a mulher indo ao dormitório feminino, adentrou o quarto, era um grande quarto, 3 camas, rosa, uma boa decoração. As garotas logo olharam para a madre.

-Sim madre? -perguntou Skyler.

-Preciso que venha comigo Skyler. -A .adre disse por fim, sendo seguida pela garota de olhos azuis. Adentraram a sala da Madre onde o casal estava olhando para frente sem perceber que alguem havia entrado.

-Ah, por que me trouxe para ver o casal bonito? Pedir desculpas? -a garota perguntou confusa.

-Senhor e senhorita Cavanaugh, essa é Skyler, a possivel filha de vocês. -Spencer ficou em choque, Toby arregalou os olhos deixando uma pequena lágrima escapar de seus olhos azuis, a garota assimilava a situação, poderia ser seus pais, era seus pais, Spencer olhou para Toby que soluçava ao seu lado. Olhou para a garota confusa a sua frente e olhou para a madre que tinha uma expressão cuidadosa no rosto.

-O que estão esperando para abracar a filha de vocês? -A garota perguntou chorando com um sorriso na face.Toby correu e pegou a garota nos braços analisando cada milímetro de seu rosto.

-Você não sabe o quanto eu te procurei pequena. -disse Toby abraçando-a mais forte, a garota estava intrigada pelo fato da bela mulher não ter se movido um centímetro desde que recebeu a noticia.

-Por que ela não veio até a gente? -A garota perguntou saindo do abraço do novo "Pai".

-Só um segundo pequena. -Toby foi em direção a Spencer que estava em um devido choque, sem nenhuma expressão aparente, ele abraçou a mulher que agora soluçava. Skyler se aproximou da Madre e ficou ao lado dela observando a cena.

-Ela ta viva meu amor, nossa filha, nossa filha. -Toby abraçou Spencer forte, tão forte que não sabe como não a machucou. Sprncer devolveu o abraço sussurrando "ela ta viva" "ela não morreu" no ouvido de Toby. Logo se desvencilhou do abraço e olhou a garota que sorriu envergonhada com o olhar da bela mulher.

-Posso te dar um abraço?  -Skyler perguntou.


-É logico que pode. -A bela mulher respondeu.

Elas deram um grande abraço apertado que logo foi interrompido pela madre.

-Vocês teram que fazer um teste de DNA para comprovar enquanto isso Skyler continua no orfanato, todos de acordo? -A madre perguntou.

-Sim. -reponderam em coro.

Spencer e Toby foram pra casa felizes da vida, finalmente, finalmente acharam a filha deles, Skyler voltou para o quarto e se deitou na cama pensando nas coisas que haviam acontecido em apenas uma tarde, muita coisa mudaria daqui pra frente....

Continua?!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...